• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Como Contratar um Empresa de Design Gráfico
 

Como Contratar um Empresa de Design Gráfico

on

  • 2,866 views

Como Contratar um Empresa de Design Gráfico

Como Contratar um Empresa de Design Gráfico

Fonte: http://www.aba.com.br/guiasdemelhorespraticas/

Statistics

Views

Total Views
2,866
Views on SlideShare
2,865
Embed Views
1

Actions

Likes
5
Downloads
131
Comments
0

1 Embed 1

http://www.linkedin.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Como Contratar um Empresa de Design Gráfico Como Contratar um Empresa de Design Gráfico Presentation Transcript

    • como contrataruma empresade designgráfico
    • Publicação da ABA, idealizada erealizada pelo Comitê de Branding.Conteúdo e projeto gráfico: FutureBrand BC&HRevisão de texto: Ana Maria BarbosaEsta publicação está disponível paradownload no www.aba.com.br
    • SUMÁRIOApresentações | 41 O design gráfico e seu mercado | 82 Fazer a melhor escolha | 223 Estabelecer o contrato | 404 Desenvolver a parceria | 48Referências | 55
    • Disseminando A ABA – Associação Brasileira de Anunciantes reúne as trezentas • Defesa permanente e intransigente da liberdade. melhores maiores empresas anunciantes do país, que representam perto de • Defesa do conceito de responsabilidade civil do anunciante e da propaganda. práticas 70% do volume de comunicação de marketing realizado no Brasil. • Defesa do princípio da Com sede em São Paulo, a entidade autorregulamentação. também tem uma unidade • Defesa de um permanente operacional no Rio de Janeiro. diálogo com toda a sociedade. Nossa missão política e institucional • Aumento da eficácia da propaganda é a de “representar coletivamente e da sua rentabilidade. e defender os interesses das empresas anunciantes associadas”; • Defesa do conceito de que a marca é nossa missão técnica-profissional o maior patrimônio dos anunciantes. é a de “aglutinar, desenvolver e disseminar melhores práticas • Defesa do conceito de que a para potencializar melhores reputação é essencial para alcançar resultados para os anunciantes”. e manter o sucesso dos negócios. Estas missões são fundamentadas • Incentivo ao emprego da criatividade em nove princípios permanentes: de forma ética em todos os aspectos do marketing mix, visando ganho de competitividade nos negócios.
    • • Defesa do conceito de que o marketinge a comunicação têm a responsabilidadede contribuir para a evolução dasustentabilidade das organizações.Para promover o maior conhecimentoe desenvolvimento de uma disciplinaou atividade específica da gestão,do marketing e da comunicação dasorganizações, são mantidos oito comitêstécnicos – Comunicação Corporativa;Gestão de Mídia & Marketing Digital;Jurídico; Pesquisa de Mercado &Inteligência Competitiva; Produção;Promoção, Trade e Varejo; Relações com oConsumidor; e Relações Governamentais– e quatro de Melhor Prática – Branding;Conteúdo de Marca; Gestão Financeirade Marketing; e Sustentabilidade.Rafael SampaioVice-Presidente Executivo
    • Valorização O Comitê de Branding tem como objetivo ampliar o espectro de estudo • produzir conteúdo que auxilie os anunciantes, o mercado e o do branding da marca, com aprofundamento de análises, discussões e recomendações mundo acadêmico a avançar nas reflexões sobre o branding; e de suas para os associados e o mercado. Fazem parte do comitê gestores das • promover o intercâmbio de informações e conhecimento entre as marcas demetodologias maiores e mais ativas marcas do país, além das principais consultorias e diferentes segmentos e mercados. agências nacionais e internacionais e Este Guia compila a experiência de representantes do mundo acadêmico. anunciantes, agências e consultorias. O objetivo não é esgotar o assunto, Para maximizar a gestão da mas justamente contribuir para marca como ativo competitivo que a discussão ganhe força e que das organizações e promover o os conceitos de gestão de marca conceito de que a marca é o maior possam chegar a um número patrimônio dos anunciantes, atuamos cada vez maior de pessoas. em três frentes de trabalho: • ser um fórum de inspiração e Stephan Duailibi Younes reflexão sobre o tema para os Presidente do Comitê de Branding membros e para o mercado;
    • Design gráfico – s.m.: conjunto detécnicas e de concepções estéticasaplicadas à representação visual deuma ideia ou mensagem. Enquanto aarte tem fim em si mesma, o designgráfico mira alvos bem concretos.
    • 1 O design gráfico e seu mercado
    • O que é design gráfico?Qual a importância do design gráfico no cenário atual?Quais são os principais produtos e serviçosfornecidos por empresas de design gráfico?Como se estrutura o setor em que atuamas empresas de design gráfico?O que diferencia uma empresa de design gráfico deoutras empresas que atuam no setor de comunicação?
