Your SlideShare is downloading. ×
0
Gravidez adolescência
Gravidez adolescência
Gravidez adolescência
Gravidez adolescência
Gravidez adolescência
Gravidez adolescência
Gravidez adolescência
Gravidez adolescência
Gravidez adolescência
Gravidez adolescência
Gravidez adolescência
Gravidez adolescência
Gravidez adolescência
Gravidez adolescência
Gravidez adolescência
Gravidez adolescência
Gravidez adolescência
Gravidez adolescência
Gravidez adolescência
Gravidez adolescência
Gravidez adolescência
Gravidez adolescência
Gravidez adolescência
Gravidez adolescência
Gravidez adolescência
Gravidez adolescência
Gravidez adolescência
Gravidez adolescência
Gravidez adolescência
Gravidez adolescência
Gravidez adolescência
Gravidez adolescência
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Gravidez adolescência

28,271

Published on

Apresentação da autoria de discentes do curso de Licenciatura em Enfermagem da EssaF, UAlg, no âmbito da disciplina de Psicologia V (Psicologia da Gravidez e Maternidade/Paternidade) - Novembro de …

Apresentação da autoria de discentes do curso de Licenciatura em Enfermagem da EssaF, UAlg, no âmbito da disciplina de Psicologia V (Psicologia da Gravidez e Maternidade/Paternidade) - Novembro de 2004, supervisionada pela docente Celeste Duque

Discente: Ana Rita Afonso; Ana Rita Lopes; Andreia Cabrita; Filipa Pereira; & Sónia Brígida.

