BELOHORIZONTE,SEXTA-FEIRA,2/4/2010HOJEEMDIA-esportes@hojeemdia.com.br
.24Esportes
Depoisdeoitoanos,RalidosSertõeslevantaap...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

10 4-2 sertões

31

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
31
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

10 4-2 sertões

  1. 1. BELOHORIZONTE,SEXTA-FEIRA,2/4/2010HOJEEMDIA-esportes@hojeemdia.com.br .24Esportes Depoisdeoitoanos,RalidosSertõeslevantaapoeiranasGerais MARCELOMARAGNI/FOTOARENA Massadestacaconfiabilidadeda Ferrarinestecomeçodetemporada Equipesmineirasderrotam adversáriosnaligamasculina bup VOCÊ ACREDITA EM MILAGRES? KUALA LUMPUR (Malásia) - Vice-líder da temporada 2010, atrásapenasdeFernandoAlon- so, Felipe Massa admitiu a su- perioridade da Red Bull em ter- mos de velocidade na Fórmula 1 2010. Ele, entretanto, desta- cou o fator que faz com que a Ferrari esteja na ponta da tabe- la neste início de Mundial. “Nãotivemosocarromaisrápi- donasduas primeirascorridas, só que fizemos um bom traba- lho.Etambéméverdadequefo- mos mais confiáveis se compa- rado com os carros mais rápi- dos”, analisou Felipe, já na Malásia. “Em um campeonato com 19 corridas, é impor- tanteserrápidoeconsisten- te, mas também confiável. Acho que somos um pouco maiscompetitivos”,comen- tou. Ao mesmo tempo admi- tindoqueaescuderiaverme- lha precisa evoluir em ter- mos de velocidade, Massa nãoquisavaliarsobreoquan- to o time tem evoluído com relaçãoàRedBull. “É difícil ter certeza, pois não temos os números de- les”, esquivou-se o piloto. “Mas nós temos algumas ideias para melhorar nosso carro em algumas direções, como o downforce. Isso é al- go em que temos trabalhado duro”,revelou. O brasileiro também fa- lousobreacorridadedomin- go,emSepang. “Espero que possamos vencer os Red Bull e todos os outros carros. Vai ser duro, porque este é um circuito muito exigente, o que é difí- cil do ponto de vista físico. É muito quente e úmido, mas trata-se de algo que temos quepensarparachegaraofi- naldaprova”,observouMas- sa. Já o veterano Rubens Barrichello não escapou on- tem de perguntas a respeito do mau desempenho de Mi- chaelSchumachernesteiní- cio de temporada. O piloto, porém, se esquivou, mas acabou cedendo. “Dê tem- po a ele, é tudo o que eu pos- sodizer.”i MONTES CLAROS – As três equipes mineiras venceram na noite de ontem pela Superliga Masculina de Voleibol, consoli- dando assim a classificação pa- ra a próxima fase, de play-off. O Cruzeiroassegurouasegundaco- locação,aovenceroVoltaRedon- da, na casa do adversário por 3x1; o Vivo Minas bateu o Vitória, também fora de casa, enquanto o Montes Claros derrotou o Náuti- copor3x0,emcasa. Ontem, o Vivo Minas deu uma respirada, após vencer o Álvares/Vitória por 3x0, com parciais de 25x21, 25x13 e 25x14, chegando aos 50 pon- tos e dependendo do fecha- mento da rodada para saber se ficaria em sexto ou sétimo lugar. O time do Cruzeiro jo- gou contra o Volta Redonda, na casa do adversário e ven- ceu por 3x1, tendo ganhado os dois primeiros sets por 25x16 e 25x20, mas perdeu o terceiro por 20x25 e depois, no quarto, fechou o placar com25x21. O Montes Claros venceu o Náutico no Ginásio Presi- dente Tancredo Neves, em Montes Claros, pelo placar de 3x0, e agora deposita suas es- peranças neste sábado, às 11 horas, quando enfrenta o Vô- lei Futuro. Se vencer pelo pla- car de 3x0, poderá ocupar a terceira colocação geral, fi- cando apenas atrás do Floria- nópolis e do Cruzeiro. O time foibeneficiadopelosdoissets perdidos ontem pelo Sesi, no jogo contra o Fátima, em Cuiabá, quando perdia por 2x0 e agora