Terça-feira, 18 de outubro de 2011<br />Briefing de Notícias<br />Fonte: Folha de SP<br /> http://www.folha.uol.com.br/<br...
Briefing 18/10
Briefing 18/10
Briefing 18/10
Briefing 18/10
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Briefing 18/10

242 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
242
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Briefing 18/10

  1. 1. Terça-feira, 18 de outubro de 2011<br />Briefing de Notícias<br />Fonte: Folha de SP<br /> http://www.folha.uol.com.br/<br />Governo cobra de ONGs R$ 26,5 mi por desvios no Esporte <br />A cobrança para devolução de dinheiro de contratos irregulares de ONGs e governos com o Ministério do Esporte aumentou 5.020% nos últimos cinco anos, passando de R$ 44 mil para R$ 10 milhões. Entre as irregularidades apontadas pela CGU (Controladoria-Geral da União), responsável por analisar os processos, estão compras superfaturadas, entrega de lanches em quantidades abaixo da prevista e contratação de empresas com sócios ligados às próprias ONGs que receberam recursos do ministério. <br />Ao todo, 67 convênios do Ministério do Esporte foram considerados irregulares, somando R$ 26,5 milhões. <br />O ministro do Esporte, Orlando Silva, é acusado de participação num esquema de desvio de recursos do programa Segundo Tempo, que dá verba a ONGs para incentivar jovens a praticar esportes. A acusação foi feita à revista "Veja" pelo policial militar João Dias Ferreira. <br />Ministro nega irregularidades e diz que denunciante é 'criminoso' <br />O ministro do Esporte, Orlando Silva, negou nesta segunda-feira (17) envolvimento em irregularidades na pasta, que chefia desde 2006. <br />"Estou confiante para que a verdade seja reestabelecida, não é possível que um criminoso se converta numa fonte de verdade", disse ele. "Vou até as últimas consequências para defender minha honra", reiterou. <br />Silva é acusado de participação num esquema de desvio de recursos do programa Segundo Tempo, que dá verba a ONGs para incentivar jovens a praticar esportes. A acusação foi feita à revista "Veja" pelo policial militar João Dias Ferreira. <br />Segundo Ferreira, o ministro teria recebido dinheiro vivo na garagem da pasta, o que Silva nega. À revista um funcionário do policial, Célio Soares Pereira, afirmou ter entregue dinheiro ao próprio ministro na garagem do ministério, em Brasília, no final de 2008. <br />Inflação no Reino Unido vai a 5,2%, a taxa mais alta em três anos <br />A taxa de inflação no Reino Unido subiu 0,7 ponto percentual em setembro e saltou de 4,5% em agosto para um ritmo anual de 5,2%, um recorde em três anos. A alta veio mais forte que o esperado pelos mercados, em consequência do aumento nos preços do gás e da energia elétrica, segundo dados oficiais divulgados nesta terça-feira. <br />O forte avanço apresentado pelo IPC (Índice de Preços ao Consumidor) superou a expectativa de que a taxa ficaria em torno de 4,9%. <br />Em ritmo mensal, o IPC registrou alta de 0,6% em setembro, segundo o ONS (sigla em inglês para Escritório Nacional de Estatísticas), mas os gastos com gás cresceram 13%, enquanto o com eletricidade subiram 7,5%. A última vez em que a inflação medida no Reino Unido atingiu um patamar tão alto foi em setembro de 2008, quando a taxa de 5,2% foi a mais alta desde que o indicador começou a ser medido, em 1997<br />Fonte: Zero Hora<br />http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora<br />Inflação em Porto Alegre tem pequena desaceleração na segunda prévia do mês<br />Porto Alegre continua sustentando a maior inflação nas duas primeiras semanas de outubro, mesmo com a pequena desaceleração verificada nos últimos sete dias, de acordo com a Fundação Getúlio Vargas (FGV). O Índice de Preços ao Consumidor Semanal de Porto Alegre (IPC-S/Porto Alegre) registrou variação de 0,65%, na apuração realizada no período. O resultado foi 0,02 ponto percentual (p.p.) inferior ao divulgado na primeira semana de outubro, que foi de 0,67%. Nesta edição, quatro das sete classes de despesa componentes do índice apresentaram desaceleração em suas taxas de variação. Vestuário, Saúde e Cuidados Pessoais e Alimentação pressionam o índice. A análise deste resultado também mostra que se situaram em nível abaixo da variação média os grupos: Habitação (0,62%), Transportes (0,30%), Despesas Diversas (0,23%) e Educação, Leitura e Recreação (-0,03%).