    • 10 o design gráfico e seu mercado UMA QUESTÃO INICIAL E 1 Alguns acadêmicos e profissionais Este Guia pretende apresentar e e formalmente textos e imagens preferem usar o termo “design visual”, que discutir as boas práticas que as sobre variados suportes, sempre não remete à criação de “produtos gráficos”, empresas podem adotar ao contratar com o objetivo de comunicar algo. produzidos por meio de impressão. Neste Guia optamos por manter o termo “design serviços de design gráfico. Cabe iniciar, Uma logomarca – que sintetiza a gráfico” por ser o mais usual no mercado. portanto, com uma pergunta mais identidade de uma empresa – é um do que natural: por que as empresas trabalho de design gráfico. O rótulo precisam de design gráfico? de uma embalagem também., assim como as placas de sinalização de Uma definição simplificada desta um prédio, uma revista, um cartaz. prática profissional oferece pistas para responder a esta questão. Em todos esses exemplos há imagens ou textos que foram articulados de O design gráfico é um termo genérico forma pensada; há uma ideia que define a ação de ordenar estética veiculada visualmente.1
    • o design gráfico e seu mercado 11Sabemos que as empresas Pensemos em uma companhia arrojada, Designers gráficos podem ser parceiroscomunicam-se continuamente com inovadora em seus processos de trabalho na construção da imagem das empresasseus clientes, com os consumidores e nos produtos que oferece ao mercado. e de suas marcas. E como veremos ade seus produtos e serviços, com seguir, sua prática e seu mercado vêm Ela tenderá a mostrar-se arrojadaa sociedade como um todo. evoluindo com o tempo e em decorrência também no seu discurso e em sua das demandas de seus clientesE com mais intensidade a partir do “roupagem” visual – na escolha dasséculo XX, preocupam-se com cada cores de seus materiais institucionais, Antes de abordar o mercado emum dos aspectos dessa comunicação. nas imagens que ilustram peças que atuam os escritórios de designSem dúvida, sua imagem (que resulta promocionais, na tipografia de sua marca gráfico, é interessante listar seusdo conjunto de interações com seus e assim por diante. Fará isso porque sabe principais campos de trabalho e, porpúblicos) é um diferencial competitivo. que será avaliada pelo “conjunto da obra”. extensão, suas principais ofertas.Tem valor, e muito, e crescentemente.
    • 12 principais serviços PRINCIPAIS SERVIÇOS Sistemas de identidade visual E Este campo abrange mais do que Muito além da a simples criação de logomarcas. detalhado, com versões de logomarca (posicionamento, variações de cor), logomarca Trata-se de construir sistemas que diagramação de papelaria institucional, permitam assegurar consistência e indicações para aplicação da identidade harmonia às diferentes manifestações em uniformes, frota, publicações internas, visuais de uma empresa. anúncios, sinalização externa e interna. Como ela deve assinar suas peças de Até os anos 1960 quase exclusivo comunicação, que cores deve utilizar, de grandes empresas, preocupadas que tipografia, que tipo de fotografias e em padronizar e dar coerência a ilustrações? Este serviço costuma incluir, seu imenso volume e diversidade além do desenvolvimento do sistema, de mensagens visuais, esse sua consolidação em um manual, serviço é hoje muito disseminado que pode ser simplificado ou bastante e procurado por organizações de qualquer porte ou segmento.
    • principais serviços 13Embalagens Publicações ou produtos editoriais Materiais promocionaisE É EEm um cenário de competição acirrada, É comum empresas relacionarem-se Este campo de trabalho refere-seos produtos precisam ter destaque e com seus públicos de interesse por meio ao design gráfico de produtos dediferenciação nos pontos de venda, de materiais que são considerados – por diversos tipos, em geral destinadoso que traz relevância à sua forma sua forma e estrutura – editoriais. São a campanhas, promoções sazonais,de apresentação, a embalagem. exemplos relatórios, catálogos, perfis divulgação de eventos etc. institucionais, manuais, revistas e livros.Rigorosamente falando, duas disciplinas São exemplos folhetos, cartazes,do design podem entrar na criação O projeto (a criação das linhas gerais banners, brindes, agendas,de uma embalagem: o design de que orientarão visualmente o produto) calendários, displays.produto, para recipientes em três e a diagramação (a disposição dedimensões, como garrafas, latas textos e imagens página a página)e frascos; e o design gráfico, para são serviços de design gráfico.peças bidimensionais, como rótulos.
    • 14 principais serviços Produtos em mídia eletrônica Sinalização U P Um website institucional ou de Projetos de sinalização envolvem e-commerce, um banner, um website a concepção de sistemas para promocional (conhecido como hotsite) orientar os clientes de uma loja, os requerem design gráfico, já que também usuários de uma estação de metrô, aqui entram em jogo a linguagem os visitantes de uma feira. Este é um visual e a articulação de textos e campo multidisciplinar de trabalho, imagens. Muda o suporte, que passa a em que costumam entrar em ação o ser eletrônico, o que abre uma série de design gráfico (desenvolvimento da possibilidades para o designer, como comunicação visual em suportes como inclusão de movimento, de filmes, de placas, totens e painéis) e o design interatividade. Para este campo criou- de produto e/ou a arquitetura (projeto se um termo específico: webdesign. A dos suportes e sua disposição no construção de um produto disponível ambiente). Um projeto de sinalização é em ambiente eletrônico emprega essencialmente funcional, mas pode – e ferramentas diversas daquelas utilizadas deve – considerar a identidade visual. para produtos que serão impressos.
    • 15Limitado a grandes empresasaté a década de 1960, o designgráfico é hoje utilizado pororganizações de qualquer porteou segmento.
