UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA    DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO - CAMPUS XIVCURSO DE LETRAS-LICENCIATURA EM LÍNGUA INGLESA    ...
Marcus Joanes Cruz SouzaDESENVOLVIMENTO DA ORALIDADE EM LÍNGUA INGLESA COM A UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS DE COMUNICAÇÃO    SÍN...
Marcus Joanes Cruz Souza  DESENVOLVIMENTO DA ORALIDADE EM LÍNGUA INGLESA   COM A UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS DE COMUNICAÇÃO   ...
Dedico este trabalho a todos os que corroboram ededicam diariamente a sua vida a educação,principalmente aos professores d...
AgradecimentosA Deus por está sempre presente em minha vida me ajudando e guiando da melhormaneira possível na minha jorna...
A professora Irenilza Oliveira que me ajudou com sua experiência e competência duranteboa parte da minha graduação, muitís...
O saber a gente aprende com os mestres e os livros. Asabedoria, se aprende é com a vida e com os humildes.                ...
RESUMOEste trabalho descreve e analisa a inserção das tecnologias da comunicação e informação(TIC), principalmente a Inter...
ABSTRACTThis paper describes and analyzes the integration of information and communicationtechnologies (ICT), especially t...
SUMÁRIO1 INTRODUÇÃO .........................................................................................................
101 INTRODUÇÃO       Ao refletir sobre a importância das tecnologias da informação e comunicação (TIC)e consequentemente s...
11potencialidades contidas nas TIC em especial nos recursos que possibilitam a interação econsequentemente a comunicação s...
122 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA2.1 A Aquisição da linguagem       A aquisição da linguagem de uma língua seja de língua materna ...
13                     O aprendiz é um agente autônomo que processa os dados disponíveis para                     reestrut...
142.2 TIC: Surgimento e expansão        Este capítulo abordará tópicos integrados, analisando também de modo históricocomo...
15postem, em uma velocidade incomparável. A aprendizagem através da interação com autilização desses recursos é natural e ...
16       Logo após a criação da Internet para fins militares, a mesma foi aprimorada emuniversidades estadunidenses e, por...
17isto por conta do impacto causado pela tecnologia da informação e comunicação agregadaà sociedade contemporânea:        ...
18        As habilidades linguísticas são indissociáveis, e para que o aprendiz de uma línguapossa adquirir a compreensão ...
19                          algumas pessoas, é claro, são melhores ouvintes do que outros!). (HARMER,                     ...
20              Facebook              ICQ              Twitter              Sharedtalk              Skype           ...
21de 150 países e oferece a seus diferentes usuários a oportunidade de aprender mais de 30idiomas, isto desde 1992 quando ...
22banda larga de alta velocidade de 512 kbps down / 128 kbps up e computador comprocessador de 1 GHz.       Estes são, por...
233 METODOLOGIA3.1 Fundamentos epistemológicos       Desde os primórdios da história, o ser humano tem buscado explicações...
24conseguir, sistematicamente por meio da investigação científica, responder, descobrir e/oucompreender novos fatos. O con...
25                          Maior parte da ciência comportamental moderna é caracterizada por uma forte                   ...
263.2 Método       Este trabalho pretendeu realizar uma análise de como os profissionais de ensino delíngua inglesa podem ...
27em profundidade e múltiplas fontes de informação em um contexto. Como numa pesquisapodem ser aplicados dois tipos de abo...
28recursos podem vir a contribuir para o desenvolvimento da oralidade dos professores delíngua inglesa da rede pública de ...
29       O questionário em seguida será distribuído por meio de papel impresso contendo asperguntas destinadas aos profess...
30matriculados como também seus respectivos endereços. O primeiro é o Colégio EstadualDurval da Silva Pinto localizado no ...
31                      Para coletar informações a propósito de fenômenos humanos, o pesquisador pode,                    ...
324 ANÁLISE DE DADOS       Este capítulo tem como finalidade a análise de dados levantados, com objetivo deidentificar e a...
33num feedback positivo para seus alunos, pois assim os mesmos teriam um docente comdomínio maior da língua que leciona.4....
34aprendizes podem escolher entre vários recursos, que embora possam possuircaracterísticas semelhantes, mas que possuem p...
35Gráfico 1: Utilização dos recursos de comunicação síncrona da Internet.                             30%                 ...
36Gráfico 3: Frequência de utilização dos recursos de comunicação síncrona da Internet .                                0%...
37Gráfico 5: Importância da interação através dos recursos de comunicação síncrona daInternet para desenvolvimento da pron...
38Gráfico 7: Recomendação dos recursos de comunicação síncrona da Internet.                                      0%       ...
39Gráfico 9: Melhor aproveitamento dos recursos pelos docentes: áudio, vídeo ou texto.                              20%   ...
40dos profissionais que estão diretamente envolvidos com a língua que lecionam em âmbitoescolar.
415 CONSIDERAÇÕES FINAIS       Após a realização da coleta de dados mediante o uso de questionários vamos tirar asconclusõ...
42preciso uma dedicação e doação do docente para que o desenvolvimento linguístico ocorra.Portanto, tanto o Sharedtalk e S...
43                                   REFERÊNCIASASTI VERA, Armando, Metodologia da pesquisa científica 5 ed. Porto Alegre:...
44FERRAZ, Obdália; TARSO, Paulo de. Manual para elaboração de trabalhosacadêmicos. Conceição do Coité: UNEB, 2008.FERREIRA...
45                           APÊNDICE A – QUESTIONÁRIOUniversidade do Estado da Bahia – UNEBDepartamento de Educação – CAM...
Desenvolvimento da oralidade em língua inglesa com a utilização dos recursos de comunicação síncr
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Desenvolvimento da oralidade em língua inglesa com a utilização dos recursos de comunicação síncr

2,737 views
2,627 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,737
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
41
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Desenvolvimento da oralidade em língua inglesa com a utilização dos recursos de comunicação síncr

  1. 1. UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO - CAMPUS XIVCURSO DE LETRAS-LICENCIATURA EM LÍNGUA INGLESA Marcus Joanes Cruz SouzaDESENVOLVIMENTO DA ORALIDADE EM LÍNGUA INGLESA COM A UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS DE COMUNICAÇÃO SÍNCRONA DA INTERNET: SHAREDTALK E SKYPE Conceição do Coité, BA 2012
  2. 2. Marcus Joanes Cruz SouzaDESENVOLVIMENTO DA ORALIDADE EM LÍNGUA INGLESA COM A UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS DE COMUNICAÇÃO SÍNCRONA DA INTERNET: SHAREDTALK E SKYPE Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Departamento de Educação – Campus XIV, da Universidade do Estado da Bahia - UNEB, como requisito avaliativo para obtenção do Grau de Licenciatura em Letras com Habilitação em Língua Inglesa. Orientadora: Prof.ª. Ludimilia Souza da Silva Conceição do Coité, BA 2012
  3. 3. Marcus Joanes Cruz Souza DESENVOLVIMENTO DA ORALIDADE EM LÍNGUA INGLESA COM A UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS DE COMUNICAÇÃO SÍNCRONA DA INTERNET: SHAREDTALK E SKYPE Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Departamento de Educação – Campus XIV, da Universidade do Estado da Bahia - UNEB, como requisito avaliativo para obtenção do Grau de Licenciatura em Letras com Habilitação em Língua Inglesa.Aprovado em: ___/___/___ Banca examinadora_______________________________Ludimilia Souza da Silva – OrientadoraUniversidade do Estado da Bahia – Campus XIV_________________________________________Neila Maria Oliveira SantanaUniversidade do Estado da Bahia – Campus XIV_________________________________________Mônica Veloso BorgesUniversidade do Estado da Bahia – Campus XIV Conceição do Coité, BA 2012
  4. 4. Dedico este trabalho a todos os que corroboram ededicam diariamente a sua vida a educação,principalmente aos professores de Língua Inglesa queantes de qualquer coisa lecionam por amor a profissão,contudo possam encontrar nesta pesquisa umaferramenta para facilitar o ensino/aprendizagem de umalíngua estrangeira como também na aquisição de L2.
  5. 5. AgradecimentosA Deus por está sempre presente em minha vida me ajudando e guiando da melhormaneira possível na minha jornada.Aos meus familiares, principalmente meu pai Jose e minha mãe Aurea por terem me dadoaquilo que possuo de mais valioso, a minha vida e também porque terem me dado todoapoio possível desde o inicio e nunca estiveram ausente nos momentos mais difíceis daminha vida, serei eternamente grato.Aos meus irmãos Jose Nilton e Maria Iranildes que me motivaram e me ajudaram durantea minha graduação.A minha avó Anisia que sempre me desejou o bem e me motivou a concluir meu curso.A meu amigo Leandro que com sua humildade e sinceridade me mostrou que nãoprecisamos de muito para ir longe e ser feliz, meus agradecimentos.Ao meu colega e amigo Evanilson quem me encorajou a iniciar esta batalha da minha vida,e que sempre que possível me aconselhou sabiamente durante a graduação meus sincerosagradecimentos.Ao meu amigo Hélio que foi durante toda a minha graduação a melhor definição dada apalavra amigo, e que sempre esteve presente quando mais necessitei, meu muito obrigado.A meu colega de classe André que devido às dificuldades normais de todo curso no seuinicio me motivou a continuar e concluir, assim foi feito e sou grato pelas suas palavras.Ao professor Damião Neto que com sua competência me mostrou que para ser docente épreciso acima de tudo possuir caráter e sensatez.
  6. 6. A professora Irenilza Oliveira que me ajudou com sua experiência e competência duranteboa parte da minha graduação, muitíssimo obrigado pela sua dedicação.A meu colega e amigo Diógenes que acabou servindo de inspiração para odesenvolvimento deste trabalho, pela sua inteligência e atenção para com as TIC.Ao professor Fernando que foi decisivo em vários momentos importantes da minhagraduação, muito obrigado pela sua compreensão e boa vontade em ajudar.Aos professores Leticia Telles, Raul, Plinio, Luiz Valverde, Bulcão, Deijair, Flávia,Maiana Rose e Rita Sacramento que me mostraram com suas experiências e competênciasque para ser um bom docente é necessário acima de tudo e qualquer coisa ser humano.Ao professor Nonato que contribuiu significativamente com a elaboração deste trabalho,meu muito obrigado pelas sábias palavras e orientações.A professora Mônica Veloso que com sua competência e experiência mostrou aimportância e a grandiosidade em lecionar, em ser doar aquilo que é capaz de construirvidas.Aos funcionários de modo geral e em especial a: Henrique Valença, Margarete, Mércia,Márcia, Roberto, Décio, Railton e Marcos do departamento que ao longo da minha jornadame auxiliaram significativamente.A todos os amigos que fiz dentro e fora da faculdade durante a minha graduação epermanência na cidade de Conceição do Coité - BA.Aos meus colegas de curso que compartilharam comigo boas e más experiências que julgonecessárias para o meu crescimento profissional e intelectual.A todos meus alunos do colégio Polivalente de Conceição do Coité que me realizaramenquanto docente e também me mostraram a grandeza e importância de ser professor.
