Your SlideShare is downloading. ×
Softwares sociais e o docente on-line (Youtube)
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Softwares sociais e o docente on-line (Youtube)

1,102
views

Published on

Published in: Education

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,102
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
19
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Beatriz Lorena Ramos da Cruz Santos
  • 2. Docente: Andrea CastroAtividade final da disciplina. Criação de um projeto com base na palavra geradora.Justificativa: Objetivo do Projeto:As aulas da disciplina são no ambiente Desenvolver estratégias pedagógicas evirtual de aprendizagem (yahoo grupos) criar situações de ensinoaprendizageme no presencial (na sala de educação on- para os usos dos softwares sociais aline). Usamos os vídeos do youtube, partir do tema gerador, relacionandoimportante não só ver esses vídeos saberes para atuação docente noscomo também produzi-los, conhecer ambientes on-line como interfacesyoutube, para que haja interatividade e potencializadoras doco-criação docente. ensinoaprendizagem.
  • 3. Como postar um vídeo noO youtube é um software social em O tema gerador surgiu em sala de aula daconvergência com outras softwares dúvida de uma colega. Mas foi também umasociais como Twitter e Facebook, sua provocação para minha pesquisa práticainterface permite a qualquer usuário pedagógica. Venho estudando o currículo decadastrado o compartilhamento de formação dos Pedagogos na UERJ, voltadovídeos e interatividade com outros principalmente para cibercultura na educação, eusuários . essa possibilidade de entender a partir da interação discente-discente a formação esta em consonância com o que queremos aprender, nosso tema gerador de forma ampla. Beatriz Lorena Ramos da Cruz Santos - GPDOC/PROPED/UERJ
  • 4.  Essa apresentação tem um papel fundamental no desenvolvimento dessa pesquisa. É aqui que alguns conceitos sobre educação on-line e cibercultura serão apresentados e refletidos. Pois não basta simplesmente usar um software ou recurso é preciso compreender algumas redes de conhecimentos e saber que fazem a diferença na intencionalidade da prática docente e nos usos do mesmo. O tema é relevante pois esses saberes fazem parte da contemporaneidade. Beatriz Lorena Ramos da Cruz Santos - GPDOC/PROPED/UERJ
  • 5.  Cibercultura Diferenciar Web 2.0 e Web 1.0 Diferenciar Softwares de Sociais de Rede Social Conexão na Educação Docente on-line Como postar um vídeo Youtube ? Beatriz Lorena Ramos da Cruz Santos - GPDOC/PROPED/UERJ
  • 6. Cibercultura ou cultura do virtual, assim Santaella (2003) nós apresenta essa cultura, de meios e linguagens capazes de dar origem a mensagens híbridas em meio à convergência de mídias, destacando-a como cultura do acesso e da revolução técnica.O conjunto de técnicas (materiais e intelectuais),de práticas, de atitudes, de modos de pensamentoe de valores que se desenvolvem juntamente como crescimento do ciberespaço.(Pierre Lévy,1994) Beatriz Lorena Ramos da Cruz Santos - GPDOC/PROPED/UERJ
  • 7. Será que você já conhece ou ouviu falar na canção Pela Internet deGilberto Gil? “Criar meu web site, fazer minha home-page. Com quantosgigabytes se faz uma jangada? (...)” Home page, Web site, são termostípicos da Web 1.0, onde não havia tanta interatividade. O e-mail era aprincipal maneira de comunicação entre os usuários da rede.Gradativamente houve uma alteração do paradigma dos usos dainterner, com a Interatividade e convergência de Mídias. Segundo Santos(2010) a “Web 2.0 é um desdobramento sociotécnico, que possibilita osusuários da rede intervir em seu conteúdo, publicando e editando-o”, o quenão dizimou as mídias de massa e a Web 1.0. Beatriz Lorena Ramos da Cruz Santos - GPDOC/PROPED/UERJ
  • 8. Com o advento da Web 2.0 foram“Softwares sociais são interfaces ou criados inúmeros softwares sociaisconjunto de interfaces integradas na internet. Podemos usar paraque medeiam a comunicação diferentes finalidades. Não existe umsíncrona e assíncrona entre sujeitos padrão, o que define o potencial egeograficamente dispersos.” abrangência da rede são os usos dos(Santos, p.125,2010) usuários. Beatriz Lorena Ramos da Cruz Santos - GPDOC/PROPED/UERJ
