Your SlideShare is downloading. ×
0
Workshop White Paper - 24/04/2013
Workshop White Paper - 24/04/2013
Workshop White Paper - 24/04/2013
Workshop White Paper - 24/04/2013
Workshop White Paper - 24/04/2013
Workshop White Paper - 24/04/2013
Workshop White Paper - 24/04/2013
Workshop White Paper - 24/04/2013
Workshop White Paper - 24/04/2013
Workshop White Paper - 24/04/2013
Workshop White Paper - 24/04/2013
Workshop White Paper - 24/04/2013
Workshop White Paper - 24/04/2013
Workshop White Paper - 24/04/2013
Workshop White Paper - 24/04/2013
Workshop White Paper - 24/04/2013
Workshop White Paper - 24/04/2013
Workshop White Paper - 24/04/2013
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Workshop White Paper - 24/04/2013

447

Published on

Construindo um mercado inteligente de energia elétrica no Brasil

Construindo um mercado inteligente de energia elétrica no Brasil

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
447
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
9
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. WHITE PAPERBuilding a Smart Brazilian Electricity MarketConstruindo um Mercado Inteligente de Energia Elétrica no BrasilAlexandre Nunes ZucaratoGerente de Inteligência de MercadoSão Paulo, 24 de abril de 2013
  • 2.  White Paper Motivações Atributos de um Mercado Maduro Plano de Ação Conclusões2Agenda
  • 3. Motivações3
  • 4.  Os pilares de concepção do modelo do mercado brasileiro visami. Garantir a segurança no suprimentoii. Promover a modicidade tarifária e de preço eiii. Promover a universalização do acesso aos serviços de energia elétricaOs pilares do modelo do mercado brasileiro4
  • 5.  No âmbito do Ambiente de Contratação Regulada (ACR), a garantia do suprimento ea modicidade tarifária foram asseguradas pelos leilões executados pela CCEE sobsupervisão da Agência Nacional de Energia Elétrica – Aneel Contratos de longo prazo (15-30 anos) resultantes de leilões de preço descendentegarantem o investimento necessário para suportar o crescimento da carga ao mínimocusto O sucesso desta abordagem baseia-se em um mercado organizado que proporcionauma formação de preços transparente e que é seguro financeiramente, sendolastreado por recebíveis das Distribuidoras de EnergiaO status do mercado brasileiro – ACR5
  • 6. Existe um amplo espaço para o desenvolvimento do Ambiente de Contratação Livre (ACL) Representação de 26% do mercado total, com potencial máximo de 46% mantendo-seos limites da regulamentação vigente As transações são predominantemente realizadas no mercado de balcão (OTC),sofrendo de problemas típicos deste tipo de mercado, como assimetria de informaçõese baixa liquidez, As lições aprendidas com os leilões regulados nos levam a concluir que um mercadoorganizado, financeiramente seguro e com uma formação de preços transparente, podeinduzir de forma sustentável o nível de investimento na expansão da geração Há uma oportunidade de se alcançar um ambiente de negócios propício parainvestimentos de longo prazo em geração, visando uma solução de segurança nosuprimento que inclua também o ACL6O status do mercado brasileiro – ACL
  • 7. Atributos de um Mercado Maduro7
  • 8. O grau de maturidade de um mercado, e, portanto, seu nível de eficiência, pode ser definido emtermos de três atributos essenciais: Neutralidade― As regras que regem o mercado são de conhecimento público e aplicadas de formaisonômica, quaisquer que sejam os participantes do mercado. Isto significa que o resultadode cada participante do mercado será consequência de seus próprios esforços e dascondições de mercado Simetria de informações― Todos os participantes têm acesso às mesmas informações do mercado, de forma a evitar amanipulação do mercado e aumentar o nível de confiança dos participantes. Portanto,cada participante sempre tomará a melhor decisão possível em um determinadomomento, dadas as informações públicas disponíveis Liquidez― Capacidade de um mercado possibilitar que os participantes executem suas transaçõesrapidamente (imediatismo) sem causar grandes impactos sobre preços (resiliência). Destaforma, cada participante do mercado pode liquidar uma posição em aberto sempre que elanão for mais atraente, viabilizando os processos de gerenciamento de riscosAtributos de um Mercado Maduro8
  • 9.  A maturidade de um mercado é um processo autossustentável construído através dacriação de medidas tais como: Padronização de produtos e processos; Redução dos custos de transação; Anonimato das transações; Transparência dos dados de mercado; Redução de barreiras para novos participantes no mercado; Minimização do risco de inadimplência. As bolsas possibilitam a implementação dessas medidas que são essenciais para o bomfuncionamento de qualquer mercado de energia elétrica9Atributos de um Mercado Maduro
  • 10. Plano de Ação10