  7. 7. O saber a gente aprende com os mestres e os livros. Asabedoria, se aprende é com a vida e com os humildes. Cora Coralina
  8. 8. RESUMOEste trabalho descreve e analisa a inserção das tecnologias da comunicação e informação(TIC), principalmente a Internet em conjunto com dois recursos de comunicação síncrona:Sharedtalk e Skype no ensino/aprendizado de Língua Inglesa e apresenta algunsfundamentos teóricos sobre educação e tecnologia e sua contribuição para a aquisição deLI. Tem como objetivos analisar a utilização dos recursos de comunicação síncrona daInternet por professores de língua inglesa da rede publica de ensino para oensino/aprendizagem de LI e se estes contribuem para o aprimoramento das habilidadesnecessárias para aquisição de segunda língua. A metodologia é definida como Estudo deCaso, que com os instrumentos necessários permitiu conhecer o problema, os sujeitos destapesquisa, suas influências e, a partir da análise dos dados, os resultados alcançados. Estesresultados mostram que a inserção dos recursos síncronos Sharedtalk e Skype como outrospermitiu a interação com falantes nativos, e levou a práticas úteis para aperfeiçoar ashabilidades para aquisição de LI. Esta pesquisa também possibilitou identificar abordagensestimuladoras, concretas e contextualizadas para que os docentes possam aprimorar suashabilidades para se tornarem mais fluentes na língua que lecionam e alcançarem um graumaior de proficiência, utilizando-se desses recursos de maneira autônoma.Palavras–Chave: TIC. Internet. Interação. Sharedtalk. Skype.
  9. 9. ABSTRACTThis paper describes and analyzes the integration of information and communicationtechnologies (ICT), especially the Internet together with two synchronous communicationfeatures: Sharedtalk and Skype in teaching / learning of English language and presentssome theoretical foundations on education and technology and their contribution to theacquisition LI. Aims to analyze the use of synchronous communications capabilities of theInternet by teachers of English publishes educational network for teaching / learning of LIand if they contribute to the improvement of the skills necessary for second languageacquisition. The methodology is defined as a case study, with the necessary tools thathelped identify the problem, the subjects in this study, and their influences, from theanalysis of the data, the results achieved. These results show that the integration ofsynchronous features Sharedtalk like Skype and others allowed to interact with nativespeakers, and led to useful practices to improve skills for the acquisition of LI. Thisresearch also enabled the identification of stimulatory approaches, concrete andcontextualized so that teachers can hone their skills to become more fluent in the languagethey teach and achieve a higher degree of proficiency, using these resources autonomously.Keywords: ICT. Internet. Interaction. Sharedtalk. Skype.
  10. 10. SUMÁRIO1 INTRODUÇÃO .............................................................................................................. 102 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA ................................................................................. 12 2.1 A Aquisição da linguagem ....................................................................................... 12 2.2 TIC: Surgimento e expansão .................................................................................. 14 2.2.1 Ferramentas para auxílio do ensino/aprendizagem de línguas ............................... 15 2.2.2 Internet e as Ferramentas de Comunicação Síncronas ........................................... 19 2.2.3 SharedTalk e Skype ................................................................................................ 203 METODOLOGIA........................................................................................................... 23 3.1 Fundamentos epistemológicos ................................................................................... 23 3.2 Método ....................................................................................................................... 26 3.2.1 Do Problema ........................................................................................................... 29 3.2.2 Do Objetivo Geral ................................................................................................... 29 3.2.3 Dos Objetivos Específicos ...................................................................................... 29 3.2.4 Locus ....................................................................................................................... 29 3.2.5 Os Sujeitos .............................................................................................................. 30 3.2.6 Instrumentos............................................................................................................ 304 ANÁLISE DE DADOS ................................................................................................... 32 4.1 Perfis dos Entrevistados ............................................................................................. 32 4.1.1 Importância da utilização do SharedTalk e Skype no processo de ensino/aprendizagem de LI .............................................................................................. 32 4.2 Melhorias da oralidade em língua inglesa ................................................................. 33 4.3 As vantagens e desvantagens do uso dos recursos de comunicação síncrona da Internet ............................................................................................................................. 335 CONSIDERAÇÕES FINAIS ......................................................................................... 41REFERÊNCIAS ................................................................................................................ 43APÊNDICE A – QUESTIONÁRIO ................................................................................. 45
  11. 11. 101 INTRODUÇÃO Ao refletir sobre a importância das tecnologias da informação e comunicação (TIC)e consequentemente sua inserção para fins didáticos, notamos que as mesmas possuemgrande potencial e podem contribuir significativamente para o processo de ensino e/ouaprendizagem de línguas. Enfatizamos dentro de toda esta gama de insumos tecnológicosque possui as TIC para os recursos de comunicação síncrona operada primariamente sobrea rede mundial de computadores isto é, através da Internet. Devido ao frequente avanço tecnológico tanto de aparelhos eletro eletrônicosquanto programas operacionais, podemos notar que ao usuário é disponibilizado todo umarsenal tecnológico capaz de auxiliar em qualquer ramificação da sociedadecontemporânea e porque não dizer também na educação. O nosso trabalho se propõe a realizar uma analise a respeito dos benefícios contidosnestes recursos de comunicação síncrona da Internet em prol do desenvolvimento daoralidade de docentes da rede publica de ensino da cidade de Conceição do Coité – BA.Dentre os inúmeros recursos disponíveis para tal função foram selecionados o Sharedtalk eSkype para a nossa investigação. E assim tentar responder a seguinte problemática: comoos recursos de comunicação síncrona da Internet podem ajudar o docente de língua inglesaa desenvolver a sua competência oral? Iremos nos ater ao perfil destes docentes de língua inglesa da rede publica de ensinoque utilizam os recursos de comunicação síncrona da Internet com o intuito de desenvolvere/ou aprimorar a sua oralidade. Como também examinaremos com que frequência osdocentes fazem uso dos recursos tecnológicos de comunicação síncrona da Internet paraaprimoramento da oralidade. E Por fim, analisaremos as vantagens contidas nos recursosde comunicação síncrona da Internet que são utilizadas pelos docentes com o intuito deadquirir a proficiência oral. Partindo do pressuposto que os recursos de comunicação síncrona da InternetSharedtalk e Skype mediante o seu emprego em conversações para fins didáticos entrefalantes e/ou aprendizes de uma língua estrangeira neste caso o inglês podem contribuirbastante para o desenvolvimento e aquisição de uma segunda língua é que realizamos talinvestigação. Um trabalho desta natureza se justifica na medida em que possibilita a demaisdocentes e/ou aprendizes de língua inglesa em exercício da função ou não, conhecer as
  12. 12. 11potencialidades contidas nas TIC em especial nos recursos que possibilitam a interação econsequentemente a comunicação simultânea. Podendo propiciar uma visão mais ampla acerca das inúmeras possibilidades de uso de todo este aparato tecnológico que por sua vezé capaz de auxiliar no processo de ensino e aprendizagem de línguas. Os procedimentos teórico-metodológicos deste trabalho estão pautados no principiode um estudo de caso, por entendermos que este é o método que irá nos possibilitarcompreender este fenômeno inserido num contexto da vida real. A coleta de dadosmediante o uso de questionários impressos com questões objetivas a cerca do nossoobjetivo da pesquisa, nos ajudará a quantificar as opiniões dos docentes das diferentesinstituições de ensino público estadual. O presente trabalho está organizado em capítulos, nos quais com a ajuda dospressupostos teóricos poderemos evidenciar a nossa hipótese a cerca da problemática.Sendo o primeiro capítulo correspondente ao conteúdo teórico, o segundo está relacionadoa metodologia da pesquisa cientifica e por último o capitulo da analise de dados. Assim, o primeiro capítulo dará um enfoque maior a aquisição da linguagem esurgimento e expansão das TIC, para logo em seguida avançar até os recursos decomunicação síncrona da Internet inseridas e utilizadas para fins didáticos, porentendermos que é imprescindível para a compreensão de como se dá este processo. No segundo capítulo será exposto a nossa metodologia empregada na realizaçãodeste trabalho, bem como mostraremos como acontecerá a pesquisa gradativamente. Estapesquisa se qualifica como uma pesquisa de campo com procedimentos de um Estudo deCaso, visando conhecer as escolas, os sujeitos e o problema a ser analisado. Diante disto o terceiro capítulo consistirá numa análise de dados através dosquestionários com questões objetivas aplicadas aos docentes de língua inglesa. Analisandosistematicamente as informações sobre a interação e as potencialidades contidas nasferramentas selecionadas como objeto de estudo do nosso trabalho o Sharedtalk e Skype.Para assim compreender o perfil dos entrevistados, bem como as vantagens e a importânciadestes recursos de comunicação síncrona da Internet. Ao leitor desta monografia esperamos que compreenda o desdobramento a cercadas tecnologias que tanto auxiliam o homem desde os primórdios da evolução. Pois, nouniverso linguístico faz-se necessário a busca por estratégias eficazes capazes de ajudar nodesenvolvimento e/ou aquisição de uma segunda língua. E a Internet é um oceano depossibilidades que precisa ser explorado em prol do mundo dos idiomas.
