• Save
Roadshow - São Paulo
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Roadshow - São Paulo

on

  • 762 views

 

Statistics

Views

Total Views
762
Views on SlideShare
761
Embed Views
1

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

1 Embed 1

http://www.slideshare.net 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Roadshow - São Paulo Presentation Transcript

  • 1. CPFL Energia – Destaques • Maior player de distribuição e comercialização do Brasil • Mercado concentrado nas regiões mais desenvolvidas do país (Sul/Sudeste) • CPFL está listada no Novo Mercado da Bovespa e ADR nível III na NYSE • Política de dividendos diferenciada: pagamento mínimo de 50% do lucro líquido em bases semestrais • Parque gerador 100% hidráulico, com forte crescimento da capacidade instalada nos últimos anos • Concessões de geração e distribuição com vencimento no longo prazo • Aquisição de 5 distribuidoras, 9 PCH’s e participações na RGE (33%), UHE Foz do Chapecó (11%) e UHE Lajeado (7%) nos últimos 2 anos, totalizando um investimento de R$ 1,1 bilhão • Primeira empresa do setor elétrico brasileiro a negociar créditos de carbono, a partir de uma usina a fio d’água 2
  • 2. CPFL Energia – Estrutura Societária Free Float 28,6%1 31,1% 12,7% 27,6% 100% 100% 100% 99,99% 100% 100% COMERCIALIZAÇÃO GERAÇÃO DISTRIBUIÇÃO 100% 100% 99,95% 65% 100% 25,01% 48,72% 51% 96,56% 100% 100% 90,15% 90,15% 89,81% 87,80% 59,53% Paulista Lajeado 89,75% 3 (1) Inclui 0,2% de outros Nota: data base – 31/03/08
  • 3. Investment Case CPFL Energia combina crescimento do portfolio atual com oportunidades de aquisição • Crescimento orgânico e liderança em market-share • Foco em eficiência operacional • Aquisição de pequenas empresas de distribuição, estrategicamente posicionadas Distribuição • Aquisição de empresas de distribuição de grande porte • Aquisição de cooperativas • Incorporação de redes particulares • Elevada margem EBITDA • Concessões de longo prazo • Conclusão dos projetos em construção Geração • Repotenciação, construção e aquisição de PCH’s • Cogeração de energia a partir de biomassa • Projetos green field - leilões • Líder de mercado: 21,4% de market-share • Expansão dos serviços de valor agregado e novos produtos e serviços Comercialização • Exploração do mercado de clientes entre 0,5 e 3,0 MW, sendo supridos por cogeração ou PCH’s • Consistência de resultados 4
  • 4. Consolidação com captura de sinergias e eficiência operacional DISTRIBUIÇÃO 1T07 1T08 Inadimplência1 (%) Negativação de inadimplentes2: R$ 73 milhões arrecadados no 1T08 -0,5 p.p. 3,7 -0,3 p.p. -0,4 p.p. 3,2 -0,3 p.p. -0,1 p.p. -0,3 p.p. 0,0 p.p. 0,1 p.p. 1,8 0,2 p.p. 1,5 1,5 1,3 1,3 1,2 1,4 0,8 0,8 1,0 1,1 1,1 0,6 0,5 0,6 0,4 CPFL CPFL CPFL Leste CPFL CPFL CPFL CPFL RGE Consolidado Jaguari Sul Paulista Paulista Santa Cruz Piratininga Paulista Mococa Índice de refaturamento a cada 10 mil contas faturadas3 24,5 -82,4% Satisfação dos clientes e redução de custos -13,3% -18,2% -5,0% Média ABRADEE4 = 6,7 -14,3% 4,3 2,2 2,0 1,9 1,8 2,1 1,8 1,5 1,8 1,5 1,6 1,3 1,1 RGE CPFL CPFL CPFL CPFL Leste CPFL CPFL CPFL Consolidado Piratininga Paulista Santa Cruz Paulista Mococa Sul Paulista Jaguari (1) Contas vencidas há mais de 30 dias - % do faturamento (2) CPFL Paulista, CPFL Piratininga e RGE. Todas as empresas serão abrangidas até dez/08 5 (3) Consolidado 1T07 não considera as subsidiárias da CPFL Jaguariúna (4) Última informação disponível - média simples das empresas concorrentes ao prêmio ABRADEE 2006
