337 arezzo co-relatorio_sustentabilidade_2011

3,000 views
2,831 views

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
3,000
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
8
Actions
Shares
0
Downloads
41
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

337 arezzo co-relatorio_sustentabilidade_2011

  1. 1. Relatório de Sustentabilidade 2011
  2. 2. Relatório de Sustentabilidade daArezzo Indústria e Comercio SA,sociedade por ações de capitalaberto (GRI 2.1; GRI 2.6)Sede: Rua Fernandes Tourinho,nº 147, Salas 1301 e 1303, BairroFuncionários, CEP 30112-000 – BeloHorizonte – MG (GRI 2.4)Período coberto pelo relatório:01/01/2011 a 31/12/2011 (GRI 3.1)Ciclo de emissão: Ciclo anual(GRI 3.3)Limite do relatório: Operações daArezzo&Co no Brasil (GRI 3.6)Conselho Editorial:Raquel Rodrigues Carneiro, FabiolaSeveriano, Ana Carolina Wenzel,Daniel Maia, Isabella Alves ..................................................................................................................................................................... 3 Índice. Contato: Raquel Rodrigues Carneiro Carta do presidente .................................................................................................................................. 4– Diretora de Gente e Gestão raquel. Sobre o RelatÓrio de Sustentabilidade......................................................................................6carneiro@arezzo.com.br –Tel: 55 11 2132 4373 (GRI 3.4) Sobre a Arezzo&Co Mercado e contexto........................................................................................................................... 8Consultoria GRI: Nossa trajetória ............................................................................................................................... 10Via Gutenberg – Equipe: Sergio Estrutura operacional e acionária.....................................................................................14Serapião, Carla Rodrigues Conduta ética e compromisso com a sustentabilidade............................................................................................................................ 16Projeto gráfico: Governança Corporativa.................................................................................................................... 18Arthur Fajardo (projeto gráfico), Elio Himori (assistente de arte), Resultados para stakeholdersFernando Mucci (fotos) Financeiros...............................................................................................................................................20Redação: Rosane Aubin (texto) Consumidoras......................................................................................................................................... 28 Caso Pelemania............................................................................................................................ 33Participaram deste relatório: Lojas e Franquias................................................................................................................................ 34Diretores: Alexandre Birman, Novo Centro de Distribuição............................................................................................ 42 Fornecedores........................................................................................................................................44Anderson Birman, Cisso Klaus, Colaboradores....................................................................................................................................48Claudia Narciso, Marcio Jung, Meio ambiente..........................................................................................................................................56Thiago Borges Comunidade e Sociedade............................................................................................................... 