Top 10 developer of video games



_______________________________________________________

Source: Magazine Game Career G...
_______________________________________________________

Learn another, very different language. Python, Lua, or Lisp are ...
_______________________________________________________

be using in your job or not. The important thing is to know what ...
_______________________________________________________

10 - GET A WELL-ROUNDED EDUCATION.
Don't be afraid to branch out ...
Top 10 desenvolvedor de videogames




_______________________________________________________
Fonte: Revista Game Career ...
_______________________________________________________

O programa C é cheia de pontos que só especialistas conhecem. Con...
_______________________________________________________

6 – Usar Ferramentas Usuais - Aprender toda a teoria sobre progra...
_______________________________________________________

pensar em quais áreas recurso a mais podem ser usados para influe...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Top 10 Developer Of Videogames

517

Published on

This is the most important thing any aspiring game rogrammer can do. It doesn't matter what language you use, or what type of game it is, or even whether it's very fun. What's important is that you go through the experience of writing several full games from start to end and get a feel for how everything works together. I recommend working on several smaller games rather than one huge one. Writing a mod is good, but make sure to write a few with your own, simple technology. These games will make great demos to strengthen your resume.

Published in: Education, Technology, Design
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
517
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Top 10 Developer Of Videogames

  1. 1. Top 10 developer of video games _______________________________________________________ Source: Magazine Game Career Guide 1 - WRITE GAMES. This is the most important thing any aspiring game rogrammer can do. It doesn't matter what language you use, or what type of game it is, or even whether it's very fun. What's important is that you go through the experience of writing several full games from start to end and get a feel for how everything works together. I recommend working on several smaller games rather than one huge one. Writing a mod is good, but make sure to write a few with your own, simple technology. These games will make great demos to strengthen your resume. 2 - COVER THE BASICS. As a game programmer, there are certain techniques you'll keep reaching for in your bag of tools. Make sure you get comfortable with matrices, vectors, and their operations; with basic data structures and algorithms; and with the fundamentals of software engineering and objectoriented rogramming. Getting a good foundation in those areas will allow you to concentrate on creating a game and not fumbling with basic concepts. 3 - ACHIEVE INTERMEDIATE LEVEL IN C++. Most games are still programmed in C++, and to be an effective team member, you'll need at least an intermediate level of C++. Don't worry about mastering the language yet. C++ is full of dusty, dark corners that only language lawyers know about. Concentrate on writing solid, clean code without language trickery. Don't obsess over specifi c APIs (DirectX, OpenGL, etc). Chances are you'll use a different API or that it will be wrapped in a higher-level interface. Bonus points:
  2. 2. _______________________________________________________ Learn another, very different language. Python, Lua, or Lisp are good candidates. They'll give you a whole new perspective on programming and make you a more effective programmer all around, and, depending on the project, they might even come in handy for game development. 4 - NEVER STOP LEARNING. Don't think for a moment that as soon as you're done in school you will have learned everything you need. The best game programmers are always actively learning new things, even after many years of experience. There's no shortage of new things to learn about: new hardware, languages, techniques, APIs, algorithms, and more. And with so many resources on game development out there, there's no excuse not to be constantly learning from books, magazines, web sites, and conferences. 5 COMMUNICATE. I can't emphasize enough how important have other artists and designers, to understand what the team needs, and to explain to your been doing and offer suggestions on how do you become a better communicator? Give presentations in your class, share what you've been doing with other people over lunch, write a blog detailing your experiences, or participate in forums and mailing lists on game development. 6 TOOLS OF THE TRADE. Learning all the theory about programming and algorithms is great, but when it comes down to it, you'll be using certain programming tools all day long. Get comfortable using a good editor, a source control program, and a debugger. Don't worry whether they're the same ones you'll
