Braskem day apresentação unidade de petroquímicos básicos - manoel carnaúba

  • 296 views
Uploaded on

 

More in: Technology , Business
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
296
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
2
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Unidade de PetroquímicosBásicosManoel Carnaúba
  • 2. Agenda O negócio e concentrações UNIB - Industrial Produtos e mercados Nafta Etanol Perguntas 2
  • 3. Agenda O negócio e concentrações UNIB - Industrial Produtos e mercados Nafta Etanol Perguntas 3
  • 4. Você sabia que ... A PRODUÇÃO DA A CADA ANO NOSSO UNIDADE DE TRANSPORTE NÓS SOMOS A PETROQUÍMICOSBÁSICOS DA BRASKEM MARÍTIMO 1 a RESPONDE POR CORRESPONDE A COMPRADORA DE 70% 40 NAFTA (FREE) DA DEMANDA VIAGENS DE VOLTA AO DO MUNDO MUNDO BRASILEIRA Capacidade de E SE NÓS Capacidade de tratamento de água FOSSEMOS geração de energia 2,8 mm habitantes UMA CIDADE 1,6 mm habitantes 4
  • 5. Concentrações Referência mundial em Saúde, Segurança e Meio-Ambiente, Sustentabilidade e Responsabilidade Social; Desenvolver oportunidades com os clientes a fim de garantir completa utilização de capacidade; Implementar ações que otimizem custos e ser uma referência mundial no nosso segmento de atuação, com foco em redução das perdas físicas e consumo de energia nos nossos ativos industriais; Assegurar eficiência energética e aquisição de fontes competitivas; Desenvolver líderes para os projetos de crescimento, aquisições e desafios internacionais, identificando e preparando a nova geração para os projetos greenfield. 5
  • 6. Estrutura organizacional Isabel Figueiredo Comercial Andrea Jucá Renato Costa Pessoas & Desenvolvimento Organização de Novos Negócios Hardi Schuck Supply Chain Vinícius Patel Andre Gohn Controladoria e Energia Planejamento José Kelso Moraes Industrial - BABernardo Gradin Manoel Carnaúba CEO Vice-Presidente Ademir Zaparoli Industrial - RS 6
  • 7. Agenda O negócio e concentrações UNIB - Industrial Produtos e mercados Nafta Etanol Perguntas 7
  • 8. Visão geral: industrial BAHIA (BA) Camaçari, BA RIO GRANDE DO SUL (RS) Triunfo, RS 8
  • 9. Visão geral: industrial Bahia (BA) CONTINENTAL MONSANTO DUPONT FORD CHLOR ALKALI KORDSA EMCA ACRINOR PE-2 PVC DOW TDI DETEN PET CPL QUATTOR PE-3 ABB OXITENO P. FAFENBASF BRASKEM - UNIB ELEKEIROZ PE-1 COPENOR BRASKEM - UNIB BRASKEM 9 9
  • 10. Visão geral: industrial Bahia (BA)Terminal de Aratu (BA):9 Exportações de petroquímicos e importações de matéria- TERMINAL de ARATU ULTRACARGOprima LÍQUIDOS Tanques 85 Capacidade de 192.600 m3 armazenamento GASES Tanques 8 Terminal de Líquidos e Gases Capacidade de 44.600 m3 armazenamento 10
  • 11. Visão geral: industrial BAHIA (BA) Camaçari, BA RIO GRANDE DO SUL (RS) Triunfo, RS 11
  • 12. Visão geral: industrial Rio Grande do Sul(RS) INNOVA OXITENO PP-1 DSM PP-2 / PE-5 PE-4 PE-6 BRASKEM -UNIB LANXESS BRASKEM - UNIB BRASKEM 12 12
  • 13. Visão geral: industrial Rio Grande do Sul(RS) Terminal de Santa Clara Terminal próprio com 4,6 milhas de extensão, com 3 docas petroquímicas e 2 tanques de etanol 13
  • 14. Braskem +Objetivo Æ Assegurar rentabilidade durante os ciclos petroquímicos Programa corportativo criado para apoiar as áreas de negócios nos seus esforços de melhorar a qualidade, produtividade em suas operações e sustentabilidade dos resultados através da aplicação de metodologias consistentes e integradas. Confiabilidade dos equipamentos 5 Elementos do Braskem + Organização física Confiabilidade da produção Padronização de processos Melhorias 14
  • 15. Braskem + Six SigmaSix Sigma Æ Uma das ferramentas utilizadas no Braskem + A cultura Six Sigma está presente nas diversas áreas da Unidade de Petroquímicos Básicos, com foco principal nas áreas operacionais, onde temos as maiores oportunidades de ganho em segurança, melhorias ambientais e retorno econômico. Ganhos de Seis Sigma (MM US$) 30,0 21,1 23,6 9,6 * 5,2 21,1 2006 2007 2008 2009 2010 * Valor cumulativo até Mai/10 15
