Your SlideShare is downloading. ×
Sistema digestório
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Sistema digestório

264
views

Published on


0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
264
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Sistema digestório:-Nutrição animal:*É dividida em duas etapas principais: alimentação e digestão;*Os alimentos podem ser divididos em três grupos:->plásticos ou estruturais->proteínas e os lipídeos: fornecem materiais para a construção denovas células ou substituição de constituintes celulares desgastados ou consumidos;->energéticos-> carboidratos e lipídeos: fornecem energia para a realização das atividadescelulares;->reguladores->sais minerais e vitaminas: participam do controle das reações químicas efunções executadas pelas células;-Digestão humana:*É o conjunto de processos físicos e químicos(hidrólise) que resultam na “quebra” dasmacromoléculas que formam o alimento, produzindo nutrientes cujo tamanho é pequenosuficiente para permitir a sua absorção pelas células que compõem o corpo;*Proteína-> enzima: proteases;Carboidratos-> enzima: carboidrases;Lipídeos-> enzima: lipases;*A digestão humana envolve a participação do tubo digestório e das glândulas anexas(salivares, fígado e pâncreas)-> formando o sistema digestório;->Digestão na boca: o alimento sofre alterações físicas e químicas:*Alterações físicas:->dentes: os incisivos cortam, os caninos rasgam, os pré-molares e os molares trituram oalimento-> esse trabalho é fundamental, já que aumenta a superfície de contato, facilitando aação das enzimas digestivas;*Alterações químicas:->na boca ocorre a insalivação, a ação da saliva, produzida pelas glândulas salivares e lançadana cavidade bucal, onde age sobre os alimentos. As glândulas salivares podem ser de trêstipos: duas parótidas, duas submandibulares e duas sublinguais;->a saliva apresenta em sua constituição apenas uma enzima, denominada amilase salivar ouptialina, que atua sobre o amido, catalisando a sua hidrólise e resultando em moléculas dodissacarídeo maltose, porém seu tamanho não permite sua absorção, fazendo com que adigestão do amido não termine na boca;->ao encerrar a mastigação, o alimento sofre deglutição, ou seja, é empurrado para a faringe e,por meio do peristaltismo, segue para o esôfago e, posteriormente, para o estômago;->o peristaltismo ocorre por movimentos peristálticos, que consistem na movimentaçãoantagônica das musculares longitudinal e circular do tubo digestório, que formam ondas eimpulsionam o bolo alimentar;
  • 2. ->Digestão no estômago:*O estômago é um órgão oco, dotado de espessa parede muscular e revestido internamentepor uma parede muscular e revestido internamente por uma mucosa, que apresentaglândulas secretoras gástricas. Além disso, ele é dotado de duas válvulas: a cárdia, que impedeo retorno do alimento para o esôfago, e o piloro, que impede que o alimento transferido parao intestino delgado retorne para o estômago;*As glândulas gástricas produzem um suco digestivo, chamada suco gástrico. Esse sucoapresenta em sua constituição água, HCl e uma enzima digestiva denominada pepsina;*A pepsina é uma protease, pois catalisa a hidrólise de proteínas, formando polipeptídeos. Oestômago faz apenas a digestão parcial das proteínas, já que os polipeptídeos sãodemasiadamente grandes para ser absorvidos pelas células do corpo;*As glândulas gástricas produzem também um muco, que apresenta proteínas em suaconstituição e protege a parede estomacal da ação digestiva da pepsina, evitando assim umaautodigestão do estômago;*As células secretoras que produzem a pepsina, por sua vez, não são autodigeridas, pelo fatode a enzima ser produzida no seu estado inativo, o pepsinogênio, que só é ativado à pepsinana presenta do HCl;*Os movimentos peristálticos vão impulsionar o bolo alimentar para o intestino delgado, ondea digestão contínua.->Digestão no duodeno: recebe os sucos digestivo do fígado e do pâncreas, além de fabricarseu próprio suco digestivo, o suco entérico.