minas@hojeemdia.com.br - HOJE EM DIA, BELO HORIZONTE, DOMINGO, 15/9/2002
MINAS ! ATITUDE 29
JANELAS DA COMUNICAÇÃO " Expos...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

2 9-15

51

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
51
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "2 9-15"

  1. 1. minas@hojeemdia.com.br - HOJE EM DIA, BELO HORIZONTE, DOMINGO, 15/9/2002 MINAS ! ATITUDE 29 JANELAS DA COMUNICAÇÃO " Exposição reúne fotografias, campanhas impressas, instalações e sessões de vídeo produzidas por alunos da PUC-MG RENATA MATTA MACHADO REPÓRTER U ma câmara, lápis, pincel, caneta ou mouse de com- putador na mão e mil idéiasnacabeça.Essafrase,adap- tada, mas mais do que manjada, serviu de inspiração para ex-alu- nos da Faculdade de Comunica- ção e Artes da PUC-MG (Pontifí- cia Universidade Católica de Mi- nas Gerais) realizarem trabalhos que estão expostos na mostra "Ja- nelas da Comunicação". A exposição, aberta ontem, na sala Humberto Mauro do Pa- lácio das Artes, em Belo Horizon- te, pode ser visitada até o dia 29 de setembro. A mostra reúne fo- tografias, campanhas impressas, instalações e sessões de vídeo se- lecionados por uma comissão curadora. Ao todo estão sendo expos- tas33fotografias,dezcampanhas impressas, além de duas instala- ções, como a "2 TVs", que rece- beu prêmio na Intercom 2001. Durante a mostra será lançado o vídeo no formato 35 mm o "Cer- raraportaemfilme",doex-aluno de Publicidade e Propaganda, Pa- bloLobato.Novídeo,ojovempu- blicitário e cineasta registrou, com muita sensibilidade, os últi- mos dias de vida do seu avô. Quem visitar a exposição "Janelas da Comunicação" vai ter oportunidade de assistir ao vídeo "Imagens Mestiças", idealizado e realizado pelos ex-alunos Hud- son Vianna, Joana Oliveira, Gui- lherme Vieira, Henrique Cota e Fernanda Araújo. O vídeo de 35 minutos de duração e também premiado na Intercom, é uma análise sobre a linguagem do vi- deoclipe. "É muito bacana parti- cipar de mostras como o janelas da comunicação. É uma forma de quebrar as barreiras do meio aca- dêmico, além de ser uma possibi- lidade de aprender. É um incenti- vo para profissionais que estão começando. queremos que as pessoasassistamaonossovídeoe pensem sobre o nosso trabalho", salienta HudsonVianna, 24 anos. De acordo com Hudson, o grupo resolveu fazer o documen- tário sobre a linguagem dos vi- deoclipes por entender que exis- te muito pouca coisa publicada a respeito. "Fizemos uma extensa pesquisa e percebemos que tra- ta-se de um tema muito rico, mas pouco explorado", conta. Hudson, que já trabalha na direção e edição de filmes co- merciais, observa que a lingua- gem do videoclipe é muito rica. "O videoclipe é um produto para ser vendido. Nele, você trabalha com a experimentação da lin- guagem. na verdade, pode-se di- zer que ele é contaminado por todos os tipos de manifestações artísticas. É um celeiro de técni- cas e de experimentação", diz. Para fazer o documentário, o grupo realizou entrevistas com profissionais da área de Belo Ho- rizonte, Rio de Janeiro e São Pau- lo. HudsonVianna acredita que a área de produção de videoclipes está vivendo um novo momento, depois de uma retração ocorrida nos anos 90."Estamos na era di- gital, o que têm facilitado o tra- balho, além de diminuir custos. Em Minas existem muitos profis- sionais da nova geração fazendo trabalhos bem legais, tanto co- merciais como autorais", finaliza HudsonVianna. Público em volta da cabine de instalação para o documentário “Vídeo XX”; produções dos alunos discutem temáticas variadas Mulheres falam sobre sexo consigo mesmas em documentário Pablo Lobato apresentou “Cerrar a Porta em um Filme”, no qual acompanha os últimos dias de vida de seu avô, que, da cama, recita um poema Mostraabordasexo,retratosevideotapes ‘VídeoXX’discutesexualidade Os trabalhos que estão sen- do exibidos na mostra "Janelas da Comunicação", no mínimo, vai despertar a curiosidade das pessoas. Essa moçada, apesar de nova, mostra que o que não falta é talento e criatividade. É o caso do vídeo "XX", produzido pelas alunas de