    • 16 compreender o mercado COMPREENDER O MERCADO Segmento O Os serviços de design gráfico não Cabe fazer um breve comentário sobre são exclusivos de empresas que um fenômeno – externo ao design altamente se autodenominam “escritórios” ou como área de conhecimento – que “agências” de design gráfico. São estas, teve forte influência sobre o segmento profissionalizado no entanto, que têm seu foco – seu a partir do final dos anos 1980. core business – nesta atividade. Trata-se da ampla disseminação da informática. Computadores e programas A boa notícia: o segmento cresceu específicos de design gráfico deram muito e se profissionalizou bastante aos profissionais a capacidade de no Brasil nos últimos trinta anos. dominar todo o processo. Um único O desafio: sua grande diversificação designer diante de uma tela pode, por pode tornar difícil identificar os exemplo, fazer o projeto gráfico de parceiros mais adequados para um catálogo, diagramá-lo do início atender a todas as demandas de ao fim, dar tratamento adequado às design gráfico de uma empresa. imagens e preparar um arquivo que será enviado à gráfica para impressão.
    • compreender o mercado 17Se esse fenômeno deu impulso ao diversas, especializados ou não,segmento, não foi ele o responsável capazes de responder a demandas deisolado por sua significativa complexidade variada, mais ou menosevolução. Ao seu lado estão outros flexíveis. Um agrupamento por porte,fatores, tão ou mais relevantes: a ainda que não seja rigoroso, permitevalorização da imagem das empresas obter uma razoável visão do mercado.e dos produtos, o crescimentodo mercado de comunicação, aampliação do número de boasescolas de formação de designers.Em linhas gerais, um cliente quenecessite de serviços de design gráficotem hoje à sua disposição muitostipos de fornecedores – com estruturas
    • 18 PRINCIPAIS SERVIÇOS Escritórios de design gráfico de grande porte C Com equipes de cerca de vinte a de produto, a ambientação das lojas, estratégicas a ser consideradas; cinquenta profissionais especializados, o novo website e assim por diante. grande volume de aplicações. essas empresas oferecem em geral toda O projeto poderia exigir a montagem de Aspectos como equipe diversificada a gama de serviços de design gráfico. uma equipe multidisciplinar, que incluiria e fixa, estrutura de produção em Propõem-se a atender demandas tanto profissionais de outras áreas, como vários níveis (diretores, gestores de específicas como de grande amplitude. arquitetos, redatores, programadores, projetos ou áreas, designers seniores e Um cliente do segmento de varejo, especialistas em estratégia de marca. iniciantes, estagiários) e estrutura física por exemplo, poderia demandar compatível com a equipe têm impacto Outra demanda tipicamente o reposicionamento visual de sobre os custos dos serviços oferecidos, atendida por escritórios de maior determinada marca (abrangendo que tendem a ser mais elevados. porte é a identidade visual de uma nova logomarca, padrão de grandes grupos empresariais, pela Exatamente por terem em seu DNA embalagens e aparência das lojas), complexidade que implica. Há uma a prestação de serviços em larga o desenvolvimento de materiais multiplicidade de negócios e marcas escala, para clientes que exigem promocionais relacionados à marca, o a analisar no projeto; questões seu envolvimento em assuntos redesenho de dezenas de embalagens
    • PRINCIPAIS SERVIÇOS 19 Escritórios de design gráfico Escritórios de design gráfico de médio porte de pequeno porte ou estúdio E Eestratégicos, alguns desses escritórios Estas empresas podem ser Existem no mercado brasileiropassaram a oferecer também serviços especializadas em um campo de centenas de estúdios que contam comde consultoria de marcas (branding), trabalho (como embalagens ou editorial) equipes reduzidas de profissionais.para fundamentar o trabalho de design. ou transitar pelas diversas disciplinas Simplificando muito, há desde estúdiosEm alguns casos, isso pode acarretar da área, praticando um modelo de de profissionais que praticam um designuma mudança mais profunda no negócio semelhante ao dos escritórios gráfico especializado e “autoral”, quemodelo de negócio, levando a empresa de grande porte, porém com equipes e atendem por vezes a clientes do próprioa posicionar-se no mercado não mais estruturas mais enxutas – dez a vinte segmento de comunicação (criaçãocomo escritório de design gráfico, profissionais em geral. Sua reputação de capas de livro, projeto gráfico demas como consultoria de branding. no mercado é muitas vezes associada revistas etc.), até estúdios que oferecem à sua especialidade ou à figura do os principais serviços de design. principal designer, líder da equipe.
    • 20 o design gráfico e seu mercado Outras empresas que oferecem serviços de design gráfico O O design gráfico é uma atividade empresas, produtos e serviços por produtos promocionais e toda a gama profissional praticada por outras meio da criação de campanhas e sua de serviços que utilizam design gráfico) empresas abrigadas sob o guarda- veiculação em diversas mídias, de como em marketing e gestão. chuva dos “serviços de comunicação”, promoções etc. Designers e redatores O cliente de serviços de design gráfico como agências de propaganda, compõem o time de criação. Assessorias não dispõe de um mapa detalhado para assessorias de comunicação integrada, de comunicação integrada buscam orientar-se nesse mercado. No entanto, consultorias de branding, entre outras. soluções abrangentes para questões como veremos a seguir, a clareza sobre de comunicação de seus clientes, Para o cliente, a distinção está sua necessidade é o primeiro passo para oferecendo serviços de planejamento e exatamente no foco de atuação. Em estabelecer boas relações de parceria. gestão da comunicação, contato com a nenhum desses modelos de negócio, imprensa, desenvolvimento de produtos o design gráfico é o protagonista, (conteúdo e design). Já escritórios de embora possa ser muito importante. branding concentram-se em construir Agências de propaganda têm suas estratégias de marca, materializadas ações direcionadas por objetivos tanto em comunicação (incluindo- publicitários – o fortalecimento de se aí identidade visual, embalagens,
    • 21Escolha – s.f.: preferência que sedá a alguma coisa que se encontraentre outras. A melhor escolhasupõe conhecimento profundodo outro e de si próprio.
