CMMI - SEINTEGRA
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

CMMI - SEINTEGRA

on

  • 307 views

 

Statistics

Views

Total Views
307
Views on SlideShare
307
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
6
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

CMMI - SEINTEGRA CMMI - SEINTEGRA Presentation Transcript

  • Capability Maturity Model Integration Modelo de Maturidade em Capacitação – Integração Bruno Maciel Erison Sales Paulo Oliveira Julio Agleston Giovanni Caridi Bruno Araújo GRUPO SEINTEGRA Página: 1
  • CMMI – Reflexão “Success in these organizations depends on the competence and heroics of the people in the organization and not on the use of proven processes”. CMMI - Level 1 Página: 2
  • CMMI – Objetivo Concebido considerando as três dimensões principais: Pessoas, Ferramentas e Procedimentos. De forma a unir essas dimensões através dos Processos. • • • • Integrar as funções organizacionais tradicionalmente separadas; Definir objetivos e prioridades para a melhoria do processo; Fornecer orientação para os processos da qualidade; Proporcionar um ponto de referência para a avaliação do processo atual. Página: 3
  • CMMI – Contexto Capability Qualidade para realizar uma determinada tarefa ou ação para alcançar um objetivo. Processos são individualmente analisados em seus níveis de capacidade. Maturity Segurança e consistência a ser desenvolvida em determinada área de interesse da organização para a entrega dos resultados. Model Representação simplificada e essencial sob diferentes contextos, focados em algo específico entre as áreas de interesse. Integration Evolução do antigo modelo CMM* agregando consistência e sentido aos níveis e funções organizacionais. Página: 4
  • CMMI – Níveis Página: 5
  • CMMI – Definição Não é uma Metodologia! É uma descrição das Características que os processos devem ter para serem Efetivos. Mostra O QUE fazer, e não COMO e nem QUEM deve fazer. Página: 6
  • Cenário do CMMI nas Organizações Destas avaliações, mais de 80% foram realizadas por empresas privadas. Em relação à quantidade de pessoas da organização, é interessante notar que quase metade das organizações tem até 50 pessoas. O número de empresas com mais de 200 pessoas também aumentou, subindo para mais de 18%. Fonte: Blog CMMI - Abril de 2012 Página: 7
  • Maturidade de Software com CMMI Neste gráfico podemos notar o estrondoso investimento que a China vem fazendo em melhoria de processos. O Brasil é o oitavo país com mais avaliações, totalizando 178. Fonte: Blog CMMI - Abril de 2012 Página: 8
  • Maturidade de Software com CMMI Aqui podemos ver mais uma vez o investimento crescente dos países da Asia em melhoria de processos de software. Fonte: Blog CMMI - Abril de 2012 Página: 9
  • Maturidade de Software com CMMI Este gráfico nos mostra que a cada ano que passa, mais e mais empresas buscam melhoria de processos de software através de modelos como o CMMI. O ápice foi em 2009. Fonte: Blog CMMI - Abril de 2012 Página: 10
  • Maturidade de Software com CMMI • • • • Desde 2002, 6808 avaliações foram reportadas ao SEI Mais de 61% das empresas avaliadas tem até 100 funcionários A maioria das avaliações reportadas referem-se aos níveis 2 e 3 do CMMI China e Estados Unidos representam metade das avaliações CMMI do mundo Tempo médio para atingir um nível de maturidade CMMI • • • • CMMI 2: Entre 4 à 11 meses CMMI 3: Entre 2 à 20 meses CMMI 4: Entre 4 à 28 meses CMMI 5: Entre 5 à 28 meses Com isso, podemos ver que as empresas estão investindo cada vez mais e mais em Qualidade, Gestão e Engenharia de software. Página: 11
  • CMMI – Desafios Empresas estão sempre buscando melhorar seus processos de negócio, a fim de aumentar a produtividade e reduzir custos. O CMMI permite um melhor monitoramento dos processos, possibilitando que o Gerente de Projetos tenha a analise dos riscos e possa alcançar a melhoria contínua e amadurecimento dos processos nas organizações tornando-as mais competitivas. O CMMI provém a ajuda necessária para implantar melhores práticas em uma organização para conhecer a si própria e melhorar a precisão do planejamento. Devido às muitas maneiras que uma organização pode realizar essas atividades, cada processo pode (e deve) ser único para cada organização. Página: 12
  • Conclusão -Não é possível melhorar o que não se conhece. Por isto devemos conhecer o mínimo dos processos que ocorrem em uma organização. -Investir em solução de melhoria de projetos. Não necessariamente escrevendo novos processos, mas melhorando e automatizando os já existentes criados dentro de um modelo adequado. -É possível que um projeto termine bem sem a adoção de um modelo “ideal” de processos, contanto que tenham um fator essencial e comum entre eles: Pessoas Página: 13
  • Bibliografia Sites consultados em 11/2013: • http://cmmiinstitute.com/ • http://www.isdbrasil.com.br/o-que-e-cmmi.php • http://www.blogcmmi.com.br/ • http://www.cmmifaq.info/ • http://www.devmedia.com.br/cmmi-uma-visao-geral/25425 • http://www.inovatividade.com/metodologias/o-que-e-cmmi Página: 14