• Like
  • Save

[Palestra] Roberto Majó: Fazenda Barbanegra: história, acertos, erros e planos futuros - Workshop BeefPoint Marcas de Carne 2013

  • 83 views
Uploaded on

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
83
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. História, acertos, erros e planos futuros. 20 de novembro de 2013.
  • 2. HISTÓRIA
  • 3. A decisão de abrir um restaurante.
  • 4. A escolha do nome.
  • 5. A escolha do cardápio.
  • 6. NOSSOS ACERTOS
  • 7. Acreditar no nosso projeto.
  • 8. Prioridade: cativar clientes.
  • 9. Profissionalização e investimento em qualificação dos funcionários.
  • 10. Consciência de que o processo está em constante evolução e busca incessante pela qualidade.
  • 11. Projeto de certificação parceria com a Associação Brasileira de Angus.
  • 12. PRINCIPAIS ERROS E DIFICULDADES
  • 13. Desconhecer as dificuldades do setor Confiar no processo de improvisação. Ter deixado as questões administrativas para um segundo plano no início do projeto. Falta de compromisso de alguns fornecedores.
  • 14. Falta de padrão de matéria prima.
  • 15. PLANOS PARA O FUTURO
  • 16. Principal meta é aumentar a rentabilidade do nosso estabelecimento.
  • 17. Diversificação de atividades sem perda do foco e da essência da nossa empresa.
  • 18. 1º  Curso  de  Dessossa  de  Chuleta   1º  Curso  de  Dessossa  de  Cordeiro   Cursos, eventos, desenvolvimento de produtos licenciados, etc.
  • 19. Jurados   Assadores  em  ação   1º Campeonato Mundial de Assadores Chaves:  32  concorrentes  
  • 20. O QUE O BARBANEGRA ESTÁ FAZENDO AQUI?
  • 21. Necessidade dos restaurantes, casas de carne e supermercados fazerem parte das discussões da cadeia produtiva de carne. Integração de todos os envolvidos para que discutam as dificuldades de cada elo e valorizem o trabalho que cada etapa desenvolve. “A cadeia produtiva termina na boca do cliente.”
  • 22. Carne de qualidade não é alimento. Carne de qualidade é objeto de desejo. A carne de qualidade deve chegar somente para aqueles que valorizam o produto. Para garantir qualidade precisamos de padrão, comprometimento e integração de todas as etapas. Uniformização de nomenclatura.
  • 23. Obrigado!   Roberto  Majó  de  Oliveira   robertomajo@terra.com.br