Rider Final

440 views
239 views

Published on

Published in: Marketing
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
440
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Rider Final

  1. 1. MARCA
  2. 2. “After-sport footwear” Mercado masculino Brasil e exterior
  3. 3. PROBLEMA
  4. 4. Como se tornar uma marca brother para o seu target?
  5. 5. CAMINHO DA PESQUISA
  6. 6. O levantamento e a análise de dados provaram que o comportamento dos jovens masculinos da geração Y é o ponto principal a ser levado em conta. Através de pesquisas qualitativas, chegou-se a uma ideia compartilhada entre a maioria dos jovens target.
  7. 7. METODOLOGIA
  8. 8. Desk research: Levantamento de dados em fontes secundárias disponíveis em sites com dados do cliente e artigos, para basear o desenvolvimento das etapas posteriores.
  9. 9. Pesquisa de campo: Entrevistas informais com homens de 18 a 24 anos de classe A e B, moradores de Porto Alegre.
  10. 10. Análise de dados: Reunir os dados e formular tendências.
  11. 11. LIBERDADE x LIMITES
  12. 12. Os jovens valorizam a liberdade, mas buscam e testam limites; Há uma contradição entre o desejo de liberdade e os limites impostos na vida real; Surge uma busca constante pela fuga da realidade, seja ela no dia-a-dia ou imaginária/idealizada. http://www.portaldapropaganda.com.br/portal/propaganda/15883-estudo-revela-perfil-de-consumo-da-geracao-y-de-sao-paulorio-de-janeiro-e-porto-alegre “Fugir da rotina é necessário, saudável e lhe traz novos horizontes”
  13. 13. 1 T ecnologia 2 Independência 3 Futuro Profissional
  14. 14. 1 TECNOLOGIA A super aceleração das tecnologias móveis e seu crescimento contínuo criou um ambiente de constante acesso, que permite o jovem fazer qualquer coisa, em qualquer lugar a qualquer hora, criando uma liberdade que está justificando e fortalecendo quem os Millenials são e quem estão se tornando. http://itsjosipnotjoseph.com/2011/04/prevailing-mobile-behaviour-of-millennials/
  15. 15. 2 INDEPENDÊNCIA Os Ys dão valor ao conceito de liberdade, mas na prática essa ideia é confrontada com outro valor que eles admiram: o conforto. Tanto que a maioria deles ainda mora com os pais (67%), número que cresce entre a classe A. http://www.slideshare.net/HelloResearch/dossye-um-mapa-da-gerao-yjovenssonhammuito
  16. 16. 3 FUTURO PROFISSIONAL Por mais que se diga que os Ys pensam diferente das gerações anteriores, a grande maioria ainda opta por profissões tradicionais que valorizam a segurança, dinheiro e tranquilidade. http://www.slideshare.net/HelloResearch/dossye-um-mapa-da-gerao-yjovenssonhammuito
  17. 17. 3 FUTURO PROFISSIONAL Atualmente, 90% dos jovens tem como foco principal o empreendedorismo e a principal razão disso é o desejo por liberdade (de horários, local de trabalho, interesse e a possibilidade de viajar enquanto trabalha). http://workingmommanifesto.com/2013/millennials-and-the-future-of-work-study/
  18. 18. fuga da realidade desestresse mudança novas ideias relacionamento novas experiências autoconhecimento bagagem cultural busca do lazer motivos
  19. 19. fuga dos bagagem buscada esquecerdo relacionamento desestresse autoconhecimento novas ideias mudança problemas realidade cultural lazer viagem
  20. 20. As viagens realizadas por jovens são definidas como viagens de menos de um ano por pessoas de 15-30 anos. Diferente das férias tradicionais, os jovens são motivados por diversos fatores, incluindo o desejo de experienciar outra cultura, ganhar experiência de vida e se beneficiar de oportunidades de aprendizado em outros países. O aumento rápido da classe média e o maior acesso à renda significa mais consumo, incluindo viajar, assim como a facilidade de pagar passagens aéreas. http://www.student-market.com/youth-travel Os principais motivos que levam o público alvo a viajar são o turismo e a aventura. A aventura está associada ao conhecimento de novas culturas ou a fuga da rotina para fazer algo novo, algo que não estava no roteiro.
