Gestão estratégica com pessoas Claudio Tosta

2,308
-1

Published on

Um projeto do Instituto de Administração do Espírito Santo - IAES, o Café & Gestão pretende promover a capacitação do profissional administrador com debates sobre temas atuais. A palestra “Gestão Estratégica com Pessoas” do Prof. Cláudio Tosta.

Published in: Business
0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
2,308
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
111
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Gestão estratégica com pessoas Claudio Tosta

  1. 1. Gestão Estratégica Com Pessoas Energia em resultados
  2. 2. Quer resultados melhores e duradouros? Invista nas pessoas !!!
  3. 3. Estratégias e tipos de comportamento Lidando com pessoas difíceis Transformando pessoas em equipes Gestão do conhecimento/Educação corporativa Clima organizacional e resultados Melhoria dos processos e da QVT Riscos Atração, seleção e retenção Desenvolvimento Competências Conflitos e negociação Gestão com pessoas
  4. 4. Gestão estratégica com pessoas Estratégias em gestão com pessoas Gestão com pessoas estratégicas Estratégias de gestão em gestão estratégica com pessoas estratégicas Definições de: Gestão Estratégia Com Pessoas Gestão com pessoas
  5. 5.  COM PESSOAS ?  PARA PESSOAS ?  ENTRE PESSOAS ?  SEM PESSOAS ? • DE PESSOAS ? • POR PESSOAS ? • DAS PESSOAS ? • APESAR DAS PESSOAS ? GESTÃO É
  6. 6. Bom estar aqui com vocês e Obrigado pelo convite e presença. Cláudio Alexandre Tosta Docente de Pós graduação da FGV - Fundação Getulio Vargas Consultor de empresas em Desenvolvimento Institucional Gestão Estratégica com Pessoas Ética e responsabilidade Social e ambiental Cirurgião Facial Voluntário Gestão com pessoas
  7. 7. •Mais tolerância •Trabalham fora•Descompromisso •Facilidades •Educação formal •Mais liberdade •Rigidez •Dificuldade • Escravidão Geração Bisavós Geração Avós Geração Pais Geração Atual Características pessoais principais
  8. 8. Arranjos Familiares Pai Mãe Filhos Avós Gestão com pessoas
  9. 9. Gestão com pessoas
  10. 10. COMUNICAÇÃO Gestão com pessoas
  11. 11. Gestão com pessoas
  12. 12. COMUNICAÇÃO Formas Ruídos Comunicação entre pessoas Comunicação entre grupos Gestão com pessoas
  13. 13. Gestão com pessoas Linguagens Verbais Não verbais olhar gesto falta de retorno sinais e sintomas sinais “patognomônicos” forma de escrever e o que está escrito “recados” “algo no ar” Obs.: lagartixa
  14. 14. Gestão com pessoas Paralinguagem/ paraverbal – Jeito q se fala Cinésia Linguagem do corpo (o corpo fala) Tacência Tocar
  15. 15. Gestão com pessoas Mensagem subliminar Voluntárias Involuntárias O consciente e o inconsciente
  16. 16. Denotação Conotação Comunicação 1) Emoção – Cérebro – corpo (olho, gestos) - Boca 2) Olhar/ouvido – Cérebro – Coração ou qq outro (sentimento) Gestão com pessoas
  17. 17. Gestão com pessoas
  18. 18. Gestão com pessoas Detecção dos sentidos Desconfiômetro, Setocômetro Semancômetro
  19. 19. A arte do Direito
  20. 20. Eu levo ou deixo??? Diz a lenda que Rui barbosa ao chegar em casa... Oh, bucéfalo anácrono! Não o interpelo pelo valor intrínseco dos bípedes palmípedes, mas sim pelo ato vil e sorrateiro de profanares o recôndito da minha habitação, levando meus ovíparos à sorrelfa e à socapa Se fazes isso por necessidade, transijo; mas se é para zombares da minha elevada prosopopéia de cidadão digno e honrado, dar-te-ei com minha bengala fosfórica bem no alto da tua sinagoga, e o farei com tal ímpeto que te reduzirei à qüinquagésima potência que o vulgo denomina nada. E o ladrão, confuso, diz: - ' Dotô, eu levo ou deixo os pato?'