  • 5. Consolidação com captura de sinergias e eficiência operacional DISTRIBUIÇÃO 1T07 1T08 Média Brasil1 DEC - Horas 16,3% 18,9 -6,6% 3,3% 16,0 15,8 -12,4% -19,9% -10,1% 0,4% 4,0% 30,7% 10,8 11,2 9,1 8,5 6,5 7,3 7,1 6,4 6,7 6,8 6,8 7,1 7,2 5,7 5,8 5,5 CPFL CPFL CPFL Leste CPFL CPFL CPFL CPFL Sul RGE Consolidado Santa Cruz Mococa Paulista Paulista Piratininga Jaguari Paulista FEC - Freqüência -14,5% 10,4% -4,5% -23,7% 9,6% 11,8 -1,4% 12,0 -2,0% 5,7% 6,1% 10,1 9,0 9,3 8,2 7,8 7,8 8,4 6,9 7,1 6,7 6,5 6,9 6,8 5,6 5,9 5,6 5,9 CPFL CPFL CPFL Leste CPFL CPFL CPFL CPFL Sul RGE Consolidado Santa Cruz Mococa Paulista Paulista Piratininga Jaguari Paulista 6 Fonte ANEEL (Última informação disponível – Fev/08)
  • 6. A CPFL está constituindo a empresa CPFL Atende, com os objetivos de criar oportunidades de negócio para o Grupo e reduzir custos de call center DISTRIBUIÇÃO Operação em dez/08 CPFL Atende Central de Atendimento Campinas Principais benefícios operacionais • Integração virtual • Solução de telefonia VoiP permite o direcionamento das chamadas para o site que estiver disponível, aumentando a Despacho de rapidez nos atendimentos “CPFL Atende” Caxias chamadas Ourinhos do Sul • Padronização dos processos e das jornadas de trabalho • Atendimento comercial e emergencial 24h/dia • Atendimento eletrônico Atendimento a 6,3 milhões de clientes Expectativa de resultados Oportunidades • Redução de custos de 1,8 milhão/ano • Prestação de serviços a empresas do Grupo e a terceiros • Possibilidade de negociação de benefícios • Alíquota de PIS/COFINS de 3,65% na prestação de fiscais com o Município serviços a terceiros (empresa de call center) • Fomento à economia da região da CPFL Santa Cruz 7
  • 7. Oportunidades de crescimento no segmento de distribuição: cooperativas e redes privadas DISTRIBUIÇÃO Cooperativas de Eletrificação Distribuição das Cooperativas por Região Sul 34% Nordeste Sudeste 33% 18% Centro-Oeste Norte 14% Estados com n° 1% grande de cooperativas 125 cooperativas no Brasil: os Estados de SP e RS concentram 26% deste mercado Redes privadas • Na área de concessão da CPFL Energia há 35.000 Km de rede privada (equivalente a 17% do total de rede existente da CPFL) Investimento potencial: R$ 400 milhões • Montante adicional para a empresa de referência 8 Fonte: Atlas de Energia Elétrica do Brasil – Aneel, 2005
  • 8. Forte crescimento da potência instalada e concessões de longo prazo nos seus empreendimentos de geração GERAÇÃO Potência instalada (MW) % 25,1 Energia assegurada (MWmédios) 9,4% % 2.174 Prazo de concessão 48,2 1.738 1.738 1.588 % 25,5 1.072 7,7% 812 854 915 40,2 % 862 862 1.082 800 434 472 525 571 2003 2004 2005 2006 20073 2008(e) 2009(e) 2010(e) PCHs CPFL Geração Monte Claro Barra Grande Campos Novos Castro Alves Foz do Chapecó 2027 2036 2036 2035 2036 2036 Serra da Mesa1 CPFL Sul2 Lajeado 14 de Julho 2028 2032 2036 PCHs CPFL Jaguariúna3 2015 (1) Garantia de 51,54% da energia assegurada até 2028 (2) Projetos hidrelétricos com potência menor que 1.000 kW, que não são considerados concessão pelo poder concedente 9 (3) Das 9 PCHs da CPFL Jaguariúna (hoje estão na Distribuição) 6 encontram-se em situação descrita na nota 2
