Hinos
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Hinos

on

  • 6,227 views

 

Statistics

Views

Total Views
6,227
Views on SlideShare
6,227
Embed Views
0

Actions

Likes
1
Downloads
17
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft Word

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Hinos Hinos Document Transcript

  • iG - Internet Group • Assine • E-mail • SAC iBest • Canais brTurbo BANDEIRA OFICIAL DO BRASIL 1. BANDEIRA OFICIAL DO BRASIL 2. HISTÓRIA DO HINO NACIONAL 3. INTERPRETAÇÃO DO HINO NACIONAL 4. HINO À INDEPENDÊNCIA 5. HINO DA PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA 6. HINO À BANDEIRA 7. BRASÕES BANDEIRA OFICIAL DO BRASIL
  • HINO NACIONAL BRASILEIRO - INTERPRETAÇÃO I PARTE Ouviram do Ipiranga as margens plácidas (Às margens pacíficas do riacho Ipiranga ouviram) De um povo heróico o brado retumbante, (o grito de um povo heróico que, ao longe, pôde ser ouvido) E o sol da liberdade, em raios fúlgidos, (E o sol da liberdade, com raios que brilhavam tanto) Brilhou no céu da pátria nesse instante. (Brilhou no céu do Brasil naquele momento) E o penhor desta igualdade (Se a garantia dessa igualdade) Conseguimos conquistar com braço forte. (Conseguimos conquistar com nossas próprias mãos,) Em teu seio, ó liberdade, (Por você, que nos deu a liberdade,) Desafia o nosso peito a própria morte! (Nosso peito desafia a própria morte!) Ó pátria amada, (Ó, país amado,) Idolatrada, (Idolatrado,) Salve! Salve! (Que você seja abençoado) Brasil, um sonho intenso, um raio vívido (Brasil, se a imagem do Cruzeiro do Sul) De amor e de esperança à terra desce, (Brilha tanto no teu céu transparente e alegre,) Se em teu formoso céu, risonho e límpido (Um sonho intenso, um raio maravilhoso de amor e de esperança) A imagem do cruzeiro resplandece. (Desce até a Terra.) Gigante pela própria natureza, (A própria natureza te fez tão grande,) És belo, és forte, impávido colosso,
  • (Você é belo, é forte, gigante sem medo) E o teu futuro espelha essa grandeza. (E no teu futuro continuará a ser grande.) Terra adorada, (Terra que amamos,) Entre outras mil, (Entre tantos outros,) És tu Brasil (Você, Brasil,) Ó pátria amada! (É o país que amamos.) Dos filhos deste solo és mãe gentil, (Você é a bondosa mãe dos que nascem aqui,) Pátria amada, (Amada terra natal,) Brasil! (Brasil!) II PARTE Deitado eternamente em berço esplêndido (Deitado para sempre em um berço grandioso,) Ao som do mar, e à luz do céu profundo, (Banhado pelo som do mar e pela luz do céu, que só aqui brilha tanto assim,) Fulguras, ó Brasil, florão da América, (Se destaca, ó Brasil, "preciosidade"da América",) Iluminado ao sol do novo mundo! (Banhado pelo sol que ilumina os novos continentes.) Do que a terra mais garrida, (Teus alegres e lindos campos,) Teus risonhos, lindos campos têm mais flores; (Têm mais flores do que a terra mais produtiva;) "Nossos bosques tem mais vida," (Assim como nossas florestas são mais belas) "Nossa vida" no teu seio "mais amores". (Nossa vida, quando estamos aqui, tem mais felicidade.) Ó pátria amada, (Ó, país amado,) Idolatrada, (Idolatrado,) Salve! Salve!
  • (Que você seja abençoado) Brasil, de amor eterno seja símbolo (Brasil, que para sempre tua bandeira cheia de estrelas,) O lábaro que ostentas estrelado (Seja símbolo de amor eterno) E diga o verde-louro dessa flâmula (E que o verde-amarelo da bandeira diga) - Paz no futuro e glória no passado. (- Paz no futuro e honra e brilho no passado,) Mas, se ergues da justiça a clava forte, (Mas, se um dia você erguer sua arma da justiça em uma guerra,) Verás que um filho teu não foge à luta, (Vai ver que um filho teu jamais foge a uma luta,) Nem teme, quem te adora, a própria morte. (E quem te adora, não teme nem a própria morte) Terra adorada, (Terra que amamos,) Entre outras mil, (Entre tantos outros,) És tu Brasil (Você, Brasil,) Ó pátria amada! (É o país que amamos.) Dos filhos deste solo és mãe gentil, (Você é a bondosa mãe dos que nascem aqui,) Pátria amada, (País que amamos,) Brasil! (Brasil!) Hino à Independência
  • Hino da Proclamação da República
  • HINO À BANDEIRA BRASÕES
  • > I Que este sol a brilhar soberano Sobre as matas que o vêem com amor Encha o peito de cada acreano De nobreza, constância e valor... Invencível e grandes na guerra, Imitemos o exemplo sem par Do amplo rio que brilha com a terra, Vence-a e entra brigando com o mar. Estribilho Fulge um astro na nossa bandeira, Que foi tinto com sangue de heróis Adoremos na estrela altaneira O mais belo e o melhor dos faróis II Triunfantes da luta voltando,
  • Temos n'alma os encantos do céu E na fronte serena, radiante Imortal e sagrado troféu, O Brasil a exaltar acompanha Nossos passos, portanto é subir, Que da glória a divina montanha Tem no cimo o arrebol do porvir. III Possuímos um bem conquistado Nobremente com as armas na mão ... Se o afrontarem, de cada soldado Surgirá de repente um leão. LIBERDADE - é o querido tesouro Que depois do lutar nos seduz: Tal rio que rola, o sol de oiro Lança um manto sublime de luz. IV
  • Vamos ter como prêmio da guerra Um consolo que as penas desfaz, Vendo as flores do amor sobre a terra E no céu o arco-íris da paz. As esposas e mães carinhosas A esperar-nos nos lares fiéis Atapetam as portas de rosas E, cantando, entretecem lauréis. V Mas se audaz estrangeiro algum dia Nossos brios de novo ofender, Lutaremos, sem cair, sem tremer... E ergueremos então destas zonas Um tal canto vibrante e viril Que será como a voz do Amazonas Ecoando por todo o Brasil. FONTE: informações gentilmente cedidas pelo Gabinete Civil