Mensagens de líderes religiosos | Casa Universal de Justiça - Fé Bahá´í - Português

817
-1

Published on

Para celebrar a Copa do Mundo de 2014, um dos maiores eventos esportivos do planeta, representantes de diversas religiões espalhadas pelos quatro continentes enviaram mensagens de saudação, encorajamento, além de mensagens contra o racismo e a favor da paz ao Brasil e aos demais países que acompanharão este momento de confraternização entre nações.

Leia nesta carta a mensagem, na íntegra, da Casa Universal de Justiça - Fé Bahá´í

Saiba mais: http://goo.gl/vaiO7j

Published in: News & Politics
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
817
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
10
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Mensagens de líderes religiosos | Casa Universal de Justiça - Fé Bahá´í - Português

  1. 1. A CASA UNIVERSAL DE JUSTIÇA 6 de junho de 2014 A Sua Excelência a Senhora Dilma Rousseff, Presidenta da República Federativa do Brasil Excelência, Em resposta a seu gentil convite, com satisfação, enviamos a seguinte mensagem por ocasião da abertura da Copa do Mundo de 2014. Dirigimos nossas sinceras saudações ao povo do Brasil no momento em que acolhe em sua pátria os representantes de tantos países para celebrar a destreza desportiva. Poucos eventos abraçam um espectro tão amplo da humanidade, incluindo povos de várias etnias, religiões e culturas. Está claro para qualquer observador que o esporte que trouxe essas nações ao Brasil é fortalecido pela maravilhosa diversidade dos participantes. Alegrar-nos com esse fato é rejeitar o preconceito em todas as suas formas. De fato, nada é tão impactante nesse espetáculo extraordinário do futebol quanto a capacidade de refletir a cultura global que emergiu em nossa época. Ao reunir as nações em espírito de amizade, a Copa indica, de maneira marcante, que a cooperação e a união de esforços são possíveis em todas as áreas. A humanidade está hoje unida em uma civilização global. À medida que o mundo avança em sua evolução orgânica, que ele reflita neste momento sobre as muitas qualidades admiravelmente encarnadas pelo povo brasileiro. O caminho da paz exige corações abertos, uma paixão pelo progresso, energia criativa sem limites, grande resiliência, uma força que surge da diversidade e mentes iluminadas pelo espírito da época e inspiradas pela busca da justiça. Os povos do mundo são como flores diversificadas em um esplêndido jardim. Há nação mais capaz do que o Brasil de demonstrar essa simples e essencial verdade? Nas cores vibrantes e mestiças dessa terra, o mundo pode imaginar suas próprias fantásticas possibilidades futuras.
  2. 2. Uma competição esportiva, mesmo da escala da Copa, não deve ofuscar a severidade dos desafios que confrontam a humanidade. Contudo, nas próximas semanas, esperamos que espectadores em todos os lugares – em particular os jovens de todo o mundo – aprendam com os exemplos do trabalho em equipe, jogo limpo, coragem e firme empenho que certamente se observarão no torneio. Se Deus quiser, aspirarão a mostrar as mesmas qualidades em suas vidas, no serviço às suas comunidades, e na promoção da paz. Seja para eliminar qualquer traço de racismo e discriminação, seja para defender a igualdade de mulheres e homens, seja, ainda, para promover a justiça, são necessários os esforços de todos os membros da família humana. A mudança construtiva é possível em qualquer lugar. Homens, mulheres, jovens e crianças – todos têm uma contribuição essencial a dar. Vislumbramos um tempo em que a rivalidade entre as nações se limitará sobretudo ao domínio do esporte, enquanto as interações globais serão caracterizadas por cooperação, reciprocidade e apoio mútuo. Suplicamos para que o presente momento resulte em honra para a grande nação brasileira como anfitriões e que o evento inspire não só uma camaradagem passageira, mas sim uma solidariedade duradoura entre todos aqueles que participarem e os incontáveis milhões de espectadores. A Casa Universal de Justiça

×