DISTRIBUIÇÃO E LOCAÇÃO FRIGORÍFICA EM MATOGROSSO                                    Abril/2012
Índice1. Situação do Brasil2. Evolução da distribuição frigorífica em MT3. Situação atual da distribuição frigorífica em M...
1. Situação do BrasilFonte: Scot Consultoria
2. Evolução da distribuição frigorífica em MT                                 2008                                        ...
2. Evolução da distribuição frigorífica em MT                                 2009                                        ...
2. Evolução da distribuição frigorífica em MT                                2010                                         ...
2. Evolução da distribuição frigorífica em MT                                2011                                         ...
3. Situação atual da distribuição frigorífica em MT       CAPACIDADE DE ABATE - MATO GROSSO                           Capa...
Frigoríficos com S.I.F. em Mato Grosso – abril/2012Fonte: Mapa; Elaboração: Imea
Frigoríficos com S.I.F. em Mato Grosso – abril/2012Fonte: Mapa; Elaboração: Imea
4. Situação regional       CAPACIDADE DE ABATE - MATO GROSSO                      Capac.   Capac.   Inst.   Oper.   Unid. ...
4. Situação regional                                                   Capacidade de abate diária de registro e efetiva   ...
4. Situação regional       ESTOQUE DE BOVINOS E CAPACIDADE DE ABATE                        Bovinos                        ...
4. Situação regional - Noroeste                                  NOROESTE                                  Extensão total ...
4. Situação regional - Norte                                    NORTE                                    Extensão total (m...
4. Situação regional - Nordeste                                  NORDESTE                                  Extensão total ...
4. Situação regional – Médio-Norte                                  MÉDIO-NORTE                                  Extensão ...
4. Situação regional - Oeste                                  OESTE                                  Extensão total (mil h...
4. Situação regional – Centro-Sul                                  CENTRO-SUL                                  Extensão to...
4. Situação regional - Sudeste                                   SUDESTE                                   Extensão total ...
4. Situação regional – Noroeste e Nordeste                                 Os “buracos” no mapa do Estado                 ...
1. Situação do Brasil                                 Frigoríficos parados                                 Frigoríficos op...
5. Diferencial de base                                                        Diferencial de base com relação a média do E...
5. Diferencial de base    -18%                               Diferencial de base – preço base média Estado                ...
6. Evolução do preço da carne                   A evolução do preço no varejo, no atacado e na arroba do boi gordo -    20...
Conclusões1. A indústria frigorífica cresceu mais que podia;2. Aliado à ociosidade, a crise internacional causou o   fecha...
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

[Palestra] Otávio Celidonio: Distribuição e Locação Frigorífica em MT 2012 - IMEA

3,857

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
3,857
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

[Palestra] Otávio Celidonio: Distribuição e Locação Frigorífica em MT 2012 - IMEA

  1. 1. DISTRIBUIÇÃO E LOCAÇÃO FRIGORÍFICA EM MATOGROSSO Abril/2012