  • 16. Processo de benchmarking Periodicidade: cada 2 anos 1 1 Pesquisa Participantes Benchmarking de definem conteúdo 5 2 Análise Indicadores (KPIs)Resultados / Definição daApresentação estrutura de dados Programa de captura dos gaps Æ Benchmark Solomon para Olefinas e 4 3 Utilitidades Verificação, Coleta & Análise,Geração de transferência de Resultados dados a dados Æ Phillip Towsend (PTAI) para Aromáticos 16
  • 17. Processo de benchmarking Análise de Benchmarking Margem olefinas (US$/t_HVC) 2009 ANÁLISE DE INDICADORES HPP BA1 BA2 RS1 RS2 250Tx operação - Olefinas (%) 84.3 93.9 87.6 94.7 98.9 US$/t_HVC 200 150Consumo Energia (BTU/lb_HVC) 6454 5992 5556 4762 5360 100 50Eficácia manutenção (%RVA) 4.11 2.87 3.65 2.43 1.8 0 -50 0 5 10 15 20 25 30 35 40 45 50Confiabilidade manutenção (%) 4.37 2.75 4.27 3.05 2.50 Nº DE PARTICIPANTES - BASE NAFTAPerda física (%) 1.11 0.65 0.81 0.65 0.45Yield pirólise - Químicos YIR (%) 105.4 104.9 106.7 100.7 99.1 Série1 BA1 BA2 RS1 RS2Custo Produção Químicos (US$/t) 775.4 726.8 808.0 680.0 690.0 Rentabilidade Olefinas (% RVA) * Indicadores relacionados à matéria-prima nafta 30 25 20 15 %VR 1º Quartil 3º Quartil 10 5 0 -5 0 5 10 15 20 25 30 35 40 45 50 2º Quartil 4º Quartil Nº DE PARTICIPANTES - BASE NAFTA Série1 BA1 BA2 RS1 RS2 17
  • 18. Agenda O negócio e concentrações UNIB - Industrial Produtos e mercados Nafta Etanol Perguntas 18
  • 19. Eteno – Clientes e mercadosPolietilenos Vinílicos Óxido de eteno EstirenosBraskem Braskem PVC (AL e BA) Oxiteno (BA) Unigel (BA) Braskem EDC(AL) Oxiteno (RS) Innova (RS)Sacolas PVC: tubos & conexões Fibra e poliéster PS: descartáveisEmbalagem de iogurte PVC: brinquedos PET PS: aparelhosFilmes para agricultura VAM: tinta PVA Cosméticos EPS: poliestireno expandido OLEFINAS AROMÁTICOS UTILIDADES ETENO Capacidade anual de produção: 2.532.000 t 19
  • 20. Propeno – Clientes e mercadosPropeno Acrilonitrila Óxido de Propeno Ácido AcrílicoMI – Braskem Unigel (BA) Dow Química (BA) Elekeiroz (BA)ME – NobleAparelhos Tintas acrílicas; Espumas flexíveis usadas em Tintas látex, tintas deNão-tecidos para fraldas, Fios e fibras para vestuário; colchões, móveis, dispersão;absorventes, roupas; travesseiros etc. OLEFINAS AROMÁTICOS UTILIDADES PROPENO Capacidade anual de produção: 1.210.000 t 20
  • 21. Butadieno – Clientes e mercadosPolibutadieno SBR SSBR NBR TR (TPR) Borracha de Solução SBR Acrilonitrila Borracha estireno butadieno Borracha de termoplástica butadienoLanxess Lanxess Lanxess Lanxess LanxessPneus; Pneus; Pneus (alta performance); Material para Sandálias de dedo,Sapatos; Sapatos; Vedação e mangueiras; aeronaves, mangueiras Artefatos;Esteiras; Esteiras; de combustivel e luvas médicas; Butadieno Capacidade anual de produção: 286.000 t 21
  • 22. Benzeno – Clientes e mercados Estirenos LAB Linear Alquilbenzeno Unigel (BA) Deten (BA) Innova (RS) PS: descartáveis Detergentes domésticos; PS: aparelhos; Detergentes industriais; EPS: poliestireno expandido; Sabão em pó; OLEFINAS AROMÁTICOS UTILIDADES BENZENO Capacidade anual de produção: 714.000 t 22
  • 23. Tolueno – Clientes e mercados Solventes TDI AB9 Tolueno di-isocianato Varejo DOW (BA) Varejo Tintas e vernizes; Espumas flexíveis (estofamento); Agroquímicos; Solventes, aguarrás e adesivos; Espumas Rígidas ; (pára-choques e sandálias); OLEFINAS AROMÁTICOS UTILIDADES TOLUENO Capacidade anual de produção: 135.000 t 23
  • 24. Gasolina + ETBE – Clientes e mercados GASOLINA AUTOMOTIVA Capacidade anual de produção: 731.000 t ADITIVO PARA GASOLINA Exportação ETBE Capacidade anual de produção: 372.000 t 24
  • 25. Agenda O negócio e concentrações UNIB - Industrial Produtos e Mercados Nafta Etanol Perguntas 25