->Ação do fígado: o fígado produz a bile, que é um suco digestivo constituído por água e saisbiliares. A bile produzida é armazenada em uma bolsa, a vesícula biliar, e, posteriormente,lançada no duodeno através de um tubo denominado canal colédoco. A bile não apresentaenzimas digestivas, não catalisando, portanto, nenhuma hidrólise. A bile apresenta duasfunções:*alcalinizar o pH do alimento, que chega ácido, proveniente do estômago;*emulsificar (misturar substância oleosa com outra não oleosa) as gorduras, aumentando asuperfície de contato, facilitando a ação química das enzimas que farão, posteriormente, a suahidrólise;->Ação do pâncreas: o pâncreas produz e lança no duodeno o suco pancreático, que éconstituído por água e diversos componentes que executam ações variadas:*NaHCO3 (bicarbonato de sódio): neutraliza o pH do alimento, que vem ácido do estômago, aoreagir com o HCl, formando o NaCl, que ajuda a elevar o pH;*amilase pancreática: enzima que realiza o papel idêntico ao da ptialina (enzima da saliva),catalisando a hidrólise do amido e produzindo maltoses;*tripsina: essa enzima executa a mesma função da pepsina, possibilitando a hidrólise deproteínas ou mesmo a quebra polipeptídeos que ainda estejam com tamanho ou pesomolecular elevado;*lipase pancreática: enzima que catalisa a hidrólise de lipídeos, resultando em moléculas deácidos graxos e glicerol;*nucleases: enzimas que agem sobre ácidos nucléicos, produzindo nucleotídeos;
  • 3. ->Ação do suco entérico: o revestimento do duodeno apresenta glândulas semelhantes àsexistentes na mucosa estomacal, que produzem o suco entérico, que é constituído por váriasenzimas:*maltase: catalisa a hidrólise da maltose, obtida pela ação das amilases da boca e do pâncreas,resultando em moléculas de glicose que podem ser absorvidas, finalizando assim a digestão doamido;*sacarase: catalisa a hidrólise da sacarose, açúcar das frutas obtido na dieta alimentar,resultado em moléculas de glicose e frutose, que serão absorvidas;*lactase: catalisa a hidrólise da lactose, açúcar do leite, resultando nos monossacarídeosgalactose e glicose. É importante para os recém nascidos e crianças;*peptidases: enzimas que catalisam a hidrólise dos polipeptídeos obtidos pela ação da pepsinae da tripsina;*nucleotidases: catalisam a hidrólise dos nucleotídeos obtidos pela ação das nucleases,liberando fosfatos, pentoses e bases nitrogenadas;-Absorção intestinal: após a ação dos sucos digestivos, o bolo alimentar, impulsionado peloperistaltismo, percorre o intestino delgado, onde ocorre a absorção dos nutrientes obtidos, osquais passam para a corrente sanguínea e são distribuídos para as células do corpo. Isso ocorrepor causa da longa extensão do intestino delgado, além da existência de vilosidades em seurevestimento, que aumentam ainda mais a superfície de contato com os nutrientes. Ointestino grosso absorve, principalmente, a água, obtida em grande quantidade naalimentação. Os produtos não digeridos vão constituir as fezes.O sistema respiratório humano: é formado por dois pulmões e pelo tubo respiratório,o qual é dividido em várias partes: fossas nasais, faringe, laringe, traquéia, brônquios ebronquíolos;*A faringe serve tanto para o sistema digestório quanto ao tubo respiratório. O ar que chegadas fossas nasais passa pela faringe e vai, através da glote (protegida pela epiglote, que atuacomo válvula de passagem, permitindo a passagem de ar para a laringe, ou o bolo alimentarpara o esôfago), para a laringe;*A laringe é constituída de tecido muscular e cartilagem. É nela que se encontram as cordasvocais. Da laringe, o ar segue para a traquéia;*A traquéia é formada por anéis de cartilagem unidos entre si. É revestida internamente porum epitélio dotado de cílios e células secretoras de muco que retém partículas estranhas aoorganismo. Na sua porção final ela se bifurca, dando origem aos brônquios. Estes dois sãotubos pequenos, reforçado por anéis de cartilagem e revestidos por um epitélio ciliado, assimcomo a traquéia, dotado de células que secretam um muco protetor, que ligam a traquéia aospulmões;*Os bronquíolos são ramificações intensas dos brônquios, que formam no interior do pulmõesa árvore respiratória. Cada bronquíolo termina em pequenas bolsas, denominadas alvéolospulmonares, que são pequenas bolsas saculiformes, de paredes extremamente finas erecobertas por capilares sanguíneos, que se enchem de ar proveniente dos bronquíolos. Nosalvéolos ocorre a hematose, que é o processo em que o gás oxigênio, por difusão, passa do arpara o sangue dos capilares sanguíneos, e o gás carbônico difunde-se do sangue para o ar;
