Your SlideShare is downloading. ×
0
Brincadeira de criança como é bom
Brincadeira de criança como é bom
Brincadeira de criança como é bom
Brincadeira de criança como é bom
Brincadeira de criança como é bom
Brincadeira de criança como é bom
Brincadeira de criança como é bom
Brincadeira de criança como é bom
Brincadeira de criança como é bom
Brincadeira de criança como é bom
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Brincadeira de criança como é bom

289

Published on

Arte, desenho para crianças, desenho

Arte, desenho para crianças, desenho

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
289
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
5
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Pofe, teuratotátristinho!!!
  • 2. ENSINANDO DESENHO PARA CRIANÇAS DE 5 ANOSEste foi um novo desafio, já havia trabalhado com ensino Médio e Fundamental,então fui provocada a dar aulas de desenho para crianças de 5 anos no Centro deArte Professor Pardal. Minha primeira experiência oficial, fora de algumas práticasq u e t e s t e i c o m mi n h a s f i l h a s , s o b r i n h o s ,v i z i n h o s ... A arte é um encantamento...até você se sentir encantado com ela não poderárealizá-la de forma que ouça: O h h h h h h h !!!!Bom, quando você se encanta seus alunos começam a reclamar quando não tem aula,ou quando dá o sinal de término, o u q u a n d o u t i l i z a m a sa u l a s d e a r t e s c o m o u t r a a t i v i d a d e ....e n f i m ,pe ns o e s t a r e nc a nt a da .A partir das massinhas de modelar percebem a forma, se encantam, poetizam. Atécnica, s i m p l e s , d i s t r i b u i r u m a m a s s a d e c a d ac or pa r a c a da a l uno, i r pa s s o a pa s s o c omt o d o s , a g o r a c o r t a a m a s s i n h a a o m e i o ...f a zuma bolinha....corta ao meio o restante ...mais uma bolinha, gruda as duas partes ecompleta com orelhas, o rabo é uma cobrinha que espicha...espicha , os olhos sãob o l i n h a s d e sagú ...O l h a q u e g r a c i n h a s ! - “A c o b r i n h a q u e rm o r d e r a o r e l h a d o r a t o d a p r o f e ...” “não d e i x ap r o f e !! “ – “é só u m c a r i n h o ...”
  • 3. Assim, minhas aulas com os pequenos começa a fluir, a partir daí recorto , em revista, formas como pingos grandes. (dois tamanhos), essas figuras serão a base dos nossos desenhos, eles começam a ficar independentes e apaixonados pelo desenho... Cada um fará o seu, “a profe vai mostrando....” Eles ganham forma e vida também....Na imaginação das crianças, eles se movem, gritam, conversam com os outros. “O rato está com fome!!” - “o que ele come?” –” Queijo, como é o queijo?”, um círculo de tampa de Nescau. “Mas ele comeu!!! “ –”Então falta um pedaço! “ – “Mas ainda tá com fome, nhac! “Comeu o queijo da profe.!!”..”sniff.”.”sniff , as lágrimas correm no desenho do rato da profe. -”Ora profe, teu rato ficou tristinho.!!!..eu dou meu queijo pra ele!! “Assim fica gostoso de ensinar e aprender!!!
  • 4. -”Ele precisa de casinha, há tem umas flores!!! A casa dele é bonita!!!”Lápis aquarela, pincel, e água dão o colorido...-”Lápis vira tinta? Ah que legal”, sai o rosto pintado, as mãos, oscolegas...Tudo vira cor!!!
  • 5. RESULTADOTODOS CONSEGUEM DESENHAR UM RATO! : - VOU ENSINAR MINHA MÃE A FAZER UM RATO!
  • 6. Pofe deixa eu ter aulacom a Belenice, senãovou embora e nãovenho mais aqui!
  • 7. BRINCADEIRA DE CRIANÇA...COMO É BOM...COMO É BOMBom mesmo é aprender brincando! Arte, fotografia e edição: Profe Berenice Bitencourt Serra Pereira Alunos do Centro Municipal de Artes Professor Pardal- Ijuí/RS 2011

×