  21. 21. Os tipos mais comuns de viagens disponíveis no mercado para jovens são viagens de aventura, mochilão, trabalho no exterior, intercâmbio em escolas, universidades e trabalho voluntário. Os destinos preferidos são o exterior e praias. A praia surge como uma viagem mais realista, que pode acontecer nos finais de semana e fica há poucas horas de casa. O exterior aparece como um “sonho” que todos desejam realizar um dia, mesmo os que já passaram um tempo fora.
  22. 22. Surge um contraponto, pois mesmo usando a viagem como fuga da realidade, todos os entrevistados utilizam em grau moderado ou maior as redes sociais. 78% dos jovens da Geração Y preferem aprender algo novo enquanto viajam enquanto 70% disseram que esperam lugares especiais que oferecem experiências imersivas e interativas.
  23. 23. Tendência #1 Os jovens de hoje almejam uma vida tradicional, com um emprego que dê dinheiro e uma família, mas buscam constantemente formas de escape. Uma dessas formas, disseminada há décadas, é a viagem, que tem se tornado cada vez mais possível, principalmente entre os jovens, que fogem do padrão turístico de viagens e preferem explorar os destinos por conta própria, buscando desde uma viagem de aventura até uma experiência de longa duração no exterior, seja de trabalho ou estudo. Fantasiam sobre viagens que gostariam de fazer, geralmente para países estrangeiros. A maioria não tem planos concretos, apenas desejam um dia poder viajar e realizar a viagem dos seus sonhos.
  24. 24. NDAWAY MI
  25. 25. “Viajar traz à pessoa novos horizontes. Vivenciar o cotidiano de um lugar diferente de onde mora faz bem” “O mais importante para se sentir livre é sair da rotina, nem que seja apenas sonhando com alguma viagem ou algo novo. Ou um momento qualquer que pode ocorrer algo inusitado” “Acho que viajar é bom para espairecer, botar a cabeça no lugar e meio que se isolar de questão do dia a dia que nos deixam estressado.”
  26. 26. “Até chamo viagem como fuga da realidade”
  27. 27. fuga da realidade bem estar explosão de sentimentos saúde relacionamento esquecer dos problemas autoconhecimento bagagem cultural busca do lazer motivos
  28. 28. busca da do fugaestar bagagem explosão de esquecer dos saúde autoconhecimento relacionamento bem problemas sentimentos lazer realidade cultural ESPORTE
  29. 29. 52% dos jovens consideram o esporte como mais do que uma atividade recreativa: ele está ligado a um papel amplo de saúde física, emocional e social. Diante da pressão do dia a dia, volta e meia as pessoas querem dar um suspiro de novidade e sair da rotina. O que muitas não sabem é que, além de relaxante, fazer algo novo ou de um jeito diferente é saudável para o cérebro. http://ne10.uol.com.br/canal/cotidiano/saude/noticia/2012/07/02/sair-da-rotina-faz-bem-ao-cerebro-352137.php
  30. 30. O esporte permite o aumento de autoconhecimento e dos próprios limites do indivíduo. Da mesma forma, esse conhecimento, quando ligado ao ambiente externo, especialmente à natureza, leva a uma consciência quase transcendental do seu tamanho e papel no mundo.
  31. 31. O esporte tem um papel muito mais importante para o jovem brasileiro do que se pode imaginar. Mais do que uma ferramenta recreativa de distração e de vazão ao estresse, a prática educa e prepara para o convívio social. 68% dos jovens brasileiros entre 18 e 35 anos das classes ABC afirmam praticar esporte. Eles praticam em média 3,3 dias por semana. https://desolate-sea-3351.herokuapp.com/downloads/o_brasil_que_vive_o_esporte.pdf
  32. 32. Tendência #2 O esporte tem como potencial despertar emoções muito intensas, especialmente, relacionadas aos momentos   de êxito ou fracasso de competições, tornando estes inesquecíveis. As emoções no esporte funcionam como uma válvula de escape para que elas não apareçam em situações sociais nas quais poderiam ser prejudicadas ao indivíduo. "Pra mim, esporte funciona como uma terapia contra estresse." "O esporte é canalisador de emoções: você chora, você fica alegre, você se desespera, você tem raiva, tudo pode acontecer em frações de segundos." Fonte: Pesquisa "O Brasil que Vive o Esporte" - Box 18-24, Datafolha, 2011.