    • 2 Fazer a melhor escolha
    • De que serviços de design gráfico preciso?E como identificar as empresas de designgráfico que poderiam atender à demanda?Onde procurar referências sobreempresas de design gráfico?O que caracteriza o portfólio de uma empresade design gráfico? Como avaliar o portfólio?Quais os procedimentos usuais para a contratação?Como avaliar o preço?
    • 24 fazer a melhor escolha A BUSCA Boas práticas A A partir deste capítulo, o Guia Já foram apresentados os principais convida as empresas a acompanhar serviços de design gráfico disponíveis no orientam os passo a passo o processo de mercado, realizados tanto por escritórios contratação de um escritório de especializados como por outros tipos clientes design gráfico e o desenvolvimento de empresas de comunicação. de um projeto desta natureza, Sem temer a generalização, um oferecendo dicas simples e úteis. escritório de design, seja de pequeno, Tais sugestões resultam de uma médio ou grande porte, pode dar compilação informal de boas práticas conta da gama de serviços apontados que vêm sendo sistematicamente anteriormente – identidade visual, apontadas por profissionais de design embalagens, produtos editoriais, do mercado, tomando-se o cuidado de materiais promocionais, produtos adequá-las ao ponto de vista do cliente. em mídia eletrônica e sinalização.
    • fazer a melhor escolha 25É muito importante, no entanto, que estruturação de conteúdo, redação e e texto, e contrata um escritóriose tenha em mente que esses serviços revisão, tarefas que cabem a editores, de design para realizar as etapascostumam representar apenas uma jornalistas, redatores, revisores. de design gráfico do relatório;parte de uma atividade ou projeto Um bom produto (uma comunicação b) a empresa terceiriza todo omais amplo, e que não se deve eficaz) pressupõe a boa qualidade processo de edição do relatóriosupor que o designer vá resolver de cada um desses aspectos. contratando independentemente umquestões que extrapolam sua área escritório especializado em texto ede conhecimento e especialidade. Na perspectiva de quem vai um escritório de design gráfico; contratar, pode-se imaginar peloDois exemplos ajudam a menos três caminhos distintos c) a empresa contrata o escritório decompreender melhor a questão. para assegurar esse resultado: design gráfico, solicitando que inclua emUm relatório anual necessita de sua proposta as etapas relativas a texto, a) a empresa tem uma equipe,um projeto gráfico, de diagramação que serão subcontratadas, ou vice-versa. em geral alocada em sua área dee de produção gráfica para existir comunicação, que se encarrega dascomo produto editorial. Contudo, atividades referentes a estruturaçãoprecisa igualmente de planejamento,
    • 26 fazer a melhor escolha Outro exemplo envolveria a) a empresa conta com profissionais Nos dois casos descritos, não há uma identidade visual. em sua estrutura para desenhar a regra para decidir qual seria a melhor estratégia, que comporá o briefing prática a ser adotada. Digamos que uma empresa diagnostique (instruções claras e objetivas sobre o envelhecimento de sua logomarca e Qualquer uma das alternativas o serviço, como será detalhado no demais aspectos de identidade visual. pode ser apropriada, desde que se próximo capítulo) do escritório de Decide renová-la, mas faz questão de garantam certas condições. As equipes design gráfico a ser contratado; fazê-lo no âmbito de uma estratégia de especializadas precisariam trabalhar marca, que conduza ao estabelecimento b) a empresa contrata uma consultoria em conjunto ou sob orientação e de um novo posicionamento. Mais de branding, que oferece o pacote; supervisão atentas e coerentes. O uma vez, diferentes caminhos podem essencial aqui é permitir o diálogo c) a empresa contrata escritórios levar a um resultado que atenda entre as disciplinas e beneficiar-se especializados independentes. completamente à demanda, como: da especificidade de cada uma.
    • 27Essencial é garantir o diálogoentre estratégia e designgráfico e beneficiar-se dasespecificidades de cada uma.
    • 28 fazer a melhor escolha ESCRITÓRIOS DE DESIGN GRÁFICO U Ultrapassada a fase de decisão – a atualizados cadastros de escritórios Onde empresa já sabe o que quer, identificou a de design, em geral agrupados por buscar necessidade de contratar um escritório de especialidade. Uma busca criteriosa por design gráfico –, onde buscar referências? escritórios de design gráfico na internet referências? Essa dúvida é comum e afeta a escolha pode gerar bons resultados, com a vantagem de já permitir o acesso a de fornecedores de qualquer área. sites institucionais, com dados sobre Como dispomos de grande quantidade histórico, clientela e projetos realizados. de informação sobre o mercado de Revistas especializadas em marketing ou serviços, o desafio é a triagem. design também cobrem as novidades do As associações profissionais e setor e é sempre útil acompanhá-las. empresarias do setor (ver referências Por fim, indicações de outras ao final do Guia) costumam manter empresas – a tradicional propaganda boca-a-boca – são referências em geral confiáveis.