  • 11. Proposição 1: Aproximar o PLD da operação em tempo real O Despacho centralizado realizado pelo ONS baseia-se em uma programação semanalajustada em base diária: Eventos não planejados que afetam o sistema elétrico (rede, interrupções nacapacidade de produção) bem como aspectos relacionados com a segurançaenergética* não são considerados no cálculo do PLD O cálculo diário do PLD considerando a aversão ao risco permitiria: A representação mais acurada das condições elétricas e energéticas do sistemaevitando o pagamento de encargos O desenvolvimento de um mercado de contratos day-ahead Nos mercados mais maduros, a adoção de mecanismos day-ahead contribuiu para osurgimento de preços de referência que enviam sinais econômicos relevantes para aexpansão bem como índices para mercados de derivativos de energia (contratos futuros)Propostas para o Mercado Brasileiro* Não está explícito na primeira versão do White Paper 11
  • 12. Proposição 2: Desenvolver produtos para facilitar o funcionamento do mercado Desenvolvimento de produtos padronizados, a serem negociados em um mercadoorganizado associado a uma contraparte central, visando aumentar a confiabilidade nofuncionamento do mercado atacadista O lançamento de um mercado organizado por meio de uma abordagem “passo a passo”em coerência com o progresso alcançado ao se aproximar o cálculo do PLD à operação emtempo real Sugere-se o lançamento de contratos futuros cujo período de suprimento pode sersemanal em uma primeira fase, depois mensal e até mesmo anual Períodos de suprimento mais curtos poderiam ser utilizados apenas se o PLD tambémfor calculado em um prazo mais curtoPropostas para o Mercado Brasileiro12
  • 13. Proposição 3: Implementar soluções de compensação e liquidação centralizada O objetivo de uma clearing house é mitigar os riscos associados à comercialização,garantindo a execução organizada das atividades de compensação, pagamento e entrega Negociações em mercado de balcão e em mercados organizados são instrumentoscomplementares para os participantes do mercado A padronização de contratos de balcão é o primeiro passo para permitir aimplementação de um serviço de compensação e liquidação para este tipo denegociação Uma solução padronizada de compensação e liquidação combinando bolsa, operaçõesdo mercado de balcão e do mercado de curto prazo agregará grande valor aosparticipantes do mercado brasileiro A mitigação das exposições ao risco financeiro por meio de serviços de uma clearinghouse para o ACR e ACL aumentaria a confiança e a segurança do mercado atacadistacomo um todoPropostas para o Mercado Brasileiro13
  • 14. Proposição 4: Clara separação entre o mercado de atacado e varejo e a introdução deresposta da demanda Criação de incentivos econômicos para separar os participantes de atacado e de varejopara viabilizar a implementação eficiente e adequada de programas de resposta dademanda Os programas de estímulo à resposta da demanda são distintos para atacado e varejoMercado de Atacado Incentivar a participação da demanda no despacho do sistema é essencial para alcançarum processo de formação de preços mais transparente, de modo a reduzir os picos depreços ao evitar o despacho de unidades geradores de custo elevadoMercado de Varejo e o Papel do Comercializador Varejista A concorrência entre comercializadores varejistas por clientes levará aodesenvolvimento de produtos para cobertura de risco de preços diferenciados,incluindo produtos que proporcionem oportunidades de resposta à demanda nosmercados atacadistas Comercializadores varejistas, no papel de agregadores de carga, demandarão contratosfuturos para mitigar o seu risco de preço e esta necessidade induzirá o investimento,contribuindo para a segurança do suprimentoPropostas para o Mercado Brasileiro14
  • 15. Proposição 5: Organizar o monitoramento de mercado Todos os operadores de mercado (curto prazo, bolsa ou balcão) devem serresponsáveis por monitorar o bom funcionamento do mercado atacadista Seu dever é o de verificar se os preços das operações em seus ambientes decomercialização refletem as condições de mercado A atividade de monitoramento deve ser reportada às autoridades reguladorascompetentes que devem dispor de relatórios periódicos sobre o tema Estas ações destinam-se à integridade do mercado e à criação de condiçõesisonômicas de atuação para todos os participantes do mercado, dando-lhes acessojusto e equânime aos dados referentes às negociações e outros dados fundamentaisPropostas para o Mercado Brasileiro15
  • 16. Conclusões16
  • 17. Oportunidades para o Mercado Brasileiro Há uma oportunidade introduzir no Brasil uma infraestrutura de comercializaçãoadequada para o setor elétrico, capaz de produzir sinais de preço mais robustos tantopara o uso mais eficiente da energia elétrica quanto para a indução de investimentos domercado A criação de um mercado organizado (“Marketplace”) com processos diretos, produtospadronizados e compensados por contrapartes centrais, daria condições ao mercadobrasileiro de induzir seu amadurecimento em direção aos padrões internacionais deneutralidade, simetria de informações e liquidez Além de representar as melhores práticas nos mercados de energia elétrica do mundo,estas iniciativas estão alinhadas aos compromissos assumidos pelos líderes do G-20 emPittsburgh, em setembro de 2009 -“Implementing OTC Derivatives Market Reforms” Padronização do mercado Implementação plataformas eletrônicas de comercialização ou Bolsas Criação de Clearing Houses e Promoção da transparência de informações frente às autoridades17
  • 18. Alexandre Nunes ZucaratoGerente de Inteligência de MercadoObrigadoalexandre.zucarato@ccee.org.brwww.ccee.org.br11 – 3175.6098

×