Jornalismo, Bárbara Soalheiro, Helena Campos, Julia- na Ribeiro, Marina Rezende, Mi- lena de Almeida e Roberta Maia. O vídeo, que tem 27 minu- tos de duração, é parte do proje- to experimental das ex-alunas, onde foi pesquisada a sexuali- dade feminina e emancipação da mulher. Em uma cabine, mulheres gravaram depoimen- tos sobre o tema, em quatro pontos de Belo Horizonte: Praça Sete, Barragem Santa Lúcia, Praça da Assembléia e Praça Miltom Campos. "Entrevista- mos 167 mulheres de diversas classes sociais e idades. Opta- mos por um público heterogê- neo", explica Bárbara. Segundo Bárbara, o vídeo conta com 40 entrevistas. As alu- nas também utilizaram na edi- ção manchetes de revistas que diziam algo sobre sexo. As frases foram retiradas de revistas femi- ninas publicadas a partir de 1984. Para deixar as entrevista- das mais à vontade, toda a cabi- ne foi coberta com espelho du- pla face, evitando que as entre- vistadas vissem o cinegrafista. A comunicação era feita através de um walk talk. "As entrevistadas falavam com elas mesmas. As reações fo- ram as mais diferentes. Algumas entrevistas, se sentiram comple- tamenteàvontade.Alémdefalar semaquiavam.Tambémtiveram mulheres que se sentiram muito envergonhadas e tinham medo até de se mexer. Outras não pa- ravam de falar e não queriam sair da cabine", conta a jovem jornalista. Para a integrante do grupo, ter participado da produção, captação e edição do documen- tário "XX" foi uma experiência fantástica. "É uma oportunidade de experimentar o que aprende- mos em sala de aula. chegamos conclusão que mulheres moder- nas, que não têm problema de falar sobre sexo, fazem parte de universo muito menor do que se imagina. É impossível captar to- da a verdade nas entrevistas rea- lizadas com as mulheres. No ví- deo, elas optaram por dizer o que para elas era importante. Is- so não significa que é a verdade absoluta", observa Bárbara. ‘DuralexSedlex’écomentado Hoje, a partir das 18 horas, na sala Humberto Mauro do Pa- lácio das artes, acontece uma sessão comentada do vídeo“Du- ralex Sedlex”, produzido e dirigi- do por Marília Rocha, Luciana TanureeHenriqueSilveira.Marí- lia Rocha, que cursou Publicida- de e Propaganda, ganhou o prê- mio de melhor decine (vídeos di- gitais finalizados em película) no 6º Festival de cinema, vídeo e de- cine, em Curitiba. "DuralexSedlex"éumdocu- mentário baseado na biografia de um japonês que reside no bairro Santa Tereza e trabalha consertando projetores e atuan- do com projecionista em sessões de cinema. A partir das 19 horas serão exibidos vários outros vídeos. O primeiro deles "Leite de Pedra (Sociabilidade no JK)" foi feito pelos ex-alunos Ana Paula San- tos, Ana Silvia Junqueira, Caroli- na Gilberti, Giselle Rocha, Frede- rico Carnevalli, Luciana Vieira, Rachel Carvalho, Rafaela Morais. Logo depois é vez do público as- sistir ao documentário "Cercos em Vídeo", de Gilmara Botelho, Isadora Camargos, Luiz Fernan- do Campos e Mariana Ramos. Também no domingo serão exibidos os documentários "XX", produzido e dirigido pelas ex-a- lunas Bárbara Soalheiro, Helena Campos, Juliana Ribeiro, Marina Rezende, Milene de Almeida e RobertaMaiae"Coríntios14:23", de Ricardo Lanza, Cândida Al- meida, Marina Queiróz, Cafu Guerra e Rodrigo Zeferino. Além da sessão de vídeos e documentários, o público vai ter oportunidade de conferir várias exposições. Até 29 de setembro acontece no espaço fotográfico, montado no Palácio das Artes, uma exposição coletiva de Ar- thur Flach, Carlos Henrique Sia Machado, Cardes Amâncio, Sau- lo Guarise, Bruno Moreno, M. Gianfranco Briceño, Daniel Protzner de Melo, Ricardo Can- çado, Adauto Neto, Marcus San- tiago e Jonas Grebler. Também estão expostas campanhasimpressasdeseteau- tores de peças publicitárias. O públicotambémvaiteroportuni- dadedeconferirasproduçõesex- perimentais multimídia de Mô- nica Elias Gomes e DanielVeloso. “Janelas da Comunicação” no Palácio das Artes. Mais Informações podem ser obtidas pelo Centro de Comunicação Integrada, da PUC/MG, telefone 31-3319-4377 ou através do site: www.fca.pucminas.br. KIKO CONCHA

×