  • 26. Previsão para o mercado de nafta Balanço global de nafta indica sobreoferta nos próximos anos “Crack spread” permanecerá negativo Demanda por nafta petroquímica deverá cair nos EUA como consequência do baixo custo de etano Etano vai aumentar sua participação na matriz de matéria-prima dos EUA Regulamentações governamentais dos EUA demandam mais etanol na gasolina (fator negativo para a demanda de nafta) No Brasil, demanda crescente por etanol e novas refinarias da Petrobras irão assegurar o fornecimento de nafta World Surplus (Deficit) Sobreoferta (déficit) mundial Crack spread Spread do Cracker 20 10 15 8 4,1 6 10 3,4 2,0 4 5 1,0 0,2 0,0 2 US$/bbl MM t 0 0 -5 -1,0 -1,0 -2 -1,7 -1,7 -1,9 -4 -10 -6 -15 -8 -20 -8,2 -10 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2015 2020 Fonte: Parpinelli Tecnon 26
  • 27. Agenda O negócio e concentrações UNIB - Industrial Produtos e Mercados Nafta Etanol Perguntas 27
  • 28. Uma visão Sustentável Responsabilidade social e ambiental é um “core value” entre todas as companhias que são líderes globais Core Business da Companhia Redução do Redução de consumo de emissões água Responsabilidade Reciclagem Social Responsabilidade Matéria Economico - Prima financeira Sustentável 28
  • 29. Cana de açúcar, Brasil e Braskem – umacombinação única Cana de Açúcar Brasil 29
  • 30. Cana de Açúcar – Vantagens Competitivas Energia fóssil utilizada para FAZER o combustível (input) comparada a energia PRESENTE no combustível (output) , 9,3 1,4 , , 2,0 1,0 , Combustível-fóssil Milho Beterraba Cana de Açúcar Entrada SaídaCana de Açúcar tem maior produtividade de energia se comparada com outras fontes de Etanol. Expectativas de que novas tecnologias dobrem a produtividade. 30
  • 31. Panorama do Mercado de Etanol Fundamentos e balanço Crescimento da demanda doméstica; Veículos Flex podem responder por 50% da frota brasileira de veículos em 2011; Extensão do uso do etanol na indústria química; Indústria da cana de açúcar está passando por um processo de consolidação, principalmente por meio de capital estrangeiro; Produção excepcionalmente dependente das condições climáticas; Disponibilidade de etanol está ligada à rentabilidade do açúcar; Legislação ambiental ao redor do mundo é um driver do consumo crescente de etanol; Balanço Brasileiro 80 20 70 60 15 MM de m³ MM de m³ 50 40 10 30 20 5 10 0 0 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019 2020 Produção Production Consumo Total Total consumption Excedente (eixo direito) Surplus (right axis)Fonte: ANP e UNICA 31
  • 32. Panorama do Mercado de Etanol Fundamentos e balanço Crescimento da demanda doméstica • Veículos Flex podem responder por 50% da frota brasileira de veículos em 2011; • Expansão do uso do etanol na indústria química; Indústria da cana de açúcar está passando por um processo de consolidação principalmente por meio de capital estrangeiro; Produção excepcionalmente dependente das condições climáticas; Disponibilidade de etanol está ligada à rentabilidade do açúcar; Legislação ambiental ao redor do mundo é um direcionador do consumo crescente de etanol; Market share dos cinco maiores grupos produtores 05/2004 5/2004 10/2009 0/2009 12% 27% % das usinas com participação de capital estrangeiro /2007 08/2007 11e/2010 1e/2010 22% 7%Fonte: Itaú BBA e UNICA 32
  • 33. Players do mercadoBraskem mantém relações comerciais com muitos fornecedores Capacidade de moagem de cana de açúcar (MM de Ton.) Capacidade de produção de etanol (MM litros) 4500 Capacidade futura (2015)100 80 3000 2300 60 1300 1500 40 860 1100 20 335 330 260 400 220 300 292 130 210 190 90 90 0 Players que têm contrato de etanol com a Braskem 33
  • 34. Braskem – crescente demanda por etanol Líder em matéria-prima de fontes renováveis Consumidores brasileiros de etanol 6.000 24,2% (milhões de litros por ano) 5.000 18,5% 17,9% 4.000 3.000 3.0% 2.000 3,7% 1.000 2,0% 1,9% 1,9% 1,8% 1,7% 1,1% 1,0% 0,9% 0,8% 0 Gold Petro Euro Tux Florida Rodo nova petro Como resultado do crescimento da Braskem no setor álcool-químico, a Companhia está cada vez mais presente no mercado como uma consumidora de etanolFonte: Sindicom e ANP 34
  • 35. Eteno VerdeUma alternativa para os derivados de eteno SUSTENTÁVEL Etanol Cana de Açúcar Derivados do Eteno Verde Óxido de eteno - MEG Estireno - PS Polietileno Verde 35
  • 36. Agenda O negócio e concentrações UNIB - Industrial Produtos e Mercados Nafta Etanol Perguntas 36