60Demais participantes: Caroline Muzzi, Cassiano Vianna, Evandro Principais reconhecimentos eSoares, Gilmar Oliveira, Priscila Barp, premiações em 2011.......................................................................................................................................62 desafios .............................................................................................................................................................64Ricardo Santinon, Tatiana Sotoma Índice remissivo.............................................................................................................................................65 Verificação externa................................................................................................................................68 Declaração GRI de nível de aplicação..................................................................................... 69 gloSSÁrio...........................................................................................................................................................70 arezzo&CO 3
  3. 3. Carta do Presidente um ano marcante O ano de 2011 é um marco em nossa história, com a estreia das ações da Arezzo&Co na BM&FBovespa no segmento – a Companhia trabalha com franquias, lojas próprias e multimarcas – mantiveram seus níveis, comprovando a capacidade da O cuidado com a sustentabilidade, que já permeava nossas ações, intensificou-se com várias iniciativas em 2011. Ela passou a fazer do Novo Mercado, dando continuidade à uma Arezzo&Co de gerir pressões de custo mesmo parte de maneira formal em nossas atividades, estratégia de crescimento sustentável e de em um ambiente mais inflacionário. iniciando um processo que pretende trazer a longo prazo. A entrada de novos investidores, Nossas quatro marcas, Arezzo, Schutz, responsabilidade social, ambiental e econômica com a captação de recursos da oferta de Alexandre Birman e Anacapri, tiveram aumento para todas as discussões, fazendo com que ela ações, fortaleceu o compromisso em consolidar de vendas superior a 18%, graças à melhora passe a nortear nossas decisões e integre o dia a liderança da Companhia no mercado de operacional e à expansão geográfica de a dia da Companhia. Isso foi possível graças à calçados, bolsas e acessórios femininos de distribuição, aliadas a um intenso e contínuo definição de uma estratégia, planejamento e moda no Brasil. trabalho de comunicação e marketing, em diretriz para os próximos anos. Com uma política de Relação com todas as mídias. As marcas Arezzo e Schutz Um dos exemplos da importância da Investidores transparente e dinâmica desde inclusive ganharam destaque, atingindo o sustentabilidade para a Companhia é o a abertura de capital, o Grupo reforça seu primeiro lugar em rankings de interação com Pepa (Projeto de Eliminação de Passivos comprometimento com o mercado financeiro clientes em redes sociais. Ambientais), realizado pela nossa única e com todos seus stakeholders. Organizamos Pensando nos próximos anos, um detalhado fábrica própria, da marca Schutz, em 11 conferências com investidores no Brasil, projeto foi concebido para a consolidação Campo Bom (RS). Essa iniciativa é objeto Estados Unidos e Europa, e o primeiro da marca Schutz no Brasil – por meio de de um amplo programa de engajamento de Arezzo&Co Day, para debater em maior lojas monomarca. No segundo semestre, a fornecedores, que inclui, também, outras profundidade o modelo de negócios com primeira franquia da marca iniciou operações, indústrias locais, por meio de uma parceria investidores, além de receber centenas de junto da abertura de seis novas lojas próprias com a administração municipal. Este primeiro acionistas em nossos escritórios e lojas. e da reforma e adequação de outras três. relatório de sustentabilidade é uma das ações Os objetivos traçados para o ano de 2011 Os resultados obtidos nessas primeiras que nos permitirão olhar para dentro da foram desafiadores e, com o alto nível de inaugurações reforçam a convicção quanto ao de Tecnologia da Informação com contínuos Companhia, aperfeiçoando nossas práticas, e comprometimento de nossa equipe, as metas crescimento da marca e implantação bem- investimentos ainda mais relevantes. estabelecendo uma comunicação honesta e foram alcançadas. A Companhia expandiu sua sucedida do novo plano de expansão. Nesse ano, a Arezzo&Co manteve seu transparente com nossos stakeholders. É um rede em 38 lojas, e realizou 17 reformas com O fortalecimento da