At2 8º ano gabarito

3,247 views
3,210 views

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
3,247
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
16
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

At2 8º ano gabarito

  1. 1. AT2 – 8ºs 20 PONTOS<br />Texto 1 <br />JEITO DE SER <br />Existe uma coisa difícil de ser ensinada e que, talvez por isso esteja cada vez mais rara: a elegância do<br />comportamento. É um dom que vai muito além do uso correto dos talheres e que abrange bem mais do que dizer<br />um simples obrigado diante de uma gentileza. É a elegância que nos acompanha da primeira hora da manhã até a hora de dormir e que se manifesta nas situações mais prosaicas, quando não há festa alguma nem fotógrafos por perto. É uma elegância desobrigada. É possível detectá-la nas pessoas que elogiam mais do que criticam. Nas pessoas que<br />escutam mais do que falam. E quando falam, passam longe da fofoca, das pequenas maldades ampliadas no boca a boca. É possível detectá-la nas pessoas que não usam um tom superior de voz ao se dirigir a frentistas. Nas pessoas que evitam assuntos constrangedores porque não sentem prazer em humilhar os outros. É possível detectá-la em pessoas pontuais. Elegante é quem demonstra interesse por assuntos que desconhece, é quem presenteia fora das datas festivas, é quem cumpre o que promete e, ao receber uma ligação, não recomenda à secretária que pergunte antes quem está falando e só depois manda dizer se está ou não está.<br />Oferecer flores é sempre elegante. É elegante não ficar espaçoso demais. É elegante não mudar seu estilo apenas para se adaptar ao de outro. É muito elegante não falar de dinheiro em bate-papos informais. É elegante retribuir carinho e solidariedade. Sobrenome, joias e nariz empinado não substituem a elegância do gesto. Não há livro que ensine alguém a ter uma visão generosa do mundo, a estar nele de uma forma não arrogante. Pode-se tentar capturar esta delicadeza natural através da observação, mas tentar imitá-la é improdutivo. A saída é desenvolver em si mesmo a arte de conviver, que independe de status social: é só pedir licencinha para o nosso lado brucutu, que acha que com amigo não tem que ter estas frescuras. Se os amigos não merecem uma certa cordialidade, os inimigos é que não irão desfrutá-la. Educação enferruja por falta de uso. E, detalhe: não é frescura.<br /> Martha Medeiros<br />1) De acordo com o texto, a elegância: (0,5 pt)<br />(A) é o comportamento que se adquire pelos ensinamentos da escola<br />(B) é capturada apenas através da observação<br />(C) é determinada pelo status social<br />(D) faz parte da natureza contraditória do homem<br />(E) é um dom que se reflete no comportamento civilizado e ético<br />2) Os sufixos inhoinha nem sempre denotam diminutivo. Na palavra licencinha , o sufixo inha denota:(0,25 pt)<br />(A) arrogância<br />(B) menosprezo<br />(C) ironia<br />(D) gentileza<br />(E) afetividade<br />3) Justifique o acento das palavras elegância e possível. (0,5 pt)Paroxítona terminada em ditongo crescente e paroxítona terminada em “l”.<br />4) A palavra brucutu pode ser substituída, sem alteração de sentido por: (0,25 pt)<br />(A) sem caráter<br />(B) falso, desleal<br />(C) grosseiro, não civilizado<br />(D) fofoqueiro, bisbilhoteiro<br />(E) maldoso, malicioso<br />5) Na frase, “É elegante não mudar seu estilo apenas para se adaptar ao de outro”, o verbo mudar tem o sentido de modificar, transformar. Em outros contextos, porém, pode assumir significados diferentes. Assinale a alternativa em que esse verbo apresenta um significado diferente do que foi empregado na frase acima: (0,5 pt)<br />(A) ele foi obrigado a mudar de cidade<br />(B) daqui para frente tudo vai mudar<br />(C) só a educação pode mudar uma sociedade<br />(D) é bom mudar seu visual<br />(E) uma simples palavra pode mudar uma opinião <br />6) Assinale a alternativa que contenha uma palavra empregada em sentido conotativo: (0,5 pt)<br />(A) os inimigos é que não irão desfrutá-la<br />(B) é possível detectá-la em pessoas pontuais<br />(C) é elegante não mudar seu estilo apenas para se adaptar ao de outro<br />(D) educação enferruja por falta de uso<br />(E) é muito elegante não falar de dinheiro em bate-papos informais <br />7) Morfologicamente, as palavras difícil e uso são classificadas,respectivamente, como (0,5 pt)<br />(A) adjetivo e verbo<br />(B) adjetivo e substantivo<br />(C) substantivo e verbo<br />(D) adjetivo e advérbio<br />(E) substantivo e advérbio<br />8) Observe a frase: “Pode-se tentar capturar esta delicadeza natural através da observação,mas tentar imitá-la é improdutivo”. Assinale a alternativa em que a conjunção mas está corretamente substituída: (0,5 pt)<br />(A) pode-se tentar capturar esta delicadeza natural através da observação, entretanto tentar imitá-la é improdutivo<br />(B) pode-se tentar capturar esta delicadeza natural através da observação, portanto tentar imitá-la é improdutivo<br />(C) pode-se tentar capturar esta delicadeza natural através da observação e tentar imitá-la é improdutivo<br />(D) pode-se tentar capturar esta delicadeza natural através da observação, sendo que tentar imitá-la é improdutivo<br />(E) pode-se tentar capturar esta delicadeza natural através da observação, ainda que tentar imitá-la seja improdutivo<br />9. “...