  • 9. Apud Recuero (2009)“ As redessociais são normalmente associadas aum grupo de atores (nós) e suasconexões (arestas) (DEGENNE eFORSÉ, 1999; SCOTT, 2000;WASSERMAN e FAUST, 1994). Nociberespaço, essas redes sãocomplexificadas pela apropriação deum novo meio através da interaçãomediada pelo computador(EFIMOVA, 2005, BOYD &HERR, 2006; BOYD, 2006 e2004), (PRIMO, 2003). Essaapropriação é capaz de gerar novosusos, novas formas de construçãosocial.” E nas redes também seformam as comunidades você lembradas suas comunidades no orkut??? Beatriz Lorena Ramos da Cruz Santos - GPDOC/PROPED/UERJ
  • 10. Conexão na EducaçãoBeatriz Lorena Ramos da Cruz Santos - GPDOC/PROPED/UERJ
  • 11.  Casa Brasil,CDTC - Centro de Difusão de Tecnologia e Conhecimento, C, CVT - Centros Vocacionais Tecnológicos, GESAC, Kits Telecentros, Pontos de Cultura - Cultura Digital, Programa Banda Larga nas Escolas, Programa Computador Portátil para Professores, Programa Nacional de Apoio à Inclusão Digital nas Comunidades – Telecentros BR, ProInfo - Programa Nacional de Informática na Educação. (Portal Inclusão Digital, 2010 Beatriz Lorena Ramos da Cruz Santos - GPDOC/PROPED/UERJ
  • 12. Docente on-line“A chamada sociedade do conhecimento dispõe de recursos que vão muito além do giz,das transparências e do livro didático. E o professor que não domina esses recursos eultrapassado pelos próprios alunos: já entra em sala sabendo menos do que eles.”(Buffara e Ramal, p.24, 2008)A geração multimídia ( nativos digitais) está presente impulsionando a sociedade, diantedas relações dos cotidianos somos constantemente convocados à imersão nacibercultura. Nesse contexto surge a necessidade de ambientes plurais em tecnologias,interfaces digitais somadas aos processos de ensinoaprendizagem, hipertextuais,interativos, críticos. O docente como um imigrante digital, pois não nasceu na eradigital, precisa fazer parte das redes no virtual e no presencial. Durante a disciplina refletimos o papel dos professores, das escolas e dos alunos. E essa colocação das autoras da ênfase a relevância do tema gerador. Beatriz Lorena Ramos da Cruz Santos - GPDOC/PROPED/UERJ
  • 13. O tema gerador era a dúvida de comopostar um vídeo. Foi resolvido fazendousso do próprio youtube. Com ajuda deoutros usuários que compartilharam esseconhecimento, por meio de tutorial.A potência das redes nos softwaressociais, a autoria, as troca, asproduções, como fontes de conhecimento.Sem institucionalização, co-criadocoletivamente e globalmente! Assimtecemos os conhecimentos semverticalidade como verdadeiros autores donosso ensinoaprendizagem. Beatriz Lorena Ramos da Cruz Santos - GPDOC/PROPED/UERJ
  • 14. E continua em outra rede social... Beatriz Lorena Ramos da Cruz Santos Graduanda em Pedagogia/ Universidade do Estado do Rio de Janeiro Bolsista de Iniciação Científica - PIBIC/UERJ no Grupo de Pesquisa Docência e Cibercultura - GPDOC Facebook: Beatriz Lorena Twitter: @beatizlorena Youtube: Beatrizlorena www.cibermonografia.blogspot.com Beatriz Lorena Ramos da Cruz Santos - GPDOC/PROPED/UERJ
  • 15.  Alves, Nilda.A formação da Professora e o usos de multimeios como direito. In: FILÉ,Valter. Batuques, fragmentações e fluxos. Rio de Janeiro:DP&A Editora,2000.pp.41-53. LÉVY, Pierre. Cibercultura . São Paulo: Editora 34, 1999. RAMAL, Andréa. Educação na Cibercultura - Hipertextualidade, Leitura, Escrita e Aprendizagem. Porto Alegre: ArtMed, 2002. Santaella, Lucia – Das culturas das mídias à cibercultura: O advento do pós-humano. Acessado em 02 de jun. 2010, disponíveis em: http://revcom2.portcom.intercom.or. php/famecos/article/viewFile/229/174 Santos, Edméa. Informática na educação antes e depois da web 2.0: Relatos de uma docente – pesquisadora. In: Rangel, Mary e Freire, Wendel. (Ed) Ensino Aprendizagem e comunicação. Rio de Janeiro: Wak Editora, 2010, p.107- 129. Portal de Inclusão Digital, Banda larga em escolas públicas reduz exclusão digital, disponível em: http://www.inclusaodigital.gov.br/noticia/banda-larga-em-escolas-publicas-reduz-exclusao-digital/ RAMAL, Andrea; BUFFARA, Paula. Muito além do quadro-negro. Pátio- RevistaPedagógica. Porto Alegre, Ano XI, Nº44, p. 24-27, Nov 2007/Jan 2008. Recuero, Raquel. Rede sociais na internet. Porto Alegre - Coleção Sulina – 2009. O que é cibercultura? Disponível em: http://www.youtube.com/watch?v=hCFXsKeIs0w Redes Sociais em linguagem Básica. Disponível em: http://www.youtube.com/watch?v=fdb1Aw6IuNE Beatriz Lorena Ramos da Cruz Santos - GPDOC/PROPED/UERJ