infraestrutura da comprometimento com o fortalecimento passo importante que inaugura um novo tempo ampliações, aumentando a área de vendas em Companhia apoia os projetos de crescimento. das nossas pessoas. O primeiro programa de para nós, uma era em que a responsabilidade 22%. Em 2011, a receita bruta cresceu 21% com Em 2011, um novo Centro de Distribuição trainees e estagiários foi criado com sucesso. socioambiental estará entre nossas prioridades. expansão das margens operacionais, de forma duplicou nossa capacidade de receber, Em 2012, deve ser lançado o Programa de Na Arezzo&Co, uma meta atingida nada que o resultado líquido aumentou 42%. processar e entregar produtos. Essa mudança Executivos-Sócios, fomentando a “cultura de mais é que a base para a próxima, por isso, O contínuo investimento em marketing aumenta a velocidade de resposta ao mercado, dono” na Arezzo&Co, por meio de um plano mantemos a motivação e confiança em relação e desenvolvimento de produtos – pilares reduzindo as despesas de frete e diminuindo a de opção de ações em linha com o divulgado às perspectivas para 2012. (GRI 1.1) estratégicos da Arezzo&Co – impactou emissão de poluentes sem exigir investimento no prospecto do IPO (oferta pública inicial de positivamente os resultados da rede. As em ativo imobilizado. Houve também sensível ações). Além disso, o treinamento de pessoal lojas próprias, por exemplo, cresceram 11,4% evolução dos sistemas de informação de somou mais de 107 mil horas, resultando as vendas das mesmas lojas ante 2010, varejo, em decorrência dos investimentos em evidente desenvolvimento da equipe. principalmente pelo aumento do volume feitos nos últimos dois anos. No futuro, o Seguramente isso nos possibilita almejar Anderson Birman de produtos. As margens brutas por canal objetivo da Companhia é reforçar a estrutura desafios ainda maiores no futuro. Presidente Executivo do Grupo Arezzo&Co4 relatório de sustentabilidade 2011 arezzo&CO 5
  4. 4. Sobre o Relatório de Sustentabilidade Com base nos processos Relevância dos assuntos Um grande utilizados para definição para os stakeholders do conteúdo, este relatório privilegia alguns temas passo rumo 100% considerados relevantes: à perenidade 1 Desenvolvimento da comunidade por meio de investimentos em 80% programas sociais 2 Uso consciente dos materiais, Arezzo&Co realiza pela primeira vez água e energia, assim como o RELEVÂNCIA PERCENTUAL PADRONIZADA um relatório de sustentabilidade descarte correto dos resíduos 3 Saúde e segurança do cliente na com base nos padrões internacionais 60% concepção dos calçados do GRI versão G3 4 Uso de materiais ambientalmente sustentáveis na concepção dos calçados e acessórios 40% As mudanças geopolíticas, econômicas, so- sidades da sociedade, uma maior compreen- ciais e ambientais das últimas décadas leva- são das verdadeiras bases da produtividade da ram os maiores pensadores e estrategistas empresa e a capacidade de transpor a fronteira internacionais à uma conclusão: para uma entre as esferas com e sem fins de lucro para 20% empresa poder perpetuar-se no futuro, pre- colaborar.” O texto, intitulado Criação de Valor cisa levar em conta aspectos econômicos, Compartilhado, foi publicado na Harvard Busi- sociais e ambientais na formulação de suas ness Review. políticas. A adoção do padrão Global Reporting Initiati- Michael Porter e Mark Kramer, da Harvard ve para relatórios de sustentabilidade permite 0% 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 Business School, escreveram um artigo que comparabilidade, transparência e demonstra- ASSUNTO virou referência para explicar a importância ção da gestão da sustentabilidade realizada desse novo enfoque na gestão das corpo- pela empresa. A Arezzo&Co tomou a decisão rações. “É preciso reconectar o sucesso da de adotar esse padrão, em linha com a agen- volvidas e priorizando os temas mais relevan- socioambientais prioritárias que devem entrar empresa ao progresso social. Valor com- da de sustentabilidade, para reportar a todos tes para fortalecer a gestão da sustentabilidade nas políticas da Companhia, e que deveriam partilhado não é responsabilidade social, os seus stakeholders suas ações entre 1 de ja- da