  3. 3. _______________________________________________________ be using in your job or not. The important thing is to know what you can do with them and how to use them effectively. 7 WORK WITH A TEAM ON A LARGE PROJECT. If you only work on projects by yourself, you're going to be in for a shock when you land your fi rst job in the games industry. Not only will you have to coordinate how your code works with other people, but you'll have to read and modify large amounts of code written by other members of the team as well. If you don't have the chance to work on large projects for your courses, join an existing open-source project to get some of the same experience. 8 - PLAY AND STUDY GAMES. You should be familiar with the latest games out there, and with the latest advances in game technology. Don't just play the games, but study them. Try to fi gure out what shadow rendering technique they're using, or how their AI is making those tactical decisions. Find out more information through postmortems or mailing lists and think about if those techniques could be applied to your games. 9 - PICK AN AREA OF EXPERTISE. An effective game programmer has a very good understanding of how all the different areas of a game work together: graphics, AI, collision detection, networking, user interface, input, physics, and all the rest. At the beginning of your career, it's very important to get exposed to as many parts of the game as possible. At the same time, start thinking about which areas appeal the most to you and focus on those a bit more. After a few years you'll be able to specialize more and become an expert in a given area.
  4. 4. _______________________________________________________ 10 - GET A WELL-ROUNDED EDUCATION. Don't be afraid to branch out and learn things not directly related to programming. Having a well-rounded education or even hobbies totally unrelated to game development can provide a useful foundation that will help you all throughout your career in lots of unexpected ways. Above all, apply yourself and finish your degree the best you can. Not only will you get a lot out of it, but you'll also show potential employers you can stick to a long-term project and do well in it. NOEL LLOPI S threw caution to the wind, gave up a steady paycheck, and decided to follow his lifelong dream of being an indie game developer. He keeps busy by pretending to do everything from programming and design to business and IT at Power of Two Games. Back when he was still getting paid, he worked on THE BOURNE CONSPIRACY, DARKWATCH, and the MECHASSAULT series. Email him at nllopis@gdmag.com. 60
  5. 5. Top 10 desenvolvedor de videogames _______________________________________________________ Fonte: Revista Game Career Guide Traduzido da Revista Game Career Guide Por Geraldo Seabra e Luciene Santos 1 - Escrever jogos - Esta é a coisa mais importante a qualquer aspirante a programador de jogo pode fazer. Não importa a linguagem que você usa, ou qual tipo de jogo seja, ou até mesmo se é muito divertido. O que importa é você passar pela experiência de escrever vários jogos completos do início ao fim e ter uma idéia de como tudo funciona em conjunto. Eu recomendo trabalhando em pequenos jogos em vez de um enorme. Escrever um mod é bom, mas certifique-se de escrever um pouco com a sua própria tecnologia. Estes jogos vão fazer grandes demonstrações de reforço ao seu currículo. 2 - Princípios Básicos da Capa - Como um programador de jogo, existem certas técnicas que você alcança para manter em sua carteira de ferramentas. Certifique-se de que você domina confortavelmente com matrizes, vetores, e suas operações, com algoritmos e estruturas de dados básicas; e com os fundamentos da engenharia de software e objeto orientado de programação. Conseguir uma boa base nessas áreas permitirá que você se concentre em criar um jogo e não se confundir com conceitos básicos. 3 - Alcançar nível intermediário - A maioria dos jogos ainda está programada em C, e por ser um membro efetivo equipe, você precisa conhecer pelo menos um nível intermediário de C. Não se preocupe ainda dominar a linguagem do programa.