  • 9. Programa contínuo de repotenciação de PCH’s e aumento de energia assegurada GERAÇÃO Potência Instalada Energia Assegurada PCH (MW) (MWmédios) Antes Atual Antes Atual Repotenciadas Dourados 6,40 10,80 5,80 7,76 Esmeril 1,76 5,04 1,00 2,88 Adição de Salto Grande 3,35 4,55 3,30 2,72 9,9 MWmédios São Joaquim 5,52 8,05 2,90 5,63 R$ 14 milhões/ano Gavião Peixoto 4,10 4,80 2,20 3,82 Capão Preto 5,52 4,30 1,00 2,28 Chibarro 2,28 2,60 0,70 1,69 Total 28,93 40,14 16,90 26,78 39% 58% Potência Instalada Energia Assegurada PCH (MW) (MWmédios) Adição de Repotenciação Em Projeto de Atual Futura Atual Futura 4,6 MWmédios Andorinhas 0,51 2,40 0,46 1,50 R$ 6 milhões/ano Guaporé 0,67 5,00 0,62 3,78 Três Saltos 0,64 1,35 0,60 0,99 Total 1,82 8,75 1,68 6,27 Aprovação ANEEL/início das obras 2008/2009 381% 273% 10
  • 10. PCH’s: Projetos Greenfield GERAÇÃO Parcerias para estudos e implantação de PCHs Viáveis no médio e longo prazo Dos 70 projetos analisados, 10 foram registrados na ANEEL Potência: 6 75,6 MW Investimento 60 4 previsto: descartados • Baixa taxa de retorno R$ 285 milhões • PPA’s já assinados com preços pouco atrativos • Exigências ambientais que os inviabilizaram Viáveis no curto prazo Projetos Estudos de Básicos e Aprovação da Obtenção Empreendimentos viáveis inventário e Estudos ANEEL e da LI e no curto prazo (até 30 meses) registro na Ambientais órgãos construção ANEEL (obtenção ambientais PCH’s da LP) OK 2008 2008/2009 24 meses 11
  • 11. CPFL Total: Soluções de arrecadação de pagamentos e outros serviços COMERCIALIZAÇÃO Pontos de Atendimento 104% 1T07 417 850 1T08 Expectativa de 1.815 pontos de atendimento até 2009 Principais serviços oferecidos • Rede de pagamentos e serviços Transações – Mil unidades • Arrecadação de contas de energia elétrica, telefone, 1.668 100% água, cartão de crédito e boletos de cobrança • Recarga de celular 836 • Serviços de atendimento comercial • Solicitação de segunda via, consulta a débito e religação de energia (empresas do grupo) 1T07 1T08 • Oportunidade de acesso aos serviços de atendimento por outras concessionárias do serviço público Receita Bruta – R$ mil 116% 1.417 • Serviços em conta • Cobranças diversas através da conta de energia 656 elétrica: assinatura de jornais, seguros residenciais, etc 1T07 1T08 12
  • 12. Crescimento expressivo em Serviços de Valor Agregado COMERCIALIZAÇÃO Sistemas de Sistemas de Sistemas de Gestão de Ativos Transmissão Distribuição Distribuição Destaque: 3 obras 23 obras 2 contratos Contrato de longo prazo com cliente de entregues no 1T08 no 1T08 no 1T08 grande porte no valor de R$ 3 milhões Oportunidades: • Venda de outros serviços do portfólio • 128 MVA R$ 1 milhão R$ 4 milhões • Extensão para outras plantas do cliente • 13,3 km LT • “Parceria de conhecimento” e “Curva de R$ 7 milhões aprendizado” 14 obras em construção Negociação da CPFL de jan a abr/08: • 595 MVA • 60 contratos • 130,5 km LT • 48 clientes R$ 46 milhões • Valor de venda: R$ 4 milhões 28 Receita Bruta – R$ milhões 25 19 21 17 425% 4 2004 2005 2006 2007 1T07 1T08 13