  21. 21. Pode independer do esforço realizado Pós Pós venda* * ???… Percepção
  22. 22. Local de atuação (organização) É preciso que a organização defina e pratique, claramente: Missão Visão Valores Negócio Só a partir daí se define a política e o perfil dos colaboradores Gestão com pessoas
  23. 23. Qual a opinião dos seus colegas sobre seu trabalho? E sobre sua vida pessoal? Uma coisa tem a haver com a outra? Gestão com pessoas
  24. 24. Com quem podemos contar. Pesquisa mundial: 5% dos profissionais trabalha com evidência científica. São denominados visionários pelas propostas que fazem 25% implanta o que os visionários criam 50% implanta, mas resiste Em qual faixa você se encaixa? Gestão com pessoas
  25. 25. 20% não mudam de forma alguma Em qual faixa você se encaixa? Gestão com pessoas
  26. 26. Teoria, na prática, é outra coisa. “O maior desafio em Gestão com Pessoas é encurtar a distância entre Teoria e Prática, naquilo que se refere às pessoas e ao meio, diferenciando suas ações do estigma do RH”. Gestão com pessoas
  27. 27. Gestão com pessoas
  28. 28. Quer conhecer alguém, dê a ela o poder Quem conhecê-la, verdadeiramente, retire dela o poder Deve ser utilizado por quem sabe, e não por quem o tem * cuidado com cordeirinhos (as) Gestão com pessoas
  29. 29. “A pior coisa em uma decisão é a solidão” Pedro Bispo (FGV) Decisão x processo decisório
  30. 30. Toda decisão tem ônus Só toma decisão quer precisa tomar Há ônus também quando não se decide Vc sabe o que é óbvio??? Gestão com pessoas
  31. 31. Erros e acertos Erro – só obtém quem faz algo Pessoas que não erram: covardes, submissos, “tanto faz”, grupo do “quanto pior, melhor”, aquele que só critica, pessimistas e críticos de plantão, Os “perfeitos” que nunca erram. Acerto – só ocorre quando você não erra Gestão com pessoas
  32. 32. Acordei com uma forte ressaca e do lado da cama havia um copo d'água e duas aspirinas. Olhei em volta e vi minha roupa passada e pendurada. O quarto estava em perfeita ordem. Havia um bilhete de minha mulher: 'Querido, deixei seu café pronto na cozinha. Fui ao supermercado. Beijos.' Desci e encontrei uma mesa cheia, café esperando por mim. Perguntei à minha filha: - O que aconteceu ontem? -Bem, Pai, você chegou às 3 da madrugada, completamente bêbado, vomitou no tapete da sala, quebrou móveis e urinou na cristaleira antes de chegar no quarto. -E por que está tudo arrumado, café preparado, roupa passada, aspirinas para a ressaca e um bilhete amoroso da sua mãe? -Bem, é que mamãe o arrastou até a cama e, quando ela estava tirando a sua calça, você gritou: Espere para falar na hora certa, a coisa certa e com a pessoa certa
  33. 33. Liderança Carisma, cuidado, resultados e bom senso “Gestão por competências” Identificar estratégicos e operadores Quem cria e quem mantém Quem agrega e quem separa Quem supera e cumpre as metas Fast up ou slow down ? Gestão com pessoas
  34. 34. Formas de liderar O gestor/chefe deve ser exemplo A culpa é SEMPRE “do chefe” Com, sem ou apesar das pessoas lideradas Com, sem ou apesar dos clientes/usuários Com, sem ou apesar dos objetivos da organização Gestão com pessoas
  35. 35. Posturas do líder Estimula as diferenças Fomenta à contrariedade ideológica criativa Orienta o rumo Regula Apóia Explica Chama a atenção Gestão com pessoas
  36. 36. Posturas do líder Humildade Gestão com pessoas
  37. 37. Gestão com pessoas
  38. 38. Posturas Trabalha profissionalmente e com ética Não mistura questões pessoais Sabe ouvir e ser criticado Reconhece erros Pede desculpas É exemplo! Líder
  39. 39. Formação de atuação Do Líder/gestor Da Equipe Gestão do indivíduo (por CPF) Gestão das equipes Autoritário, sabe tudo, não ouve ninguém ou ouve demais Só para “constar” Participativa Empolgante x “sacal” Gestão com pessoas
  40. 40. Gestão com pessoas Fluxograma de Resolução de Problemas na Empresa NÃO MEXA S I M N Ã O S I M SEU IDIOTA N Ã O VAI ESTOURAR NA SUA MÃO? N Ã O FINJA QUE NÃO VIU ALGUÉM SABE? VOCÊ TÁ FERRADO S I MS I M N Ã O ESCONDA VOCÊ PODE CULPAR OUTRA PESSOA? N Ã O ENTÃO, NÃO HÁ PROBLEMA S I M A COISA FUNCIONA? VOCÊ MEXEU NELA?
