Your SlideShare is downloading. ×
Condomínio experts #03
Condomínio experts #03
Condomínio experts #03
Condomínio experts #03
Condomínio experts #03
Condomínio experts #03
Condomínio experts #03
Condomínio experts #03
Condomínio experts #03
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Condomínio experts #03

76

Published on

www.oblogdocb.blogspot.com

www.oblogdocb.blogspot.com

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
76
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. ANTERIORMENTE... Thaís se aproxima mais de Felipe e encosta levemente a faca em sua garganta THAÍS: Em menos de dez segundos eu posso te matar FELIPE: Mas você não é uma assassina. THAÍS: Eu sei. Não vou te matar Thaís se afasta de Felipe THAÍS: Mas vaza daqui antes que eu mude de ideia. CHARLES: O que você quer? YASMIM: Te convidar para sair. Tomar um sorvete, de repente. CHARLES: Por quê? YASMIM: Ora, porque eu te achei muito atraente. Então... Topa? CHARLES: Nunca. Você é pobre. Não saio com mendigos. EMANUELLE: Olhe lá, Yasmim. É o vagabundo do Renato. YASMIM: E daí? EMANUELLE: Pensa que eu não me esqueci da mágoa que ele me causou? Nós éramos felizes juntos. YASMIM: Eu lembro da época que vocês namoravam. Você tinha uma vida e não ficava me enchendo o saco o dia inteiro YASMIM: Você sabe que eu sou capaz de qualquer coisa, né? RENATO: Você e aquela louca da Emanuelle. São duas bandidas. YASMIM: Isso mesmo. Vou te mandar a real: Agora você vai me beijar e depois dizer que me ama, ok? Se não... Sua namoradinha vai morrer... Renato e Yasmim se beijam. ELLEN (se aproximando): Renato? O que está acontecendo? YASMIM (parando com o beijo): Eu te amo, Rê. RENATO (chorando e gaguejando): Eu... Também te amo, Yasmim. ELLEN (aos prantos): Seu cafajeste. Achei que você me amava. Yasmim cala Renato com outro beijo e Ellen vai embora correndo. CHARLES: Termina de limpar logo MULHER: Você não era assim quando nos casamos CHARLES: Porque não pede o divórcio, Carolina? CAROLINA: Você sabe.
  • 2. EMANUELLE: O que você pretende fazer? YASMIM: Se ele não quis dividir a grana comigo, ele não vai ter mais nada. EMANUELLE: Mas o que tem nessa mochila. E o que você vai fazer? YASMIM: Fogo. CENA UM Charles e Carolina saem de sua casa. Após alguns minutos Yasmim e Emanuelle se aproximam do local. Esta aparenta nervosismo e aquela está com uma mochila. EMANUELLE: Não tem perigo de eles voltarem? YASMIM: Fiquei sabendo que vão voltar só amanhã. Vamos ter tempo suficiente para a minha vingança. EMANUELLE: Quem é aquela biscate que saiu com ele? YASMIM: Pelas roupas, deve ser a empregada. Olhe (apontou para a casa). Uma janela está aberta. Acho que conseguimos entrar As duas, com um pouco de dificuldade, conseguem passar pela janela e chegar à sala de estar. EMANUELLE: O que você pretende fazer?
