• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Texto   Dengue - Tocantins
 

Texto Dengue - Tocantins

on

  • 2,823 views

 

Statistics

Views

Total Views
2,823
Views on SlideShare
2,687
Embed Views
136

Actions

Likes
0
Downloads
11
Comments
0

1 Embed 136

http://cleanlourenco.blogspot.com 136

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Texto   Dengue - Tocantins Texto Dengue - Tocantins Document Transcript

    • EDUCAÇÃO PARA VIDA: TRATAMENTO DA INFORMAÇÃO – DENGUE NO TOCANTINS1. ÚLTIMAS INFORMAÇÕES. O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, esteve no dia 21 de janeiro de 2011(sexta-feira), em Palmas, onde acompanhou a reunião das ações de combate àdengue. A reunião contou com a presença do governador Siqueira Campos e dosecretário interino de Estado da Saúde, Arnaldo Nunes. A Sesau – Secretaria de Estado da Saúde possui e aplica o Plano desde 2003.Periodicamente faz sua revisão e por conta de sua execução em 2010 foi possívelreduzir em 25% o número de criadouros em todo o Estado. A Sesau registrou em 2010a notificação de 17.197 casos suspeitos de dengue, 08 óbitos e 32 casos de denguegrave (FHD – Febre Hemorrágica de Dengue). Já em 2011, até o momento, foramregistrados 182 casos suspeitos, destes 01 caso de dengue grave (FHD), emAraguaína, e nenhum óbito.1.1 Municípios prioritários O Ministério da Saúde considera apenas 10 municípios do Tocantinsprioritários no combate à dengue. A Sesau, porém, identificou 25 municípios doTocantins com prioridade no combate à doença. São eles: Araguaína, Araguatins,Colinas do Tocantins, Guaraí, Gurupi, Miracema do Tocantins, Palmas, Paraíso doTocantins, Porto Nacional, Tocantinópolis, Alvorada, Ananás, Araguaçu,Augustinópolis, Axixá do Tocantins, Colméia, Dianópolis, Formoso do Araguaia,Miranorte, Natividade, Pedro Afonso, Peixe, Taguatinga, Wanderlândia e Xambioá.2. ASPECTOS EPIDEMIOLÓGICOS DA DENGUE NO TOCANTINS2.1. Cenário Atual A atual situação epidemiológica da dengue no Tocantins caracteriza-se pelapresença do Aedes aegypti em 97% municípios Notificações de Dengue no(137/139), pela ocorrência da doença em níveis Tocantins, 2000 - 2010endêmico-epidêmicos (tabela) nas 15 Regiões deSaúde e pela circulação predominante do Anos Quantidadessorotipo viral DENV-1. Este padrão atual destaca- 2000 2958se também pelo aumento na notificação de 2001 7994manifestações graves, com hemorragias e óbitos 2002 3971suspeitos, especialmente nas faixas etárias 2003 5424infanto-juvenil. 2004 3774 De janeiro a dezembro de 2010, foram 2005 6863notificados 17.197 casos em indivíduos 2006 9567residentes no Tocantins. 55% dos casos de 2007 21993dengue notificados estão em apenas 5 dos 139municípios do Estado (Palmas, Porto Nacional, 2008 21647Paraíso do Tocantins, Araguaína e Colinas do 2009 10176Tocantins). Este é o Grupo de Alto Risco de 2010 17197 Fonte: Sinan Net, 11/01/2011 hptt://cleanlourenco.blogspot.com Fonte: Plano Estadual de Prevenção e Controle de Epidemias de Dengue (Plano de Contingência 2010/2011) Acesso em 27.fev.2011. http://issuu.com/whisllay/docs/plano_contingencia_-_10fev#download
    • EDUCAÇÃO PARA VIDA: TRATAMENTO DA INFORMAÇÃO – DENGUE NO TOCANTINSEpidemia de Dengue no Tocantins. Foram confirmados 48,5% (8.366/17.197), dosquais, 48,5% (8.334/17.197) foram classificados por Febre do Dengue (FD). A investigação resultou inconclusiva em apenas 1% (190/17.197) dasnotificações, o que demonstra a capacidade do sistema em encerrar ainvestigação. Problemas ligados ao software Sinan Net impedem a inclusão dedados após 30 dias da notificação nos casos onde a município de residênciadiferente do município que notificou. (figura 3). 