  41. 41. Formas de chegar à liderança Mérito Reconhecimento Indicação Sorte Proteção de alguém (QI) Transmissão familiar Reconhecimento da equipe (com ou sem cargo/função) Postura Gestão com pessoas
  42. 42. Formas de chegar à liderança Subornando Corrompendo Infernizando Queimando os outros Mentindo Puxando o saco Sabotando Roubando Pisando Gestão com pessoas
  43. 43. Formas de chegar à liderança Competência Resolutividade Comportamento exemplar Reclamando pouco e trazendo resultados Conhecimento Relacionamento interpessoal Sendo claro Bom senso Observador e agregador Gestão com pessoas
  44. 44. Revolucionário na arte da escultura, hiper-realista, Ron Mueck, nasceu em Melbourne, na Austrália, em 1958.
  45. 45. “Seated Woman”, 1996 Mede, esta escultura, 1,76m de altura. Consegues acreditar que esta senhora é uma escultura?
  46. 46. Impressioante:estas 2 velhinhas são esculturas...
  47. 47. RON MUECK, em seu estúdio, com a maquete, de “Mulher Grávida” - em barro e pequena - como faz em todas as suas obras grandes. Mueck privilegia o nu, como na Grécia antiga, enfatizando, em suas obras, a presença física, sua robustez e peso.
  48. 48. “Pregnant Woman”, 1997 A escultura mede 2,52m de altura!
  49. 49. “Pregnant Woman” (sua dimensão)
  50. 50. De acordo com a crítica alemã, um dos mais fascinantes trabalhos sobre a beleza da maternidade! Ela já se encontra exausta e vulnerável. “Pregnant Woman”, (detalhes, principalmente dos cabelos, segundo críticos)
  51. 51. Trabalhando em sua obra... Detalhe de uma das mãos, com a perfeição das unhas, veias e manchas. Mueck insere os cabelos, perfeitos, na ecultura.
  52. 52. “In Bed”, 2000 “Old Woman in Bed”, 2001 (detalhe)
  53. 53. Foto que nos dá uma noção mais concreta da dimensão da escultura.
  54. 54. “Pinocchio”
  55. 55. “Big Man”, 1998 (1,83m de altura) Segundo a crítica, este é, dentre as obras de Mueck, o mais perfeito retrato da solidão humana!
  56. 56. “Mother and Child”, 2001 Segundo a crítica novaiorquina, esta escultura traduz o mais bem resolvido e terno retrato do nascimento de uma criança como jamais se viu!
  57. 57. “Mother and Child”, (outro ângulo)
  58. 58. “Man in the Boat” - detalhe - (seu pai) 1992
  59. 59. “Dead Dad” (silicone e tinta acrílica), 1996. Obra que gerou polêmica, por se tratar de seu pai e a extremada perfeição, em seus mínimos detalhes, da morte.