    • 29Como dispomos de grandequantidade de informaçãosobre o mercado de serviços,o desafio é a triagem.
    • 30 fazer a melhor escolha ANÁLISE DE PORTFÓLIO Saiba em que É É recomendável analisar cuidadosamente ao demandado pode ser o primeiro o portfólio de um possível fornecedor, e mais básico item da análise. Mas prestar atenção que frequentemente reúne informações convém ir muito além disso. sobre o histórico do escritório, Seguem algumas questões que equipe, serviços oferecidos, principais compõem um breve roteiro e podem trabalhos realizados, clientes etc. inspirar outras mais específicas: O portfólio pode estar disponível na – Os serviços realizados pelo escritório internet, costume cada vez mais de design gráfico parecem assemelhar- disseminado, ou ser encaminhado se à demanda da empresa em termos sob demanda, a partir de um de complexidade e abrangência? (Além contato por telefone ou e-mail. de imagens, os portfólios por vezes Saber se o escritório já realizou trazem uma breve descrição dos casos.) anteriormente serviço semelhante
    • fazer a melhor escolha 31– Os serviços realizados apresentam – A equipe é compatível com a Pode ser formação, experiência,a qualidade desejada para atender demanda? Esse aspecto é controverso premiações etc.à demanda da empresa? e em princípio não deveria ser usado – A empresa reconhece ou se identifica como critério para descartar um– Os serviços realizados demonstram minimamente com a clientela atendida possível fornecedor, pois escritóriosversatilidade ou todos os produtos pelo escritório? Novamente, não há pequenos e médios tendem a ampliarse parecem, indicando que seguem padrão, mas empresas grandes tenderão a equipe conforme o volume deuma mesma solução visual? Isso pode a olhar com bons olhos escritórios serviços solicitados. Mas a perguntaindicar que o escritório adota um estilo que já tenham atendido a clientes surgirá em algum momento,bastante padronizado, um problema grandes; empresas de determinado caso a parceria se concretize.se a demanda exigir a adoção de setor de atividade podem sentir umcaminhos muito diferenciados. – O histórico ou a descrição da relativo conforto em ver seus pares equipe trazem informações que entre os clientes, e assim por diante. qualifiquem seus profissionais?
    • 32 fazer a melhor escolha SISTEMÁTICAS DE ESCOLHA E CONTRATAÇÃO Contratação direta C Com base em pesquisa de mercado esse tipo de escolha. Ainda assim, o Empresas ou indicação e após a análise de preço proposto pode ser comparado aos selecionam portfólio, a empresa escolhe um preços médios praticados no mercado (ver item “Preços de mercado”, mais escritório fornecedor e decide contratá- escritórios de lo diretamente. Dali para a frente, o adiante) ou aos preços de serviços briefing, o recebimento e a análise da similares contratados anteriormente. design por meio proposta, a negociação das condições de diferentes dão-se em uma relação de um para um, sem que se façam comparações procedimentos com propostas de outros fornecedores. Em geral, é a segurança sobre a absoluta adequação do escritório à demanda da empresa que sustenta
    • fazer a melhor escolha 33ConcorrênciaEEm concorrências, diversos objetivo de escolher um vencedor. criação (por isso essa concorrênciapossíveis fornecedores apresentam Recomenda-se que se faça uma análise costuma ser restrita a convidados).propostas para realizar o serviço, abrangente e criteriosa das propostas, Uma terceira sistemática – conhecidarespondendo a uma convocação não centrada apenas em preço. como concorrência especulativa –aberta ou a um convite restrito. Outra sistemática consiste em propor prevê a apresentação de propostasHá variações de sistemática. A empresa que os participantes desenvolvam acompanhadas do desenvolvimentopode, por exemplo, elaborar um briefing uma pequena etapa técnica do projeto de uma etapa técnica, mas semdo serviço e apresentar as condições (caminhos visuais para a criação remuneração para todos osde participação (experiência, equipe de um conjunto de embalagens, participantes, apenas para o vencedor.etc.) e receber em resposta propostas por exemplo). O julgamento leva A prática é explicitamentedetalhadas e comparáveis, com em consideração o desempenho condenada pelo Código de Éticametodologia, preço e cronograma. específico de cada escritório, e não Profissional do Designer Gráfico. apenas seu histórico de projetos. UmaNa sequência, analisa cada proposta Há diversas razões para isso, entre remuneração fixa é oferecida aose negocia com os fornecedores elas o risco de desvalorização do participantes para cobrir despesas departicipantes do processo, com o mercado e de seus profissionais.
    • 34 fazer a melhor escolha Concurso G Geralmente promovido por entidades sem fins lucrativos (como museus, por exemplo), o concurso de projetos de design gráfico considera a participação por livre adesão. Apenas o vencedor recebe um prêmio (e não um pagamento) pelo trabalho. A empresa vencedora pode ou não vir a ser contratada para a execução do projeto. O prestígio, mais do que a remuneração, está em jogo nesse tipo de seleção.
    • 35O design gráfico é parte de umprojeto mais amplo. Não sedeve supor que ele vá resolverquestões que extrapolam suaespecialidade.
