PASSEANDO NO PASSADO – JARDINS DE QUELUZ<br />
BENVINDA AOS JARDINS!<br />
Jardim superior – estilo francês<br />
Século XVIII<br />
Ala do Palácio-Residência de Verão da Família Real<br />
A fachada é uma extensão do próprio jardim,  tendo este sido arquitectado pelo francês Jean-BaptisteRobillion<br />
Fonte em fase de restauro<br />
A entrada da Fama <br />
Pegasus suportando a heroica Fama - 1770<br />
Os jardins estão profusamente decorados com numerosas esculturas<br />
Na maioria, italianas e inglesas<br />
Constituindo uma autêntica rota mitológica<br />
Não faltando flores coloridas<br />
Nem árvores frondosas<br />
Uma beleza, não é?<br />
As crianças visitam-nos à sua maneira….<br />
Algo de belo por todo o lado<br />
O que estará o melro a pensar?<br />
Ah… os nossos azulejos!<br />
Imponente escadaria<br />
Início da balaustrada<br />
Fazendo a vénia aos azulejos…<br />
Lindíssima!!!<br />
Balaustrada do Jardim Pensile<br />
O Canal de Azulejos<br />
Onde a Família Real…<br />
Nos dias de Verão se deliciava com passeios em pequenos barcos<br />
Perspectiva a partir da Casa de Chá<br />
Pormenor da Balaustrada<br />
Acesso à Casa de Chá<br />
Assim era no Passado…<br />
Casa de chá, na época usada como estufa – princípios do século XX<br />
Já não faz parte da paisagem actual<br />
Bela vizinhança para uma Casa de Chá<br />
Infelizmente…. Sem flores!<br />
Belíssima escultura<br />
As flores de cerejeira… assim as vi!<br />
Secção da Ribeira do Jamor<br />
Também aqui mas… em socalcos<br />
Água brotava na fonte…<br />
Onde nenúfares sorriam para o sol<br />
Fonte após fonte<br />
Até apetece mergulhar…<br />
Filosofando sobre a Vida?<br />
Imponência incontestável<br />
O que estaria do lado de lá da janela?<br />
Simples mas interessante de concepção<br />
Uma estrelicia a bronzear-se?<br />
Edificio no Jardim de Malta<br />
Parecem pequenas face às árvores<br />
A romãzeira, considerada pelos gregos como símbolo do amor e da fecundidade,  não podia deixar de estar presente.<br />
Sorriso enigmático<br />
O amarelo sempre foi uma das cores apreciada pela monarquia<br />
Será água potável?<br />
Talvez seja…<br />
Vou beber… está tanto calor!<br />
Porque o estarão a agarrar?<br />
E o amarelo…persiste!<br />
ATÉ BREVE…<br />
BOM FIM DE SEMANA<br />IMAGENS e TEXTO<br />  Isabel Maria Janeira<br />
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Passeando No Passado

312

Published on

Palácio Queluz
Lisboa-Portugal

Published in: Entertainment & Humor, Travel
2 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
312
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
2
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Passeando No Passado

  1. 1. PASSEANDO NO PASSADO – JARDINS DE QUELUZ<br />
  2. 2. BENVINDA AOS JARDINS!<br />
  3. 3. Jardim superior – estilo francês<br />
  4. 4. Século XVIII<br />
  5. 5. Ala do Palácio-Residência de Verão da Família Real<br />
  6. 6.
  7. 7. A fachada é uma extensão do próprio jardim, tendo este sido arquitectado pelo francês Jean-BaptisteRobillion<br />
  8. 8. Fonte em fase de restauro<br />
  9. 9. A entrada da Fama <br />
  10. 10. Pegasus suportando a heroica Fama - 1770<br />
  11. 11. Os jardins estão profusamente decorados com numerosas esculturas<br />
  12. 12. Na maioria, italianas e inglesas<br />
  13. 13. Constituindo uma autêntica rota mitológica<br />
  14. 14. Não faltando flores coloridas<br />
  15. 15. Nem árvores frondosas<br />
  16. 16. Uma beleza, não é?<br />
  17. 17. As crianças visitam-nos à sua maneira….<br />
  18. 18. Algo de belo por todo o lado<br />
  19. 19. O que estará o melro a pensar?<br />
  20. 20. Ah… os nossos azulejos!<br />
  21. 21. Imponente escadaria<br />
  22. 22. Início da balaustrada<br />
  23. 23. Fazendo a vénia aos azulejos…<br />
  24. 24. Lindíssima!!!<br />
  25. 25. Balaustrada do Jardim Pensile<br />
  26. 26. O Canal de Azulejos<br />
  27. 27.
  28. 28. Onde a Família Real…<br />
  29. 29. Nos dias de Verão se deliciava com passeios em pequenos barcos<br />
  30. 30. Perspectiva a partir da Casa de Chá<br />
  31. 31. Pormenor da Balaustrada<br />
  32. 32. Acesso à Casa de Chá<br />
  33. 33. Assim era no Passado…<br />
  34. 34. Casa de chá, na época usada como estufa – princípios do século XX<br />
  35. 35. Já não faz parte da paisagem actual<br />
  36. 36. Bela vizinhança para uma Casa de Chá<br />
  37. 37. Infelizmente…. Sem flores!<br />
  38. 38. Belíssima escultura<br />
  39. 39. As flores de cerejeira… assim as vi!<br />
  40. 40. Secção da Ribeira do Jamor<br />
  41. 41. Também aqui mas… em socalcos<br />
  42. 42. Água brotava na fonte…<br />
  43. 43. Onde nenúfares sorriam para o sol<br />
  44. 44. Fonte após fonte<br />
  45. 45. Até apetece mergulhar…<br />
  46. 46. Filosofando sobre a Vida?<br />
  47. 47. Imponência incontestável<br />
  48. 48. O que estaria do lado de lá da janela?<br />
  49. 49. Simples mas interessante de concepção<br />
  50. 50. Uma estrelicia a bronzear-se?<br />
  51. 51. Edificio no Jardim de Malta<br />
  52. 52. Parecem pequenas face às árvores<br />
  53. 53. A romãzeira, considerada pelos gregos como símbolo do amor e da fecundidade, não podia deixar de estar presente.<br />
  54. 54. Sorriso enigmático<br />
  55. 55. O amarelo sempre foi uma das cores apreciada pela monarquia<br />
  56. 56. Será água potável?<br />
  57. 57. Talvez seja…<br />
  58. 58. Vou beber… está tanto calor!<br />
  59. 59. Porque o estarão a agarrar?<br />
  60. 60. E o amarelo…persiste!<br />
  61. 61. ATÉ BREVE…<br />
  62. 62. BOM FIM DE SEMANA<br />IMAGENS e TEXTO<br /> Isabel Maria Janeira<br />

×