  60. 60. “Big Baby”, 1997 - com 0,87cm de altura.
  61. 61. O nome da obra é uma perfeita metáfora pelo desconforto da negação do próprio corpo adolescente. “GHOST”, 1998 “GHOST” mede 2,19m! Mueck dá os retoques finais em “Wilde Man”, com 3,80m de altura, para a Bienal de Veneza, vendo-se, ao fundo, a escultura “Big Man”, ainda encaixotada.
  62. 62. Dos mais impressionantes detalhes, notando-se as unhas (perfeitas), manchas, veias, pele e rugas. “Boy”, 1999 Medidas da escultura: 4,90m x 4,90m x 2,50m
  63. 63. “Boy” (detalhe do detalhe)
  64. 64. “Boy”, dimensão.
  65. 65. “Couple”, 2003
  66. 66. Organizações devem treinar... Tudo claro e prévio Rotinas bem definidas Constante diálogo e esclarecimento Evitar tratamento diferente para mesma situação Identificar quem sai da média (para cima e para baixo) Estimular novos valores
  67. 67. Informação Correta e o momento certo!!!! É sinônimo de poder e de resultados Tem mais valor que bens e reservas financeiras É fundamental estabelecer as redes fidedignas e rápidas Gestão com pessoas
  68. 68. Interlocutores Diferença entre “dar recado”e ser “facilitador” São bem vindos, quando bem indicados Evitam desgaste desnecessário Comunicação
  69. 69. Saiba escutar, sem interromper.... Joãozinho achou isso tão excitante, que não se conteve e correu pra casa para contar pra sua mãe o que tinha visto ... - Mamãe, mamãe, eu estava no playground da escola, quando vi o carro do papai indo pro mato com a tia Jane dentro ... Eu fui atrás pra ver e ele tava dando o maior beijo na tia Jane... depois ele a ajudou a tirar sua blusa ... aí a tia Jane ajudou o papai a tirar suas calças e depois a tia Jane e o Papai... Nesse ponto a mamãe o interrompeu e disse : - Joãozinho, essa é uma estória tão interessante, que tal você guardar o resto dela para a hora do jantar?.....Eu quero ver a cara do seu pai, quando você contar tudo isso hoje à noite! Na hora do jantar, a Mamãe pediu pro Joãozinho pra contar sua estória Joãozinho começou a sua estória: - Eu tava brincando no playground da escola, quando vi o carro do papai indo pro mato com a tia Jane dentro ... daí, fui correndo atrás pra ver e ele tava dando o maior beijo na tia Jane... aí ele a ajudou a tirar sua blusa ... aí a tia Jane ajudou o papai a tirar suas calcas e depois a tia Jane e o Papai começaram a fazer as mesmas coisas que a Mamãe e o tio Bill faziam, quando o Papai estava no exército ...' A mamãe desmaiou! Moral da estória : Às vezes é preciso ouvir toda a estória antes de interrompermos...