Published in: Health & Medicine
1 Comment
27 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
28,271
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
1
Likes
27
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Universidade do Algarve Escola Superior de Saúde de Faro Faro Novembro 2004 GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA
  • 2. PLANO DE SESSÃO PARTE APRESENTADA NOME Material Utilizado para Apresentação OBJECTIVOS Filipa Pereira Power Point e Data Show ADOLESCÊNCIA E PUBERDADE Ana Afonso AFECTIVIDADE E SEXUALIDADE Andreia Cabrita GRAVIDEZ, DIFICULDADES E SOLUÇÕES ENCONTRADAS NA ADOLESCÊNCIA Sónia Brígida Filipa Pereira Ana Rita Lopes CONCLUSÃO Sónia Brígida Tempo Total: 40 minutos
  • 3. OBJECTIVOS <ul><li>Definir o conceito de adolescência, puberdade, afectividade e sexualidade; </li></ul><ul><li>Verificar a importância da afectividade na adolescência; </li></ul><ul><li>Analisar a dinâmica da sexualidade na adolescência; </li></ul><ul><li>Identificar as principais dificuldades vividas pelo casal adolescente em situação de gravidez; </li></ul><ul><li>Enunciar as possíveis soluções encontradas pelos adolescentes, face a uma gravidez precoce. </li></ul><ul><li>Referir o papel do enfermeiro no acompanhamento dos adolescentes; </li></ul>
  • 4. Adolescência Transformações corporais, Tomada de consciência de si próprio, Manutenção de relações interpessoais, Desenvolvimento físico e intelectual. A afirmação da identidade sexual, a chegada à autonomia social. O período da adolescência pode considerar-se concluído quando uma pessoa atinge a independência tanto biológica como psicologicamente. A adolescência é caracterizada pelas: As tarefas básicas de desenvolvimento da adolescência são: Obstáculos
  • 5. ADOLESCÊNCIA E PUBERDADE <ul><li>A adolescência </li></ul><ul><li>um período de </li></ul><ul><li>mudanças físicas e emocionais </li></ul><ul><li>momento de conflito ou de crise </li></ul><ul><li>É um importante período no ciclo existencial da pessoa, uma tomada de posição social, familiar, sexual e entre o grupo . </li></ul>
  • 6. ADOLESCÊNCIA E PUBERDADE <ul><li>A Puberdade </li></ul><ul><li>Conjunto de alterações físicas e psicológicas que acontecem na vida dos rapazes e raparigas. </li></ul><ul><li>Podem surgir sentimentos contraditórios, que dependem da aceitação ou não das mudanças que ocorrem. </li></ul>
  • 7. ADOLESCÊNCIA E PUBERDADE MUDANÇA A menstruação nas raparigas A 1ª ejaculação nos rapazes
  • 8. ADOLESCÊNCIA E PUBERDADE Alterações na rapariga: <ul><li>aparecimento da menarca; </li></ul><ul><li>aumento na altura e no peso; </li></ul><ul><li>as ancas alargam e tornam-se mais redondas; </li></ul><ul><li>os seios desenvolvem-se; </li></ul><ul><li>começam a crescer os pêlos púbicos; </li></ul><ul><li>a pele fica mais oleosa; </li></ul><ul><li>as glândulas sudoríparas tornam-se activas. </li></ul>Os ciclos menstruais marcam um importante marco na vida das jovens.
  • 9. ADOLESCÊNCIA E PUBERDADE Alterações nos rapazes: <ul><li>aumento da altura e da massa muscular; </li></ul><ul><li>os ombros e o peito alargam ; </li></ul><ul><li>o pénis e os testículos crescem; </li></ul><ul><li>surgem os pêlos púbicos; </li></ul><ul><li>os testículos começam a produzir esperma; </li></ul><ul><li>as cordas vocais aumentam tornando a voz mais grossa; </li></ul><ul><li>as glândulas sudoríparas tornam-se activas. </li></ul>
  • 10. Porquê que a afectividade é importante na adolescência? A afectividade na adolescência Família Amigos e amigas da mesma idade, Outros adultos. o desejo de estabelecer relações especiais com outra pessoa; Surge: o desejo de estar apaixonado; o desejo de namorar.
  • 11. A afectividade na adolescência <ul><li>O namoro é bastante importante no desenvolvimento afectivo do adolescente, contribuindo para : </li></ul><ul><li>Um maior reforço de identificação; </li></ul><ul><li>Uma maior segurança que obtém pelo facto de se sentir desejado e amado; </li></ul><ul><li>Uma experiência de diálogo mais intenso e verdadeiro; </li></ul><ul><li>Uma vivência da satisfação em tornar o outro mais feliz. </li></ul>
  • 12. A sexualidade na adolescência Existe uma relação entre a afectividade e a sexualidade, porque o amor é geralmente acompanhado de desejos sexuais, sendo as relações sexuais consideradas mais satisfatórias quando integradas numa ligação afectiva.
  • 13. A sexualidade na adolescência Existem manifestações de sexualidade na infância, próprias da idade. As crianças, normalmente, gostam de acariciar os seus órgãos sexuais, têm curiosidade em descobrir os órgãos sexuais dos outros e mostrar o próprio corpo. Estas brincadeiras infantis não são perigosas e são apenas o começo da sexualidade, que está presente, embora de diferentes formas, ao longo de toda a nossa vida.
  • 14. A sexualidade na adolescência <ul><li>Na adolescência, há o despoletar de uma sexualidade mais intensa e clara, manifestando-se ela através de: </li></ul><ul><li>Sonhos sexuais </li></ul><ul><li>Desejos e excitações sexuais </li></ul><ul><li>Fantasias sexuais </li></ul><ul><li>Masturbação </li></ul><ul><li>Relações sexuais </li></ul>
  • 15. A sexualidade na adolescência <ul><li> As raparigas têm, normalmente uma actividade sexual (masturbação, relações sexuais) menor que a dos rapazes, visto haver uma maior culpabilidade dentro delas em relação ao assunto, inibindo-se assim no relacionamento com os rapazes com o medo de parecerem “ fáceis” e com medo de caírem nas teias das “segundas intenções” dos rapazes. </li></ul>
  • 16. A sexualidade na adolescência <ul><li>Os rapazes procuram uma actividade sexual que é influenciada pela procura de segurança e desejo de afirmação, recorrendo à masturbação em momentos de maior ansiedade, ambicionando relações sexuais o mais cedo possível e o maior número de vezes possível para provarem a sua masculinidade e habilidade. </li></ul>