Arezzo&Co. Somado a isso, foi realizado um ser consideradas neste relatório. Esses dados, filantropia ou mesmo sustentabilidade, mas neiro e 31 de dezembro de 2011, publicando mapeamento dos principais stakeholders, de- complementados com as entrevistas com exe- uma nova forma de obter sucesso econô- pela primeira vez um relatório anual. (GRI 3.1, finindo colaboradores, fornecedores, lojistas, cutivos sobre a atuação em 2011, formam o mico. Para que se materialize, líderes e ge- GRI 3.2, GRI 3.3) acionistas e consumidores como os principais conteúdo deste relatório. (GRI 3.5) rentes terão de adquirir novas habilidades e O processo de mudança começou no segundo públicos da Companhia. Uma amostra aleatória Para conferir maior credibilidade e transparên- conhecimentos — como, por exemplo, uma semestre, com um diagnóstico socioambiental, deles foi consultada por meio de questionários cia, este relatório foi submetido à verificação apreciação muito mais profunda das neces- identificando questões-chave a serem desen- eletrônicos e físicos para definir as questões externa, conforme relato na página 68.6 relatório de sustentabilidade 2011 arezzo&CO 7
  5. 5. Sobre a Arezzo&Co Mercado e contexto Um mercado em expansão O Brasil e o Vale dos Sinos Vale dos Sinos são importantes polos de produção mundial Ivoti Dois Sapiranga Nova Hartz Irmãos No final de 2011, estudo realizado pelo Centro empresas e empregou diretamente 349 mil Estância Araricá de Pesquisa para Economia e Negócios (CEBR, pessoas, segundo estudo da Associação Bra- Velha Campo Bom em inglês) do Reino Unido e publicada pelos sileira da Indústria de Calçados (Abicalçados). maiores jornais do mundo colocou o Brasil na Em 2011, de acordo com estimativas feitas pela Portão sexta posição entre as economias mundiais. O mesma instituição, o país exportou 1,5 bilhão Novo Hamburgo país vive um momento inédito de desenvolvi- de dólares e 113 milhões de pares. São Leopoldo mento que, aliado à ascensão da classe C, favo- A Arezzo&Co conseguiu criar um modelo pro- rece especialmente algumas indústrias, como dutivo com alta qualidade e bons preços quan- Sapucaia Nova Santa do Sul N a do vestuário e calçados, que têm um dos do concentrou sua atuação no varejo, marke- Rita Esteio mais altos potenciais de expansão do consumo ting e pesquisa e desenvolvimento, e mudou em toda sua história. A Arezzo&Co aposta no suas operações para o Sul do Brasil. Passou a O L Canosa crescimento da indústria dos calçados, que em produzir no polo calçadista do Vale dos Sinos, 2010 produziu 840 milhões de pares no Brasil, uma região a cerca de 50 quilômetros da Capi- 0 10 20 km S e está preparada para expandir sua produção. tal do Rio Grande do Sul. Com alta qualidade, o calçado brasileiro em Como todas as cidades atuam no setor cou- geral tem um excelente custo-benefício em re- reiro-calçadista, o local é considerado o maior da própria região. (GRI EC6, GRI EC7) alta qualidade e permite uma rápida distribui- lação a outros países que confeccionam produ- cluster calçadista do mundo, com mais de 2 mil O Vale dos Sinos é especializado em produ- ção para as capitais do Sul e Sudeste, grandes tos do mesmo nível, como a Itália, por exemplo. fábricas de calçados e componentes, indús- ção de calçados femininos, o foco central da consumidoras das quatro marcas. Isso, somado Para adquirir um calçado italiano, o importador trias de máquinas e equipamentos, curtumes, Arezzo&Co, que em 2010 atingiu um market à estratégia de negócios que centra a atuação nacional paga em média 50% a mais do que entidades de classe e instituições de pesquisa share de 11,1%. Essa boa posição alcançada pela do Grupo em Pesquisa & Desenvolvimento de despenderia para adquirir um modelo nacional. e ensino, o que permite a contratação de for- Companhia deve-se, em parte, à decisão de novos produtos e na eficiente gestão do vare- O setor calçadista brasileiro é um dos mais im- necedores locais da mais alta qualidade. Na ad- concentrar a produção no polo calçadista gaú- jo, são fatores essenciais da performance da portantes do mundo. Em 2010 reuniu 8,2 mil ministração, dois entre os nove membros são cho, que reúne fornecedores de insumos de Arezzo&Co. 8 relatório de sustentabilidade 2011 arezzo&CO 9