  • 3. YASMIM: Se ele não quis dividir a grana comigo, ele não vai ter mais nada. EMANUELLE: Mas o que tem nessa mochila. E o que você vai fazer? YASMIM: Fogo. EMANUELLE: O quê? Yasmim retira uma garrafa de álcool de sua mochila e o espalha pelo local. EMANUELLE: Pare com isso. Yasmim acende um fósforo e solta no chão. O fogo começa a se espalhar. EMANUELLE: Você não devia ter feito isso YASMIM: Cala a boca e vamos sair daqui logo antes que o fogo nos impeça. E se você continuar reclamando eu dou um jeito de te deixar aqui pra você morrer queimada. EMANUELLE: Me desculpe. Vamos sair daqui logo. O incêndio se espalha cada vez mais rápido. As duas correm em direção à janela que entraram, porém o fogo as impede de sair por lá. YASMIM: Emanuelle, tente saltar nossos móveis que ainda não tão pegando fogo e ir em direção a porta. EMANUELLE: Mas... YASMIM: Vai logo. Se você conseguir eu também faço isso. Se você morrer, melhor ainda. Emanuelle consegue chegar até a porta e sair. Yasmim faz o mesmo. As duas não são vistas CENA DOIS Mesmo dia, 11 de Agosto de 2010, manhã. Jonas passa algum tempo olhando um pequeno medalhão com uma foto. JONAS: Já se passaram quarenta anos...
  • 4. A foto é antiga. Nela há Jonas, quando jovem, abraçado com uma mulher loira. JONAS: Já se passaram quarenta anos desde que o amor da minha vida morreu... Jonas Chora JONAS: Já se passaram quarenta anos desde que aquela mulher tomou o seu lugar, meu amor... Jonas se ajoelha JONAS: Já se passaram quarenta anos desde que... Jonas quebra o medalhão JONAS: Desde que ela, aquela mulher que não me amava, tomou seu lugar... E eu ainda pensei que fosse você, mas... Você nunca faria isso comigo. CENA TRÊS 11 de Agosto de 1970, quarenta anos atrás. Jonas conversava com um amigo em um bar. JONAS: Mauro, quero te mostrar uma coisa... MAURO: O que é? Jonas retira uma pequena caixa de um dos bolsos. Ela contém um anel JONAS: Vou pedir a Judith em casamento... MAURO: Isso é incrível. JONAS: E você nem sabe o quanto eu suei para conseguir esse anel. MAURO: Foi caro? JONAS: Sete dígitos. Mauro se espantou
  • 5. JONAS: Sempre tive muito dinheiro, mas, ainda assim, precisei economizar por muito tempo para compra-lo. MAURO: O anel é muito bonito. Só que eu tenho certeza que ela adoraria qualquer um que você desse. Sem falar que, por menos disso, você conseguiria anéis muito chiques. JONAS: Eu sei... Mas ela merece o melhor. Sinto que meu coração vai explodir de tanto que a amo. Nem sabia que era possível gostar assim de alguém. E o melhor de tudo é que sou correspondido. E você? Quando vai pedir a Catarina em casamento? Mauro se espantou novamente. MAURO: Não sei... Não pretendo. Não por enquanto. Não que eu não queira algo sério, eu quero. Mas... Sei lá. Casamento? Não é pra mim. JONAS: Você não quer ter filhos? Construir uma família? MAURO: Muito. Até já sei o nome que vou dar para o meu filho... JONAS: Qual nome? MAURO: Felipe. Mas isso é plano para daqui a alguns anos... Uns cinco, talvez dez... Mas não pra agora. JONAS: Falando em família, sabe quem casou? Cida. O noivo é um tal de Tony MAURO: É. Eu fiquei sabendo. Fui convidado. Mas a cidade dela é muito longe. JONAS: Verdade. Eu sinto muita saudade. MAURO: Todos nós sentimos... JONAS: Bem... Preciso ir pra casa. Falei para a Judith que eu iria trabalhar até tarde hoje. Vou chegar antes dela e preparar um jantar para poder fazer o pedido. MAURO: Boa sorte. JONAS: Quem precisa de sorte quando se tem amor? CENA QUATRO