  6. 6. _______________________________________________________ O programa C é cheia de pontos que só especialistas conhecem. Concentre-se no básico da linguagem sem se incomodar com códigos obscuros. Não fique obsessivo com dados específicos de APIs (DirectX, OpenGL, etc). Provavelmente, você usará diferente ou uma API que será empacotada em uma interface de alto nível. Bônus de pontos: Aprenda uma e outra, pois há muitas linguagens diferentes. Python, Moon, ou Lisp são boas candidatas. Elas vão te dar um novo conjunto de perspectivas sobre programação e torná-lo um programador mais eficaz em torno de todos, e, dependendo do projeto, eles poderão até vir a calhar para o desenvolvimento do jogo. 4 - Nunca parar de Aprender - Não acho que devemos parar de estudar, pois não terá aprendido tudo você precisa quando concluir a escola. Os melhores programadores estão ativamente sempre aprendendo coisas novas, mesmo após muitos anos de experiência. Não há nenhuma escassez de coisas novas para aprender sobre: um novo hardware, linguagens, técnicas, APIs, algoritmos e mais. E com tantos recursos ao desenvolvimento de jogos lá fora, não existe desculpa para não estar em constante aprendizado a partir de livros, revistas, web sites, e conferências. 5 – Comunicar Sempre - Não posso enfatizar o suficiente o quão é importante ter outro artistas e designers para entender as necessidades da equipe e explicar como fazer e oferecer sugestões, para se tornar um melhor comunicador? Apresentações em sua classe, compartilhar o que você está fazendo com outras pessoas durante o almoço, escrever um blog detalhando suas experiências, ou participar de fóruns e listas de discussão sobre desenvolvimento de jogo.
  7. 7. _______________________________________________________ 6 – Usar Ferramentas Usuais - Aprender toda a teoria sobre programação e algoritmos é ótimo, mas quando se trata de estabelecer suas ferramentas de programação, pense que estará usando algumas durante o dia todo. Pense no conforto na hora de usar um bom editor, uma fonte de controle de programa e um depurador. Não se preocupe se elas são aquelas mesmas que você esteja usando ou não em seu trabalho. O importante é que você saiba o que fazer com elas e como usá-las de forma eficaz. 7 - Trabalhar Equipe em Grande Projeto - Se você trabalha apenas com projetos próprios, vai ser um choque quando ter seu primeiro emprego na indústria dos jogos. Não só terá de coordenar como funciona o seu código com outros pessoas, mas terá que ler e editar grandes quantidades de códigos escritos por outros membros da equipe também. Se você não tem a chance de trabalhar em grandes projetos, junte um projeto open source existente para obter alguma experiência. 8 - Estudar como Jogar - Você deve estar familiarizado com jogos mais recentes lá fora, e com os mais recentes avanços na tecnologia de jogos. Não basta jogar os jogos, mas estudá-los. Tentar conhecer a sombra do que eles estão usando renderização técnica, ou como a gripe aviária influencia essas decisões táticas. Saiba mais sobre post mortems ou informação através de mailing lists e pensar sobre se essas técnicas poderiam ser aplicadas aos seus jogos. 9 - Escolher uma área de especialização - Um efetivo programador de jogos tem que ter um bom entendimento de como todas as diferentes áreas de trabalho conjunto de um jogo: gráficos, AI, colisão, detecção de redes, interface do usuário, de entrada, física, e todos sem descansar. No início de sua carreira, é muito importante conhecer tantas partes possíveis do jogo. Ao mesmo tempo, começar a
  8. 8. _______________________________________________________ pensar em quais áreas recurso a mais podem ser usados para influenciar um pouco mais pessoas. Depois de alguns anos, você será capaz de especializar-se mais e tornar-se um especialista em determinada área. 10 - Ter Uma Educação Abrangente - Não tenha medo a sucursal fora e aprender coisas que não estão diretamente relacionadas com a programação. Após uma bem-arredondado educação ou mesmo hobbies totalmente alheios a caça desenvolvimento pode proporcionar uma útil fundação que irá ajudá-lo a todos em toda a sua carreira em lotes de formas inesperadas. Acima de tudo, aplicar-se e terminar o seu grau o melhor que você poder. Não só vão receber um lote com isso, mas você também vai mostrar potenciais empregadores você pode ater a um projecto a longo prazo e fazer bem nele. OBS: Noel Llopi S decidiu seguir seu sonho de ser um desenvolvedor de games. Ele mantém ocupado por fingir fazer tudo, mas desde a concepção e programação do negócio de TI e Jogos em Power of Two. Trabalhou em na série The Bourne Conspiracy, DARKWATCH e os MECHASSAULT. E-mail: nllopis@gdmag.com.

×