1º Congresso do INI

  • 383 views
Uploaded on

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
383
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1

Actions

Shares
Downloads
10
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Infraestrutura e Desenvolvimento: Os desafios do país para a próxima década José Antonio de Almeida Filippo - CFO
  • 2. Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileira e internacional. Essas declarações estão baseadas em certas suposições e análises feitas pela Companhia de acordo com a sua experiência e o ambiente econômico e nas condições de mercado e nos eventos futuros esperados, muitos dos quais estão fora do controle da Companhia. Fatores importantes que podem levar a diferenças significativas entre os resultados reais e as declarações de expectativas sobre eventos ou resultados futuros incluem a estratégia de negócios da Companhia, as condições econômicas brasileira e internacional, tecnologia, estratégia financeira, desenvolvimentos da indústria de serviços públicos, condições hidrológicas, condições do mercado financeiro, incerteza a respeito dos resultados de suas operações futuras, planos, objetivos, expectativas e intenções, entre outros. Em razão desses fatores, os resultados reais da Companhia podem diferir significativamente daqueles indicados ou implícitos nas declarações de expectativas sobre eventos ou resultados futuros. As informações e opiniões aqui contidas não devem ser entendidas como recomendação a potenciais investidores e nenhuma decisão de investimento deve se basear na veracidade, atualidade ou completude dessas informações ou opiniões. Nenhum dos assessores da Companhia ou partes a eles relacionadas ou seus representantes terá qualquer responsabilidade por quaisquer perdas que possam decorrer da utilização ou do conteúdo desta apresentação. Este material inclui declarações sobre eventos futuros sujeitas a riscos e incertezas, as quais baseiam-se nas atuais expectativas e projeções sobre eventos futuros e tendências que podem afetar os negócios da Companhia. Essas Declarações podem incluir projeções de crescimento econômico, demanda, fornecimento de energia, além de informações sobre posição competitiva, ambiente regulatório, potenciais oportunidades de crescimento e outros assuntos. Inúmeros fatores podem afetar adversamente as estimativas e suposições nas quais essas declarações se baseiam.
  • 3. Investimentos em infraestrutura geram retorno no longo prazo Perfil dos Fluxos de Despesas e Receitas Infra-estrutura Receitas – Despesas Indústria Tempo 10 anos 20 anos 30 anos Fonte: Davezies & Proud`homme – World Bank
  • 4. Setor de energia elétrica requer elevada participação do capital de terceiros Participação do Capital de Terceiros sobre o Capital Total por segmento Exploração de gás 54% Energia Elétrica 50% Metais 43% Produção integrada de gás e óleo 40% Imobiliária 38% Equipamentos de transporte 37% Comunicação e Marketing 36% Refinarias de Óleo e Gás 34% Varejo 33% Setor Elétrico: Exploração de Carvão 31% alto volume de Equipamentos e maquinário de informática 26% investimento e Materiais químicos 25% prazos mais longos de maturação Fonte: Relatório EIA - Energy Information Administration (2004) -, apud Ferraro (2006, p. 95)
  • 5. Agenda Setor Elétrico – caracterização atual Perspectivas para o Setor CPFL Energia