  2. 2. Índice1. Situação do Brasil2. Evolução da distribuição frigorífica em MT3. Situação atual da distribuição frigorífica em MT4. Situação regional5. Diferencial de base6. Evolução do preço da carne
  3. 3. 1. Situação do BrasilFonte: Scot Consultoria
  4. 4. 2. Evolução da distribuição frigorífica em MT 2008 2009 Ranking Frigoríficos Unidades Cap. de Abate Share Cap. de Ranking Frigoríficos Und. Share Abate 1° Quatro Marcos 6 5.444 17% 1° JBS 11 12.266 34% 2° JBS 4 4.737 14% 2° Independência 4 4.100 11% 3° Independência 5 4.700 14% 3° BRFoods 2 4.000 11% 4° Mafrig 2 3.800 12% 4° Marfrig 2 3.800 11% 5° Arantes 3 2.531 8% 5° Arantes 3 2.531 7% 6° Vale Grande 3 2.130 6% 6° Vale Grande 3 2.130 6% 7° Sadia 1 2.000 6% 7° Pantanal 4 2.120 6% 8° Perdigão 1 2.000 6% 8° Quatro Marcos 1 1.415 4% 9° Pantanal 2 1.200 4% 9° Outros 8 3.414 10% 10° Bertin 1 500 2% TOTAL 38 35.776 100% 11° Outros 9 3.734 11% TOTAL 37 32.776 100%Fonte: Mapa; Elaboração: Imea
  5. 5. 2. Evolução da distribuição frigorífica em MT 2009 2010 Cap. de Ranking Frigoríficos Und. Share Ranking Frigoríficos Und. Cap. de Abate Share Abate 1° JBS 11 12.266 34% 1º JBS 13 12.986 34% 2° Independência 4 4.100 11% 2º BRFoods 2 4.000 10% 3° BRFoods 2 4.000 11% 3º Marfrig 2 3.800 10% 4° Marfrig 2 3.800 11% 4º Independência 3 2.900 8% 5° Arantes 3 2.531 7% 5º Arantes 3 2.631 7% 6° Vale Grande 3 2.130 6% 6º Frialto 3 2.470 6% 7° Pantanal 4 2.120 6% 7º Quatro Marcos 1 1.415 4% 8° Quatro Marcos 1 1.415 4% 8º Outros 13 8.204 21% 9° Outros 8 3.414 10% TOTAL 40 38.406 100% TOTAL 38 35.776 100%Fonte: Mapa; Elaboração: Imea
  6. 6. 2. Evolução da distribuição frigorífica em MT 2010 2011 Ranking Frigoríficos Und. Cap. de Abate Share Ranking Frigoríficos Und. Cap. de Abate Share 1º JBS 13 12.986 34% 1º JBS 14 13.786 36% 2º BRFoods 2 4.000 10% 2º BRFoods 2 4.000 10% 3º Marfrig 2 3.800 10% 3º Marfrig 2 3.800 10% 4º Independência 3 2.900 8% 4º Frialto 3 2.470 6% 5º Arantes 3 2.631 7% 5º Guaporé Carne 4 3.162 8% 6º Frialto 3 2.470 6% 6º Quatro Marcos 1 1.415 4% 7º Quatro Marcos 1 1.415 4% 7º Arantes 1 440 1% 8º Outros 13 8.204 21% 8º Outros 12 9.384 24% TOTAL 40 38.406 100% TOTAL 39 38.457 100%Fonte: Mapa; Elaboração: Imea
  7. 7. 2. Evolução da distribuição frigorífica em MT 2011 2012 Ranking Frigoríficos Und. Cap. de Abate Share Ranking Frigoríficos Und. Cap. de Abate Share 1º JBS 14 13.786 36% 1º JBS 19 18.363 48% 2º BRFoods 2 4.000 10% 2º BRFoods 2 4.000 10% 3º Marfrig 2 3.800 10% 3º Marfrig 2 3.800 10% 4º Frialto 3 2.470 6% 4º Frialto 3 2.470 6% 5º Guaporé Carne 4 3.162 8% 6º Arantes 1 440 1% 6º Quatro Marcos 1 1.415 4% 7º Outros 12 9.384 24% 7º Arantes 1 440 1% 8º Outros 12 9.384 24% TOTAL 39 38.457 100% TOTAL 39 38.457 100%Fonte: Mapa; Elaboração: Imea
  8. 8. 3. Situação atual da distribuição frigorífica em MT CAPACIDADE DE ABATE - MATO GROSSO Capac. Capac. Inst. Oper. Unid. Unid. Grupo inst. oper. (%) (%) Oper. total JBS 18.363 14.028 48% 46% 13 19 BRFoods 4.000 4.000 10% 13% 2 2 Marfrig 3.800 3.800 10% 12% 2 2 Frialto 2.470 2.470 6% 8% 3 3 Outros 9.824 6.504 26% 21% 7 13 Mato Grosso 38.457 30.802 100% 100% 27 39Fonte: Mapa/Imea
  9. 9. Frigoríficos com S.I.F. em Mato Grosso – abril/2012Fonte: Mapa; Elaboração: Imea
  10. 10. Frigoríficos com S.I.F. em Mato Grosso – abril/2012Fonte: Mapa; Elaboração: Imea
  11. 11. 4. Situação regional CAPACIDADE DE ABATE - MATO GROSSO Capac. Capac. Inst. Oper. Unid. Unid. Part. Região inst. oper. (%) (%) Oper. total (%) Noroeste 2.645 2.225 7% 7% 3 4 7% Norte 7.062 6.062 18% 20% 6 9 20% Nordeste 4.755 1.700 12% 6% 2 5 6% Médio-Norte 1.150 670 3% 2% 1 2 2% Oeste 4.800 3.800 12% 12% 3 4 12% Centro-Sul 8.988 8.388 23% 27% 7 8 27% Sudeste 9.057 7.957 24% 26% 5 7 26% Mato Grosso 38.457 30.802 100% 100% 27 39 100%Fonte: Mapa/Imea