é quem cumpre o que promete.” A palavra “o” encontrada no texto refere-se a: (0,5 pt) promessa.<br />Fonte: Ministério da Saúde, disponível em www.saude.gov.br. Acesso em maio de 2011.<br />10. Com base no Texto 3, assinale a alternativa CORRETA. (0,5 pt)<br />A( ) O verbo da frase “Fale com seus vizinhos” está no modo imperativo.<br />B( ) Na frase “O Brasil conta com você”, o verbo é seguido por um objeto direto.<br />C( ) Em “se você agir”, a partícula se tem função reflexiva como no caso de lavou-se.<br />D( ) O verbo da frase “O Brasil conta com você” está no imperativo.<br />E( ) O pronome seus não tem referência explícita no texto. <br />11. Observe as frases abaixo, elaboradas de acordo com a campanha veiculada no Texto 3.<br />( ) Para que essa conscientização ocorra, espera-se que os brasileiros troquem informações<br />entre eles, principalmente, entre os vizinhos.<br />( ) Faça parte desse combate e ajude a acabar de vez com essa doença.<br />( ) O Ministério da Saúde lançou, nessa segunda-feira, a campanha contra a dengue.<br />( ) Afinal de contas, se cada um fizer a sua parte, a doença não se proliferará.<br />( ) O objetivo principal é conscientizar a população sobre o perigo dessa doença.<br />Numere as frases de forma que a sequência obtida constitua um parágrafo coeso e coerente. Em seguida, assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA, de cima para baixo. (0,5 pt)<br />A( ) 3, 5, 2, 4, 1<br />B( ) 3, 4, 1, 2, 5<br />C( ) 1, 3, 4, 5, 2<br />D( ) 2, 3, 4, 1, 5<br />E( ) 3, 4, 1, 5, 2 <br />12. Assinale a alternativa que completa corretamente as frases abaixo. (0,5 pt)<br />.......... do supermercado não estava se sentindo bem.<br />Ouvi .......... Caiuá FM uma entrevista com o Secretário da Saúde.<br />........... do Paraná é Curitiba.<br />(A) O caixa, na Rádio, O capital;<br />(B) O caixa, na Rádio, A capital;<br />(C) A caixa, no rádio, A capital;<br />(D) O caixa, no Rádio, O capital;<br />(E) A caixa, na Rádio, O capital.<br />13. Texto 2: A cobra e o vaga-lume. Era uma vez uma cobra que começou a perseguir um vaga-lume que só vivia para brilhar. Ele fugia rápido com medo da feroz predadora e a cobra nem pensava em desistir. Fugiu um dia e ela não desistia, dois dias e nada... No terceiro dia, já sem forças o vaga-lume parou e disse à cobra: - Posso fazer três perguntas? - Não costumo abrir esse precedente para ninguém mas já que vou te comer mesmo, pode perguntar... - Pertenço a sua cadeia alimentar ? - Não. - Te fiz alguma coisa? - Não. - Então por que você quer me comer? - PORQUE NÃO SUPORTO VER VOCÊ BRILHAR... <br />Lembre-se do que estudamos sobre conjunção coordenativa para identificar e explicar a falta de coesão na narração acima. (0,75 pt)<br />Preencha a tabela abaixo transcrevendo palavras do texto 2. (0,75 pt)<br />Eu queroTranscrevaHomônimo perfeitocobra...Homônimo imperfeito homógrafoForças ...Homônimo imperfeito homófonoÀ ...<br />Classifique as conjunções destacadas abaixo, usando este código: (a) aditiva (b) adversativa (c) conclusiva (d) alternativa. Indique a que não apresenta coesão. (0,1 cd = 1 pt + 0,5 = 1,5 pts)<br />1. Vamos sair e tomar um lanche. ( ) a2. Tentei chegar mais cedo mas não consegui. ( ) b 3. Ele conhece bem este assunto, no entanto ficou nervoso e errou muitas respostas. ( ) ( ) b/b sem coesão4. Você fez um excelente trabalho, portanto merece nota máxima. ( ) c5. Ele não foi á reunião nem mandou um representante. ( ) a6. Somos amigos, logo devemos nos ajudar uns aos outros. ( ) c7. No recreio, as crianças costumam brincar no jardim ou correr pelo pátio. ( ) d8. Ele não só dirigiu a pesquisa como também escreveu o relatório final. ( ) a9. Tentei chegar mais cedo, porém não consegui. ( ) b10. Ou saio eu, ou sai ele desta sala. ( ) d<br />Ligue as frases no exercício abaixo usando as conjunções dadas. Observe o sentido pedido em cada uma delas: Conjunções :e, nem, mas, porém, todavia, contudo, logo, então, portanto, pois, logo, embora, caso, pra que, à medida que, que (0,2 cd = 1 pt)<br />1) Ele era o artilheiro do time. Ele não marcou nenhum gol no campeonato. (adversativa)2) Ouvimos um ruído. Havia gente nos fundos da casa. (conclusiva)3) Devolva-me o livro. Estou precisando dele. (explicativa)4) Ele saiu. Eu cheguei. (aditiva)5) O dia está agradável. Devemos aproveitar o dia. (conclusiva) <br />

×