  6. 6. Sobre a Arezzo&Co Nossa trajetória Sintonia fina A Arezzo&Co conta atualmente com 1.895 colaboradores*, com o desejo suas vendas líquidas alcançaram R$ 679 milhões feminino em 2011, com dívida de R$ 38,7 milhões e patrimônio líquido de A inovação constante, tanto na moda R$ 384 milhões quanto na gestão, consolida a Arezzo&Co entre as principais marcas de calçados para GRI 2.8 mulheres da América Latina * 1.879 CLT e 16 estagiários Líder no setor de calçados, bolsas e acessórios semana, mas logo perceberam que vender sa- sórios. Em 2011, a empresa deu um importante da marca. Nos anos 1980, a fábrica em Minas femininos no Brasil e na América Latina, a Arezzo patos para homens não era o melhor negócio. passo em sua trajetória, quando passou a nego- Gerais passou a produzir 1,5 milhão de pares ao Indústria e Comércio SA iniciou sua história em Descobriram, com seu talento e intuição, que em ciar suas ações na BM&FBovespa, obtendo uma ano e chegou à marca de 2 mil funcionários. Na 1972, quando os irmãos Anderson e Jefferson matéria de calçados, as mulheres são as consu- valorização de 22% desde a oferta pública inicial década seguinte, sintonizada com as tendências Birman começaram a fabricar sapatos masculi- midoras ideais, e decidiram focar sua produção (IPO), realizada em fevereiro, até 31 de dezem- internacionais, a Arezzo abriu a sua primeira loja nos em Belo Horizonte. Desde o início, os irmãos neste público. De lá para cá, a Arezzo virou uma bro de 2011. A Companhia aberta está listada no conceito na disputada Rua Oscar Freire, em São empreendedores demonstraram uma grande ca- das maiores marcas de calçados femininos da Novo Mercado, o nível mais alto de governança Paulo, iniciando uma época de grande investi- pacidade de inovação e de observar e atender América Latina e é referência em conceito, alta corporativa da Bolsa de Valores de São Paulo. mento em varejo e marketing. os desejos de seus consumidores. (GRI 2.7) qualidade e design contemporâneo. (GRI 2.6) A abertura de lojas próprias em grandes centros Financiados pelo pai, um engenheiro que cons- Atualmente a Arezzo&Co engloba também as A história da Companhia foi construída passo a de consumo e o fortalecimento do canal de fran- truía estradas, os dois começaram a produzir marcas Schutz, Alexandre Birman e Anacapri, passo. O primeiro grande sucesso foram as san- quias tornaram os sapatos e acessórios Arezzo calçados masculinos na garagem de casa. Eram comercializando no total mais de 7 milhões de dálias anabela com saltos revestidos em juta, lan- presentes em todo o território nacional. E, mais seis funcionários e 50 pares prontos a cada pares de calçados ao ano, além de bolsas e aces- çadas em 1979, que alavancaram o crescimento uma vez, a característica inovadora da marca Linha do tempo 1972 - Anderson e Jefferson Birman começam a produzir 50 pares de 1976 - Abertura da 1983 - Abertura da 1990 - Abertura da 2007 - Companhia 2009 - Criação da sapatos masculinos por primeira loja própria fábrica-modelo em primeira loja con- incorpora a marca grife Alexandre semana na garagem da da Arezzo Minas Gerais ceito da Arezzo na Schutz, de Alexandre Birman, voltada para o casa de seus pais Oscar Freire Birman mercado internacional 1979 - Grande sucesso 1986 - Início do 1997 - Após fechar a indústria 2011 - A empresa 1974 - Os irmãos 2008 - Criação da de vendas com a sistema de franquias, em Minas, a empresa migrou sua abre seu capital decidem investir no marca Anacapri, anabela com saltos com a inauguração produção para o polo calçadista vendendo ações público feminino de calçados pop cobertos de juta, uma do primeiro ponto de do Vale dos Sinos (RS) e instalou na BM&FBovespa e confortáveis febre à época vendas nesse sistema escritórios e o departamento de Pesquisa e Desenvolvimento no município de Campo Bom 10 relatório de sustentabilidade 2011 arezzo&CO 11