  • 6. Agenda Setor Elétrico – caracterização atual Perspectivas para o Setor CPFL Energia
  • 7. Setor Elétrico no Brasil: Geração, Transmissão, Distribuição e Comercialização Comercialização Autorização Distribuição Concessão de serviço público Geração Autorização e Concessão (Uso de Bem Público / Serviço Público) Transmissão Concessão de serviço público Fonte: Atlas de Energia Elétrica – ANEEL (3a edição 2008)
  • 8. Geração de energia elétrica - Características Evolução da capacidade instalada de geração1 (Mil MW) – Brasil Chesf 10% Market share Furnas 9% de geração2 57% Brasil 102,3 Eletronorte 9% 96,3 100,3 90,7 92,9 83,8 Cesp 7% 80,3 72,3 74,9 Itaipu 7% 65,3 67,9 Cemig 7% Tractebel 6% 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 Petrobras 5% Copel 4% Participação Hidro 79,6 por fonte3 AES Tietê 3% mai/08 Gás Natural 8,5 Duke 2% PCH 3,9 CPFL Energia 2% Nuclear 2 Outros 29% Óleo Diesel 1,6 Carvão Mineral 1,4 Estatais Óleo Combustível 1,3 70% Biomassa 0,9 30% Eólica 0,3 Vapor 0,3 Privadas Gás de Processo 0,2 1.994 geradoras 1) Fonte: MME/EPE 2) Fonte: ANEEL – última informação disponível 3) EPE – Plano decenal de expansão de energia 2008-2017
  • 9. Transmissão de Energia Elétrica - Características CAGR: 3,9% (2003 - 2008) Crescimento Anual (km) 3.105 km a.a. Extensão Total (km) 91.134 87.233 3.901 86.205 1.028 82.835 3.370 CAGR: 2,4% (1996 - 2002) 79.799 3.036 77.486 2.313 1.562 km a.a. 4.980 72.506 86.205 87.233 70.033 2.473 69.034 82.835 999 79.799 67.048 1.986 77.486 63.971 3.077 72.506 62.486 63.110 70.033 861 69.034 915 624 67.048 62.486 63.110 63.971 61.571 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 Investimento (US$ billhões) 1,47 0,64 1,41 1,73 0,29 1,50 Total: US$ 6,77 bilhões Fonte: ANEEL, ONS , MME/EPE
  • 10. Distribuição de energia elétrica - Características Evolução do consumo de energia (TWh) – Brasil1 Market share de CPFL Energia 13% distribuição2 19% 384 Brasiliana Energia 12% Brasil 371 Cemig 8% 350 338 Neoenergia 8% 324 Copel 7% Celesc 5% 2004 2005 2006 2007 2008 Energias do Brasil 5% Rede Energia 4% Evolução das unidades consumidoras (milhões) – Brasil 1 Elektro 4% Outros 34% 47% 63 61 57 58 55 Privadas 53 51 49 66% 47 43 45 34% Estatais 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 64 distribuidoras 1) Fonte: EPE 2) Fonte: ANEEL (jun/08)
  • 11. Comercialização de energia elétrica - Características Evolução das vendas de energia nos mercados livre e cativo (% do mercado total) – Brasil1 14% 23% 27% 28% 26% 24% 86% 77% 73% 72% 74% 76% 2004 2005 2006 2007 2008 20091 ACL - Ambiente de Contratação Regulada ACL - Ambiente de Contratação Livre Market share de comercialização (% do mercado) – Brasil1 (set/09) 21% 12% 10% 10% 5% 5% 4% 3% 3% 2% CPFL Tractebel Energias Petrobras Vale Coomex Votorantim Neoenergia Econ Comerc Energia do Brasil As 5 maiores comercializadoras do Brasil representam 58% de toda energia comercializada no país 1) 12 meses findos em set/09
  • 12. Agenda Setor Elétrico – caracterização atual Perspectivas para o Setor CPFL Energia
  • 13. Perspectivas para o mercado de energia no Brasil Taxa de crescimento PIB (e)1 – (%) 4,5 4,2 4,2 4,0 O número de domicílios deverá aumentar em média 2,4% a.a. 0,0 no período2 2009 2010 2011 2012 2013 Consumo de Energia (GWh) – Brasil (e)1 CAGR a.a -0,6% +5,7% Total +6,2% Industrial +4,8% Residencial +6,2% Comercial +5,3% Outros 2009 2010 2011 2012 2013 1) Fonte: EPE/ONS – 2a. Revisão Quadrimestral (out/09) 2) Fonte: MME/EPE- PDE 2008-2017
