• Like
O que é o texto dissertativo
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

O que é o texto dissertativo

  • 4,666 views
Published

A dissertação

A dissertação

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
4,666
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
150
Comments
0
Likes
2

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. O TEXTO DISSERTATIVOO TEXTO DISSERTATIVO Professora: Bernadete Carrijo Oliveira
  • 2. Dissertar é o mesmo que desenvolver ou explicar um assunto, discorrer sobre ele. Em princípio, o texto dissertativo não está preocupado com a persuasão e sim, com a transmissão de conhecimento, sendo, portanto, um texto informativo. Os textos argumentativos, ao contrário, têm por finalidade principal persuadir o leitor sobre o ponto de vista do autor a respeito do assunto. Argumentar é convencer ou tentar convencer alguém a respeito da veracidades
  • 3. CARACTERÍSTICAS DOCARACTERÍSTICAS DO TEXTO DISSERTATIVOTEXTO DISSERTATIVO a) Clareza b) Coerência c) Objetividade d) Unidade e) Linguagem formal f) Concatenação de ideias
  • 4. PARTES DO TEXTOPARTES DO TEXTO DISSERTATIVODISSERTATIVO a) Introdução b) Desenvolvimento c) Conclusão
  • 5. INTRODUÇÃOINTRODUÇÃO A palavra INTRODUÇÃO tem origem latina: Intro (dentro) ducere (conduzir). Então, a finalidade ao se produzir um texto é conduzir o leitor para dentro dele e, para conseguir esse intento, deve-se atrair, seduzir... “A introdução é o espaço onde se anuncia, se coloca, se promete, se desperta... Introduzir é convidar.” (Edvaldo Boaventura)
  • 6. DESENVOLVIMENTODESENVOLVIMENTO É a segunda parte de uma redação e representa o corpo do texto. Aqui serão desenvolvidas as ideias propostas na introdução. É o momento em que: a)apresentam-se as informações que se tem sobre o assunto; b)defende-se o ponto de vista acerca do tema proposto.
  • 7. Deve-se tomar o cuidado para não deixar de abordar nenhum item proposto na introdução. Pode estar dividido em 2 ou 3 parágrafos e corresponde a umas 20 linhas, aproximadamente. A abordagem depende da técnica definida na introdução: a)três argumentos (tópico frasal – ideia central do parágrafo); b)causas e consequências; c)prós e contras.
  • 8. CONCLUSÃOCONCLUSÃO Parte final do texto: a) em que se condensa o conteúdo desenvolvido, b) reafirma-se o posicionamento exposto na tese; c) lança-se perspectiva (visão) sobre o assunto. Representa o fecho do texto e vai gerar a impressão final do avaliador. Deve conter, assim como a introdução, em torno de 5 linhas.
  • 9. Um meio adequado de bem concluir é aquele em que sintetizamos o assunto nos termos em que foi proposto ou questionado na etapa introdutória. Pode-se fazer uma reafirmação do tema e dar-lhe um fecho ou apresentar possíveis soluções para o problema apresentado.
  • 10. OS DEZ ERROS MAIS COMUNSOS DEZ ERROS MAIS COMUNS 1 – TIPO DE TEXTO A prova pede uma dissertação e você acaba fazendo uma narração . Ou é pedida uma narração e você redige uma carta. Essa falta de atenção pode custar muito caro, já que escrever um tipo de texto diferente do que foi pedido é zero na certa.
  • 11. 2 – FUGA DO TEMA Escrever uma redação que foge do tema proposto também pode levar à anulação da redação.. Por isso, leia com bastante atenção a coletânea de textos e o enunciado. Tome muito cuidado para não se perder em divagações que nada têm a ver com o que foi apresentado.
  • 12. 3 – LINGUAGEM ORAL Nem sempre a linguagem que você usa quando está conversando pode ser passada para o texto.. Expressões como “né” e “ok” são constantemente faladas no dia a dia, mas não caem bem numa redação. Gírias como “se ligar” e “irado” também não são adequadas