  • 13. CPFL apresenta crescimento de vendas tanto na área de concessão como no mercado livre Vendas Área de Concessão - GWh Vendas Mercado Livre - GWh 27,8% TUSD 46.475 178,9% CATIVO 38.498 41.363 36.364 11.230 3.288 7.263 9.585 9.334 8.951 7.120 33.076 31.235 31.778 35.245 12.050 3.209 2.882 2.085 9.168 2004 2005 2006 2007 1T08 2004 2005 2006 2007 1T08 Vendas Área Concessão (GWh) – 1T08 6,3% 8,1% Sul2 4,8%1 5,9% 4,4% Brasil2 4,3% Sudeste2 3,9% Nota: Exclui transações entre empresas do grupo (critério contábil de consolidação), CCEE e vendas de geração (exceto para Mercado Livre) 14 1) Excluindo efeito de aquisição da CPFL Jaguariúna 2) Fonte: EPE (até março)
  • 14. Conclusão do 2º ciclo de revisões tarifárias das distribuidoras do Grupo com índices da CPFL Paulista e RGE em abril 1º Ciclo 2003 2º Ciclo 2007/08 CPFL Paulista, CPFL Paulista, Aquisições (CPFL CPFL Piratininga CPFL Piratininga Santa Cruz e Total e RGE e RGE CPFL Jaguariúna) Base Remuneração Bruta 8.173 9.897 21% 528 10.425 28% Quota de Reintegração 371 430 16% 23 454 22% Base Remuneração Líquida 3.857 4.547 18% 284 4.832 25% Parcela B1 1.823 2.206 21% 173 2.378 30% Empresa Referência 783 1.028 31% 104 1.132 45% Valores em R$ milhões 15 Tabela com valores nominais (1) Valores 1º e 2º ciclo de acordo com metodologia adotada no 2º ciclo relativo a exclusão de PIS/COFINS e P&D (2) Com componentes financeiros
  • 15. Perfil da dívida - 1T08 Dívida líquida ajustada (R$ milhões) (6.636) (5.969) (667) (5.117) 1.147 372 Dívida Financeira Ent. Prev. Privada Disponibilidades Ativo Regulatório Dívida Líquida 1T081 Ajustada 1T08 Dívida líquida ajustada / EBITDA2 (R$ bilhões) 6,28 5,09 5,12 4,39 4,42 3,78 3,70 4,92 2,85 2,25 1,74 1,64 1,57 1,53 2002 2003 2004 2005 2006 2007 1T08 Dívida líquida ajustada Dívida líquida / EBITDA 16 (1) Exclui Depósito Judicial no valor de R$ 382 milhões - Inclui derivativos (2) EBITDA últimos 12 meses
  • 16. Perfil da dívida - 1T08 Composição da dívida Estrutura de capital1 Readequação do perfil do endividamento TJLP 29% Alongamento de dívida da CDI CPFL Geração e da RGE: 52% Montante: R$ 787 milhões IGP Equity Debt 16% 49% 51% Prazo: 3 anos Dólar 3% Remuneração: ~105% do CDI Evolução do custo nominal da dívida 26,9% 19,8% 17,7% 13,9% 13,4% 12,3% 12,1% 2002 2003 2004 2005 2006 2007 1T08 17 (1) Dívida Líquida Ajustada + Patrimônio Líquido
  • 17. Agenda Visão geral do mercado de energia Investimentos CPFL Energia Dividendos Performance no mercado de capitais 18
  • 18. O mercado brasileiro é atendido por 64 concessionárias de distribuição de energia • Distribuição de Energia: 2007 Market ShareMarket Share1 % Distribution 1 (%) Distribuidoras (#) 64 CELESC 4,0% Clientes (milhões) 61 COPEL 6,8% EdB 5,7% Ashmore Energy Neoenergia 3,7% 7,4% Energia Distribuída (TWh) 376,9 Energisa 3,5% CEMIG Companhia Energética 8,6% Outros 34,8% Composição do Mercado Brasiliana Energia 12,1% • Os 5 maiores grupos detêm 50% do mercado CPFL Energia 13,3% • Empresas estatais: 34% • Empresas privadas: 66% Pulverização favorece oportunidades de consolidação 1) ANEEL – Ref. 2T07 (Recálculo do % da CPFL) 19
  • 19. No segmento de geração atuam 1.600 empresas. Setor estatal concentra 70% dos ativos • Geração de Energia: 1T08 Market Share (%) Nº Empresas (#) 1.695 Capacidade Instalada (MW) 108.852 Outros 35% CPFL Energia 2% Chesf 10% Duke 2% AES Tietê 3% Furnas 9% Composição do Mercado Copel 4% Tractebel 6% Eletronorte 9% Cemig 6% • Os 5 maiores grupos detêm 50% do mercado CESP 7% Itaipu 7% • Empresas estatais: 70% • Empresas privadas: 30% Fonte: Aneel 20 Participação no Mercado: Acende Brasil