  • 4. *Os pulmões são órgãos esponjosos que podem se expandir e voltar ao normal e sãoenvolvidos por duas membranas denominadas pleuras, que facilitam o deslizamento dospulmões sobre as paredes da caixa torácica, durante os movimentos respiratórios;->A mecânica do movimento respiratório:*O movimento respiratório e, consequentemente, a ventilação pulmonar, dependem da açãodos músculos intercostais, localizados entre as costelas, e, principalmente, do diafragma,músculo que separa a cavidade torácica da cavidade abdominal. O movimento respiratório édividido em duas etapas:--inspiração: a entrada de ar nos pulmões, por consequência da contração do diafragma e dosmúsculos intercostais;--expiração: a saída de ar dos pulmões, que ocorre por causa do relaxamento do diafragma edos músculos intercostais->Controle do ritmo respiratório:*Pode ser, em parte, determinado de forma voluntária, no entanto, é controlado pelo sistemanervoso autônomo (bulbo), isto é, independe da vontade;*O bulbo é sensível à variação de pH do sangue, ou seja, se o pH é ácido, o bulbo peestimulado e determina a contração do diafragma. A acidose do sangue ocorre pela presençado CO2. A baixa concentração de O2 no sangue também ajuda a determinar o ritmorespiratório. Receptores localizados na parede das artérias aorta e carótida percebem adeficiência e enviam estímulos para o bulbo.Circulação humana:*O coração é um órgão oco, localizado na caixa torácica, entre os dois pulmões, formado porum tecido muscular, de contração involuntária, denominado tecido muscular cardíaco, queforma a parede muscular cardíaca, denominada miocárdio. É extremamente envolvido poruma membrana fibrosa, denominada pericárdio, que o fixa às estruturas vizinhas, einternamente pelo endocárdio;*O músculo cardíaco é oxigenado e nutrido pela circulação coronária, que é constituída pelasartérias coronárias provenientes da aorta, e pelas veias coronárias, que desembocam na veiacava;*O coração é dividido em quatro cavidades: dois átrios e dois ventrículos. No átrio direito,desembocam as veias cavas provenientes do corpo. O ventrículo direito recebe o sangueproveniente do átrio direito e o bombeia para a artéria pulmonar, que o conduz até ospulmões. No átrio esquerdo, desembocam as veias pulmonares com o sangue que foioxigenado nos pulmões. O ventrículo esquerdo recebe o sangue do átrio esquerdo e obombeia para a artéria aorta, que o distribui para os diversos órgãos;*O coração possui válvulas que impedem o refluxo do sangue. A tricúspide separa o átriodireito do ventrículo direito. A bicúspide separa o átrio esquerdo do ventrículo esquerdo. Asemilunar pulmonar localizada entre o ventrículo direito e a artéria pulmonar. A semilunaraórtica separa o ventrículo esquerdo e a artéria aorta;*O bombeamento de sangue executado pelo coração é obtido por movimentos de contração erelaxamento de sua parede muscular, denominados, respectivamente: sístole e diástole;
  • 5. *Os átrios, cheios de sangue, entram em sístole, bombeando o sangue para os ventrículos queestão em diástole. As válvulas tricúspide e bicúspide abrem-se, permitindo a passagem desangue para os ventrículos, que rapidamente entram em sístole, bombeando-o para as artérias(pulmonar e aorta). As válvulas tricúspide e bicúspide fecham-se, impedindo o refluxo dosventrículos para os átrios. Ao mesmo tempo, as válvulas semilunares abrem-se, permitindo aentrada de sangue nas artérias;*A frequência dos batimentos cardíacos é controlada pelo nódulo sinoatrial, que é umconjunto de células musculares especiais, localizado sobre o átrio direito. O nódulo sinoatrialfunciona como um marcapasso, emitindo sinais que se propagam pelas células