<br />Uruguai e Argentina preveem mais problemas no espaço aéreo por causa de cinzas de vulcão<br />As cinzas do vulcão chileno Puyehue, que entrou em erupção em junho deste ano, continuam sendo uma ameaça de novos transtornos no setor de transporte aéreo no sul do continente. Segundo especialistas, não se pode prever quando a emissão de cinzas chegará ao fim.— Tanto a erupção como a coluna de fumaça continuarão por meses e não há um tempo determinado para que acabem — afirma o vulcanólogo Manuel Schilling, do Serviço Nacional de Geologia e Minas do Chile.<br />Após uma repentina volta das cinzas no final de semana, que provocou o cancelamento de centenas de voos, as viagens começaram a ser retomadas lentamente ontem, mas as companhias aéreas estimam que a plena normalização dos voos na Argentina só deve ocorrer na quinta-feira (20).<br />Missão da Coreia do Sul visita o RS em busca de oportunidades de parceria<br />A integração entre o Brasil e a Coreia do Sul nas áreas de desenvolvimento e gestão de ciência, tecnologia e inovação foi tema de encontro nesta segunda-feira na Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs). O coreano Kyung-Ho Lee, representante do Cheungcheon Leading Industry Office e pesquisador do Instituto de Eletrônica e Telecomunicações (Etri), foi recebido pelo presidente da Fiergs, Heitor José Müller, para debater a possibilidade de ampliar a parceria entre o Estado e o país asiático, que está sendo consolidada pela implantação da indústria de semi-semicondutores numa joint venture da empresa sul-coreana Hana Micron com a gaúcha Parit Participações S/A.<br />Fonte: Diário Catarinense<br />http://www.clicrbs.com.br/diariocatarinense<br />Greve dos bancos chega ao fim na maior parte de Santa Catarina<br />Chega ao fim a greve dos bancários na maior parte de Santa Catarina. A proposta da Fenaban, que vale para os bancos privados e serve como base de negociação para o Banco do Brasil e Caixa Econômica, estabeleceu reajuste de 9% sobre os salários e de 12% sobre o piso da categoria, válido a partir de 1º de setembro.Os bancários conseguiram, também, aumento na Participação nos Lucros e Resultados (PLR) e passam a receber da instituição em que trabalham até 2,2 salários por ano. Este é o oitavo ano consecutivo de aumento acima da inflação para a categoria.<br />Nesta segunda-feira, assembleias de São Paulo, Rio, Brasília e Curitiba também acataram a proposta.<br />Obras de melhorias no Rita Maria, em Florianópolis, devem começar ainda este ano<br />Até o fim do mês devem ser lançados os editais de licitação para a reforma da Rodoviária Rita Maria, no Centro de Florianópolis. A expectativa é que as obras comecem esse ano e se estendam durante toda a temporada, quando o terminal recebe o maior fluxo de usuários, mais de 12 mil pessoas por dia. A repavimentação da área externa e a instalação de cerca no estacionamento A — dois dos itens a serem licitados — fazem parte de um termo de ajustamento de conduta (TAC) — que está para ser acordado entre Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) e Deter, órgão do governo do Estado, que administra a rodoviária. A medida foi solicitada após a 30ª Promotoria de Justiça de Florianópolis ter instaurado um inquérito civil para averiguar os problemas de deterioração do terminal, que existe há 30 anos e nunca passou por uma grande restauração.