Voleibol

27,981 views
27,762 views

Published on

0 Comments
6 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
27,981
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
567
Comments
0
Likes
6
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Voleibol

  1. 1. Índice História Regras Pontuação Arbitragem Serviço Passe Manchete Ataque Bloco Líbero Conclusão Voleibol 2
  2. 2. História  O voleibol foi criado nos Estados Unidos em 1985 por William G. Morgan, professor de Educação Física na faculdade YMCA, de Springfield.  W. Morgan pensou em encontrar uma actividade física e recreativa e imaginou um jogo de mãos e “pelo ar”, característica essencial do voleibol.  O voleibol foi concebido na origem como um divertimento ao alcance de todos e na intenção de compensar o peso das actividades escolares e profissionais, e de corrigir as más posturas do corpo a que levam as posições curvada ou sentada. O voleibol ganhou a pouco e pouco as suas credenciais e tornou-se um desporto simultaneamente tão técnico e físico como espectacular.Índic Voleibol 3 e
  3. 3. Regras – o campoÍndic Voleibol 4 e
  4. 4. Regras - a equipa  Cada equipa é constituída por 12 jogadores (6 em campo e 6 suplentes). Os jogadores em campo colocam-se em seis posições pré definidas devendo mantê-las sempre que acontece o (re)início do jogo.  Existe a possibilidade, de cada equipa ter um “libero”, jogador com regras e funções específicas que o impossibilitam de realizar qualquer acção atacante ou de serviço.  Cada vez que uma equipa ganha o serviço, os seus jogadores devem fazer uma rotação de posição no sentido dos ponteiros do relógio.Índic Voleibol 5 e
  5. 5. Regras - substituições  Cada equipa pode fazer seis substituições, que em cada set se podem efectuar separadamente ou de uma vez só.  Todos os jogadores que iniciam os sets podem ser substituídos até duas vezes, mas sempre pelo mesmo jogador pelo qual foi substituído, inicialmente.  O “líbero” poderá substituir qualquer jogador, que esteja nas posições defensivas (5, 6 ou 1), as vezes que quiser.Índic Voleibol 6 e
  6. 6. Regras – toques de bola  O número de toques é limitado a três, sendo o terceiro jogador obrigado a reenviar a bola para o campo adversário;  É interdito a um jogador tocar a bola duas vezes seguidas (excepto quando o 1º toque resulta da acção de bloco);Índic Voleibol 7 e
  7. 7. Regras gerais  É obrigatória a passagem de cada jogador por todas as posições (excepto o “libero”);  Há 3 jogadores avançados (1ª linha) e 3 jogadores da defesa (2ª linha). Estes últimos não podem atacar senão quando solicitados na zona defensiva;  Um jogador não pode tocar na tela superior (da rede);  Um jogador não pode colocar o pé sobre a linha de serviço, quando serve, nem sobre a linha de ataque, quando ataca da zona defensiva.  Como forma de ver se os jogadores cumprem estas regras, e muitas mais, existem os árbitros que tentam assinalar todas as faltas, criando, assim, um jogo justo para as duas equipas.Índic Voleibol 8 e
  8. 8. Pontuação Uma equipa pontua quando:  O jogador da equipa adversária toca consecutivamente duas vezes na bola (dois toques).  A bola é tocada mais de três vezes antes de retornar para o campo adversário.  O jogador adversário toca no borda superior da rede.  O jogador bloqueia o ataque adversário.  O jogador da equipa adversária está fora da sua posição no momento do serviço (Falta de rotação).  O jogador adversário toca a bola no campo adversário. (Invasão)  O jogador invade o campo adversário por baixo da rede com qualquer parte do corpo excepto com as mãos ou os pés. (Invasão de campo)  O jogador adversário leva mais de oito segundos para servir.Índic Voleibol 9 e
  9. 9. Arbitragem  As sanções que os árbitros podem dar são:  Advertir oralmente ou por um sinal;  Penalizar por um cartão amarelo (com a perda de um ponto);  Expulsar com um cartão vermelho (expulsão por um set);  Desqualificar: cartão amarelo e vermelho ao mesmo ao tempo.  Um jogador expulso deve ir para a zona de penalidade.Índic Voleibol 10 e
  10. 10. O serviço  Corresponde ao gesto técnico que permite o início de todos as jogadas. O jogador serve atrás da linha de fundo, com a mão ou com qualquer parte do braço, e deve enviar a bola por cima da rede para o campo adversário. A bola pode tocar na rede na condição de cair dentro dos limites do campo do adversário.  Distinguem-se os seguintes tipos de serviço:  Serviço por baixo;  Serviço por cima;  Serviço “em andorinha”;  Serviço em suspensão.Índic Voleibol 11 e
  11. 11. O Passe  Acção sobre a bola com as mãos quando esta vem animada de pequena velocidade e está situada no plano superior. Utiliza-se nas bolas altas e serve para passar a bola ao companheiro ou para reenvia-la para o campo adversário.  Em geral, o contacto tem lugar por cima da cabeça com os dedos de ambas as mãos, mas também pode ser executado com uma das mãos ou com os punhos.  Principais erros:  Não afastar os dedos o suficiente;  Tocar a bola abaixo da testa ou atrás da cabeça;  Não abrir a mão o suficiente;  Membros inferiores estendidos.Índic Voleibol 12 e
  12. 12. A Manchete  É a reflexão da bola com os dois antebraços unidos, quando a bola vem situada no plano inferior. Utiliza-se nas bolas baixas e serve para receber o serviço e defender e proteger o ataque.  PRINCIPAIS ERROS DA MANCHETE:  Não estender completamente os braços;  Tocar a bola com as mãos e não com antebraço;  Afastar os braços;  Não flectir as pernas.Índic Voleibol 13 e
  13. 13. O Ataque (remate)  Utiliza-se como acção decisiva e finalizadora e serve para criar dificuldades à equipa adversária na recuperação de bola.  O papel do atacante é marcar pontos em situações críticas. Opõe-se frequentemente a dois blocadores e a uma defesa organizada. Quando se encontra atrás, é solicitado para os ataques dos 3 metros, na posição 1 e na posição 6, geralmente.Índic Voleibol 14 e
  14. 14. O Bloco  É a primeira linha de defesa.  O bloco pode travar a bola ou impeli-la para o campo adversário.  O batimento da bola pelo bloco não é contabilizado nos 3 contactos (toques) autorizados.Índic Voleibol 15 e
  15. 15. Líbero  O líbero é um atleta especializado nas funções de defesa e recepção.  Esta função foi introduzida pela FIVB em 1998, com o propósito de permitir disputas mais longas de pontos e tornar o jogo deste modo mais atraente para o público. Um conjunto específico de regras se aplica exclusivamente a este jogador.  O líbero deve utilizar uniforme diferente dos colegas, não pode atacar, bloquear ou servir.  O líbero é um jogador que nos escalões de formação só começa nos juniores.Índic Voleibol 16 e
  16. 16. Conclusão  Considero o voleibol um desporto colectivo em que as capacidades técnicas e a estratégia se conjugam. É um jogo rápido, subtil e apaixonante.  Como jogador desta modalidade, encaro que este desporto é uma mais valia na minha formação pessoal tanto a nível físico como a nível social.  Através da participação em competições regionais e nacionais, convive-se com muitasÍndic e pessoas socialmente diferentes, o que é Voleibol 17

×