musculares dosátrios, provocando a sua contração. Esses sinais estimulam também o nódulo attrioventriculas,localizado entre o átrio e o ventrículo direito, que estimula os ventrículos através de umconjunto de células denominado feixe de His, determinando a sua contração;*Ao ser bombeado pelos ventrículos, o sangue exerce uma certa pressão sobre a parede dasartérias, ou seja, a pressão arterial, que pode variar em função da idade, estado de saúde, etc.;-Sangue: constituído por duas partes: o plasma, que é líquido, e os elementos figurados,sólido, os quais podem ser de três tipos: hemácias, leucócitos e plaquetas. O sangue realizadiversas funções:*transporte de substâncias através do corpo, tais como: os gases da respiração, nutrientesobtidos na digestão, excretas, hormônios, etc.;*participa ativamente da defesa do corpo;*participa da manutenção da temperatura corporal;*integração entre os diversos órgãos e sistemas que formam o organismo.-O plasma: é uma solução aquosa que contribui com 55% do volume total do sangue. Éconstituído por 90% de água, que atua como solvente e transportador de diversas substâncias,tais como: íons, proteínas, nutriente, gases, hormônios e excretas. Quando o sangue coagula, oplasma separa-se da parte sólida;-Hemácias: chamadas de glóbulos vermelhos, possuem vida de 120 dias, após isso, novosglóbulos vermelhos são produzidos pela medula óssea vermelha, também denominada tecidohematopoiético, localizada no interior dos ossos;*Os glóbulos vermelhos apresentam grande quantidade da proteína hemoglobina, queapresenta ferro em sua constituição, pode combinar com o O2 e o CO2, possibilitando otransporte desses gases através da circulação sanguínea. A quantidade de G.V. pode variarpara menos, ao que se chama anemia, que pode ser causada por hemorragia, vermesintestinais ou deficiência de ferro na alimentação. Pode aumentar com a altitude, paramelhorar a capacidade de absorção do oxigênio;-Leucócitos: chamados de glóbulos brancos, com quantidade bem menor do que os glóbulosvermelhos. Existem vários tipos de G.B., divididos em dois grupos básicos: os granulócitos e osagranulócitos. Os neutrófilos e monócitos podem atravessar a parede dos capilares sanguíneose defender os tecidos, que estão ao redor dos vasos, contra agentes invasores, essa ação édenominada diapedese;
  • 6. -Plaquetas: chamadas de trombócitos, armazenam grande quantidade de tromboplastina, queé uma enzima relacionada à coagulação do sangue (cicatrização de ferimentos). Produzidaspela medula óssea vermelha.Quando ocorre um ferimento, elas e as células dos tecidosdanificados liberam a tromboplastina que, com os íons Ca+ presentes no plasma, catalisa aativação de uma outra enzima presente no plasma, a protrombina, fabricada pelo fígado, esta,catalisa a ativação de outra enzima inativa presente no plasma, o fibrinogênio, que também ésintetizado pelo fígado. Essa ativação resulta na fibrina, os seus filamentos formam uma redede malhas muito finas, que retém os glóbulos vermelhos, formando uma barreira no local doferimento, que dificulta o vazamento de sangue, possibilitando a cicatrização.-Permeabilidade do capilar: o sangue chega ao capilar sob pressão sanguínea arterial, queforça a saída das substâncias. Ao longo do capilar, existe uma pressão osmótica, devida àpresença constante de proteínas plasmáticas, principalmente a albumina, que não atravessama parede dos capilares, que força a entrada de solutos e a saída de água. No final do capilar, apressão, a pressão osmótica, que permaneceu constante, passa a ser maior que a pressãosanguínea arterial, que diminuiu. Sendo assim, no lado arterial do capilar, ocorre a saída desubstâncias e no lado venoso, ocorre a entrada de substâncias;-Circulação linfática: formada por uma extensa rede de vasos linfáticos que se espalham portodo o corpo. Seus capilares penetram por entre as células, onde recolhem o excesso dolíquido intercelular (linfa), extravasado dos capilares sanguíneos, devolvendo-o à circulaçãosanguínea. Entre os vasos linfáticos, há os gânglios, que são responsáveis pela produção deglóbulos brancos.