  13. 13. 122 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA2.1 A Aquisição da linguagem A aquisição da linguagem de uma língua seja de língua materna ou de uma segundalíngua (L2) ou até mesmo uma língua estrangeira (LE) é um processo que está diretamenterelacionado às capacidades cognitivas do aprendiz. Muitos fatores cognitivos podem fazerparte do processo de aquisição de uma língua, eles podem ser positivos a exemplo do fatormotivacional, que por sua vez se divide em duas vertentes, a primeira através da motivaçãointrínseca que é uma motivação que parte de dentro do aprendiz para aprender a língua e amotivação extrínseca que está relacionada a fatores externos. Ambos os tipos de motivaçãopodem contribuir significativamente para a aprendizagem de uma língua, pois o aprendizvai evoluir gradativamente de acordo com a “recompensa” que lhe é dada. Quando atentamos para a aprendizagem e consequentemente também para odesenvolvimento de uma língua, neste caso o inglês, é importante levar em consideração asteorias que se constituem como alicerces e que nos possibilitam compreender como se dáeste processo no indivíduo, assim vemos que: A teoria behaviorista de aprendizagem (SKINNER, 1957) foi a base para o trabalho de Lado e Fries. Segundo tal visão, a aprendizagem de língua materna estaria equacionada à formação de hábitos, a partir de um estímulo que acarretaria uma resposta que, por sua vez, sofreria um reforço positivo caso a resposta fosse aquela esperada e que devesse ser mantida. O reforço seria negativo caso a resposta não fosse a esperada e não devesse ser mantida. No que diz respeito ao aprendizado de L2 haveria um problema: substituir os hábitos linguísticos adquiridos em L1 por outros, podendo haver interferência positiva ou negativa. (BEZERRA, 2003, p.32) Essa afirmação nos faz pensar um pouco sobre a importância do fator motivacionaldurante o processo de aprendizagem de qualquer língua, pois, acredita-se que indivíduosque não sejam motivados irão ter maiores problemas em adquirir a língua. O desenvolvimento da oralidade mostra-se como uma atividade complexa, poisnecessita da interação entre pessoas/falantes da língua em questão. A interação entre osfalantes tem um papel importantíssimo para o desenvolvimento da oralidade, pois, atravésdo recebimento de input compreensível o aprendiz irá conseguir transmitir um output dequalidade dando continuidade ao ato comunicativo. Entretanto, podem ainda ocorrer mudanças qualitativas durante esta interação entreos aprendizes falantes da língua, pois:
  14. 14. 13 O aprendiz é um agente autônomo que processa os dados disponíveis para reestruturar suas hipóteses e que tem na fala a oportunidade de testá-las. Conforme apontam Mitchell e Myles (1998:122), para os interacionistas como Long, porém, a função do insumo vai além, pois, à medida em que os aprendizes se envolvem em negociação de significado com seus interlocutores, o insumo pode sofrer uma mudança qualitativa. Assim sendo, “quanto mais o input for negociado para aumentar o seu nível de compreensão, maior será o seu potencial de utilidade enquanto um insumo que está sendo bem direcionado para um nível particular de desenvolvimento e de necessidade de aquisição do aprendiz” (BEZERRA, 2003, p.38). Não podemos deixar de mencionar que as novas tecnologias podem auxiliarsignificativamente durante o processo de desenvolvimento da língua por parte do aprendiz,pois segundo (SILVA, 2003): Com o advento das novas tecnologias, a questão da autonomia do aprendiz ganhou um maior destaque, pelo fato da Internet proporcionar inúmeras possiblidades de um estudo independente e flexível, através das ferramentas, dos sites, e recurso que disponibiliza aos seus usuários. (SILVA, 2003, p.9). Devemos ter em mente que vivemos numa era chamada por muitos de era dainformação e que por sua vez, recebe este nome pela quantidade bastante considerável deinsumos tecnológicos utilizados por várias pessoas de diferentes partes do mundo. Assim,torna-se indiscutível a importância da inserção de recursos tecnológicos no processo deaprendizagem de uma língua estrangeira, neste caso o inglês como afirma (ALMEIDA;MELO 2011): No processo de ensino-aprendizagem de uma língua estrangeira as ferramentas e os meios utilizados para tal fim são tão importantes e determinantes quanto os métodos e metodologias que vão se diversificando de acordo com as diferentes necessidades das pessoas que precisam aprender a língua alvo. Atualmente, com a inserção dos meios de comunicação tecnológicos no cotidiano da sociedade contemporânea, percebemos a necessidade de utilizá-los para inovar o processo de ensino-aprendizagem. (ALMEIDA; MELO 2011, p.31). Para tanto, podemos observar que a interação tem um papel importante dentro daaquisição de uma língua. Embora hajam pequenas variações da interação presencial comrelação a mediada por recursos tecnológicos, isto não impede que o ato comunicativo sejarealizado. Devemos nos ater ao fato de que estará ocorrendo a realização do atocomunicativo entre os falantes aprendizes da língua, desta forma a interação estarácorroborando com o desenvolvimento das habilidades linguísticas, contemplando assim ahabilidade oral (Speaking) que alguns autores acreditam ser a habilidade que legitima alíngua e consequentemente a sua sobrevivência.
  15. 15. 142.2 TIC: Surgimento e expansão Este capítulo abordará tópicos integrados, analisando também de modo históricocomo se deu a evolução da tecnologia. Demostrando a sua origem e o desenvolvimento aodecorrer do tempo, além de esclarecer a importância do uso da tecnologia por professorestanto em âmbito escolar como fora dele. Posteriormente, abordaremos em especial duasferramentas de comunicação síncrona da Internet com a ênfase na interatividade entrefalantes e/ou aprendizes da língua inglesa ao redor do mundo. Para tentar compreender aspotencialidades contidas nestes recursos tecnológicos capazes de auxiliar nodesenvolvimento da oralidade dos professores da rede publica de ensino de forma eficaz nodesenvolvimento da oralidade. A Internet uma das inúmeras tecnologias da informação e comunicação (TIC) surgepara a sociedade como um recurso de defesa militar, nascida em berço americano aInternet que por sua vez pode ser considerada como a maior se não a principal e maisutilizada comunicação deste século por usuários de toda parte do mundo. A Internet foicriada pelo departamento de defesa americano com o intuito de descentralizar todas asinformações, e assim através da rede que interligava computadores de diversas partes daAmérica do norte que nasceu a Internet, uma rede poderosa que interligava computadores epossibilitava a comunicação simultânea entre seus usuários, o que facilitava o envio erecebimento de informações. Castells (1999) categoricamente define TIC, para obtermos um melhorentendimento sobre: [...] Entre as tecnologias da informação, incluo, como todos, o conjunto convergente de tecnologias em microeletrônica, computação (software e hardware), telecomunicações/radiodifusão, e optoeletrônica. Além disso, diferentemente de alguns analistas, também incluo nos domínios da tecnologia da informação a engenharia de genética e seu crescente conjunto de desenvolvimentos e aplicações. (CASTELLS, 1999, p.67) Fica nítido que dentre todos os insumos tecnológicos disponíveis para uso emdiversas finalidades a Internet se destaca pelo seu multiuso, capaz de proporcionar ao seuusuário um gama de possiblidades durante o acesso às inúmeras informações contidas narede. Os meios de comunicação estão surgindo com a capacidade de interação muitogrande e rápida entre os usuários. As redes sociais são o espaço ideal para que os usuários
  16. 16. 15postem, em uma velocidade incomparável. A aprendizagem através da interação com autilização desses recursos é natural e espontânea, pois os aprendizes podem selecionar osmateriais e escolher os caminhos de acordo com interesses e motivação de cada um ou dogrupo. A aprendizagem se dá através de descobertas individuais ou grupais, na busca porsolução de problemas, ou de tentativas diversas, do fazer e refazer, de acordo com o ritmoe interesse de cada um. Mas a Internet não pode nem deve ser limitada a ponto de serconsiderado apenas um local para se resolver problemas. Ela é também um local paraapresentar novas ideias, experimentar, e compartilhar. Para tanto, a utilização da Internet e de seus recursos de comunicação síncrona noensino de língua inglesa possibilita aos aprendizes falantes diferentes maneiras deexpressão e comportamento, viabilizando e integrando ao ensino a relação íntima entre alíngua, cultura e sociedade.2.2.1 Ferramentas para auxílio do ensino/aprendizagem de línguas Dentro do então chamado por alguns autores “Oceano da Internet” nome atribuídoa Internet pelo fato da mesma não possuir um início nem tão pouco um fim, existemmuitos recursos tecnológicos tanto de comunicação síncrona quanto assíncrona que podemcontribuir para o ensino/aprendizagem de línguas. Nossa abordagem fundamentar-se-áprincipalmente nos recursos de comunicação síncrona da Internet dos quais incluímostambém as redes sociais por possuírem caráter de comunicação simultânea serãoenumerados alguns itens e daremos ênfase as duas ferramentas que julgamos possuir umdestaque maior voltado para esta finalidade o Sharedtalk e Skype. E é Castells (1999) que nos contempla com a definição do surgimento da Internet ea sua finalidade primaria: [...] A Internet teve origem no trabalho de uma das mais inovadoras instituições de pesquisa do mundo: a Agência de Projetos de Pesquisa Avançada (ARPA) do Departamento de Defesa dos EUA. A primeira rede de computadores, que se chamava ARPANET – em homenagem a seu poderoso patrocinador – entrou em funcionamento em 1º de Setembro de 1969. [...] todas as redes usavam a ARPANET como espinha dorsal do sistema de comunicação. A rede das redes que se formou durante a década de 1980 chamava-se ARPA-INTERNET, depois passou a chamar-se INTERNET, ainda sustentada pelo Departamento de Defesa e operada pela National Science Foundation. (CASTELLS, 1999, p.82-83).