  33. 33. “Pratico atividades físicas” “Costumo ficar sozinho fazendo as coisas que faço de melhor, que são tocar guitarra ou andar de bicicleta”
  34. 34. LOSION OVEXP M
  35. 35. “Eu pratico esportes, surfo, ando de skate. Pra mim, o contato com a natureza dá sensação de liberdade”
  36. 36. SOLUÇÃO
  37. 37. Tendências Mindaway Movexplosion
  38. 38. Tendências Mindaway Movexplosion X
  39. 39. Tendências Mindaway Movexplosion X Problema Como ser brother?
  40. 40. Tendências Mindaway Movexplosion X Problema Como ser brother? Solução Se relacionar com o público incentivando a fuga da realidade
  41. 41. APLICAÇÃO MERCADOLÓGICA
  42. 42. Conceito Se você faz parte da geração que preza por liberdade, mas se vê constantemente cercado por limites e preso em uma rotina, talvez seja a hora de buscar novas formas de ser livre. T udo pode ser esporte. T udo pode ser viagem.
  43. 43. Ação #1: Invente seu esporte com Rider Para criar uma maior interação entre os consumidores da marca Rider e promover o esporte como um atividade de lazer, será realizado uma votação na página do Facebook da marca onde as pessoas poderão criar esportes utilizando o chinelo como ferramenta fundamental para a prática deste. Os 4 esportes mais votados serão realizados em um final de semana. Para cada esporte poderão se inscrever 10 times. Como prêmio para os criadores dos novos esportes, serão distribuídas 4 entradas para as finais da Copa do Mundo no Brasil (uma para cada ganhador). Já para os times vencedores dos esportes, cada integrante ganhará um par de Rider a sua escolha.
  44. 44. Ação #2: Desafio Rider Com o objetivo de unir esporte e viagem será criado um desafio para o público. Este propõe que os consumidores tirem fotos ou gravem vídeos de esportes não convencionais que praticaram/praticam em lugares fora do seu cotidiano. Os consumidores deverão se cadastrar no site da Rider e enviar as fotos/vídeos para ele. As fotos/vídeos mais diferentes serão customizadas com uma moldura que remeta a marca e irão ser postadas na página da Rider. Os 3 consumidores que tiverem as melhores fotos ganharão viagens para o Hawaii ou Nova Zelândia, com tudo pago e poderão praticar esportes radicais.
  45. 45. Ação #3: Interação em Aeroportos Há uma grande carência de alternativas de entretenimento e distração durante as longas horas de espera nos aeroportos das principais cidades do Brasil. Com o objetivo de proporcionar a estas pessoas momentos de lazer, a Rider disponibilizará um espaço temático com elementos que remetam à viagem e esporte. Nesse espaço terão computadores onde as pessoas escolherão um destino de viagem e poderão imprimir informações a respeito desse, em forma de guias turísticos. Além disso, o espaço terá uma bicicleta na frente de uma tela que projetará imagens de lugares que podem ser escolhidos.
  46. 46. Ação #4: Rider Network Para resolver o problema da Rider, de como se comunicar com os jovens, pensamos em criar uma rede social que junta homens de 18 a 24 anos que gostam de esporte e viagem. Estes poderão trocar ideias, experiências e se comunicar com pessoas que também gostam de esporte e viagem. Com tudo isso, além da Rider proporcionar à esses jovens essa oportunidade, vão conseguir ver e entender como eles se comunicam nas redes sociais. Essa rede social será ligada ao Facebook, onde, cada vez que o jovem receba uma notificação nessa rede social, será avisado no Facebook.
  47. 47. Ação #4: Rider Network Na rede social, terá um mural, onde a Rider poderá lançar perguntas para os jovens, para entendê-los um pouco melhor. E os jovens poderão enviar mensagens entre si, combinando viagens, passeios, etc. Criaremos um APP que, além de ser integrado à rede social, dará dicas de viagens e esportes que podem ser praticados em cada um dos destinos escolhidos. Se o jovem estiver em algum lugar e queira encontrar alguém que tenha algo em comum com ele, basta ele ativar o GPS do aplicativo, que ele encontrará alguém bem perto dele.
  48. 48. Ana Klafke Bruna Steffen Laura Selmo Louise Carpenedo Rosa Maria Bueno Victória Gottlieb
  49. 49. obrigada

×