  • 14. Geração: Investimentos em expansão da oferta • Investimentos em Geração no período 2008 a 2017(e): R$ 142 bilhões Adição de • Usinas já concedidas e autorizadas: R$ 63 bilhões aproximadamente • Novas usinas: R$ 79 bilhões (~ 90% em hidrelétricas) 6 mil MW de capacidade instalada por ano Evolução da Capacidade Instalada por Fonte de Geração (GW) Tipo 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 % Hidro 81,0 81,7 83,7 85,4 86,0 88,5 90,5 95,9 103,2 109,8 36 PCH 4,0 5,2 6,3 6,4 6,4 6,9 7,7 7,7 7,7 7,7 96 Nuclear 2,0 2,0 2,0 2,0 2,0 2,0 3,4 3,4 3,4 3,4 67 Óleo Combustível 1,4 1,7 3,4 4,8 5,3 8,9 8,9 8,9 8,9 8,9 549 Gás Natural 9,0 9,1 9,3 9,8 10,4 12,1 12,1 12,1 12,1 12,1 34 Óleo Diesel 1,7 2,5 2,7 2,7 2,1 1,6 1,6 1,6 1,6 1,6 -5 Carvão Mineral 1,4 1,4 1,8 2,5 2,8 3,2 3,2 3,2 3,2 3,2 325 Biomassa 1,0 1,6 4,0 4,1 4,1 4,2 4,2 4,2 4,2 4,2 155 Eólica 0,3 1,0 1,4 1,4 1,4 1,4 1,4 1,4 1,4 1,4 419 Outros1 0,5 1,0 1,0 1,0 1,0 1,0 1,0 2,2 2,5 2,5 433 Total 102,1 107,2 115,5 120,1 121,5 129,6 133,8 140,4 148,1 154,6 51 Fonte: EPE - Plano Decenal de Expansão de Energia – 2008/2017 (última informação pública disponível). 1) Inclui vapor, gás de processo, ute indicativa e outras.
  • 15. Geração: Matriz energética hoje e no futuro Participação das Fontes de Geração na Matriz Energética (%) 79,6 Mai/2008 Dez/2017 71,0 8,5 7,8 3,9 5,0 5,7 0,9 2,7 0,3 0,9 2,0 2,2 0,2 0,4 0,3 0,2 1,3 1,6 1,0 1,4 2,1 Eólica PCH Vapor Nuclear Hidro Processo Mineral Gás Natural Biomassa Carvão Combustível Óleo Diesel Gás de Fonte: EPE - Plano Decenal de Expansão de Energia – 2008/2017 (última informação pública disponível) Óleo
  • 16. Investimentos necessários para a expansão da oferta de energia elétrica no Brasil Investimentos 2008-2017 Transmissão R$ 270 bilhões1 Geração R$ 39 bilhões R$ 142 bilhões 53% R$ 79 bi R$ 63 bi R$ 14 bi R$ 25 bi 14% 56% 44% 36% 64% 33% Subestação Linha Usinas em Usinas já Transmissão processo de concedidas e licitação autorizadas Distribuição R$ 89 bilhões Alternativas de Funding BNDES FNO/FNE/FCO Mercado de capitais internacional Mercado de capitais local Organismos multilaterais Export Credit Agency Mercado Bancário local 1) Fonte: R$ 181 bilhões em Geração e Transmissão – Plano Decenal EPE 2008/2017; R$ 89 milhões em Distribuição: estimativa com base nos valores ABRADEE 2007/2008.
  • 17. Agenda Setor Elétrico – caracterização atual Perspectivas para o Setor CPFL Energia
  • 18. A CPFL Energia é o maior grupo privado nacional no Setor de Energia Elétrica Áreas de Atuação Presença no Mercado Participação Distribuição CPFL 13,0%1 Mercado Cativo e Uso da Rede • 6,5 milhões de clientes • 568 municípios • Vendas de 48.400 GWh2 Líder de mercado Outros 87,0% Geração CPFL 2,0%1 Foco principal em renováveis • 40 hidrelétricas em operação • 1.737 MW potência instalada • 4 usinas em construção 4º gerador privado do País Outros 98,0% Comercialização CPFL 21,4% Mercado livre de energia e Unidades de Negócios de Serviços • 72 clientes livres • Vendas de 9.861 GWh2 • Serviços: R$ 89 milhões de receita2 Líder de mercado Outros 78,6% 1) Fonte: Aneel – última informação disponível 2) Base Set/09 – últimos 12 meses. Não inclui vendas na CCEE e para dentro do Grupo.