    • 36 fazer a melhor escolha PREÇOS DE MERCADO Custos podem A Avaliar se o preço proposto pelo composição do valor dos serviços fornecedor é justo, comparar preços é a melhor via para estabelecer variar bastante díspares, negociar a remuneração um diálogo maduro a respeito de um projeto não são tarefas dessa questão delicada. simples para uma empresa que Alguns escritórios de design têm contrata um escritório de design predeterminado seu custo por hora gráfico. Também para os profissionais (consolidado ou por nível de profissional) a missão é das mais difíceis. e tendem a fixar preços de acordo Preços muito diferenciados são com uma estimativa de tempo praticados em um mercado em para realizar cada etapa do serviço que convivem escritórios de portes contratado. Outros operam a partir e qualificações muito diversos. de uma tabela de preços de serviço, rígida ou variável em função de fatores Compreender alguns fatores que como escala e prazo (valor por página habitualmente são considerados na diagramada de um livro, por exemplo).
    • fazer a melhor escolha 37 Preço fixo ou por escopo UEm qualquer caso, a complexidade do tabelas baseadas em pesquisa de Um valor é estipulado a partir datrabalho, que pode exigir capacidade mercado, que são parâmetros confiáveis avaliação do serviço completo. Seutécnica fora do comum ou equipe para analisar, ou mesmo propor, cálculo pode envolver estimativagrande e diversificada, sua relevância preços de serviços a ser contratados de horas ou aplicação de umapara o negócio do cliente, seu alcance (ver Referências ao final do Guia). tabela de custo por serviço. Eme a responsabilidade implicada (uma geral, essa forma de cobrança é Estas são as formas deembalagem que será reproduzida adotada para os projetos de curta cobrança mais usuais:aos milhões, por exemplo), prazos duração, com escopo bem definido.exíguos (que aumentam os riscos) e Ainda assim, é comum quereputação do escritório são fatores sejam previstas alternativas deque podem “entrar na conta”. compensação, caso o escopoNão existe uma tabela “oficial” de valor se altere significativamente.de hora ou de serviço de design gráfico.Várias associações do setor divulgam
    • 38 fazer a melhor escolha Valor mensal Alocação de horas P T Para projetos de longa duração, Também para projetos de longa um valor “x” é cobrado por mês duração, mas sem escopo rigidamente (ou outro intervalo de tempo) e determinado. O preço cobrado corresponde a cada etapa do trabalho corresponde ao valor das horas concluída e entregue no período. alocadas por cada profissional envolvido no projeto, acrescido em geral de despesas operacionais.
    • identificar um parceiro 39Contrato – s.m.: pacto entre duas oumais pessoas, que se obrigam a cumpriro que foi combinado entre elas sobdeterminadas condições.O contrato alinha expectativas,registra direitos e deveres daspartes. A confiança move o todo.
    • 3Estabelecero contrato
    • Qual a importância do briefing?Como devem ser avaliadas as propostas?Como formalizar a contratação deuma empresa de design gráfico?Quais são os principais itens do contrato?
    • 42 estabelecer o contrato BRIEFING Momento-chave E Este capítulo abre com um tema que Imaginemos que a demanda seja está entre os mais importantes quando uma publicação promocional, para uma parceria o assunto é contratar uma empresa de em comemoração aos trinta design gráfico. É um momento-chave anos da empresa. Fartamente de sucesso para ambas as partes: o briefing. ilustrada, naturalmente. O briefing é a descrição do serviço a Sem informações detalhadas sobre a ser realizado, com o maior número existência ou não de fotos de acervo, de detalhes possível: objeto, contexto, um escritório de design propõe a motivações, especificações técnicas produção de imagens novas, em vários e legais, resultados ou impactos estados, com passagens aéreas e esperados, fatores condicionantes honorários de fotografia na composição como prazo e limite de custo. É com do valor das despesas com terceiros. base nessas informações que cada Outro imagina que as fotos serão escritório elaborará sua proposta. fornecidas pelo cliente e inclui apenas despesas para selecioná-las. Um
    • estabelecer o contrato 43ruído se estabeleceu, e sua origem é Um fator merece atenção e reflexão: – entre a empresa e o escritório deuma falha no briefing. No exemplo, quem elabora e transmite o briefing design gráfico, para alinhar as visõeso problema é de fácil detecção e assume a responsabilidade sobre sobre a questão, discutir cada detalheequacionamento, mas exigirá a a formatação da demanda. a ser considerado na proposta,reapresentação das propostas e levantar expectativas e limites. Em geral, no entanto, outras pessoasimplicará tempo e energia perdidos. participarão do processo de decisão, Um detalhe interessante: quandoFornecer um briefing por escrito é uma fornecerão informações, apoiarão chegaram ao Brasil, algumasboa prática, pois mantém registradas a produção. Suas expectativas empresas estrangeiras trouxeramtodas as informações que servirão também estão contempladas? na bagagem procedimentode parâmetros para a realização do padronizado e bastante cuidadoso Em resumo, o melhor briefing é aqueleserviço. No entanto, é fundamental para a obtenção do briefing, conhecido construído a partir de vários diálogos:que a empresa fique disponível para como RFP (request for proposal).esclarecimentos e discussões. Este pode – dentro da empresa, entre oser o momento, por exemplo, para que se responsável pela contratação e ostomem decisões mais amplas, que terão vários envolvidos no processo;impacto sobre os custos totais do projeto.
