O Rio Mondego é o
quinto maior rio português
e o primeiro de todos os que
têm o seu curso inteiramente em
Portugal.
Nasce ...
No rio Mondego existem várias
espécies de peixes: lampreia,
sável, carpa, truta, enguia.
Nas margens do rio Mondego desenvolvem-se
várias espécies de árvores , numerosos
exemplares de plátanos e de tílias. No qu...
Em Coimbra existe uma embarcação
turística que permite fazer um pequeno
cruzeiro nas águas do rio, entre o Parque Dr.
Manu...
No respeitante à qualidade da água para a vida
aquática há a distinguir duas zonas principais:
•O troço superior do rio, c...
Nas águas do rio é comum
organizarem-se provas de várias
modalidades desportivas aquáticas,
tais como vela e motonáutica (...
O Mondego é certamente o rio português mais cantado por
poetas desde tempos imemoriais. Não é certo que Luís de
Camões ten...
Serra da Estrela é o nome dado à cadeia montanhosa e à serra
onde se encontram as maiores altitudes de Portugal Continenta...
A Serra da Estrela atinge a sua cota de
máxima altitude - 1993 m - junto da
Torre. Este ponto é limite de quatro
freguesia...
Além da neve, da fauna e flora extraordinárias,
o viajante é também atraído pela orografia de
proporções colossais bem com...
O rio mondego e a serra da estrela rodrigo
O rio mondego e a serra da estrela rodrigo
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

O rio mondego e a serra da estrela rodrigo

365

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
365
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
8
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

O rio mondego e a serra da estrela rodrigo

  1. 1. O Rio Mondego é o quinto maior rio português e o primeiro de todos os que têm o seu curso inteiramente em Portugal. Nasce na Serra da Estrela e tem a sua foz no Oceano Atlântico, junto à cidade da Figueira da Foz. É o rio que banha a cidade de Coimbra.
  2. 2. No rio Mondego existem várias espécies de peixes: lampreia, sável, carpa, truta, enguia.
  3. 3. Nas margens do rio Mondego desenvolvem-se várias espécies de árvores , numerosos exemplares de plátanos e de tílias. No que respeita ao estado de conservação da vegetação ripícola, verifica-se que em apenas cerca de um terço da extensão total do rio se pode considerar muito bem conservada, ou seja, em que ambas as margens apresentam uma cobertura vegetal bem desenvolvida estando presentes os estratos arbóreo e o arbustivo.
  4. 4. Em Coimbra existe uma embarcação turística que permite fazer um pequeno cruzeiro nas águas do rio, entre o Parque Dr. Manuel Braga e a Lapa dos Esteios. Outro tipo de turismo a operar no rio são as descidas em canoa no rio Mondego entre Penacova e Coimbra
  5. 5. No respeitante à qualidade da água para a vida aquática há a distinguir duas zonas principais: •O troço superior do rio, com bons níveis de • qualidade da água, proporcionando a • manutenção das comunidades biológicas •aquáticas com características próximas de • uma situação pristina; •A região do Baixo Mondego com acentuada •degradação da qualidade da água. A bacia hidrográfica do Mondego apresenta uma enorme diversificação de utilizações da água, muito importantes para o desenvolvimento económico da região, nomeadamente a agricultura, a indústria e fábricas de polpa de celulose , a produção de energia eléctrica e o abastecimento público de água em toda a região hidrográfica.
  6. 6. Nas águas do rio é comum organizarem-se provas de várias modalidades desportivas aquáticas, tais como vela e motonáutica (no estuário, junto à Figueira da Foz) e ainda de remo e de canoagem.
  7. 7. O Mondego é certamente o rio português mais cantado por poetas desde tempos imemoriais. Não é certo que Luís de Camões tenha estudado em Coimbra, mas parece irrefutável que terá vivido na cidade nos tempos da sua juventude. Essa passagem ficou gravada na sua obra, tal como o atesta o soneto: Doces e claras águas do Mondego, Doce repouso de minha lembrança Onde a comprida e pérfida esperança Longo tempo após si me trouxe cego.(…) Mas a alma, que de cá vos acompanha, Nas asas do ligeiro Luís de Camões
  8. 8. Serra da Estrela é o nome dado à cadeia montanhosa e à serra onde se encontram as maiores altitudes de Portugal Continental, constituindo a segunda mais alta montanha de Portugal (apenas a Montanha do Pico, nos Açores, a supera). Faz parte da mais vasta cordilheira denominada Sistema Central, no subsistema designado como sistema montanhoso Montejunto-Estrela, que se desenvolve no sentido sudoeste-nordeste desde a serra de Montejunto, e o seu cume-pai é o Pico Almanzor. A serra da Estrela é uma zona de paisagem integrada no Parque Natural da Serra da Estrela , que após a sua constituição em 16 de Julho de 1976 se instituiu como a maior área protegida em solo português.
  9. 9. A Serra da Estrela atinge a sua cota de máxima altitude - 1993 m - junto da Torre. Este ponto é limite de quatro freguesias: Unhais da Serra (Covilhã), São Pedro (Manteigas), Loriga (Seia) e Alvoco da Serra (Seia). Por esta razão, o ponto mais alto de Portugal Continental é partilhado pelos três municípios aos quais estas freguesias pertencem: Covilhã, Manteigas e Seia.
  10. 10. Além da neve, da fauna e flora extraordinárias, o viajante é também atraído pela orografia de proporções colossais bem como pela riqueza humana, cultural, histórica e gastronómica da região.
  1. ¿Le ha llamado la atención una diapositiva en particular?

    Recortar diapositivas es una manera útil de recopilar información importante para consultarla más tarde.

×