  • 17. Gravidez na Adolescência <ul><li>A gravidez nesta fase da vida parece ser mais prevalente : </li></ul><ul><li>em classes sócio económicas desfavorecidas; </li></ul><ul><li>em determinadas etnias; </li></ul><ul><li>em famílias disfuncionais e em alguns ambientes de risco. </li></ul><ul><li>Existem ainda estudos que referem algumas características da personalidade da adolescente (baixa auto-estima; introversão; dificuldades de expressão e comunicação) como factor determinante. </li></ul>
  • 18. Gravidez na Adolescência <ul><li>Problemas relacionados com uma gravidez: </li></ul><ul><li>Materno-Fetais; </li></ul><ul><li>Sociais; </li></ul><ul><li>Económicos; </li></ul><ul><li>Educacionais . </li></ul>
  • 19. As dificuldades vividas pelas adolescentes… <ul><li>Dificuldades na relação com os pais; </li></ul><ul><li>Aparecem também dificuldades em estabelecer relações com o seu grupo de amigos; </li></ul><ul><li>Dificuldade na relação consigo própria pela dificuldade em “encaixar” a gravidez nos seus projectos e interesses de adolescente; </li></ul><ul><li>       </li></ul>
  • 20. As dificuldades vividas pelas adolescentes… <ul><li>Receio de que o relacionamento com o namorado fique alterado; </li></ul><ul><li>Dificuldade em encontrar um espaço onde se sinta confortável para falar sobre os seus medos e dúvidas face à situação vivida. </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  • 21. Gravidez na Adolescência <ul><li>Actualmente assiste-se a um aumento de gravidezes na adolescência, daí que seja cada vez mais importante prevenir uma gravidez indesejada nesta fase da vida dos jovens. </li></ul>
  • 22. Gravidez na Adolescência A maioria dos jovens não associa directamente o acto sexual com o risco de uma possível gravidez. Os adolescentes inicialmente têm dificuldade em acreditar que a gravidez é sua presente situação.
  • 23. Soluções encontradas pelo casal adolescente em situação de gravidez! <ul><li>As soluções frequentemente encontradas pelos adolescentes face à gravidez não desejada são: </li></ul><ul><li>Aborto; </li></ul><ul><li>Saída de casa dos pais; </li></ul><ul><li>Suicídio. </li></ul>
  • 24. Soluções encontradas pelo casal adolescente em situação de gravidez! <ul><li>Nem sempre é fácil os adolescentes se decidirem por estes caminhos, mas se forem considerados as únicas soluções possíveis, acabam por fazê-las por vários motivos: </li></ul><ul><li>o facto da adolescente ou do seu parceiro não quererem aquele filho agora; </li></ul><ul><li>o medo da reacção dos familiares; </li></ul><ul><li>o receio de encarar todas as responsabilidades e transições que uma gravidez comporta. </li></ul>
  • 25. Soluções encontradas pelo casal adolescente em situação de gravidez! Enfrentar os pais é das tarefas mais difíceis para a adolescente! Contudo se os familiares e as pessoas mais significativas da adolescente que engravida acolherem esta nova situação com compreensão, harmonia e respeito, a gravidez tem menor possibilidade de ser levada em frente sem grandes transtornos. O apoio da família , nomeadamente dos pais é fundamental para que a jovem mãe possa fazer as suas próprias escolhas e ultrapassar de uma forma saudável os obstáculos que surgem ao longo desta complicada fase.
  • 26. Soluções encontradas pelo casal adolescente em situação de gravidez! <ul><li>Fundamental </li></ul><ul><li>comunicar abertamente com estes jovens num ambiente de confiança, de respeito e empatia, sem fazer qualquer tipo de juízos de valor. </li></ul><ul><li>Essencial </li></ul><ul><li>criar condições para promover a expressão de sentimentos em relação a si própria e à gravidez. </li></ul>
  • 27. Soluções encontradas pelo casal adolescente em situação de gravidez! <ul><li>Os profissionais de saúde devem mostrar-se disponíveis e interessados, oferecendo todo o seu apoio para que estes jovens encontrem por eles mesmos o caminho a seguir face à situação de gravidez. </li></ul>Cabe também aos profissionais de saúde esclarecer o pai quanto ao seu papel referindo a sua extrema importância.
  • 28. Soluções encontradas pelo casal adolescente em situação de gravidez! <ul><li>Neste contexto, torna-se pertinente realçar, desde cedo, a importância que a Educação Sexual tem na “luta contra as gravidezes indesejadas”. </li></ul><ul><li>Esta pretende que os jovens sejam educados no âmbito da sexualidade, ensinando-os a adoptarem comportamentos adequados face às relações sexuais, de modo a prevenirem uma possível gravidez indesejada ou o contágio de doenças sexualmente transmissíveis. </li></ul>
  • 29. Soluções encontradas pelo casal adolescente em situação de gravidez! <ul><li>Por fim, o objectivo a alcançar é que sejam encarados </li></ul><ul><li>os aspectos positivos da gravidez, aproveitando para o </li></ul><ul><li>crescimento e desenvolvimento das jovens, de forma a </li></ul><ul><li>que a sua auto-estima saia fortificada. </li></ul>
  • 30. CONCLUSÃO <ul><li>O elevado índice de actividade sexual na juventude aliado ao fraco uso de anti-conceptivos e à falta de informação dos aspectos biológicos do sexo e da gravidez são as causas chave da gravidez na adolescência. </li></ul><ul><li>Parece-nos útil sugerir, aos profissionais de saúde, uma maior aposta na relação de ajuda para com os pais adolescentes. Torna-se importante que o impacto a que estes últimos estão submetidos durante, e mesmo após, todo o processo da gravidez seja minimizado. </li></ul><ul><li>Achamos também indispensável que os enfermeiros sensibilizem a população mais jovem para a prevenção da gravidez indesejada, através de educações, claras e dinâmicas, acerca do planeamento familiar. </li></ul>
  • 31. <ul><li>“ Noutras alturas e noutros tempos, a maternidade acontecia na adolescência de uma forma perfeitamente natural. E é naturalmente que as actuais mães adolescentes, menores de idade, se revelam grandes mães. É que a natureza não olha a preconceitos nem a idades legais.” </li></ul>(Ana Esteves, 1996)
  • 32. FIM… Elaborado por: Ana Rita Afonso 27590 Ana Rita Lopes 27505 Andreia Cabrita 27513 Filipa Pereira 27518 Sónia Brígida nº 27545 Orientadora: Professora Celeste Duque

×