    • 44 estabelecer o contrato RECEBER E AVALIAR A PROPOSTA Clareza é U Um briefing objetivo é condição – Há uma descrição mínima das necessária mas não suficiente para etapas do projeto, que permita fundamental se obter uma proposta de prestação um acompanhamento pelo de serviços também objetiva. É representante da empresa? fundamental verificar se todos os – A forma de entrega dos aspectos relevantes foram considerados serviços está clara? pelo escritório de design gráfico. – O preço é acompanhado das A empresa deve prestar especial condições de faturamento? atenção aos seguintes aspectos: – Estão previstos mecanismos – O escopo está claro e atende que garantam a remuneração de ponto a ponto à demanda? serviços adicionais, caso o escopo – Os prazos de realização dos serviços sofra modificações no decorrer estão presentes e adequados? do processo de trabalho?
    • estabelecer o contrato 45– Estão previstos custos comterceiros ou operacionais?A proposta pode prever despesasdiversas, a serem pagas diretamentepela empresa ou não, com serviços ouprodutos que variam de acordo como tipo de projeto, como transportee alimentação, produção de fotos,pagamento de cachês, produçãode maquetes, impressões etc.
    • 46 Desenvolver a parceria ELABORAR UM CONTRATO Recomenda-se U Uma vez negociadas e aceitas as – objeto; condições da proposta, é prática – preço, prazo e condições de a formalização recomendável elaborar um contrato repactuação e reajuste; formal de prestação de serviços, que assegura a ambas as partes que as – confidencialidade, se for aplicável; condições acordadas sejam cumpridas. – propriedade intelectual. O contrato pode ser elaborado tanto pelo escritório de design como pela empresa. O último item merece comentário. O escritório de design gráfico pode ceder a A proposta pode ser tratada como um titularidade dos direitos de propriedade anexo, sendo seu conteúdo referido intelectual sobre o produto resultante no decorrer do texto do contrato. dos serviços executados por ele (não Estes são alguns aspectos específicos por terceiros), permitindo à empresa (fora os genéricos, como obrigações utilizá-los como lhe convier. Mas isso tributárias, condições de rescisão, deve ser estabelecido no contrato. foro etc.) que convém considerar:
    • 47Parceria – s.f.: reunião de indivíduospara alcançar um objetivo comum. Notrabalho, assim como na música e nadança, afinam-se as vozes, os corpos eos propósitos para que a parceria flua.
    • 4Desenvolvera parceria
    • Como acontece o trabalho de design gráfico?Qual a importância da parceria?Que informações devem serfornecidas à equipe de design?
    • 50 Desenvolver a parceria REALIZAR O TRABALHO Levantamento inicial D A Demanda feita, escritório contratado. Antes de começar a criar a solução Compreenda E agora? Como garantir as melhores propriamente dita, a equipe de condições para o desenvolvimento profissionais terá de fazer o os desafios do trabalho de design gráfico? levantamento dos dados que deverão ser considerados na sua execução. É Olhar a questão com os olhos da equipe como um aprofundamento do briefing. de profissionais que realizará o trabalho e então voltar para a posição de Para a empresa, interessa nesse empresa contratante é uma estratégia momento disponibilizar o maior número eficaz para compreender a questão. possível de dados e informações que possam qualificar a entrega. Pesquisas de opinião internas ou externas, documentos gerenciais de planejamento, documentos históricos, materiais gráficos
    • Desenvolver a parceria 51antigos, materiais da concorrência, na embalagem, suas disposição e de design gráfico, temendo tolher afotografias, muita coisa pode inspirar destaque devem ser consideradas criatividade dos profissionais. Tudoa equipe de profissionais. Convém pelo designer na criação. pode ser relevante nesse momento.oferecer tudo o que possa parecer útil Pode-se conversar sobre outras É interessante propor entrevistas come fazer a triagem junto com a equipe. logomarcas apreciadas, embalagens pessoas-chave para o sucesso do consideradas referência, cores e formasEm especial no caso de embalagens, projeto, que podem variar conforme prediletas de uns e de outros. Espera-fornecer as informações técnico-legais seu escopo. Por exemplo, executivos se que os designers do escritórioconstitui obrigação da empresa. A no caso de identidade visual; diretores contratado tenham discernimentocriação de um rótulo, em certos casos, é de vendas, no caso de embalagens. para interpretar as informações.tarefa que deve obedecer as regulamen- Para todas as entrevistas iniciais,tações publicadas pelas autoridades uma recomendação: não filtrarresponsáveis pelo registro e vigilância do impressões a respeito do trabalhoproduto em questão. Instruçõesrelativas a informações veiculadas
    • 52 Desenvolver a parceria Prazos Avaliação É N É importante procurar respeitar para projetos importantes, No caso de design gráfico, é quase sempre os prazos preestabelecidos. estratégicos e de longa duração. irresistível adotar uma atitude A empresa deve ceder à tentação de emocional ao aprovar uma solução É fundamental que a empresa adiantar o lançamento de um produto apresentada. “Não gostei”, “acho estabeleça prazos factíveis para ou de uma marca se isso significar feio” são declarações corriqueiras e aprovações internas (eles em geral reduzir sensivelmente o prazo do desaconselháveis. Os profissionais da constam das propostas) e seja escritório de design contratado. empresa designados para avaliar o rigorosa em seu cumprimento. Se trabalho devem perseguir a objetividade, O serviço pode acabar sendo não cumpre prazos, perde a razão ao o que não significa aprovar tudo. Um feito, mas sua qualidade corre o exigir o mesmo de fornecedores. enigmático “Não gostei”, sem maiores risco de ficar comprometida. Essa detalhes, pode estar encobrindo uma recomendação é válida especialmente informação válida e valiosa para o
    • Desenvolver a parceria 53 Redirecionamentos Tdesigner redirecionar o trabalho. Pode Tudo está bem quando acaba bem.ter fundamento. Ou pode ser irrelevante Mas muito disso depende de ume evitado em nome de uma apreciação entendimento entre os parceiros ou,mais criteriosa e fiel ao briefing. ainda melhor, do estabelecimento de uma efetiva parceria. Assim como aUma avaliação externa (de pessoas empresa contratante espera que aque não estão envolvidas no projeto, equipe de design se esforce ao máximodo público-alvo) pode ser proveitosa para apresentar as melhores soluções –em muitos casos, mas não substitui o que por vezes exige a apresentação dea decisão dos responsáveis. mais propostas do que foram previstas inicialmente, sem custos adicionais –, a equipe espera uma repactuação quando as condições originais do contrato se alteram sensivelmente.
