XIV CBE - MESA 1 - Antonio Carlos Tovar - 23 out 2012
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

XIV CBE - MESA 1 - Antonio Carlos Tovar - 23 out 2012

on

  • 939 views

 

Statistics

Views

Total Views
939
Views on SlideShare
939
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
13
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment
  • No ano de 2008, o apoio aos projetos de investimento do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) continuou a ser o grande desafio do BNDES. No exercício, foram aprovados 85 projetos, com financiamento de R$ 23,2 bilhões e investimentos de R$ 51,6 bilhões. Desses projetos, quarenta eram do PAC, com apoio de R$ 13,1 bilhões e investimentos de R$ 25,3 bilhões. Ainda no mesmo período, foram contratados 89 projetos, com financiamento de R$ 18 bilhões e investimentos de R$ 34,7 bilhões. Dos projetos contratados, 45 eram do PAC, com apoio de R$ 10,1 bilhões e investimentos de R$ 16,7 bilhões.
  • Taxa de desconto intertemporal Org. Int. US$ milhões equivalentes BID (9 op.) 3.175 BIRD (11 op.) 1.345 JBIC (8 op.) 950 KfW (5 op.) 210 Outras (3 op.) 57 Principais op. ativas de mercado (US$ 6.2 bilhões captados desde 1996) Eurodollar US$ 2.450 milhões Samurai ¥ 130 bilhões Euroliras L. 800 bilhões Euromarket EUR 450 milhões Carteira ações BPAR – R$ 9.2 bilhões (contábil) e R$ 15.4 bilhões (mercado) Capitalização (Basiléia) – 29.52% (dez ’01) Índice inadimplência – 0.7% para carteira de crédito de R$ 95 bilhões

XIV CBE - MESA 1 - Antonio Carlos Tovar - 23 out 2012 XIV CBE - MESA 1 - Antonio Carlos Tovar - 23 out 2012 Presentation Transcript

  • Apoio do BNDES ao Setor ElétricoXIV Congresso Brasileiro de Energia Repensando a Matriz e o Planejamento Elétrico Brasileiro Rio de Janeiro Outubro de 2012
  • Setor Elétrico: o que apoiamos• Geração hidrelétrica;• Fontes alternativas de energia;• Distribuidoras;• Linhas de Transmissão;• ESCOs
  • Formas de Apoio
  • Modalidades de Financiamento Financiamento corporativo – garantias ligadas aos acionistas. Project Finance - Financiamento de um projeto específico e não de todos os negócios de uma empresa, segregando custos, receitas e riscos do projeto através de uma sociedade de propósito específico (SPE).
  • Project FinanceO Project Finance como novo paradigma no financiamentoda infraestrutura:• Controle privado;• Participação pública;• Modicidade tarifária;• Cessão e a vinculação de recebíveis;• Incentivos à antecipação da entrada em operação antesdo prazo previsto no contrato de concessão; e• Dimensões sócio-ambientais.
  • BNDES e Project Finance• Receitas futuras vinculadas ou cedidas aos financiadores;• Fluxo de caixa suficiente para saldar financiamento - ICSDmaior ou igual a 1,3 ou 1,2;•Capital próprio dos acionistas compatível com o risco doprojeto (mínimo 20%)• Risco: - Classificação de risco do projeto - Qualificação dos acionistas - Exame da qualidade dos recebíveis - Constituição de contrato EPC• Repartição de riscos: Participação de outros financiadores eagentes financeiros
  • Parcerias com Outros Credores Motivações: • Grande demanda por funding para projetos de infraestrutura; • Interesse no desenvolvimento do mercado de capitais no Brasil => debênture de infraestrutura; • Redução do nível médio de participação do BNDES; • Parcela de investimentos não financiáveis pelo BNDES – Outorga – Desapropriação – Importação de equipamentos.
  • Evolução dos Desembolsos Hidrelétricas R$ milhões Térmicas Nuclear 23.390 Energias Alternativas Distribuidoras Transmissoras Ferrovias 18.743 Rodovias Portos, Terminais e 16.017 15.280 Armazéns Navegação Transporte Aéreo 8.638 7.921 7.116 Realizado 1º Sem. 4.875 3.747 3.366 2.710 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 (Previsão)Variação Anual + 80% - 23% - 10% + 111% + 21% + 85% - 5% + 23% + 25%
  • Condições Financeiras para Energia BNDES Spread Prazo de Amortização Moedas Segmentos Participação Básico (até) Contratuais máx. (%) (% a.a.)1. Geração 20 (UHEs acima de Hidreletricidade 1.000MW) 70 100% TJLP 0,9 16 (UHEs até 1.000 MW) UTEs (Gás & Cogeração) 14 90 100% TJLP 0,9 UTEs (Carvão & Óleo) 14 50 50% TJLP 1,8 Energia Renovável 16 80 100% TJLP 0,92. Transmissão 14 70 100% TJLP 1,33. Distribuição 6 50 50% TJLP 1,34. PROESCO 6 80 a 100 ** 100% TJLP 0,9 Custo Financeiro Total: Custo da Moeda Contratual + Spread Básico + Spread de Risco (0,40% a.a. a 4,18% a.a.) * Varia conforme nível de renda e localização
  • Apoio do BNDES ao Setor Elétrico
  • Energia: Aprovações 2003 a 2012 (1º Sem.) Valores em R$ mil Capacidade Nº de Financiamento Investimento Segmento Instalada Projetos BNDES (R$ Mil) Previsto (R$ Mil)1. Geração 42.966 MW 197 64.928.721 123.992.035 Hidrelétricas 32.241 MW 43 37.320.386 74.710.683 Termelétricas 4.298 MW 11 5.539.573 12.365.852 Eólicas 2.497 MW 22 7.860.363 14.631.229 PCH 2.210 MW 111 7.146.472 10.855.631 Nuclear 1.405 MW 1 6.146.256 10.488.029 Biomassa 315 MW 9 915.671 940.6112. Transmissão 23.507 Km 78 11.379.661 26.852.2693. Distribuição - 65 12.967.012 23.406.5024. Racionalização - 17 62.290 101.978 TOTAL 357 89.337.684 174.352.785
  • Perspectiva de Investimentos em EnergiaEólica Setores Valores (R$ bilhão) 2007- 2012- 2010 2015 Energia Elétrica 142 158 Ferrovias 25 45 Rodovias 40 53 Portos 9 15 Aeroportos 2 4 Infra 218 275 Fonte: BNDES
  • Repensando a Matriz e o Planejamento Elétrico Brasileiro
  • Algumas Reflexões • Política Industrial & Modicidade Tarifária; – Requisito de Conteúdo local mínimo nos Editais do Setor • Geração Distribuída & Energia Solar; • Mecanismo de Realocação de Energia & Setor Eólico; • Geração Térmica & shale gas; • Matriz elétrica planejada & resultados dos Leilões; • Projetos concluídos & ICGs (prazos, concentração); • Tributos & Competitividade das diferentes fontes; • Leilão de Fontes Alternativas com piso por fonte/região.
  • Antonio Carlos de Andrada Tovar (55 21) 2172-8728 tovar@bndes.gov.br