  17. 17. 16 Logo após a criação da Internet para fins militares, a mesma foi aprimorada emuniversidades estadunidenses e, por conseguinte projetada para ser utilizada para outrasfinalidades, como menciona Castells: [...] com seus quatro primeiros nós na Universidade da Califórnia em Los Angeles, no Stanford Research Institute, na Universidade da Califórnia em Santa Bárbara e na Universidade de Utah. Estava aberta aos centros de pesquisa que colaboravam com o Departamento de Defesa dos EUA, mas os cientistas começaram a usá-la para suas próprias comunicações, chegando a criar uma rede de mensagens entre entusiastas de ficção científica. (CASTELLS, 1999, p.83) Fica notável que desde o seu desenvolvimento a Internet já mostrava indícios deque poderia ser utilizada para inúmeras finalidades, dentre estas inúmeras finalidadesdestacamos o seu uso para fins didáticos pelos professores com o intuito de fazer uso dassuas ferramentas de comunicação síncrona através da rede mundial de computadores comvários usuários do globo terrestre que estejam conectados. A partir do momento que oprofessor busca esta interação com outros falantes do idioma através dos recursos decomunicação síncrona da Internet, o docente estará praticamente exercitando a línguaestrangeira como também ao mesmo tempo estará compartilhando e recebendoinformações que podem ser necessárias ao seu desenvolvimento cognitivo enquanto serhumano e enquanto aprendiz, mas, sobretudo em ser um professor pesquisador, que poderáfazer uso e ate mesmo compartilhar com seus alunos este aprendizado. A história da criação e do desenvolvimento da Internet é a história de uma aventura humana extraordinária. Ela põe em relevo a capacidade que tem as pessoas de transcender metas institucionais, superar barreiras burocráticas e subverter valores estabelecidos no processo de inaugurar um novo mundo. Reforça também a idéia de que a cooperação e a liberdade de informação podem ser mais propicias à inovação do que a competição e os direitos de propriedade. (CASTELLS, 2000, p.13). Entretanto, a alternativa do ensino/aprendizagem à distância, autônomo, além deintegrar a participação de pessoas do mundo inteiro, que estão conectadas diariamente àInternet também esta mudando a forma e o modo de vida das pessoas. Como afirmaCastells (1999): As redes interativas de computadores estão crescendo exponencialmente, criando novas formas e canais de comunicação, moldando a vida e, ao mesmo tempo, sendo moldadas por ela. (p.22). O modo pelo qual os sujeitos se comportam quando estão à frente da tela docomputador navegando, ou seja, no seu dia a dia, está mudando segundo Pereira (2005),
  18. 18. 17isto por conta do impacto causado pela tecnologia da informação e comunicação agregadaà sociedade contemporânea: O impacto da tecnologia da informação e comunicação está provocando mudanças graduais, porém, muitas vezes, radicais no trabalho, na educação e, de um modo mais geral, em nosso estilo de vida, a sociedade tem que utilizar, da melhor maneira, as tecnologias disponíveis. Esse novo ambiente tecnológico tem importância fundamental para a educação e para a formação, embora as escolas não estejam suficientemente equipadas de computadores e ligadas à Internet. Pessoal docente, em especial educadores e professores, precisa melhorar sua qualificação em termos de tecnologia. [...] a utilização da tecnologia da informação e comunicação inclusive a Internet para o ensino e aprendizagem, para fomentar o desenvolvimento e a aquisição do conhecimento digital, melhorar as capacidades das pessoas de utilizar as novas tecnologias no estudo e no trabalho, adaptar os sistemas de educação e formação de modo a responder aos desafios da Sociedade da Informação. (PEREIRA, 2005, p.21). Assim, a Internet com a sua gama de recursos de comunicação síncrona é capaz dedisponibilizar uma comunicação compreensível ente falantes aprendizes de qualquerlíngua, rompendo a barreira espaço-temporal contribuindo deste modo para odesenvolvimento das principais habilidades linguísticas, e é claro da oralidade. Estas ferramentas podem propiciar ao aluno/aprendiz da língua a possiblidade de seconfrontar com a língua de diversas formas, principalmente proporcionando ao mesmo apossibilidade de reter a informação desejada. A autonomia que os recursos de comunicaçãosíncrona da Internet disponibilizam, permite ao aprendiz melhor compreensão e umdesenvolvimento satisfatório no que diz respeito ao desenvolvimento das competênciaslinguísticas acerca da língua como afirma Silva (2003): Quando um aluno repete uma palavra ou uma fala, e foca a atenção no som, pronúncia e entonação para depois reproduzi o que foi ouvido, ou quando ele procura reescrever frases contendo um determinado item gramatical que lhe foi apresentado, de forma que lhe seja possível reter a informação desejada, ele demostra querer consolidar o conhecido na língua alvo de forma independente. (SILVA, 2003, p.19). Uma vez que o aprendiz assimile novos vocábulos e itens gramaticais através dainteração mediada pelos recursos síncronos da Internet, o mesmo estará apto para darcontinuidade ao seu desenvolvimento linguístico, mesmo de forma independente, atravésda reprodução de todo o input adquirido durante a conversação com outros falantes e/ounativos da língua, neste caso, o inglês.
  19. 19. 18 As habilidades linguísticas são indissociáveis, e para que o aprendiz de uma línguapossa adquirir a compreensão daquilo que é transmitido por outra pessoa é necessário queo conjunto de habilidades entre em ação e ativem a região do cérebro responsável peladecodificação dos signos linguísticos. Podemos evidenciar isto na afirmação de Harmer(2007) quando diz que: [...] Quando falamos ou escrevemos estamos produzindo linguagem e ninguém iria discutir com a ideia de que a ativação da língua toma lugar quando estamos fazendo isso. [...] Não podemos acessar significado a menos que nossos cérebros estejam totalmente engajados com textos que estamos interagindo. Em outras palavras, temos de pensar para entender, usar qualquer ou todos os nossos conhecimentos linguísticos para obter significado do que estamos vendo ou ouvindo. Mas em qualquer caso, se estamos lendo ou falando, muitas vezes, misturamos o que estamos fazendo com outras habilidades. (HARMER, 2007, p. 265) (tradução nossa)1 É possível compreender que no ato comunicativo entre duas ou mais pessoas seránecessário a utilização de todas as habilidades linguísticas para que seja possívelcompreender e se fazer compreendido. Por acreditar que todas as habilidades sãoinseparáveis julgamos pertinente a utilização dos recursos de comunicação síncrona daInternet por estes disponibilizarem o uso simultâneo das habilidades linguísticas. A interação é o momento em que os participantes compartilham informações acerca de um determinado tópico discursivo, e neste momento há a contemplação do usodas habilidades linguísticas pelos falantes, pois se somente uma habilidade forcomtemplada o envio e compreensão da mensagem será comprometido, dificultando assimo seu entendimento. Para tanto, Harmer (2007) afirma que: Quando estamos conversando, somos obrigados a ouvir, bem como falar, porque de outra forma não poderia interagir com a pessoa que está falando (embora1 [...] When we speak or write we are producing language and no one would argue with the idea that languageactivation takes place when we are doing this. […] we cannot access meaning unless our brains are fullyengaged with texts we are interacting with. In other words, we have to think to understand, using any or all ofour language knowledge to get meaning from what we are seeing or hearing. But in any case, whether we arereading or speaking we often mix what we are doing with other skills. (HARMER, 2007, p. 265)
  20. 20. 19 algumas pessoas, é claro, são melhores ouvintes do que outros!). (HARMER, 2007, p. 265) (tradução nossa)2 A habilidade linguística oral é a mais atrativa pelos falantes/aprendizes com relaçãoas demais pela sua praticidade e rapidez ao comunicar, entretanto para um falante/aprendizde uma determinada língua, é preciso primariamente está apto a pronunciar os fonemascorretamente e venha a usar a entonação apropriada durante o ato comunicativo.Entretanto, sabemos que para possuir fluência não basta apenas conhecer o sistemalinguístico da língua através das suas regras, fonemas e gramática. É necessário outrossimque o falante seja capaz de adequar a sua linguagem estrategicamente a diferentes gênerose situações de acordo com o seu nível conversacional.2.2.2 Internet e as Ferramentas de Comunicação Síncronas Ao longo da história da Internet percebe-se que os seus usuários são os principaisprodutores e inventores, adaptando-a a seus vários usos e diferentes valores,transformando-a incessantemente. As modificações realizadas dentro da Internet, desde omodo e a finalidade são transmitidas ao mundo em tempo real, uma vez que haverá outrosusuários conectados do outro lado da rede acompanhando assim todas as mudanças deforma simultânea. Assim, o intervalo entre o processo de aprendizagem e produção, ébastante abreviado. Notoriamente, a Internet se tornou uma grande vantagem, pois permiteaos usuários acessar em qualquer informação, em qualquer lugar do globo sem limitaçãoalguma de espaço e tempo. As ferramentas de comunicação síncrona da Internet operam com objetivossemelhantes, que é o de proporcionar aos usuários uma interação simultânea a partir devários recursos tecnológicos como computadores e celulares conectados a rede.Enumeramos alguns itens bastantes conhecidos da Internet que disponibilizam estamodalidade de comunicação a exemplo de:  MSN  Orkut2 When we are engaged in conversation, we are bound to listen as well as speak because otherwise we couldnot interact with the person we are speaking to (although some people, of course, are better listeners thanother!). (HARMER, 2007, p. 265)
  21. 21. 20  Facebook  ICQ  Twitter  Sharedtalk  Skype  Livemocha  Verbling  Busuu Devido ao constante crescimento do uso destes recursos, a maneira de interaçãocom a Internet foi se expandindo, e um leque de possibilidades começou a surgir para oseu uso, tanto com a modernização de sites, de diversas finalidades, quanto para a criaçãode programas e ferramentas específicas para serem utilizadas na Internet. No tópico a seguir daremos uma ênfase maior a dois recursos de comunicaçãosíncrona da Internet mencionados anteriormente o Sharedtalk e Skype.2.2.3 SharedTalk e Skype SharedTalk é um sítio na Internet considerado uma comunidade online com acessogratuito, voltada para o aprendizado de idiomas na qual diversas pessoas de todo o mundointeragem em diversas línguas. Esta ferramenta é dedicada à troca e aprendizagem delínguas. A empresa Rosetta Stone desenvolvedora do SharedTalk está empenhada emfazer com que os usuários do SharedTalk possam aproveitar melhor, a experiência daaprendizagem de línguas da forma mais eficaz possível. Para tanto seu principal objetivo éoferecer a aprendizes de línguas ao redor do mundo um apoio para reforçar as suascompetências linguísticas através de imersão linguística e conversação. Este recurso de comunicação síncrona da Internet possibilita aos aprendizes eusuários da comunidade uma maior interação, pois, existe a possiblidade de interação emdiversas línguas de forma simultânea a depender do interesse de cada aprendiz. Para acessar o domínio www.sharedtalk.com é apenas necessário possuir conexãocom a Internet e realizar o cadastro no portal gratuitamente e possuir periféricosconsiderados mínimos como teclado, mouse, fone de ouvido ou caixa acústica e microfonesão indispensáveis para a interação entre os usuários. O serviço é disponibilizado em mais
  22. 22. 21de 150 países e oferece a seus diferentes usuários a oportunidade de aprender mais de 30idiomas, isto desde 1992 quando a companhia foi fundada no interior de Arlington umcondado no Estado da Virgínia, localizado na região do Atlântico Sul dos Estados Unidos. Já o Skype é um software de uso gratuito que quando conectado à Internet, realizachamadas de áudio e vídeo através da tecnologia VoIP (Voice over Internet Protocol). Oprograma foi criado pelo sueco Niklas Zennstrom em 2003, e até então o Skype é osoftware líder quando se trata em chamadas online. O programa conta com uma interfaceamigável, que não exige conhecimento aprofundado do utilizador, o que facilita o seu uso,além de ser o melhor software disponível quando se fala em qualidade de áudio comoexplica Gough (2006) p.4 "Em primeiro lugar, a qualidade de áudio do Skype é superior àde qualquer outra solução. E segundo porque a rede do Skype é muito amigável, tão poucoé necessário para fazer o Skype rodar em seu ambiente." (tradução nossa).3 Os requisitos mínimos do sistema dependem da versão a ser instalada, atualmente aversão mais atual do Skype disponibilizado é a 6.0.0.120, mas sendo prioridades para umachamada básica de áudio, uma conexão de no mínimo 100kps, alto-falantes e microfone,integrados ou separados, como consta abaixo nos requisitos do sistema: • PC com Windows® XP, Vista, 7 ou 8 ambos os sistemas operacionais de 32 e 64bits. • Conexão à Internet: recomendamos uma conexão de banda larga (GPRS não écompatível com chamadas de voz). • Alto-falantes e microfone, integrados ou separados. • Para chamadas de voz, é recomendável uma conexão de banda larga com 100kbps down / 100 kbps up. • Para chamadas com vídeo em grupo, todos os participantes da chamada precisamter o Skype 6.0 para Windows ou Mac ou versões mais recentes, além de webcams e nomínimo uma pessoa precisa ter uma assinatura para chamadas com vídeo em grupo. Parater vídeo de melhor qualidade, recomendamos que você use uma conexão de banda largade alta velocidade de no mínimo 4 Mbps down/512 kbps up e um computador comprocessador Core 2 Duo de 1,8 GHz. Você precisará de, no mínimo, uma conexão de3 “First, the quality of Skype’s audio is superior to any other solution. Second Skype is very network friendly,so little is required to make Skype work in your environment.” (GOUGH, 2006, p.4)
  23. 23. 22banda larga de alta velocidade de 512 kbps down / 128 kbps up e computador comprocessador de 1 GHz. Estes são, portanto, os recursos considerados mínimos para que seja possívelutilizar esta ferramenta desfrutando de todos os seus recursos, e para que se possa realizaruma comunicação compreensível e agradável com outros usuários. Como podemos ver estes dois recursos de comunicação síncrona da Internetpossuem a princípio algumas características distintas. O Sharedtalk é uma comunidade delínguas e o Skype é um software que as pessoas podem utilizar para interagirem entre si.Entretanto, no quesito comunicação ambos são bastante comuns, pois, disponibilizam aosseus usuários a possibilidade de uma comunicação simultânea, simulando de certa forma oato comunicativo presencial entre duas ou mais pessoas. Ambos os recursos de comunicação síncrona da Internet Skype e Sharedtalk podemproporcionar aos aprendizes falantes da língua inglesa uma interação com outros falantesde qualquer parte do mundo de forma simultânea. O que leva a crer que esta interação podeoferecer aos aprendizes um ganho significativo de insumo linguístico a medida que asconversas vão sendo realizadas com frequência. Desenvolvendo assim as principaishabilidades linguísticas Writing, Reading, Listening e principalmente o Speaking.