<br />Funcionários da Infraero aprovam greve de 48 horas a partir de quinta-feira<br />Nesta segunda-feira, os funcionários da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) aprovaram uma greve de 48 horas a partir de quinta-feira contra o modelo de privatização adotado pelo governo para os aeroportos. Segundo o presidente do Sindicato Nacional dos Aeroportuários (Sina), Francisco Lemos, é preciso alertar a sociedade para os riscos da transferência para a iniciativa privada de atividades como a segurança aeroportuária.— A quem a população vai cobrar se os serviços oferecidos forem precários? Hoje, a sociedade pode cobrar do governo — argumentou.<br />Fonte: Gazeta do Povo Curitiba<br />http://www.gazetadopovo.com.br<br />Cargos de indicação política do PR ganham aumento de até 128%<br />Pela segunda vez em quatro meses, os salários dos servidores com cargos em comissão do governo do Paraná vão ser reajustados. Em julho, os comissionados receberam o mesmo porcentual concedido ao funcionalismo: 6,5%. Na terça-feira passada, véspera de feriado, foi publicado no Diário Oficial o Decreto n.º 2.970/11 com um novo aumento, desta vez bem mais expressivo. Os reajustes variam de 63% a 128% e beneficiam cerca de 4 mil pessoas que têm cargo de comissão, de indicação política, na gestão de Beto Richa (PSDB). O impacto na folha de pagamento será cerca de R$ 7 milhões a mais na folha de pagamento referente a outubro.<br />Soldado israelense é solto após acordo entre Hamas e Israel<br />O soldado israelense Gilad Shalit foi libertado em meio a uma explosão de alegria nacional na terça-feira (18), depois de cinco anos de cativeiro, trocado por centenas de presos palestinos em um acordo com o Hamas, que governa a Faixa de Gaza.<br />Shalit, de 25 anos, foi levado através da fronteira entre a Faixa de Gaza e a península do Sinai, do Egito, e entregue num posto de fronteira israelense, de onde foi conduzido a um helicóptero que o esperava para transportá-lo a uma base aérea israelense, onde se encontrou com seus pais.<br />"Senti falta de minha família", disse Shalit, que estava magro e respirando às vezes com dificuldade, em entrevista a uma TV egípcia antes de ser entregue a Israel. A declaração à emissora foi divulgada depois de sua transferência para Israel.<br />Idade avançada é peso contra financiamentoPelas regras atuais, na hora de conceder o empréstimo, as instituições financeiras usam uma fórmula que soma a idade dos clientes ao prazo de financiamento e o resultado não pode passar de 80 anos e seis meses. Assim uma pessoa com 65 anos, por exemplo, tem pouco mais de 15 anos para quitar seu financiamento, menos tempo que um candidato com 40 anos. E prazo mais curto implica em prestação mais alta e necessidade de entrada maior.<br />Exemplo, o custo da compra de um imóvel de R$ 1 milhão, com taxa de juros de 11,50% ao ano, uma família com renda de R$ 20 mil arcaria com uma prestação de R$ 6 mil mensais. Assim, se o mutuário tivesse 32 anos, ele daria uma entrada de R$ 510.793,68 e teria de pagar mensalmente um seguro de R$ 104,20. Se tivesse 72 anos, o mutuário teria apenas oito anos para quitar a dívida, e precisaria dar uma entrada 50% maior que o mais jovem (de R$ 774.825). O valor do seguro para o candidato idoso seria de R$ 1.523,53 por mês, valor que é 1.362% maior do que o pago pelo mais jovem.<br />Fonte dos índices desta página: SAFRAS<br />Bolsas<br />Ibovespa <br />Variação(%)Pontos18h17min-2,0353.911,00<br />Bolsas do Mundo<br />Variação(%)PontosDAX -0,495830,6FTSE 100 -1,595350,01Merval -1,472677,10Nasdaq Composite -1,982614,92<br />Moedas<br />Dolar americano - Ter, 18/10/2011<br />Comercial<br />HoraCompraVenda(%)09h52min1,78201,78400,84<br />Turismo<br />HoraCompraVenda(%)16h00min1,68001,86000,00<br />Euro - Ter, 18/10/2011<br />Comercial<br />HoraCompraVenda(%)16h51min2,41902,42150,67<br />Turismo<br />HoraCompraVenda(%)16h20min2,32002,5600-0,38<br />Petróleo  <br />Barril<br />U$WTI(Nova York)85,81Brent(Londres)109,74<br />Juros às Empresas<br />%TJLP - Taxa de juros a longo prazo6%<br />

×