  70. 70. Comunicar resumidamente, focado, claro, objetivo A comunicação “olho no olho” Mas também é preciso querer ouvir... Muitas vezes não é “o que”, e sim, o “como” Gestão com pessoas
  71. 71. É preciso saber comunicar (quando, como, quem, onde, por que) Não basta querer comunicar ou se chefe, é preciso saber, ter carisma, saber se colocar e conseguir ser ouvido Pode ou não ter treinamento específico para isso Gestão com pessoas
  72. 72. Cultura (concordar x respeitar) (história, crenças, valores, momento que a pessoa/organização passa...) Organizacional Pessoal Grupal Social Do meio / mercado Do cliente/usuário Gestão com pessoas
  73. 73. A questão comportamental Você sabe quem você é? “Você é aquela pessoa que está sozinha, em local fechado (protegido) e controlado por você, totalmente no escuro, preferencialmente à noite. Essa pessoa é você” Cláudio Tosta Gestão com pessoas
  74. 74. Excesso: para mais ou menos, deve ser acompanhado e, talvez, tratado. Saúde Mental é questão de saúde pública e aumentando... TOC, PMD/Transtorno Bipolar, Patologias mentais, distúrbios e alterações comportamentais ***Stress*** Gestão com pessoas
  75. 75. Comportamento Fatores que interferem: Só Acompanhado (de quem?) Sendo filmado/gravado Tipo de público (platéia) História de vida Momento que está passando Há pessoas que possuem proteção natural e divina
  76. 76. Imagem Cuide primeiro de você Você estando bem fará mais pela organização e pela equipe Gestão com pessoas
  77. 77. Hierarquia Todos possuem alguma chefia Concorde ou não com a gestão, ela existe e deve ser respeitada Poder pode ser diferente de ter cargo/função Fuja da chefite crônica degenerativa supurante... Gestão com pessoas
  78. 78. Psicologia Organizacional Ramo específico da Psicologia que estuda e atua em organizações Gestão com pessoas
  79. 79. Pedagogia empresarial É a atuação do Pedadogo(a) em organizações Não apenas focado em educação, mas colaborando na estratégia Gestão com pessoas
  80. 80. Processo de Trabalho Stress Sedentarismo Falta de exercício Alimentação inadequada Pressões do cotidiano (família, sociedade) “Saúde mental” Efeito Somatório Deletério Crônico Permanente ou Irreversível QVT
  81. 81. Processo de Trabalho Trabalhar em pé ou sentado? H ?? V ?? Pacote completo ???? Gestão com pessoas
  82. 82. Educação corporativa Gestão do conhecimento
  83. 83. Deve ser uma estratégia Não é custo, é investimento Pontual, continuada, permanente Contextualizada Customizada In Company? Gestão do conhecimento
  84. 84. PCCS Meritocracia Atração, seleção e retenção
  85. 85. Vínculos Concurso Processo seletivo DT, etc Parceria (cessão temporária) Prestador (PJ) Gestão com pessoas
  86. 86. Melhorias Acordo de resultados Políticas (Educ. Permanente) Indicadores de resultados Mecanismos de avaliação Oportunidade de crescimento Gestão com pessoas
  87. 87. Local de trabalho No ambiente físico tradicional Circulando Home Office Em qq lugar, desde q resolva Gestão com pessoas
  88. 88. ESTADO Regulador e financiador Execução = prestadores Gestão com pessoas
  89. 89. Público x Particular (privado) Filantrópico Util. Pública Fundações OS OSCIP ONG Oportunidades de mercado
  90. 90. Clima organizacional É o que se percebe, mais do que se lê ou se vê... Tentar manter mesmo com, sem ou apesar das condições Eventos na organização (com ou sem família?) Gestão com pessoas
  91. 91. Equipes O longo trajeto entre individual para equipe Foco: em si (euquipe), na organização, no mercado, no mundo Multiprofissional Interdisciplinar Transdisciplinar Transprofissional “Apego” em Psicologia Relação interpessoal corporativa