  • 19. O mercado da CPFL tem apresentado crescimento expressivo nos últimos anos Vendas na Área de Concessão – GWh1 CAGR 4 anos = 7,8% COM AQUISIÇÕES 46.475 49.033 38.498 41.363 36.364 11.230 11.710 35.916 3.288 7.263 9.585 7.966 TUSD CATIVO 33.076 31.778 35.245 37.323 31.235 27.950 2004 2005 2006 2007 2008 9M09 Vendas na Área de Concessão GWh – 9M092 Brasil2 Sudeste2 Sul2 -1,7% -2,4% -1,6% -3,9% -2,6% -1,9% (1) Exclui transações entre empresas do grupo (critério contábil de consolidação), CCEE e vendas de geração (exceto para Mercado Livre) (2) Fonte: EPE
  • 20. Distribuição: Capex estimado para as Distribuidoras do Grupo CAPEX Distribuição – R$ milhões Composição 1.012 934 Manutenção 49% 776 738 740 Expansão 51% Financiamento – Recursos BNDES 2009E 2010E 2011E 2012E 2013E • 60% dos itens financiáveis • Carência: até 2 anos Total em 5 anos: R$ 4,2 bilhões • Amortização: até 6 anos • Custo: TJLP + ~3.8% a.a.
  • 21. Geração: investimento e crescimento expressivo nos últimos anos Capacidade Instalada (MW) % 1,4% Energia Assegurada (MWmédio) 36,4 2.401 9,3% 1,9% 2.369 Contratos de concessão % 48,2 1.737 1.588 1.704 % 40,5 1,6% 7,6% 0,2% 854 915 1.072 40,2 % 812 1.233 864 1.214 571 800 862 434 472 525 2003 2004 2005 2006 20073 2008 2009(e) 2010(e) 2011(e) Biomassa Baía Formosa PCH’s CPFL Monte Claro Barra Grande Campos Novos Castro Alves Foz do Chapecó Geração 2036 2036 2035 2036 2036 2027 Biomassa Baldin CPFL Sul2 Lajeado 14 de Julho EPASA Serra da Mesa1 2032 2036 2028 PCH’s CPFL Jaguariúna3 2015 21 (1) Garantia de 51,54% da energia assegurada até 2028 (2) Projetos hidrelétricos com potência menor que 1.000 KW, que não são considerados concessão pelo poder concedente (3) Das 9 PCHs da CPFL Jaguariúna (hoje estão na Distribuição) 6 encontram-se em situação descrita na nota 2 Nota: Inclui expectativas de repotenciação das PCHs em 2009
  • 22. Geração: Usinas em construção UHE Foz do Chapecó 1 Início da operação 3T10 • Localização: João Pessoa - PB • Investimento CPFL(e): R$ 310 milhões • Início da operação: out/2010 Início da construção Estágio das Início do desvio do dez/06 obras: 79% rio para construção • CPFL (51%): 174,2 MW set/09 da barragem • Óleo combustível 27/out/09 • Despacho médio estimado: 4% ao ano (ordem mérito) • PPAs de 15 anos – Leilão A-3 de jul/2007 Investimento CPFL(e): R$ 1.328 milhões Realizado até set/09: R$ 985 milhões CPFL (51%): 436 MW e 220 MWmédios Receita estimada: R$ 290 milhões/ano 1) Inclui UTEs Biomassa Baldin e Baía Formosa e UTEs EPASA
  • 23. Geração: Empreendimentos de geração de energia a partir de biomassa de cana UTE Biomassa Baldin UTE Biomassa Baía Formosa Receita estimada: R$ 290 milhões/ano CPFL (51%): 436 MW e 220 MWmédios Início da operação mar/10 • Localização: Rio Grande do Norte Início da construção Estágio das obras: • Investimento CPFL(e): R$ 127 milhões ago/08 84% • Início da operação: Jul/2011 set/09 • 25 MW exportados para a CPFL durante a safra Investimento CPFL(e): R$ 98 milhões • ~70% está contratado no leilão de A-5 de 2006 Realizado até set/09: R$ 53 milhões Preço: R$ 162,72/MWh (base ago/09) 24 MW exportados para a CPFL Brasil durante a safra • 30% será vendido no mercado livre 1) Inclui UTEs Biomassa Baldin e Baía Formosa e UTEs EPASA
  • 24. Infraestrutura e Desenvolvimento: Os desafios do país para a próxima década José Antonio de Almeida Filippo - CFO