  24. 24. 233 METODOLOGIA3.1 Fundamentos epistemológicos Desde os primórdios da história, o ser humano tem buscado explicações paramuitas questões (norteadoras) que possibilitem o desenvolvimento da espécie. O homem,então, adota a pesquisa científica como um dos recursos capazes de ampliar sua capacidadede compreensão dos fatos por intermédio da observação e experimentação. A pesquisa científica apoia-se nas experiências realizadas para obtenção doconhecimento. Isso fica evidente quando Hessen (2000), categoricamente, afirma que: À tese do racionalismo, segundo a qual a verdadeira fonte do conhecimento é o pensamento, a razão, o empirismo (de empeiría, experiência) contrapõe a antítese, dizendo que a única fonte do conhecimento humano é a experiência. Segundo o empirismo, a razão não possui nenhum patrimônio apriorístico. A consciência cognoscente não retira seus conteúdos da razão, mas exclusivamente da experiência. Por ocasião do nascimento, o espírito humano está vazio de conteúdos, é uma tabula rasa, uma folha em branco sobre a qual a experiência irá escrever. Todos os nossos conceitos, mesmo os mais universais e abstratos, provêm da experiência. (HESSEN, 2000, p.40). Mediante experimentações realizadas pela pesquisa científica, o ser humano podeobter novos conhecimentos através do acesso às informações evidenciadas e provenientesdo empirismo. Para Galliano (2005) o processo de acumulação e transmissão deconhecimentos por intermédio das pesquisas científicas, tem sido a mola propulsora daciência e do progresso material da humanidade até os dias atuais. Ainda Galliano (2005, p.19) afirma que “a informação é necessária. E que todosnós enquanto civilizados somos resultantes do conhecimento acumulado”. Assim, os conhecimentos epistemológicos têm por objetivo, uma vez desenvolvidostanto por filósofos quanto por cientistas, evidenciar os meios do conhecimento científico,elucidar os objetos a que se aplicam e fundamentar a validade deste conhecimento, pormeio de um estudo crítico e descritivo dos princípios, das hipóteses, do processo e dosresultados das diversas ciências. “A epistemologia estuda, portanto, a investigaçãocientífica e seu produto, o conhecimento científico” (KOCHE, 2005, p.15). A palavra conhecimento supõe a existência de campos como do conhecimentovulgar, científico, filosófico e teológico. Atentaremos, neste trabalho, para o conhecimentocientífico, com um olhar mais aprofundado ao modo pelo qual o pesquisador se utiliza para
  25. 25. 24conseguir, sistematicamente por meio da investigação científica, responder, descobrir e/oucompreender novos fatos. O conhecimento científico resulta de uma investigação metódicae sistemática da realidade na qual ele transcende os fatos e os fenômenos em si mesmos,analisa-os para assim descobrir suas causas e concluir as leis gerais que os regem(GALLIANO, 2005). Para Galliano (2005), embora o conceito de conhecimento tenha sofridomodificações com o passar do tempo, partindo-se desde a antiguidade vindo até os diasatuais, o processo evolutivo da ciência tem hoje conhecimentos mais desenvolvidos eexatos que o de antigamente e assim ele define o que é conhecer: Em linhas gerais, conhecer é estabelecer uma relação entre a pessoa que conhece e o objeto que passa a ser conhecido. No processo de conhecimento, quem conhece acaba por, de certo modo, apropriar-se do objeto que conheceu. De certa forma, “engole” o objeto que conheceu. Ou seja, transforma em conceito este objeto reconstitui-o em sua mente. O conceito, no entanto, não e o objeto real, não é a realidade, mas apenas uma forma de conhecer (ou conceber, ou conceituar) a realidade. O objeto real continua existindo como tal, independentemente do fato de o conhecermos ou não. (GALLIANO, 2005, p. 17). O conjunto de conhecimentos que têm por objeto o conhecimento científico,visando a explicar os seus condicionamentos sejam eles técnicos, históricos, ou sociais,sejam lógicos, matemáticos, ou linguísticos, buscam por sua vez sistematizar as suasrelações, esclarecer os seus vínculos, e avaliar os seus resultados e aplicações. Dai,percebemos um pouco sobre o caráter empírico da ciência definida por Kerlinger: A ciência é um empreendimento exclusivamente relacionada com o conhecimento e compreensão dos fenômenos naturais. Os cientistas querem saber e entender as coisas. Eles querem ser capazes de dizer se fazer tal e tal, então assim e assim vai acontecer. [...] Em suma, eles querem "entender" como fenômenos psicológicos, sociológicos e educacionais estão relacionados. (KERLINGER, 1979, p.3). (tradução nossa)4 Mas, antes de qualquer coisa é preciso aqui definir melhor o que seria o “empírico”da ciência, isto é, da pesquisa científica, uma vez que este trabalho apoiar-se nesteconhecimento; para tanto Kerlinger (1979) afirma que:4 Science is an enterprise exclusively concerned with knowledge and understanding of natural phenomena.Scientists want to know and understand things. They want to be able to say if we do such-and-such, then so-and-so will happen. […] in short, they want to “understand” how psychological, sociological, and educationalphenomena are related. (KERLINGER, 1979, p.3).
  26. 26. 25 Maior parte da ciência comportamental moderna é caracterizada por uma forte abordagem e atitude empírica. Infelizmente, a palavra "empírico" tem sido usado de duas maneiras, que são bastante diferentes em significado. Em um deles, "empírico" significa guiado pela experiência prática e da observação e não pela ciência e pela teoria. Esta é uma visão pragmática, que diz que, se funciona, é certo. Não importa os motivos, o que conta é que ele funciona. Este não é o significado de "empírica", usado pelo cientista (embora os cientistas não sejam pragmáticos). Para o cientista "empirismo" significa os meios guiados por provas obtidas em sistemática e controlada pesquisa científica. (KERLINGER, 1979, p.11). (tradução nossa)5 A natureza da pesquisa científica navega por muitos conhecimentos humanos de talmodo que preza na maioria das vezes pela objetividade daquilo que julgamos ter sidoobservado ou que tenha sido feito dentro da pesquisa. Podemos dizer que o conhecimento éa apropriação do objeto pelo pensamento, como quer que se conceba essa apropriação:como definição, como percepção clara, apreensão completa ou análise. A definição exata de pesquisa é algo bastante divergente entre muitos teóricos.Entretanto nos atemos a definição dada por Marcone e Lakatos (2002), que afirmam: O significado da palavra parece ser muito claro, ou, pelo menos, não é unívoco, pois há vários conceitos sobre pesquisa, nos diferentes campos do conhecimento humano. [...] o ponto de partida da pesquisa encontra-se no problema que se deverá definir, examinar, avaliar, analisar criticamente, para depois encontrar-se uma solução (ASTI VERA, 1979, apud MARCONE E LAKATOS, 2003, p.15). Ao compreender a necessidade de atribuir à pesquisa científica um método para arealização do procedimento teórico e prático na tentativa de elucidar um dado problema,faz-se pertinente expor uma definição cabível do que venha a ser o método dentro da áreadas ciências humanas. Na Grécia antiga methodos significava “caminho para chegar a um fim”. Com o passar do tempo essa significação generalizou-se e o termo passou a ser empregado também para expressar coisas, como “maneira de agir”, “tratado elementar”, “processo de ensino” etc. isso, porém, não impediu que conservasse sua validade com o significado de “caminho para chegar a um fim”, precisamente a acepção que nos interessa. [...] o método é um conjunto de etapas, ordenadamente dispostas, a serem vencidas na investigação da verdade, no estudo de uma ciência ou para alcançar determinado fim. (GALLIANO, 1986, p.5).5 Most of modern behavioral Science is characterized by a strong empirical attitude and approach.Unfortunately, the word “empirical” has been used in two ways that are quite different in meaning. In one,“empirical” means guided by practical experience and observation and not by science and theory. This is apragmatic view which says that if it works it is right. Never mind the reasons; what counts is that it works.This is not the meaning of “empirical” as used by scientist (though scientists are not unpragmatic). For thescientist “empirical” means guided by evidence obtained in systematic and controlled scientific research.(KERLINGER, 1979, p.11).