  92. 92. Interesses Gestão com pessoas
  93. 93. Conflitos Ideológicos, Organizacionais Crenças Cultura pessoal/familiar Metas da organização Pessoas difíceis e negociação
  94. 94. Motivação Conceito Há estratégias para motivar e desmotivar Há pessoas auto motivadas Há pessoas que precisam de motivação constante Há pessoas imotiváveis “A energia no mundo é uma só e depende apenas de nós transformá-la em positiva, negativa ou neutra” CAT Gestão com pessoas
  95. 95. Habilidades Há pessoas que nasceram para determinadas funções? E há as que não nasceram para aquilo? É possível transformar alguém em talentoso? Gestão com pessoas
  96. 96. Rádio corredor Punhaladas Traíras Gestão com pessoas
  97. 97. Habilidades Jogo de cintura Flexibilidade Mas com foco e normas pré estabelecidas Pessoas difíceis II, o retorno…
  98. 98. Compromisso Deve ser, antes de tudo, pessoal, interno, postural, fisiológico, ético. Depois com a equipe e a organização Mas acima de tudo, com o usuário/cliente Trabalhar para o gestor/chefe Para a organização Para você Para sua equipe Para o usuário/cliente Para a missão Gestão com pessoas
  99. 99. As relações que você constrói determinarão como você trabalhará Só Dupla Pequenos grupos Grupos maiores Equipe Vc deve ser o primeiro exemplo a fazer o certo e a ser seguido Gestão com pessoas
  100. 100. Apego Gestão com pessoas
  101. 101. Negociações (pode ser uma simples conversa sobre gestão da clínica) Fáceis x Médias x Difíceis Basear na confiança e na transparência Jamais subjulgar (visão estereotipada) Flexibilidade Ser oportuno x ser oportunista Nunca, jamais, “ACUAR” Gestão com pessoas
  102. 102. Saber ceder é tão importante quanto manter a posição Não há vergonha em pedir desculpas e nem em desistir Assim, como não é pecado reconhecer que o outro “ganhou” Gestão com pessoas
  103. 103. Conflitos Definição: é ... Tipos: com você mesmo, com outros e há quem entre em conflito com o mundo inteiro (complô intergaláctico...) Pode ser raro, ocasional ou constante Abuso de poder
  104. 104. Às vezes é necessário e estimulado (oficina sobre tempestade de idéias) Mas deve ser controlado Conflitos
  105. 105. Pessoas difíceis Metidas, chatas, prolixas, devagar em tudo, contam vantagens, Falam demais... Cuidado que podem pensar isso de você... Gestão com pessoas
  106. 106. Mto do que se sofre nas relações interpessoais é porque gostaríamos que, frente a um fato, os outros agissem como NÓS achamos correto. Mas as pessoas são como elas são e um segredo para conviver melhor e se aborrecer menos é aceitar os outros como são, e não como gostaríamos que fossem. Pessoas difíceis III, a revenche…
  107. 107. Outro ponto para sofrer menos e melhorar as relações Faça tudo sem esperar retorno, agradecimento ou reconhecimento. Faça porque você sabe que deve, mas não cobre Futuro, principalmente favores e ajudas Pessoas difíceis IV, a saga continua…
  108. 108. Acidentes e Imprevistos Gestão com pessoas
  109. 109. Mudanças Zona de conforto Mudanças são necessárias, sempre Ocorrerão de qualquer forma (curso natural) Mas há mudanças desnecessárias (modismo, falta de conhecimento, pressões externas, despreparo gerencial ou técnico... Gestão com pessoas
  110. 110. Há pessoas que já nascem juízes (as) Cuidado com julgamentos sem conhecer toda a questão Gestão com pessoas
  111. 111. Gestão com pessoas
  112. 112. O mesmo fato é interpretado de formas diferentes. O que é engraçado para uns é horrível para outros Gestão com pessoas
  113. 113. Gestão com pessoas
  114. 114. Quem prejudica paga mais caro, rápido e aqui mesmo, do que Quem é prejudicado.