  • 13. 4 – LINGUAGEM REBUSCADA Abusar de palavras rebuscadas também pode prejudicar sua nota. Lembre-se: linguagem formal não é sinônimo de linguagem complicada. Ao abusar de um requinte desnecessário, é grande a chance de seu texto ficar sem fluência nem clareza.
  • 14. 5 – ERROS DE PORTUGUÊS Erros básicos de português não têm perdão. “Fazem muitos anos”, “há nove anos atrás” e “para mim levar” são deslizes graves numa redação. Na dúvida quanto à grafia correta ou à aplicação de uma regra gramatical, substitua a palavra
  • 15. 6 – Uso de clichês e provérbios Clichês – aquelas expressões bem conhecidas, como “colocar tudo em pratos limpos” ou “fechar com chave de ouro” – devem ser evitados na redação. O uso de provérbios e frases feitas, geralmente construídas a partir de ideias estereotipadas, revela falta
  • 16. 7 – Panfletagem e radicalização Redações que instruem o leitor com frases como “Devemos nos unir!” ou “Vamos reciclar o planeta!” são frágeis. No lugar do discurso panfletário, é melhor organizar argumentos que permitam o leitor chegar às próprias conclusões.
  • 17. 8 – CITAÇÕES Citações bem empregadas podem enriquecer o texto, mas devem ser usadas com bastante cuidado. Evite aquelas expressões batidas, como “Só sei que nada sei”, de Sócrates. Outro erro comum é utilizar as citações fora de contexto, sem que tenham uma relação efetiva com o texto.
  • 18. 9 – Excesso de informações Tudo bem que você está por dentro de vários assuntos, mas não precisa despejar tudo o que sabe na redação. Uma grande quantidade de informações pode prejudicar a coesão do texto, com dados que mais confundem do que explicam. Seja seletivo nos dados e use os argumentos corretos.
  • 19. 10 – Abuso da redundância Aqueles textos enormes, repletos de vocábulos repetidos e ideias que não saem do lugar, costumam levar bomba. A redundância revela falta de repertório do candidato. Em uma boa redação, a argumentação avança progressivamente e não
  • 20. COMO DEVE SER O TÍTULO?COMO DEVE SER O TÍTULO? Nome do texto. Pessoal. Último item a ser feito. Possui relação direta com o conteúdo e com o posicionamento assumido pelo produtor do texto.
  • 21. Como devemos escrever oComo devemos escrever o título?título? Com verbo: Assume a função de oração. Inicia-se com letra maiúscula e termina com pontuação. O que devemos saber sobre a clonagem. Sem verbo: Palavras soltas exercendo a função de substantivo próprio. A clonagem humana
  • 22. Pequenas dicas antes dePequenas dicas antes de começar...começar... O parágrafo mede aproximadamente 2,5 cm. Isso mesmo, +- 2 dedos. Não pule linha entre os parágrafos. Comece da linha número 01. Gírias não pertencem ao texto. Letra legível é diferente de letra bonita. Não é necessário avisar que terminou. Não avise que vai concluir ( Concluindo então...) Não deixe recado no final da redação para o corretor do seu vestibular. Use o padrão culto da Língua Portuguesa.
  • 23. Numerais devem estar por extenso. Evite dados exatos lidos em determinadas reportagens. Não use frases prontas, provérbios e ditos populares. Não se esqueça que a letra maiúscula continua existindo. Não use chavão (...nos dias de hoje, o homem de hoje em dia...). Evite absurdos do tipo: No mundo em que vivemos , há anos atrás, encarar de frente, leitura digital do dedo, ciclo vital de vida.
  • 24. Pense antes de escrever, o texto depõe a seu favor ou contra você. Seja firme em seu posicionamento. A redação é consequência de um ser humano que pensa.. Ela se tornou obrigatória para que as novas gerações se habituem a pensar.