  12. 12. 4. Situação regional Capacidade de abate diária de registro e efetiva (mil cab.) 7.062 6.062 2.645 2.225 4.755 1.700 1.150 670 4.800 3.800 9.057 7.957 8.988 8.388 Capacidade CapacidadeFonte: Mapa/Imea instalada operacional
  13. 13. 4. Situação regional ESTOQUE DE BOVINOS E CAPACIDADE DE ABATE Bovinos Capac. em Rebanho Capac. Relação acima de operação (%) oper. (%) rebanho/capac. 24 meses Noroeste 2.436.743 2.225 15% 7% 1.095 Norte 3.091.670 6.062 19% 20% 510 Nordeste 3.084.813 1.700 19% 6% 1.815 Médio-Norte 462.169 670 3% 2% 690 Oeste 2.327.506 3.800 14% 12% 613 Centro-Sul 2.223.961 8.388 14% 27% 265 Sudeste 2.484.671 7.957 15% 26% 312 Mato Grosso 16.111.533 30.802 100% 100% 523Fonte: Mapa/Imea
  14. 14. 4. Situação regional - Noroeste NOROESTE Extensão total (mil ha) 16.294 Área de pastagem (mil ha) 2.967 Rebanho total (mil cab.) 4.349,4 Rebanho acima de 24 m (mil cab.) 2.436,7 Confinamento (mil cab.) 4,8 Abates (mil cab.) 629,8 Abate potencial (mil cab.) 634,1 Relação abate efetivo/abate potencial 99% CAPACIDADE DE ABATE - NOROESTE Capac. Capac. Inst. Oper. Unid. Unid. Grupo inst. oper. (%) (%) Oper. total JBS 2.645 2.225 100% 100% 3 4 BRFoods 0 0 0% 0% 0 0 Marfrig 0 0 0% 0% 0 0 Frialto 0 0 0% 0% 0 0 Outros 0 0 0% 0% 0 0 Noroeste 2.645 2.225 100% 100% 3 4Fonte: Mapa/Imea
  15. 15. 4. Situação regional - Norte NORTE Extensão total (mil ha) 11.336 Área de pastagem (mil ha) 3.610 Rebanho total (mil cab.) 5.652,8 Rebanho acima de 24 m (mil cab.) 3.091,7 Confinamento (mil cab.) 23,3 Abates (mil cab.) 980,8 Abate potencial (mil cab.) 1727,7 Relação abate efetivo/abate potencial 57% CAPACIDADE DE ABATE - NORTE Capac. Capac. Inst. Oper. Unid. Unid. Grupo inst. oper. (%) (%) Oper. total JBS 2.162 1.262 31% 21% 2 4 BRFoods 0 0 0% 0% 0 0 Marfrig 0 0 0% 0% 0 0 Frialto 1.800 1.800 25% 30% 2 2 Outros 3.100 3.000 44% 49% 2 3 Noroeste 7.062 6.062 100% 100% 6 9Fonte: Mapa/Imea
  16. 16. 4. Situação regional - Nordeste NORDESTE Extensão total (mil ha) 17.143 Área de pastagem (mil ha) 6.872 Rebanho total (mil cab.) 5.598,5 Rebanho acima de 24 m (mil cab.) 3.084,8 Confinamento (mil cab.) 126,4 Abates (mil cab.) 767,9 Abate potencial (mil cab.) 484,5 Relação abate efetivo/abate potencial 158% CAPACIDADE DE ABATE - NORDESTE Capac. Capac. Inst. Oper. Unid. Unid. Grupo inst. oper. (%) (%) Oper. total JBS 3.115 1.700 66% 100% 2 3 BRFoods 0 0 0% 0% 0 0 Marfrig 0 0 0% 0% 0 0 Frialto 0 0 0% 0% 0 0 Outros 1.640 0 34% 0% 0 2 Noroeste 4.755 1.700 100% 100% 2 5Fonte: Mapa/Imea
  17. 17. 4. Situação regional – Médio-Norte MÉDIO-NORTE Extensão total (mil ha) 9.757 Área de pastagem (mil ha) 1.107 Rebanho total (mil cab.) 869,6 Rebanho acima de 24 m (mil cab.) 462,2 Confinamento (mil cab.) 206,4 Abates (mil cab.) 359,4 Abate potencial (mil cab.) 191,0 Relação abate efetivo/abate potencial 188% CAPACIDADE DE ABATE – MÉDIO-NORTE Capac. Capac. Inst. Oper. Unid. Unid. Grupo inst. oper. (%) (%) Oper. total JBS 0 0 0% 0% 0 0 BRFoods 0 0 0% 0% 0 0 Marfrig 0 0 0% 0% 0 0 Frialto 670 670 58% 100% 1 1 Outros 480 0 42% 0% 0 1 Noroeste 1.150 670 100% 100% 1 2Fonte: Mapa/Imea