  115. 115. Situações delicadas e incômodas Olhe o mérito (conteúdo) e não apenas a forma Pré julgamento e visão estereotipada
  116. 116. Trabalhar sob pressão e sem condições Gestão com pessoas
  117. 117. Resultados Djavan Tem que ser bom para todos os envolvidos Ganhar ganhando Ganhar perdendo Perder ganhando Perder perdendo Ir até o limite da ética e das opções de negociação Mais que isso é melhor desistir Gestão com pessoas
  118. 118. Avaliação de desempenho (com acompanhamento e feed back) Formal ou não Identificada ou não 5W 2H 360 graus Que bom, que pena, que tal Auto Por resultados Feita pelo usuário/cliente CLIMA ORGANIZACIONAL A gestão por competência Retenção de pessoas
  119. 119. Política (estratégia) de valorização das pessoas EP PCCS Incentivos (mas com regras) Acordo de resultados Apoio às dificuldades individuais Cuidado com processo de trabalho Reconhecimentos (por mérito) Postura dos gestores Fomento à cultura e ao bem estar Condicionamento físico (DORT/LER, orientações sobre Nutrição... Detalhes que fazem a diferença (aniversário, filhos, outros) Resumo: CUIDAR. Gestão com pessoas
  120. 120. O que é o local institucional de GP? Quem é o RH? E o DP? Onde deve estar o clima organizacional? Bem estar? Que valor estratégico possui na organização? É operacional ou estratégico? A quem deve estar subordinado? Gestão com pessoas
  121. 121. Setor que cuida de pessoas e do meio (incluindo meio ambiente) É estratégico para viabilizar políticas e metas organizacionais Colabora diretamente com DI e ligado diretamente à alta direção Gestão com pessoas
  122. 122. Cuide do seu CPF Vc estando bem, pode colaborar melhor com os outros Apego Visão estereotipada (pré-conceitos) Gestão com pessoas
  123. 123. Gestão com pessoas
  124. 124. Vc e mercado Vc e mídia Vc e formadores de opinião Muitas vezes um amigo vale mais que um cargo!!!! Gestão com pessoas
  125. 125. Como se apresentar Ser testado Entrar Permanecer Mudar internamente Preparar para sair Sair Interagir com ex local de trabalho Retornar Gestão com pessoas
  126. 126. Qual o perfil de um colaborador desejado hoje? Gestão com pessoas
  127. 127. Base Valores éticos e morais Gestão com pessoas
  128. 128. Qual o perfil desejado ao profissional atual e futuro? E o do usuário/cliente? E o da mídia? Ético Resolutivo x delegar para cima Fala pouco e ouve muito Bem humorado Competetente e estudioso Porto seguro ou “escorregadio” Gestão com pessoas
  129. 129. Reclame menos e resolva mais Com as condições que possui RESOLUTIVIDADE
  130. 130. A mãe do pequeno Samuel diz que eles “choraram por dias” quando viram a foto. Ela disse: “A foto nos lembra que minha gravidez nada teve haver com deficiência ou doença, mas sim com o dom de dar a vida a um pequeno ser humano.” Samuel nasceu com perfeita saúde no dia 02/12/1999. A operação foi 100% bem sucedida. Agora veja as fotos do ato cirúrgico e da criança alguns meses depois!
  131. 131. NADA É POR ACASO.
  132. 132. As pessoas são como são e não como gostaríamos que fossem REFLEXÃO 1
  133. 133. Faça porque sua missão e seus valores mandam, Sem esperar retorno e reconhecimento REFLEXÃO 2
  134. 134. Gerações X, Y, Z, A … REFLEXÃO 0
  135. 135. “ Por amor, por dor ou por inteligência REFLEXÃO 3
  136. 136. Pessoas e resultados finalísticos ERSA FIB QVT Espiritualidade Processos
  137. 137. Agradecimentos
  138. 138. Bom estar aqui com vocês e Obrigado pelo convite e presença. Cláudio Alexandre Tosta Docente de Pós graduação da FGV - Fundação Getulio Vargas Consultor de empresas em Desenvolvimento Institucional Gestão Estratégica com Pessoas Ética e responsabilidade Social e ambiental Cirurgião Facial Voluntário Gestão com pessoas
  139. 139. Vamos trabalhar um pouquinho?
  140. 140. Se........ Se a pessoa que você ama, treme quando te abraça, Se você sente os seus lábios ardentes como brasas, Se você sente a sua respiração se agitar, Se você vê os seus olhos ferverem com um brilho especial...
  141. 141. Saia de perto, pois é gripe suína!
  142. 142. Agradecimentos
  143. 143. Bom estar aqui com vocês e Obrigado pelo convite e presença. Cláudio Alexandre Tosta Docente de Pós graduação da FGV - Fundação Getulio Vargas Consultor de empresas em Desenvolvimento Institucional Gestão Estratégica com Pessoas Ética e responsabilidade Social e ambiental Cirurgião Facial Voluntário Gestão com pessoas
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×