  27. 27. 263.2 Método Este trabalho pretendeu realizar uma análise de como os profissionais de ensino delíngua inglesa podem desenvolver a oralidade com o uso das ferramentas síncronas daInternet: Sharedtalk e Skype Para tanto, adotamos como método o estudo de caso, que éutilizado em muitas situações, para contribuir com o conhecimento que temos dosfenômenos individuais, organizacionais, sociais, políticos e de grupo, além de outrosfenômenos relacionados. O trabalho será realizado a partir de uma revisão de literatura para a fundamentaçãoteórica. Alguns autores como Brunner (1999), Castells (1999, 2000), Coscarelli (2003,2005), Kerlinger (1979), Laville & Dionne (1999), Marconi e Lakatos (2002), Nonato(2006), Paiva (1996), Preto (1996) e Yin (2005) irão ajudar a embasar e definir estapesquisa ao decorrer do desenvolvimento de nosso trabalho. De acordo com Yin (2005), os estudos de caso representam a estratégia preferidaquando se colocam questões do tipo “como” e “por que”, quando o pesquisador tem poucocontrole sobre os acontecimentos e quando o foco se encontra em fenômenoscontemporâneos inseridos em algum contexto da vida real; sendo assim, ele é o métodoque melhor se adequa a nossa pesquisa para tentar responder ao questionamento de comoos recursos de comunicação síncrona da Internet podem ajudar no desenvolvimento daoralidade dos professores de língua inglesa da rede publica de ensino. Neste trabalho, iremos traçar um perfil dos professores com licenciatura em línguainglesa quanto às formas de utilização dos recursos de comunicação síncrona da Internet(Sharedtalk e Skype) e também examinar com que frequência estes sujeitos da pesquisafazem uso dos recursos de comunicação, para assim compreendermos algumas possíveisvantagens e desvantagens desses recursos. Iremos nos basear nas vivências e relatos dosprofessores para desta maneira poder desenvolver um estudo de caso, já que este tipo deestudo busca responder questões sobre fenômenos contemporâneos inseridos num contextoda vida real (YIN, 2005 apud VENTURA, 2007). O método de estudo de caso representa, segundo Yin (2001), uma investigaçãoempírica e compreende um método abrangente, com a lógica do planejamento, da coleta eda análise de dados. Dentro da modalidade de estudo de caso pode-se incluir tanto estudosde caso único quanto múltiplos; como nosso trabalho irá abordar múltiplas realidades seráaplicado o estudo de vários casos por entendermos que o mesmo envolve coleta de dados
  28. 28. 27em profundidade e múltiplas fontes de informação em um contexto. Como numa pesquisapodem ser aplicados dois tipos de abordagens: quantitativas e qualitativas neste trabalhoadotaremos ambas. Por esta razão, pretendemos utilizar este método para compreender oobjeto da nossa pesquisa, bem como mostrar, mediante a aplicação e análise de dados, apotencialidade presente nos recursos de comunicação síncrona da Internet; Sharedtalk eSkype. Como o presente trabalho se configura como um estudo de caso, este será, então,dividido em três fases: a primeira será voltada para a coleta de dados mediante aplicaçãode um questionário objetivo contendo 10 questões, destinado aos docentes da rede públicade ensino. O objetivo é verificar como os recursos de comunicação síncrona da Internetestão sendo utilizados, com que frequência, e o porquê. A segunda fase será a análise dosdados obtidos com a aplicação do questionário. Finalmente, a terceira fase consistirá nainterpretação sistemática dos dados dos resultados para assim podermos refletir sobre aimportância e sobre as vantagens e desvantagens do uso destes recursos tecnológicos daInternet para o desenvolvimento da habilidade oral em língua inglesa. Buscamos, neste trabalho, realizar um estudo de caso com os 10 (dez) professoresde língua inglesa de 3 (três) escolas da rede pública de ensino da cidade de Conceição doCoité, sendo elas o Colégio Estadual Durval da Silva Pinto, o Colégio Polivalente deConceição do Coité e o Colégio Estadual Professora Olgarina Pitangueira Pinheiro. Aproposta metodológica tem o intuito de analisar como os recursos de comunicação síncronada Internet podem ajudar no desenvolvimento da oralidade dos professores em línguainglesa. A pesquisa justifica-se pela necessidade de mostrar como o Sharedtalk e Skypepodem auxiliar no desenvolvimento da oralidade de professores de língua inglesa. AInternet por estar disseminada em todas as entranhas da sociedade moderna torna-se algoacessível e viável para os docentes através de ferramentas que são capazes de auxiliar noprocesso de ensino/aprendizagem de uma segunda língua (neste caso o inglês). Acomunicação através da Internet de forma simultânea é algo que se tornou comum ebastante utilizado por diversas pessoas de várias partes do mundo, por transcender oslimites espaço-temporais. Faz-se necessário, à medida que destacamos as potencialidades do Sharedtalk eSkype para fins didáticos, a realização de uma análise mais detalhada de como estes
  29. 29. 28recursos podem vir a contribuir para o desenvolvimento da oralidade dos professores delíngua inglesa da rede pública de ensino. Trabalhos de finalidade acadêmica como é o nosso, buscam responder a umquestionamento para daí então constatar ou não aquilo que inquieta o pesquisador. O nossoproblema de pesquisa resulta em analisar como os recursos de comunicação síncrona daInternet podem ajudar o docente de língua inglesa a desenvolver a competência oral.Esclarecemos melhor o que é o problema de pesquisa na fala de Laville e Dionne (1999)quando afirmam que um problema de pesquisa é um problema! Pois a mente humana é, em geral, bastante sábia para não se inquietar inutilmente. [...] o que mobiliza a mente humana são problemas, ou seja, a busca de um maior entendimento de questões postas pelo real, ou ainda a busca de soluções para problemas nele existentes, tendo em vista a sua modificação para melhor. Para aí chegar, a pesquisa é um excelente meio. (LAVILLE; DIONNE, 1999 p.85). Para corroborar com a afirmação anterior em relação ao problema numa pesquisacientífica Kerlinger afirma que: De um modo geral, um problema é uma questão que afirma uma situação que necessita de discussão, investigação, decisão ou solução. Embora esta definição geral transmita um significado que a maioria de nós pode compreender, é insatisfatória para fins científicos porque não é definitiva suficiente. Não diz nem implica que os pesquisadores devem fazer para responder à pergunta dos estados- problema. Uma definição mais satisfatória é: Um problema é uma questão que pergunta como as variáveis estão relacionadas. (KERLINGER, 1979, p.31). (tradução nossa)6 Daí, para tentarmos responder ao problema da pesquisa, utilizamos questionáriospor serem estes instrumentos privilegiados de sondagem, propriamente utilizados pelasciências humanas, conforme demostra Laville e Dionne (1999), para interrogar osindivíduos que compõem essa amostra. A abordagem mais usual consiste em preparar umasérie de perguntas sobre o tema visado, perguntas escolhidas em função da hipótese. Paracada uma dessas perguntas oferece-se aos interrogados uma opção de respostas, definida apartir dos indicadores, pedindo-lhes que assinalem a que corresponde melhor à sua opinião.6 In a general sense, a problem is a question that states a situation needing discussion, inquiry, decision, orsolution. While this general definition conveys a meaning that most of us can understand, it is unsatisfactoryfor scientific purposes because it is not definite enough. It does not say or imply what researchers must do toanswer the question the problem states. A more satisfactory definition is: A problem is a question that askshow variables are related. (KERLINGER, 1979, p.31).
  30. 30. 29 O questionário em seguida será distribuído por meio de papel impresso contendo asperguntas destinadas aos professores, que irão responder e depois irão devolver aoexpedidor. Através da aplicação do questionário impresso conseguiremos alcançar deforma rápida e simultânea um grande número de pessoas. O que nos facilitará acompilação e a comparação das respostas escolhidas e nos permitirá recorrer ao aparelhoestatístico quando chegar o momento da análise.3.2.1 Do Problema Como os recursos de comunicação síncrona da Internet podem ajudar o docente delíngua inglesa a desenvolver a sua competência oral?3.2.2 Do Objetivo Geral Analisar a utilização dos recursos de comunicação síncrona da Internet porprofessores de língua inglesa da cidade de Conceição do Coité – BA para odesenvolvimento da competência oral.3.2.3 Dos Objetivos Específicos  Definir o perfil dos professores de língua inglesa da rede publica de ensino que utilizam os recursos de comunicação síncrona da Internet;  Examinar a frequência com que os docentes de língua inglesa utilizam os recursos de comunicação síncrona da Internet para aprimorar a oralidade em língua inglesa;  Analisar as vantagens dos recursos de comunicação síncrona da Internet que são utilizados pelos professores de língua inglesa com o intuito de adquirir a proficiência oral.3.2.4 Locus Os loci desta pesquisa foram os colégios estaduais situados na cidade de Conceiçãodo Coité na Bahia. Os dados adquiridos destes locais, onde será realizada a pesquisa sãobaseados e disponibilizados pelas direções na qual que por sua vez legitimam a quantidadereal de professores nomeados mediante concurso público Estadual e a quantidade de alunos
  31. 31. 30matriculados como também seus respectivos endereços. O primeiro é o Colégio EstadualDurval da Silva Pinto localizado no centro da cidade na Rua Leopoldino Ramos, nº385 quepossui atualmente três (3) professores licenciados em Inglês e contem aproximadamentequinhentos e dez (510) alunos, o segundo será o Colégio Polivalente de Conceição doCoité localizado no centro da cidade na Rua Bailon Lopes Carneiro s/n que possuiatualmente no seu quadro de professores quatro (4) com licenciaturas em língua inglesacom aproximadamente mil e cem (1100) aluno se por último faremos a pesquisa noColégio Estadual Professora Olgarina Pitangueira Pinheiro localizado na Rua MaximinoMadureira, nº 291 que possui dois (2) professores de língua inglesa licenciados comaproximadamente mil (1000) alunos. Os colégios foram escolhidos primeiramente porpertencerem à rede publica de ensino estadual, como também por serem colégios de altoporte quanto à capacidade de alunos e por último por possuírem professores devidamentelicenciados em língua inglesa lecionando nas suas dependências.3.2.5 Os Sujeitos Os sujeitos desta pesquisa foram os professores com licenciatura em língua inglesade 3 (três) escolas públicas Estaduais anteriormente citadas da cidade de Conceição doCoité. Foram selecionados os docentes destas escolas pelo fato dos mesmos possuíremlicenciatura em língua inglesa e por estarem em exercício da função.3.2.6 Instrumentos Esta pesquisa buscou questionar os docentes em exercício de língua inglesa atravésde questionário impresso. Questionaremos como os mesmos veem a possibilidade dedesenvolver a oralidade em língua inglesa através do uso de recursos síncronos da Internet,o que pode contribuir para a transmissão de input mais compreensível para seus alunosdentro da sala de aula através da comunicação oral. Será aplicado somente aos professorescom licenciatura em língua inglesa um questionário impresso, contendo a principio 10(dez) perguntas, sendo elas todas objetivas de múltiplas escolhas com o intuito de constatarou não a eficácia do uso dos recursos de comunicação síncrona da Internet SharedTalk eSkype no desenvolvimento da oralidade. Para dar sustentação à utilização do questionáriona nossa pesquisa citamos a fala de (LAVILLE; DIONNE, 1999 apud NONATO, 2006):
  32. 32. 31 Para coletar informações a propósito de fenômenos humanos, o pesquisador pode, segundo a natureza do fenômeno e a de suas preocupações de pesquisa, ou consultar documentos sobre a questão, ou encontrar essa informação observando o próprio fenômeno, ou ainda interrogar pessoas que o conhecem. (p. 137). Uma vez que optaremos pela utilização do questionário impresso e referênciasbibliográficas para realizar a nossa pesquisa compreendemos que nem tudo aquilo orapesquisado terão total relevância na construção do trabalho. De acordo com Yin (2005): Os procedimentos utilizados para coletar cada tipo de evidências devem ser desenvolvidos e administrados independentemente, a fim de garantir que cada fonte seja adequadamente utilizada. Nem todas as fontes serão importantes para todos os estudos de caso. (YIN, 2005, p.124). Demos início à pesquisa, isto é, iniciamos o processo de coleta de dados através dosquestionários impressos no período a partir da data vinte de Agosto do corrente ano. Nesteperíodo visitamos as três escolas para assim aplicar o questionário impresso aos dezdocentes de língua Inglesa. Logo após a aplicação do questionário impresso realizamos aanálise dos dados de forma minuciosa para que ao término pudéssemos evidenciar deforma positiva ou não as nossas suspeitas quanto à eficácia do uso dos recursos decomunicação síncrona da Internet em prol do desenvolvimento da competência oral dosprofessores de língua inglesa da rede publica de ensino da cidade de Conceição do Coité. Uma vez concluída a análise dos dados demos início a confecção dos demaiscapítulos da monográfica juntamente com o resultado da analise de dados. Por fim,fizemos a revisão final do texto no que se refere a conteúdos gramaticais e realizamos aapresentação de todo o trabalho ao término do semestre letivo de acordo com odepartamento de educação.