poderá ser ultra- passado pela equipe montes- clarense. O Montes Claros precisa vencer o último jogo por 3x0 para igualar em pontoscomo Sesie,comisto,obteratercei- ra colocação na Superliga, por saldo de sets. Por isto, a torcida está sendo chamada a lotaroGinásio,paraentusias- mar osjogadores.Otreinador Talmo Oliveira explicou que não tem preferência por ad- versários no play-off, pois “o importante é vencer quem aparecer”. A última rodada do returno da Superliga 2010 acontecenestesábado.i FÓRMULA1 VÔLEI BRUNOMORENO REPÓRTER Após oito anos sem acelerar porMinasGerais,oscarros,cami- nhões,quadriciclosemotosdoRa- li dos Sertões, em sua 18ª edição, voltam ao Estado neste ano, mas o roteiro só será divulgado em ju- nho. Além de Minas, que recebe a disputa pela 11ª vez, o roteiro in- clui ainda Goiás, Bahia, Tocan- tins, Maranhão, Piauí e Ceará. Nas últimas edições em que o ro- teirodo ralitevetrilhasnesses es- tados,somenteascidadesdoNor- te de Minas foram contempladas e, por isso, a tendência é que essa região de Minas seja contempla- danesteano.Oraliserádisputado entre os dias 7 e 21 de agosto, mas as provas serão disputadas entre osdias11e20. A última vez que o “Ser- tões” passou por Minas Gerais foi no Norte do Estado, nas ci- dades de Diamantina e Janaúba, no primeiro ano em que o roteiro deixou de incluir trilhas em São Paulo. Em to- dososanosanteriores,de1993 a 2001, São Paulo esteve incor- porado na prova e o trajeto sempre passou por Minas, su- bindo o país, em direção ao Centro-Oestee/ouNordeste. Nesses dez anos em que Minas Gerais foi palco da dis- puta, as equipes e os pilotos passarampelascidadesdeDia- mantina,Janaúba,PatosdeMi- nas, Unaí, Alfenas, Pirapora, Cássia, Uberlândia, Varginha, Belo Horizonte, Montes Cla- ros, Taiobeiras, Itajubá, Ouro PretoeJanuária. Ainda não se sabe quantos competidores e equipes parti- ciparão da disputa e as inscri- ções ainda estão abertas, mas na última edição foram 1.700 pessoas. O certo é que, até o momento, dez pilotos minei- ros estão inscritos. Um deles é opilotoMarcosAntônioPerei- ra,deParádeMinas,31anos. EledisputaoSertõesdesde 1999 e só ficou de fora em duas edições.Porcontados bonsre- sultados, Pereira faz parte da equipe Brasil Moto Tour, a maior do Brasil, pela qual tam- bém corre José Hélio, pentacampeão do Sertões. A equipe tem uma estrutura me- ga:sete pilotos (dois estrangei- rosecincobrasileiros),doisca- minhões, dois motor-homes e três pick-ups, envolvendo pelo menosmaisdezfuncionários. Agora,comoretornodora- lieaMinasGerais,MarcoAntô- nioestáanimado. “Ainda não divulgaram qualseráoroteio,masdeveser no Norte de Minas. Apesar de oterrenoserbemdiferenteda- qui, e mais parecido com o Nordeste,achoótimoquepas- seporMinasGerais,principal- mente para divulgar o rali,que é pouco praticado no Estado”, afirmouopiloto,queéempre- sáriodoramodeavicultura. Como não pode apenas se dedicar ao motociclismo, ele inicia os treinos específicos pouco tempo antes das pro- vas. “Faço trilhas todos os fi- naisdesemanaetrêsmesesan- tes do Sertões inicio uma pre- paraçãocomacademiaecorri- da. É muito desgastante, é pre- ciso se preparar”, enfatizou o piloto, que corre com uma HondaCRF450. Quemtambémestáanima- do é o piloto Robson Fortes de Araújo Filho, 31 anos, de Belo Horizonte. Ele já disputou duas edições do rali, em 2003 e 2006, e garante que é funda- mentalcompletaraprova.“Da primeira vez que fui, atropelei uma Ema, cai, quebrei a claví- cula e duas costelas. Mas eu ti- nha que voltar para terminar, e consegui na segunda vez. O Sertões é um desafio de vida”, resume.i DevoltaaMinas

×