    • 54 Desenvolver a parceria PARCERIA É A PALAVRA-CHAVE Estabeleça E Em qualquer área de negócio, o tempo Por exemplo: informações que compõem e a profundidade do relacionamento os diversos briefings, dados colhidos relações geralmente qualificam a entrega. Isso no decorrer da realização dos projetos, não é diferente em design gráfico. dinâmicas de aprovação formam duradouras Conhecer a empresa, seu estilo e uma bagagem de conhecimento sobre o cliente que pode otimizar o personalidade, acompanhar sua trabalho e consolidar a parceria. evolução permitem criar produtos cada vez mais alinhados. Daí ser recomendável identificar escritórios de design com os quais se possa estabelecer uma relação próxima e duradoura de trabalho.
    • 55Referências
    • 56 Referências REFERêNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Algumas publicações dedicadas ao tema do design gráfico foram consultadas para a elaboração deste Guia. FUENTES, Rodolfo. A prática do design gráfico. São Paulo: Rosari, 2006. MELO, Chico Homem de. Signofobia. São Paulo: Rosari, 2005. O valor do design: guia ADG Brasil de prática profissional do designer gráfico. São Paulo: Senac e ADG, 2004. VILLAS-BOAS, André. O que é e o que nunca foi design gráfico. Rio de Janeiro: 2AB, 2007.
    • Referências 57ASSOCIAÇÕESO Guia elaborado pela ADG Brasil é Associação Ceará Design – ACDesign Associação Profissional dos Designersespecialmente útil para as empresas | acdesignblog.blogspot.com de Pernambuco – APD/PEque buscam informações sobre design Associação dos Designers Centro Design Paraná |gráfico – traz modelos de contrato, do Amazonas – ADAM www.centrodedesign.org.brtabela referencial de preços, legislação. Associação dos Designers Gráficos Centro Design Rio |Associação Bahia Design – ABDesign – ADG Brasil | www.adg.org.br www.centrodesignrio.com.brAssociação Brasileira de Empresas Associação dos Designers Gráficos Rede Design Brasil |de Design – ABEDESIGN | do Distrito Federal – Adegraf www.designbrasil.org.brwww.abedesign.org.br | adegraf.blogspot.comAssociação Catarinense de Design Associação dos Profissionais em– SCDesign | www.scdesign.org.br Design do Rio Grande do Sul – APDesign | www.apdesign.com.br/
    • 58 Referências MODELO DE BRIEFING PARA CONCORRêNCIA Briefing - Seleção de Empresas de Design Gráfico Empresa: (nome da Tipo: Data da apresentação das propostas: empresa contratante) ( ) Identidade visual Data de início da campanha/evento: Contato: (responsáveis pela ( ) Embalagem Verba programada para este projeto: concorrência ou contatos importantes durante o processo) ( ) Material editorial Forma de remuneração da empresa de design gráfico: Telefones de contato: ( ) Material promocional ( ) Horas ( ) Projeto Data do briefing: ( ) Sinalização ( ) Outra _______ Nome do projeto: ( ) Outro _______ Forma de pagamento dos fornecedores Período da contratação: que compõem o projeto: ( ) os pagamentos serão feitos pela empresa contratante a cada fornecedor ( ) a empresa de design gráfico se encarregará de pagar os fornecedores
    • Referências 59Quais os departamentos envolvidos Valor da remuneração de despesas ( ) Itens relevantes – especificar:no processo da concorrência: para as agências no processo Tempo para a apresentação da da concorrência: (opcional)( ) Compras proposta de cada empresa: Objetivos a serem alcançados( ) Jurídico Local da apresentação: com o projeto:( ) Recursos Humanos Recursos disponíveis na Há outros parceiros no projeto? Quais? sala de apresentação:( ) Marketing Descritivo do projeto: Data da divulgação da resposta( ) Vendas O que você espera das sobre a conclusão da concorrência:( ) Trade Marketing empresas de design gráfico:( ) Tecnologia ( ) Proposta de estratégia geral( ) Outros _______ ( ) Projeto criativoNúmero de empresas de design gráfico ( ) Orçamento preliminarque participam da concorrência: