Your SlideShare is downloading. ×
Eleição presidencial 2002 - Brasil
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Eleição presidencial 2002 - Brasil

2,527
views

Published on

Rafael Arza …

Rafael Arza
Rafael Ribeiro
Sarah Ramos
Laercio Egidio

Published in: Education

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
2,527
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
17
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Marketing Político Rafael Arza Laércio Egidio Rafael Ribeiro Sarah Ramos Análise de campanha Presidencial Brasileira 2002
  • 2.
    • Governo anterior
      • - Duas eleições decididas em primeiro turno a favor de Fernando Henrique Cardoso (PSDB).
      • - Popularidade do governo corroída no segundo mandato, quando ocorreu em 1999 a crise cambial com a conseqüente desvalorização do Real e, em 2001, o racionamento de energia.
      • - De acordo com o Instituto Datafolha, em outubro de 2002 a avaliação positiva (“ótimo/bom”) do governo FHC era de 23%.
    • Expectativa dos eleitores
      • - O desejo de mudança estava claro pela liderança de Lula nas pesquisas de todos os institutos e na estratégia de todos os principais candidatos, inclusive, no candidato oficial do governo, José Serra, que não assumiu a sua condição de candidato governista.
    Cenário
  • 3.
    • Inicio da campanha – 10/8 a 05/10 de 2002 – HGPE (Horário Gratuito de Propaganda Eleitoral)
    Intenção de votos Fonte: IBOPE De 20 de agosto a 05 de outubro de 2002, Lula cresceu 11 pontos percentuais, Serra cresceu 8 pontos, Garotinho 4 pontos, em quanto Ciro Gomes teve uma queda de 18 pontos. Oscilação da pontuação dos candidatos no HGPE Candidato Oscilação no H.G.P.E. (20/08 a 4-5/10) Lula + 11 Ciro
    • 18
    Serra + 8 Garotinho + 4
  • 4.
    • Lula quase não foi atacado no do primeiro turno da eleição.
    • A disputa entre Serra e Ciro pelo segundo lugar, acabou polarizando toda a disputa naquele momento.
    • Na disputa com Ciro Gomes, a campanha de José Serra foi vitoriosa, pois conseguiu mostrar que o candidato era um político emocionalmente desequilibrado, inábil para negociar, que não conseguia explicar bem as suas propostas e se contradizia com freqüência.
    Primeiro Turno
  • 5. Propaganda Política Primeiro Turno
  • 6.
      • Distribuição do uso do tempo dos candidatos na televisão
    Fonte: TSE e Folha de S. Paulo (18/08/2002) HGPE Candidato Coligação Deputados Tempo Comerciais José Serra PSDB-PMDB 182 10,23 min 225 Lula PT-PL-PCdoB – PMN 80 5,19 min 115 Ciro Gomes PPS-PTB-PTD 59 4,17 min 93 Garotinho PSB-PST-PDC 19 2,13 min 49
  • 7.
      • - A cobertura pré-eleitoral dos quatros jornais no período analisado foi caracterizada, principalmente, por reportagens (textos informativos)
    • Noticiosa
      • - Pesquisa feita pelo Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro (IUPERJ), dos quatro principais jornais brasileiros – O Estado de São Paulo, Folha de São Paulo, O Globo e Jornal do Brasil.
    Cobertura da Mídia Freqüência Percentual Reportagem 12.729 57,0 Artigo assinado 682 3,1 Editorial 363 1,6 Coluna Assinada 3.649 16,3 Charge/Foto/Infográfico 3.465 15,5 Chamada primeira página 1.435 6,4 Total 22.323 100,00
  • 8.
    • - a cobertura temática durante o período foi predominantemente baseada em fatos cotidianos da campanha, como se o agendamento proposto pela mídia ao público ficasse restrito a própria agenda dos candidatos, reforçando o argumento de que a cobertura foi extremamente factual.
    Cobertura da Mídia Temática Freqüência Percentual Percentual Válido Campanha Eleitoral 18.622 83,4 88,9 Político-Institucional 429 1,9 2,0 Economia 835 3,7 4,0 Social 30 0,1 0,1 Infra-estrutura e meio ambiente 5 0 0 Violência e segurança 26 0,1 0,1 Ético moral 839 3,8 4,0 Internacional 55 0,2 0,3 Outros 100 0,4 0,5 Total 20.941 93,8 100,00
  • 9.
    • Carta ao povo Brasileiro