  • 6. Atualidade, 11 de Agosto de 2010, manhã. Karina e Lucas estão sentados em frente a padaria de Yasmim. KARINA: Cadê elas? Ficam sumindo todos os dias, agora. LUCAS: E dessa vez eu nem estou com a chave. Karina franze as sobrancelhas. KARINA: Que estranho. LUCAS: O quê? Karina aponta para em direção a casa de Charles, que não pode ser vista de lá. Há fumaça no céu. LUCAS: Fumaça. O que será que está acontecendo? KARINA: Tô sentindo cheiro de queimado LUCAS: Opa! Churrasco! KARINA: Não... Tá parecendo mais um incêndio. LUCAS: Vamos verificar. CENA SEIS 11 de Agosto de 1970, quarenta anos atrás. Jonas entra em sua casa. É um pequeno, porém chique e bem localizado, sobrado. O condomínio ainda não existia. Ele tira o casaco e sobe até o segundo andar. Abre a porta do quarto e dá um passo a frente. Instantaneamente começa a chorar. Jonas fecha os olhos e cai aos prantos. Judith estava nua agarrada com outro homem, também nu. Jonas tenta abrir os olhos, mas sua coragem não era suficiente. Não queria que aquilo fosse. CENA SETE
  • 7. Atualidade, 11 de Agosto de 2010, manhã. Jonas está segurando o medalhão, quebrado. JONAS: Nunca pensei que você pudesse fazer isso comigo... E não fez... Jonas estava tremendo. JONAS: Não foi você... Foi outra pessoa... Foi aquela mulher que acabou com nosso casamento... Aquela que se parecia com você... Mas não era você... Eu achei que fosse você... Mas não era você... Era ela... E não você... Ela... Jussara entra no quarto, pálida. Jonas guarda os restos do pingente no bolso. JONAS (tentando parar de chorar): O que foi? JUSSARA: Você está chorando? Então você já sabe? JONAS: Sei do quê? JUSSARA: Do incêndio. JONAS (gritando desesperado): Um incêndio? JUSSARA: Seus homens já estão tentando apagar. JONAS: Onde? JUSSARA: É na casa do Charles. JONAS: Alguém se feriu? JUSSARA: Não sei... JONAS: Vou lá ver. Jonas sai. Jussara permanece. JUSSARA: Mas... Se ele ainda não sabia, porque estava chorando? CENA OITO Mesmo dia, 11 de Agosto de 2010, manhã
  • 8. Jonas corre em direção a mansão de Charles. Encontra com Maurício, um de seus seguranças. MAURÍCIO: Jonas, houve um incêndio na casa do Charles. JONAS: Eu sei. Alguém saiu ferido? MAURÍCIO: Infelizmente houve uma morte. JONAS: Quem morreu? MAURÍCIO: Ezequiel JONAS: Aquele bebê? CENA NOVE YASMIM: Bebê? Mas que bebê? Yasmim e Emanuelle estavam na padaria. O estabelecimento se encontrava vazio. EMANUELLE: Parece que era o filho do Charles. Ouvi o pessoal comentando. YASMIM: Por falar em idiota, cadê a Karina e o Lucas? EMANUELLE: Acho que estão vendo os caras do Jonas apagarem o incêndio. Você não ficou nem um pouco comovida com a morte desse garotinho? YASMIM: Comoção é para os fracos. Que nem você. Yasmim dá um tapa em Emanuelle. Mariana aparece YASMIM: O que você quer, babaca? MARIANA: Dez pães e dois cafés. Yasmim se afasta para pegar os pães. EMANUELLE: Dois cafés? MARIANA: Ellen está lá em casa. E está muito mal, mas ainda não conseguiu me falar por que. EMANUELLE: Sabe como está a casa do Charles?
  • 9. MARIANA: Destruída. EMANUELLE: Nossa. MARIANA: Emanuelle... Eu vi o tapa que a Yasmim deu em você. Não deixe ela te humilhar assim. Qualquer dia vai acabar te esfaqueando EMANUELLE: Mas... Ela é minha amiga. MARIANA: Não, não é. Você tem que se afastar dela. EMANUELLE: Mas... Eu gosto dela MARIANA: Mas ela não gosta de você. No seu lugar... Eu já teria matado ela. Se afaste. Yasmim se aproxima com os pães YASMIM (gritando): Se afastar de quem? Yasmim dá um tapa em Mariana MARIANA: Ah, você não fez isso.

×