9,7% (1.661/17.197) dos casosestão sob investigação. Dos casos confirmados, 48% (8.334/17.197) é do sexofeminino e a mediana de idade é 26 anos (6m-83a).2.2. Casos Graves Foram confirmados 32 casos de Dengue Grave (Febre Hemorrágica doDengue e Dengue com Complicação (FHD e DCC), em 14 municípios. Outros 02pacientes, também confirmados como dengue grave residiam no Pará (Piçarra eXinguara). A mediana de idade entre os casos confirmados de Dengue Grave (FHD eDCC) foi de 9 anos (6m-39a).2.3. Óbitos Em 2010, 08 óbitos foram confirmados como consequência da dengue, emresidentes dos municípios de Palmas (02 óbitos), Gurupi (02 óbitos), Araguaína (01óbito), Porto Nacional (01 óbito), Monte do Carmo (01 óbito) e Arapoema (01 óbito).Há possibilidade de que outros óbitos por dengue possam ter ocorrido, entretanto,diante da não realização de exames específicos para a etiologia, os casos foramencerrados como inconclusivos. A Gerência Estadual de Dengue e Febre Amarela elaborou a Nota Técnica nº01/08, reforçando a obrigatoriedade da coleta de amostras biológicas de indivíduoscom manifestações graves. (em anexo e disponível na web www.saude.to.gov.br)2.4. Isolamento Viral Mais de 500 amostras (jan-dez/2010) provenientes de 42 municípios foraminoculadas e confirmaram a circulação do sorotipo DEN1 em Colinas do Tocantins,Palmas e Paraíso do Tocantins. O DEN2 foi identificado no primeiro semestre de 2010em Lizarda, Palmas São Sebastião. A vigilância de sorotipos será intensificada em2011, conforme descrito no item Monitoramento Viral. hptt://cleanlourenco.blogspot.com Fonte: Plano Estadual de Prevenção e Controle de Epidemias de Dengue (Plano de Contingência 2010/2011) Acesso em 27.fev.2011. http://issuu.com/whisllay/docs/plano_contingencia_-_10fev#download
    • EDUCAÇÃO PARA VIDA: TRATAMENTO DA INFORMAÇÃO – DENGUE NO TOCANTINSATIVIDADE01 - No dia 21 de Janeiro de 2011, o Ministro da Saúde esteve em Palmas, ondeacompanhou a reunião das ações de combate à dengue. A reunião contou com apresença do governador Siqueira Campos e do secretário interino de Estado daSaúde, Arnaldo Nunes.Se tratando do dia 21 de Janeiro de 2011 o mesmo representa a) ( ) unidade de comprimento b) ( ) unidade de temperatura c) ( ) unidade de massa d) ( ) unidade de tempo02 - A Sesau – Secretaria de Estado da Saúde possui e aplica o Plano desde 2003.Periodicamente faz sua revisão e por conta de sua execução em 2010 foi possívelreduzir em 25% o número de criadouros em todo o Estado. a) De acordo com o texto foi possível reduzir para 25% o número de criadouros em todo o Estado. E se tratando que os números inteiros são números positivos e negativos represente o mesmo como positivo ou negativo. b) Sabe-se que toda porcentagem pode ser escrita na forma de fração. Represente 25% na forma de fração irredutível.03 - Construa um gráfico de coluna para representar os casos notificados de Denguenos anos de 2000 a 2010. Ver tabela no texto.04 - De janeiro a dezembro de 2010, foram notificados 17.197 casos em indivíduosresidentes no Tocantins. 55% dos casos de dengue notificados estão em apenas 5dos 139 municípios do Estado (Palmas, Porto Nacional, Paraíso do Tocantins,Araguaína e Colinas do Tocantins). Este é o Grupo de Alto Risco de Epidemia deDengue no Tocantins. Calcule a quantidade de casos notificados nos 5 estados.06 – Construa uma tabela com os dados informados no texto sobre os casos de Febrede dengue, confirmação inconclusiva, casos sob investigação, e sendo 40,5% decasos descartados. Lembre-se coloque na tabela descrição, quantidade, porcentageme titulo da tabela.07 – Construa um gráfico de setor com os dados da tabela da questão anterior.08 - Dos casos confirmados, 48% (8.334/17.197) é do sexo feminino e a mediana deidade é 26 anos (6m-83a). Pesquise o que significa mediana.09 – Escreva os conteúdos matemáticos que estão implícitos no texto que você jáestudou ou está estudando.10 – Pra você qual é a importância de estudar este tema nas aulas de matemática?Comente. hptt://cleanlourenco.blogspot.com Fonte: Plano Estadual de Prevenção e Controle de Epidemias de Dengue (Plano de Contingência 2010/2011) Acesso em 27.fev.2011. http://issuu.com/whisllay/docs/plano_contingencia_-_10fev#download