  • 20. Participação dos segmentos de negócios nos resultados do Grupo CPFL Composição EBITDA 1T081 Composição Lucro Líquido 1T081 G G 18% 12% C C 16% 12% D D 70% 72% Evolução da Margem1 36,7% Expurgando 32,8% efeitos Margem EBITDA não-recorrentes, mantivemos margem EBITDA Margem Líquida acima de 30% 17,7% 15,8% 1T07 1T08 21 Nota: Cálculo de participações (%) desconsidera eliminações de transações entre empresas do grupo (1) Resultados sem efeitos não-recorrente 1T07 e 1T08
  • 21. CPFL mantém política de investimento alinhada à estratégia de crescimento do Grupo Investimento Realizado – R$ milhões 1.425 1.551 418 627 606 633 1.133 606 627 797 2004 2005 2006 2007 Capex Total(2) Aquisições(1) Mai/06 Ago/06 Mai/06 Out/06 Abr/07 Ativo Capital 32,69% 11% 99,9% 100% Adquirido Investimento - Equity 414 9 203 412 (R$ milhões) 22 1) Considera aquisições de participações minoritárias 2) Considera aquisição dos ativos da Cooperativa CERFRA Nota: Não considera valor de hedge nas operações
  • 22. Capex estimado do Grupo Nos próximos 5 anos a CPFL Energia investirá R$ 5 bilhões Capex Total - R$ milhões 1.196 1.124 890 837 789 677 828 782 815 783 519 296 108 22 6 2008E 2009E 2010E 2011E 2012E Geração Distribuição Distribuição - R$ milhões 362 Geração - R$ milhões 570 546 515 512 391 225 285 258 267 269 271 157 71 81 27 17 5 6 0,3 2008E 2009E 2010E 2011E 2012E 2008E 2009E 2010E 2011E 2012E Expansão Manutenção Debt Equity 23
  • 23. Distribuição de dividendos alinhado com criação de valor ao acionista CPFL distribui 95% do lucro líquido em dividendos: R$ 1.561 milhões em 2007 – R$ 3,25 por ação Dividendos declarados1 (R$ milhões) vs. Cotação CPFE3 (R$) Dividendos declarados 35,99 Cotação Média do Período 31,74 30,05 28,25 23,33 18,85 16,58 842 722 719 612 498 401 140 2S04 1S05 2S05 1S06 2S06 1S07 2S07 Dividend Yield 3,7% 6,5% 9,1% 8,7% 9,6% 10,9% 9,7% últimos 12 meses2 Desde o IPO (2S04), o dividend yield da CPFL Energia já atingiu 49,7%3 24 1) Refere-se a dividendos declarados. Pagamento no semestre subseqüente 2) Considera cotação média fechamento em cada semestre 3) Cotação IPO de R$ 17,22/ação
  • 24. Performance no mercado de capitais no 1T08 Valorização das ações – Bovespa1 Valorização das ações – Nyse1 9,1% 12,0% IBOVESPA IEE Dow Jones DJ Br 20 CPFE3 CPL -2,6% -4,7% -4,6% -7,6% Performance CPFL1 vs. Principais Índices Volume Médio Diário – R$ mil 5% +9,1% CPFE3 32.561 34.119 14.960 -7,0% IBrX50 19.755 -10,1% IGC 17.270 -10,5% ISE -13,4% ITAG 9.141 19.158 12.807 8.128 JAN FEV MAR 2006 2007 1T08 NYSE BOVESPA 25 (1) Com ajuste por proventos – até 31/mar/08 (ON = R$ 35,31 e ADR = US$ 60,98)
  • 25. Performance e proximidade ao mercado de capitais no 1T08 Evolução do Market Cap1 – R$ bilhões 20,1 R$ bilhões 158% CPFL Energia compõe a carteira há 1 ano 7,8 12,1 USD bilhões 347% 2,7 2004 2005 2006 2007 1T08 05/mai/08 Compromisso com o investidor – 1T08: • 4 reuniões APIMEC’s (SP, RJ, RS e BA) • 1 Expomoney – Curitiba • 4 conferências – 3 nacionais e 1 internacional • 1 Non-Deal Roadshow na Europa • 25 instituições cobrindo a empresa 42 reuniões one-on-one 26 (1) Sem ajuste por proventos (Cotação utilizada: Fechamento do último dia de negociação de cada período)