    • - No mês de junho de 2002, foi divulgado um texto que teve como título “Carta ao Brasileiros”, assegurando que em caso de vitória, o PT respeitaria os contratos nacionais e internacionais.
    • - Trinta e um dia após a divulgar a “Carta ao povo brasileiro”, foi lançado um novo documento que teve como tema o compromisso com a soberania, o emprego e a segurança do povo brasileiro, que trazia um conjunto de objetivos com um maior grau de detalhes, indicando certas intenções para um destaque na área social do governo.
    Campanha Lula
  • 10.
    • Estratégia
    • - A estratégia de marketing político decidiu mostrar um Lula conciliador, trajado de modo elegante e amparado por uma equipe de estudiosos e técnicos.
    • - O candidato mostrava-se disposto a continuar com as linhas principais da política econômica e cumprir contratos assumidos com investidores estrangeiros.
    • - Se mostrava uma pessoa que saberia ser flexível e negociar tudo que fosse necessário para o bem do país.
    • - Segundo pesquisas qualitativas, os eleitores viam em Lula alguém que poderia dar atenção aos temas sociais e governar com mais “garra” e “emoção”.
    Campanha Lula
  • 11.
    • Cobertura da mídia
      • - Embora durante todo o período eleitoral analisado, ele tivesse uma média de intenção de votos de quase o dobro do segundo colocado, ele teve praticamente o mesmo espaço do seu concorrente, José Serra, somando um total de 55,9% de matérias analisadas.
    Campanha Lula Frequência Percentual Percentual Válido Positivo 2.972 13,3 23,8 Negativo 2.418 10,8 19,4 Neutro 7.088 31,8 56,8 Total 12.478 55,9 100,00
  • 12. A luta pelos indecisos
  • 13. Trabalhando a associação da imagem com o eleitorado
  • 14. Ressaltando interesses comuns
  • 15.  
  • 16.
    • Doc Laércio
    • José Serra "Grande Aliança" (PSDB e PMDB)
    • Vice: Rita Camata (PMDB)
    • Formação: Curso incompleto de engenharia civil na USP (1964); mestre em economia pela Universidade do Chile (1972); doutor em economia pela Cornell University (1977) Gasto máximo na campanha: R$ 60 milhões (declarados ao TSE)
    • Tempo na TV: 10min18s
    Campanha Serra
  • 17.
    • Estratégia
    • - A aliança com o PMDB, lhe garantiu o maior tempo no horário eleitoral;
    • - Simpatia de grande parte do empresariado;
    • - Experiência administrativa. Passagem por vários cargos executivos, entre eles o Ministério da Saúde, da onde saiu reconhecido pela população como corajoso e realizador, por ter conseguido implantar a legislação sobre os medicamentos genéricos e por fazer do Brasil referência internacional no tratamento da AIDS.
    • - Pesquisas qualitativas detectavam dois pontos negativos com relação a José Serra: o fato do político não transmitir simpatia e representar a continuidade do governo FHC.
    • - Com essas pesquisas, Serra passou a se apresentar também como o “candidato da mudança”, discurso que não foi convincente, já que o eleitorado identificava o tucano com o governo.
    • - Serra atacou Lula em seus pontos fracos, ao afirmar que ele não queria debater porque não tinha preparo e tentou incentivar a idéia de que a vitória do PT, poderia trazer uma fuga de investimentos estrangeiros, o descontrole da inflação, etc.
    Campanha Serra
  • 18. Cobertura da mídia - O candidato José Serra (PSDB) teve a maior cobertura dos quatros jornais do período analisado. Ele aparece em 55,1% das entradas. Campanha Serra Freqüência Percentual Percentual Válido Positivo 2.224 10,0 18,0 Negativo 3.054 13,7 24,8 Neutro 7.046 31,6 57,2 Total 12.324 55,2
  • 19. Utilizando o passado político como diferencial
  • 20. Implantar mudança: Segunda- Feira é o dia
  • 21. Ressaltando interesses comuns: Continuidade com mudanças
  • 22.  
  • 23. Intenção de Votos 2º Turno No segundo turno, não houve alteração nas intenções de voto da primeira pesquisa até a última, segundo o Datafolha.
  • 24. Marketing Político Rafael Arza Laercio Egidio Rafael Ribeiro Sarah Ramos Perguntas ?

×