  33. 33. 324 ANÁLISE DE DADOS Este capítulo tem como finalidade a análise de dados levantados, com objetivo deidentificar e apontar os benefícios que os recursos de comunicação síncrona da Internet:Sharedtalk e Skype podem proporcionar para o desenvolvimento da oralidade dos docentesde língua inglesa. Assim, analisamos sobre a importância do seu uso no processo deensino/aprendizagem como também as habilidades que foram mais desenvolvidas. Alémdisso, buscou-se entender como o Sharedtalk e Skype ou demais recursos tecnológicosajudaram os docentes de maneira geral a adquirir um grau de proficiência maior (naoralidade). Também foram analisadas as diferenças e entraves notados quanto adisponibilidade de tempo dos docentes para o uso destes recursos, percebidas no usoformal e informal da língua inglesa.4.1 Perfis dos Entrevistados Os entrevistados foram docentes com habilitação em língua inglesa, em exercícioda função, na modalidade efetiva. Professores de ambos os sexos responderam oquestionário objetivo contendo dez questões sobre a utilização dos recursos decomunicação síncrona da Internet em prol do desenvolvimento da oralidade. Todos osdocentes entrevistados possuem carga horaria mensal igual ou superior a vinte horas, o queacabou influenciando na resposta do questionário. Pois, dentro das principais queixasapresentadas pelos mesmos foi à falta de tempo para desenvolver a oralidade através daInternet.4.1.1 Importância da utilização do SharedTalk e Skype no processo deensino/aprendizagem de LI As ferramentas de comunicação síncrona da Internet devem ser percebidas pelosdocentes de língua inglesa como recursos de auxílio para as suas aulas. Estes recursospodem vir a ser utilizados direta ou indiretamente pelos profissionais, diretamente seria aforma pratica isto é, a utilização as mesmas dentro ou fora do âmbito escolar. Por outrolado, já o uso indireto seria os ganhos obtidos através do uso destes recursos econsequentemente uma melhora na competência linguística do docente, o que resultaria
  34. 34. 33num feedback positivo para seus alunos, pois assim os mesmos teriam um docente comdomínio maior da língua que leciona.4.2 Melhorias da oralidade em língua inglesa Através do uso frequente dos recursos Sharedtalk e Skype é possível que osaprendizes/falante de uma língua estrangeira ou segunda língua desenvolva a suaproficiência linguística. À medida que o uso torna-se frequente o individuo vai adquirirnovos vocábulos e estruturas linguísticas mediante a interação com outros falantes. Estatroca de informações é importante para que seja construída uma base linguística capaz delevar o aprendiz a compreender e se fazer compreendido ao conversar com outras pessoas. Uma vez que o individuo esta praticando o uso da língua com outros falantes, eleestará apto a identificar falhas na conversação e assim melhorar o seu desempenhogradativamente com outros falantes da língua alvo. O nível almejado por boa parte dosaprendizes de línguas que utilizam os recursos de comunicação síncrona da Internet paradesenvolver a oralidade é o ‘native speaker’, isto é, nível do falante nativo, e para isso é defundamental importância que o aprendiz possa ter acesso ao insumo linguístico que falantenativo possui para assim se assemelhar o desempenho. Desta maneira estes recursos sãocapazes de ampliar consideravelmente o universo linguístico de cada aprendiz mediante assuas opções que se adequam a cada usuário e para cada finalidade.4.3 As vantagens e desvantagens do uso dos recursos de comunicação síncrona da Internet Uma das principais vantagens de utilizar os recursos de comunicação síncrona daInternet para fins didáticos é o fato de o aprendiz poder esta “livre” para realizarconversações com outros falantes e/ou aprendizes da língua em questão a partir dautilização de um computador. Ao romper a barreira espaço-temporal estes recursosproporcionam uma autonomia maior para o processo de ensino/aprendizagem de línguas. Oque se torna uma comodidade poder escolher como, quando e onde dar inicio a interaçãocom outros usuários conectados a Internet. Como a maioria dos recursos disponibilizados pela Internet com a finalidade decomunicação simultânea são ofertados de forma gratuita, torna-se relativamente vantajosoo uso destas ferramentas. A variedade também é um outro ponto positivo, pois os
  35. 35. 34aprendizes podem escolher entre vários recursos, que embora possam possuircaracterísticas semelhantes, mas que possuem por mais minúsculas que sejam em suasingularidade diferentes interfaces e recursos. As desvantagens contidas nestes recursos de comunicação síncrona da internet sãoapontadas como fatores impeditivos para o processo de ensino/aprendizagem de línguas.Embora boa parte da população mundial possuam computadores conectados a Internet,sabemos que para a utilização destes recursos de comunicação síncrona da internet ofalante e/ou aprendiz de uma língua na condição de usuário é obrigado e possuir todos osrequisitos considerados mínimos para poder usufruir destes recursos. O uso demasiadodestes recursos podem levar os usuários a tornarem-se sedentários, uma vez que sãoobrigados a estarem em frente a uma tela do computador para assim poderem realizar o atocomunicativo com outras pessoas. A interação simulada mediante estes recursos de comunicação pode levar aousuário a desenvolver o desinteresse social de se relacionar com outras pessoaspessoalmente. Ao dar início a análise dos dados através do questionário aplicado aos docentes detrês instituições de ensino público estadual da cidade de Conceição do Coité - Bahia, é quepoderemos constatar ou não a nossa hipótese quanto às potencialidades das ferramentas decomunicação síncrona da Internet. Na primeira questão perguntamos aos docentes delíngua inglesa o seguinte: Você conhece e/ou utiliza algum recurso de comunicaçãosíncrona da Internet para aprimorar sua oralidade em língua inglesa com outros falantes? Eobtivemos o seguinte resultado, 70% dos docentes afirmaram conhecer ou utilizar e apenas30% disseram não conhecer ou utilizar os recursos de comunicação síncrona da Internetpara realizar conversações com outros falantes da língua inglesa.
  36. 36. 35Gráfico 1: Utilização dos recursos de comunicação síncrona da Internet. 30% Sim Não 70% Na segunda questão, relacionamos com a primeira e questionamos o seguinte:Quais são os principais recursos de comunicação síncrona da Internet que você conhece? Efoi obtido o seguinte resultado: 50% docentes afirmaram conhecer o Skype e 50% disseramconhecer Outros recursos de comunicação síncrona da Internet e nenhum dos docentesafirmou conhecer o Sharedtalk.Gráfico 2: Uso do Sharedtalk, Skype e Outros recursos de comunicação síncrona. 0% 50% 50% Sharedtalk Skype Outros Na questão de número 3 também relacionada as duas anteriores, questionamos aosdocentes: Com que frequência você conversa com outros falantes da língua inglesa atravésdos recursos de comunicação síncrona da Internet? Vimos que 2,20% responderam utilizartodo o dia, 1,10% respondeu utilizar uma vez por mês, 4,40% responderam que utilizamraramente, 3,30% responderam que nunca usam, e 0% afirmou utilizar uma vez porsemana.
  37. 37. 36Gráfico 3: Frequência de utilização dos recursos de comunicação síncrona da Internet . 0% 2, 20% Uma vez por Semana 3, 30% Todo dia 1, 10% Uma vez por mês Raramente Nunca 4, 40% Ao avançar para a questão de número quatro, questionamos os docentes de acordocom o que já havia sido respondido: caso utilize, a quanto tempo faz uso dos recursos decomunicação síncrona da Internet para fins didáticos? E apenas 50% docentesresponderam a esta pergunta, e 100% afirmaram que utilizam os recursos de comunicaçãosíncrona da Internet para fins didáticos entre 2 a 5 anos, os demais não alçaram nenhumadas alternativas existentes.Gráfico 4: Tempo de utilização dos recursos de comunicação síncrona da Internet. 0% 0% 1 ano 2-5 anos 6-10 anos mais de 10 anos 100% Na quinta questão perguntamos aos docentes: você acha que através da interaçãoentre aprendizes e/ou falantes da língua inglesa mediada pelos recursos de comunicaçãosíncrona da Internet é possível melhorar a pronúncia?
  38. 38. 37Gráfico 5: Importância da interação através dos recursos de comunicação síncrona daInternet para desenvolvimento da pronúncia. 0% Sim Não 100% Ao chegar à sexta pergunta fizemos o seguinte questionamento aos docentes: vocêacredita que é possível desenvolver a oralidade em língua inglesa com a utilização dosrecursos de comunicação síncrona da Internet: Sharedtalk e Skype? E obtivemosunanimidade, 100% dos docentes afirmaram que sim.Gráfico 6: Desenvolvimento da oralidade com o Sharedtalk e Skype. 0% Sim Não 100% Na sétima questão discutimos o seguinte: você recomendaria o uso dos recursos decomunicação síncrona da Internet para aprendizes de língua inglesa que desejamdesenvolver a oralidade? A resposta foi a mesma dada por todos os docentes, 100%afirmaram que sim.
  39. 39. 38Gráfico 7: Recomendação dos recursos de comunicação síncrona da Internet. 0% Sim Não 100% Ao chegar na questão de número 8 questionamos aos docentes: como você avalia autilização dos recursos de comunicação síncrona da Internet para fins didáticos? E 60%dos docentes responderam que consideram como ótimo, 40% responderam como bom, 0%respondeu como regular ou ruim.Gráfico 8: Avaliação dos recursos de comunicação síncrona da Internet para fins didáticos. 0% 0% 40% Ótimo Bom 60% Regular Ruim Na questão de numero 9 foi discutido o seguinte: dentre os recursosdisponibilizados de comunicação síncrona da Internet para a prática da língua inglesa qualvocê obtém melhor aproveitamento? Dentre as múltiplas escolhas ( áudio, vídeo e texto) osdocentes responderam assim: 40% através de áudio,40% através de vídeo e 20% através detexto e um dos docentes não alçou nenhuma das alternativas.