  18. 18. 4. Situação regional - Oeste OESTE Extensão total (mil ha) 10.287 Área de pastagem (mil ha) 3.005 Rebanho total (mil cab.) 4.340,0 Rebanho acima de 24 m (mil cab.) 2.327,5 Confinamento (mil cab.) 104,9 Abates (mil cab.) 810,7 Abate potencial (mil cab.) 1083,0 Relação abate efetivo/abate potencial 75% CAPACIDADE DE ABATE - OESTE Capac. Capac. Inst. Oper. Unid. Unid. Grupo inst. oper. (%) (%) Oper. total JBS 2.800 1.800 58% 47% 2 3 BRFoods 2.000 2.000 42% 53% 1 1 Marfrig 0 0 0% 0% 0 0 Frialto 0 0 0% 0% 0 0 Outros 0 0 0% 0% 0 0 Noroeste 4.800 3.800 100% 100% 3 4Fonte: Mapa/Imea
  19. 19. 4. Situação regional – Centro-Sul CENTRO-SUL Extensão total (mil ha) 13.068 Área de pastagem (mil ha) 3.764 Rebanho total (mil cab.) 3.959,8 Rebanho acima de 24 m (mil cab.) 2.224,0 Confinamento (mil cab.) 107,3 Abates (mil cab.) 539,7 Abate potencial (mil cab.) 2390,6 Relação abate efetivo/abate potencial 23% CAPACIDADE DE ABATE – CENTRO-SUL Capac. Capac. Inst. Oper. Unid. Unid. Grupo inst. oper. (%) (%) Oper. total JBS 4.404 3.804 49% 45% 2 3 BRFoods 2.000 2.000 22% 24% 1 1 Marfrig 1.800 1.800 20% 21% 1 1 Frialto 0 0 0% 0% 0 0 Outros 784 784 9% 9% 3 3 Noroeste 8.988 8.388 100% 100% 7 8Fonte: Mapa/Imea
  20. 20. 4. Situação regional - Sudeste SUDESTE Extensão total (mil ha) 12.617 Área de pastagem (mil ha) 4.472 Rebanho total (mil cab.) 4.407,0 Rebanho acima de 24 m (mil cab.) 2.484,7 Confinamento (mil cab.) 188,8 Abates (mil cab.) 783,3 Abate potencial (mil cab.) 2267,7 Relação abate efetivo/abate potencial 35% CAPACIDADE DE ABATE - SUDESTE Capac. Capac. Inst. Oper. Unid. Unid. Grupo inst. oper. (%) (%) Oper. total JBS 3.237 3.237 36% 41% 2 2 BRFoods 0 0 0% 0% 0 0 Marfrig 2.000 2.000 22% 25% 1 1 Frialto 0 0 0% 0% 0 0 Outros 3.820 2.720 42% 34% 2 4 Noroeste 9.057 7.957 100% 100% 5 7Fonte: Mapa/Imea
  21. 21. 4. Situação regional – Noroeste e Nordeste Os “buracos” no mapa do Estado Região Noroeste 4,3 milhões de cabeças 84% da cap. de abate oper. Região Nordeste 5,6 milhões de cabeças 36% da cap. de abate oper. Total 9,9 milhões de cabeças 34,1% do EstadoFonte: Indea; Elaboração: Imea
  22. 22. 1. Situação do Brasil Frigoríficos parados Frigoríficos operandoFonte: Imea
  23. 23. 5. Diferencial de base Diferencial de base com relação a média do Estado de -17% São Paulo (%) Média - Mato Grosso -16% Região Norte -15% Região Nordeste -14% -13% -12% -11% -10% -9% -8% nov/11 nov/10 jan/12 fev/12 jan/11 fev/11 mar/12 jan/10 fev/10 mar/11 mai/11 out/11 dez/11 mar/10 mai/10 out/10 dez/10 jun/11 ago/11 jun/10 ago/10 abr/12 abr/11 jul/11 abr/10 jul/10 set/11 set/10Fonte: Cepea;Imea
  24. 24. 5. Diferencial de base -18% Diferencial de base – preço base média Estado Colíder de São Paulo (%) -16% Cuiabá -14% Tocantins -12% Rio Verde -10% Goiânia -8% Rondônia -6%Fonte: Cepea; Agência Estado
  25. 25. 6. Evolução do preço da carne A evolução do preço no varejo, no atacado e na arroba do boi gordo - 200% Base 2005 150% 129,7% 100% 62 p.p. 50% 67,6% 0% -50% Varejo (R$/kg) Atacado (R$/kg) Arroba do Boi (R$/@)Fonte: Cepea; Agência Estado
  26. 26. Conclusões1. A indústria frigorífica cresceu mais que podia;2. Aliado à ociosidade, a crise internacional causou o fechamento de indústrias do setor;3. Algumas indústrias transformaram essa crise em oportunidade;4. O problema da concentração existe, mas é regionalizado;5. Pela primeira vez os preços assumem uma tendência comprovando isso;6. O problema da margem dos varejistas ainda é mais grave;7. A oferta de gado deve crescer muito nos próximos anos;8. Precisamos ampliar a demanda, principalmente abrindo novos mercados;
  27. 27. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk INSTITUTO MATO-GROSSENSE DE ECONOMIA AGROPECUÁRIA OBRIGADO Otávio Lemos de Melo Celidonio otavio@imea.com.br

×