• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Construindo um espaço comum entre dstaids e atenção básica 2012
 

Construindo um espaço comum entre dstaids e atenção básica 2012

on

  • 696 views

Construindo um espaço comum entre DST/AIDS e Atenção básica. ...

Construindo um espaço comum entre DST/AIDS e Atenção básica.

Atenção Básica e as ações preventivas em DST/Aids no SUS: interfaces, desafios e potencialidades;

Fatores importantes para estabelecer uma rede integrada de cuidado nesta área;
A importância da gestão em saúde no contexto do SUS;

Identificação de problemas e alternativas para o enfrentamento da vulnerabilidade programática das DST/Aids.
Obrigada !

Gerência de Prevenção - Fones:(11) 5087-9898 / 9902

Statistics

Views

Total Views
696
Views on SlideShare
686
Embed Views
10

Actions

Likes
0
Downloads
4
Comments
0

1 Embed 10

http://www.saude.sp.gov.br 10

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

CC Attribution-NonCommercial-ShareAlike LicenseCC Attribution-NonCommercial-ShareAlike LicenseCC Attribution-NonCommercial-ShareAlike License

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Construindo um espaço comum entre dstaids e atenção básica 2012 Construindo um espaço comum entre dstaids e atenção básica 2012 Presentation Transcript

    • COMO FORTALECER AS AÇÕES EMDST/HIV/AIDS NA REDE BÁSICA DE SAÚDE
    • Construindo um espaço comum entre DST/AIDS e Atenção básica.• Atenção Básica e as ações preventivas em DST/Aids no SUS: interfaces, desafios e potencialidades;• Fatores importantes para estabelecer uma rede integrada de cuidado nesta área;• A importância da gestão em saúde no contexto do SUS;• Identificação de problemas e alternativas para o enfrentamento da vulnerabilidade programática das DST/Aids;
    • Ações de prevenção de DST/Aids realizadas na Rede de Atenção Básica Diminuição da Transmissão Vertical da Sífilis e do HIV; - Atenção ao Pré Natal - Pré Natal do Homem - Aplicação da penicilina benzatina Captação Precoce dos Casos de HIV +; Tratamento das DST de Forma Rápida e Eficiente; Fluxo Laboratorial Estabelecido Dentro do Município e dos Serviços; Fluxo de Medicamentos Para DST Estabelecido e Adequado à Realidade de Cada Município;
    • Ações de prevenção de DST/Aids realizadas na Rede de Atenção Básica Dados de notificação das DST Incorporada Pelos Profissionais dos Serviços e Diminuição da Sub- Notificação; Ampliação do Número de Testagens Sorológicas; - Aconselhamento Pré e pós teste - Abordagem Consentida Interpretação de Dados Epidemiológicos Pelo Gestor Municipal, Como Instrumento de Planejamento;
    • Ações de prevenção de DST/Aids realizadas na Rede de Atenção Básica Ações de Prevenção Para População Identificada Como Vulnerável Para Adquirir DST/AIDS; - Desconstruindo estigmas e discriminação no trabalho em saúde - Acessibilidade (insumos, consultas, horários de atendimento etc) - Trabalhos extra muros - Distribuição de insumos Incorporação da Metodologia Proposta pelo Programa Estadual de DST/Aids – SP Como Forma de Monitoramento dos Serviços Demais Municípios - Participação da sociedade civil na rede de atenção Livre acesso na distribuição de insumos prevenção (preservativos e KIT de redução de danos)
    • Atenção Básica, Trabalho em rede e prevenção das DST/AidsO papel da rede especializada para implementar as ações de DST/AIDSIdentificação de parcerias no entorno ( escolas, centroscomunitários, casa da juventude, templos religiosos, etc)Desenvolvimento de trabalhos conjuntos com outras secretariasDesenvolvimento de ações conjuntas entre CTA e SAE
    • Exemplo de ações realizadas no entorno de 2402 Unidades Básicas referentes 501municípios58 - A sua unidade r ealiza algum a at ividade ext ra-m uros de Qt d Qt d %prevenção às DST/ Aids?A. Escola 1350 56.20 %B. Comunidade 1120 46.63 %C. Empresas 296 12.32 %D. Espaços Religiosos 218 9.08 %E. Festas Comemorativas 373 15.53 %F. Delegacias e presídios 74 3.08 %G. Atividades de esporte, lazer e cultura 273 11.37 %H. Associações de amigos do bairro 221 9.20 %I. A unidade não realiza ativdades extra-muros de prevenção as 685 28.52 %DST/ AIDSJ. Outros 458 19.07 %
    • OFERTA TESTE HIV47 - Est a unidade realiza ofert a de sorologia para o HI V? Qt d Qt d %Não realiza oferta, encaminha 123 5.12 %Realiza por Demanda espontânea 1790 74.52 %Realiza no Exame de Papanicolau 599 24.94 %Realiza no Pré-natal 2062 85.85 %Durante a realização do teste de gravidez 348 14.49 %Aos Parceiros de gestantes 634 26.39 %Aos portadores de DSTs, inclusive Hepatites virais 1694 70.52 %Em casos de suspeita de tuberculose 967 40.26 %Em casos de Acidente biológico 1764 73.44 %Em casos de abuso/violência sexual 1640 68.28 %Realiza no Planejamento familiar 574 23.90 %Realiza na entrega de preservativos 175 7.29 %No Atendimento clínico para o homem 597 24.85 %No Atendimento aos idosos 351 14.61 %Em casos confirmados de tuberculose 1203 50.08 %Outros 477 19.86 %
    • ATIVIDADES EXTRA-MUROS 58 - A sua unidade realiza alguma atividade extra-muros de Qtd Qtd % prevenção às DST/ Aids? A. Escola 1350 56.20 % B. Comunidade 1120 46.63 % C. Empresas 296 12.32 % D. Espaços Religiosos 218 9.08 % E. Festas Comemorativas 373 15.53 % F. Delegacias e presídios 74 3.08 % G. Atividades de esporte, lazer e cultura 273 11.37 % H. Associações de amigos do bairro 221 9.20 % I. A unidade não realiza ativdades extra-muros de prevenção as 685 28.52 % DST/AIDS J. Outros 458 19.07 %
    • Obrigada !Gerência de PrevençãoFones:(11) 5087-9898 / 9902