  40. 40. 39Gráfico 9: Melhor aproveitamento dos recursos pelos docentes: áudio, vídeo ou texto. 20% 40% Áudio Vídeo Texto 40% Na ultima questão discutida com os docentes de língua inglesa, foi abordado aseguinte questão: você concorda que tanto o Sharedtalk quanto o Skype, pelo fato de seremrecursos de comunicação síncrona disponibilizados gratuitamente através da Internet,podem ser considerados uma alternativa para o ensino/aprendizagem da língua inglesa? Foiobtido o seguinte resultado, 90% dos docentes afirmaram que sim e apenas 10% disse nãoconcordar com os recursos de comunicação síncrona da Internet como uma alternativa.Gráfico 10: Recursos de comunicação síncrona da Internet como alternativa. 10% Sim Não 90% Assim, foi finalizado o nosso questionário contendo dez questões objetivasdestinadas aos docentes com habilitação em língua inglesa dos colégios estaduais da cidadede Conceição do Coité – Bahia. Todas as perguntas abordaram as potencialidades dosrecursos de comunicação síncrona da Internet em prol do desenvolvimento da oralidade
  41. 41. 40dos profissionais que estão diretamente envolvidos com a língua que lecionam em âmbitoescolar.
  42. 42. 415 CONSIDERAÇÕES FINAIS Após a realização da coleta de dados mediante o uso de questionários vamos tirar asconclusões finais referentes as potencialidades contidas nos recursos de comunicaçãosíncrona da Internet: Sharedtalk e Skype. Consideramos importante este estudo realizadocom docentes de língua inglesa, pois sabemos que as tecnologias da informação ecomunicação hoje são integradas a inúmeras atividades do cotidiano tanto de docentescomo também de discentes de diferentes graus. Para tanto, desenvolvemos nosso trabalhode pesquisa tentando responder a seguinte problemática: como os recursos de comunicaçãosíncrona da Internet podem ajudar o docente de língua inglesa a desenvolver a suacompetência oral? Atribuímos um enfoque maior a dois recursos: o Sharedtalk e Skype,ambos com características similares no que diz respeito à disponibilidade de comunicaçãosimultânea entre os falantes. Outro aspecto importante contido nestes dois recursos é odesenvolvimento direto da habilidade oral, embora devamos ressaltar que as demaishabilidades também são comtempladas com o uso destas ferramentas. Vale ressaltar que muitos são os entraves que dificultam ou impossibilitam o usodos recursos de comunicação síncrona da Internet por parte dos docentes de língua inglesa,dentre eles a sua carga horária excessiva na maioria das vezes. Mas um outro problemagravíssimo que foi levantado por alguns docentes é a desmotivação quanto a prática dalíngua inglesa na modalidade oral, sejam em âmbito escolar com alunos ou colegas detrabalho ou até mesmo fora da escola, fator este que predomina negativamente nodesenvolvimento da oralidade em língua inglesa. Os parâmetros curriculares nacionais (PCNs) também agem de modo nãomotivacional, uma vez que não contemplam o desenvolvimento da habilidade oral econcentra-se apenas no desenvolvimento da habilidade da leitura do alunado do ensinofundamental e médio. Restringindo assim drasticamente e limitando os docentes quanto aouso da língua de forma oral com seus alunos. O trabalho mostrou que embora os docentes possuam dificuldades em conciliartempo e motivação para utilizar os recursos de comunicação síncrona da Internet, elessabem da importância destas ferramentas no processo de expansão de input linguístico. Assim, chegamos a conclusão de que todos docentes reconhecem o potencialexistente nas tecnologias da informação e comunicação como também sabem que elas porsi só não irão possibilitar o desenvolvimento da oralidade em língua inglesa, e que é
  43. 43. 42preciso uma dedicação e doação do docente para que o desenvolvimento linguístico ocorra.Portanto, tanto o Sharedtalk e Skype podem auxiliar no desenvolvimento da oralidade dosdocentes de língua inglesa através da interação que os mesmo mediam através da Internetrompendo significativamente as barreiras espaço-temporal que às vezes separam osfalantes de uma língua. Isso possibilita a aquisição de novos vocábulos e a correção dos jáfossilizados dentro do sistema linguístico de cada falante.
  44. 44. 43 REFERÊNCIASASTI VERA, Armando, Metodologia da pesquisa científica 5 ed. Porto Alegre: Globo,1979.ALMEIDA, Patrícia Vasconcelos; MELO, Pamela Aparecida. Internet em benefício daaprendizagem autônoma de língua inglesa. Curitiba, UFLA 2011.BESSA, Fátima. Abordagem Crítica à Tecnologia Educativa Universidade do Minho:Mestrado em Tecnologia Educativa, 2007. Disponível em:http://adm2011.webs.com/documents/galaxia_internet.pdf acessado em: 17 de Janeiro de2012BEZERRA, Isabel Cristina Rangel Moraes Aquisição de segunda língua de umaperspectiva lingüística a uma perspectiva social. São Gonçalo, UERJ, 2003.BOCK, Ana Mercês Bahia. Psicologias: uma introdução ao estudo de psicologia 14 ed.São Paulo: Saraiva, 2008.BRASIL. Conselho Federal de Psicologia: Mídia e psicologia: produção de subjetividadee coletividade Brasília: Conselho Federal de Psicologia, 2009.BROWN, H. Douglas. Principles of language learning and teaching 5 ed. New York:Pearson Education, 2007.BRUNNER, Cornelia. The new media literacy handbook: an educator’s guide tobringing new media into the classroom. United States of America: First Anchor BooksEdition, 1999.CASTELLS, Manuel. A galáxia da internet: reflexões sobre a internet, os negócios e asociedade tradução de Maria Luiza X. de A. Borges; revisão técnica, Paulo Vaz. Rio deJaneiro, Jorge Zahar Ed., 2003.____________. A galáxia da internet - Reflexões sobre a internet, os negócios e asociedade tradução de Maria Luiza X. de A. Borges, Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed.,2003.Disponível em:http://books.google.com.br/books?id=nCKFFmWOnNYC&printsec=frontco ver&hl=pt-BR&source=gbs_ge_summary_r&cad=0#v=onepage&q&f=false acessado em: 18 deJaneiro de 2012____________. A sociedade em rede tradução Roneide Venâncio Majer; atualização pra6ª edição: Jussara Simões. São Paulo: Paz e Terra, 1999.CELCE-MURCIA, Marianne; OLSHTAIN, Elite. Discourse and context in languageteaching – A guide for language teachers New York: Cambridge University Press: 2000.COSCARELLI, Carla; RIBEIRO, Ana Elisa. Letramento digital: aspectos sociais epossibilidades pedagógicas Belo Horizonte: Ceale; Autêntica, 2005.
  45. 45. 44FERRAZ, Obdália; TARSO, Paulo de. Manual para elaboração de trabalhosacadêmicos. Conceição do Coité: UNEB, 2008.FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Dicionário Aurélio. 3 ed. Rio de janeiro:Editora Nova Fronteira, 1999. GALLIANO, A. Guilherme. O método científico: teoria e prática. São Paulo: Harbra,1986.GOUGH, Michael. Skype me. Rockland, MA: Syngress Pulbilshing,2006.HARMER, Jeremy The practice of English Language Teaching 4 ed. Longman,England, 2007.HEBERLE, Viviana Maria. Aspectos de Teorias de Aquisição de uma Segunda Línguae o Ensino de Línguas Estrangeiras Rio de Janeiro: UFSC, 1997.Disponível em: http://www.nuspple.cce.ufsc.br/teoricos_teorias_de_aquisicao.htmacessado em: 19 de Fevereiro de 2012.HESSEN, Johannes. Teoria do Conhecimento. São Paulo: Martins Fontes, 2000.KERLINGER, Fred N. Behavioral Research: A Conceptual. Approach. New York:Holt,. Rinehart, and Winston, 1979.KOCHE, José Carlos. Pesquisa científica: critérios epistemológicos Caxias do Sul:EDUCS, 2005.LAVILLE, Christian; DIONNE, Jean. A construção do saber: manual de metodologia dapesquisa em ciências humanas. Tradução de Heloísa Monteiro e Francisco Settineri. PortoAlegre: Artmed; Belo Horizonte: Editora UFMG, 1999.MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Técnicas de Pesquisa. 5 ed SãoPaulo, Atlas, 2002.NONATO, Emanuel do Rosário Santos. A formação do hiperleitor: características doprocesso de desenvolvimento da autonomia e emancipação crítica do aluno-hiperleitor.Dissertação (Mestrado em Educação e Contemporaneidade) – Departamento de EducaçãoI,Universidade do Estado da Bahia, Salvador: UNEB, 2006.PRETO, Nelson De Luca. Uma escola sem/com futuro Campinas, SP: Papirus, 1996.SILVA, Ludimília Souza da. O blog e a autonomia no ensino/aprendizagem de inglêscomo língua estrangeira: Um estudo em um turma do curso de letras da faculdadeUNIME - Salvador, UFBA, 2009.YIN, Robert K Estudo de caso: planejamento e métodos. Tradução de Daniel Grassi. 3 ed.Porto Alegre: Bookman, 2005.
  46. 46. 45 APÊNDICE A – QUESTIONÁRIOUniversidade do Estado da Bahia – UNEBDepartamento de Educação – CAMPUS XIVCurso de Letras – Licenciatura em Língua InglesaDisciplina – Trabalho de Conclusão de Curso II – TCC IIDocente: Ludimilia Souza da SilvaDiscente: Marcus Joanes Cruz Souza Questionário 1. Você conhece e/ou utiliza algum recurso de comunicação síncrona da internet para aprimorar sua oralidade em língua inglesa com outros falantes? ( ) Sim ( ) Não 2. Quais são os principais recursos de comunicação síncrona da internet que você conhece? ( ) Sharedtalk ( ) Skype ( ) Outros 3. Com qual frequência você conversa com outros falantes da língua inglesa através dos recursos de comunicação síncrona da Internet? ( ) Uma vez por semana ( ) Todo dia ( ) Uma vez por mês ( ) Raramente ( ) Nunca 4. Caso utilize, a quanto tempo faz uso dos recursos de comunicação síncrona da internet para fins didáticos? ( ) 1 Ano ( ) 2-5 Anos ( ) 6-10 Anos ( ) Mais de 10 Anos 5. Você acha que através da interação entre aprendizes e/ou falantes da língua inglesa mediada pelos recursos de comunicação síncrona da Internet é possível melhorar a pronúncia? ( ) Sim ( ) Não

×