  7. 7. Sobre a Arezzo&Co Nossa trajetória veio à tona. A empresa começou a investir de Alexandre Birman, filho de Anderson, em 1995, forma sólida em pesquisa e desenvolvimento de a marca começou a exportar calçados em 2002 novos modelos, aumentando a sintonia com os e é destinada a jovens ousadas e irreverentes, desejos de seu público e chegando a um nível com alta qualidade de design. Tem sua fábrica de expertise pouco visto no mercado calçadis- própria na cidade de Campo Bom (RS), no Vale ta. Ao mesmo tempo em que consegue criar sa- dos Sinos. patos de acordo com as mais novas tendências Em novembro de 2008, outra marca passou a de moda, a equipe da Arezzo adquiriu um co- fazer parte do portfólio da Companhia, a Anaca- nhecimento muito sofisticado do formato do pé pri. Coloridos, confortáveis e acessíveis, seus cal- da brasileira, que, por conta da grande mistura çados são dirigidos a mulheres antenadas com a étnica do país, tem características muito varia- cultura pop. Em 2009, Alexandre Birman criou a das. “Conheço uma brasileira pelo pé. Nosso pé grife que leva seu nome, com a ideia de conquis- é muito diferente, representa um pouco da mis- tar pontos estratégicos no mundo com sapatos cigenação dos povos que formaram o país”, diz exclusivos para mulheres sofisticadas. Além de Cláudia Narciso, diretora de Pesquisa & Desen- desfilar nos pés de famosas como Blake Lively, volvimento e de Marketing. Com isso, os sapatos Demi Moore e Kate Hudson, a Alexandre Birman proporcionam conforto ao maior número de for- é a primeira marca brasileira a ter espaço ao matos de pés, o que deixa o grupo preparado a lado dos maiores nomes da moda internacional atuar em qualquer mercado do mundo. em grandes cadeias de lojas como a Sak’s, Ney- A década de 1990 também marcou uma gran- man Marcus e Bergdorf Goodman, e tem forte de virada na operação. O esquema industrial presença na América do Norte. (GRI 2.7) dos anos 1980, com a fábrica própria em Minas O Grupo opera com três canais de vendas no Gerais, foi substituído por uma estratégia mais Brasil: lojas próprias, franquias e multimarcas. eficaz para os novos parâmetros da Companhia. Tem franquias na Bolívia, Paraguai, Portugal e A produção passou a ser feita no maior polo cal- Venezuela. (GRI 2.5; GRI 2.7) çadista do país, o Vale dos Sinos, a cerca de 50 A sede da Companhia está localizada em Belo quilômetros de Porto Alegre (RS), por fábricas e Horizonte (MG), mas a maior parte de suas ope- ateliês selecionados e treinados. rações está concentrada no Sul do país, no polo A primeira década do novo século colocou a calçadista do Vale dos Sinos. Em 2012, um novo empresa na era corporativa, com a criação da escritório no centro da cidade de Campo Bom Arezzo&Co, uma grande expansão dos canais irá concentrar as quatro marcas, assim como de distribuição e o lançamento de marcas es- outras áreas corporativas do Grupo, permitindo pecíficas para diferentes públicos. A Schutz foi um ganho de sinergia e troca de conhecimento. incorporada ao grupo em 2007. Fundada por (GRI 2.4) 12 relatório de sustentabilidade 2011 arezzo&CO 13
  8. 8. Sobre a Arezzo&Co Estrutura operacional e acionária Unidades 45 lojas próprias 289 franquias 289 Presença nacional 45 franquias • Sede lojas 2.146 multimarcas Concentra os trabalhos de próprias Totalizando 2.480 pontos de ven- Auditoria Interna e Comercial Regional da em mais de 1.080 municípios Eficiente gestão de franquias, lojas brasileiros Centro-Oeste, executados por 16 próprias e multimarcas garantem colaboradores capilaridade às marcas 2.146 • Escritório em São Paulo Totalizando multimarcas Unidade corporativa, abriga 173 2.480 pontos de colaboradores venda em mais de 1.080 • Unidade de Sourcing e Logística Os produtos da Arezzo&Co estão presentes ao longo do tempo, especialmente na confec- municípios Conta com 89 colaboradores em todo o território brasileiro, graças ao pro- ção de sapatos femininos. Está localizado no brasileiros grama de franquias, lojas próprias e endere- Rio Grande do Sul, que é responsável por 33% Dados referentes a dezembro de 2011 • Unidade de P&D e Marketing ços multimarcas. Em dezembro de 2011, a rede dos 894 milhões de pares feitos anualmente São 341 colaboradores das áreas de Pesquisa de distribuição contava com 289 franquias, 45 no Brasil. Uma das principais cidades da re- e Desenvolvimento e Marketing lojas próprias, sendo 6 outlets, e 2.146 multi- gião, Novo Hamburgo, sediou as primeiras na BM&FBovespa em 2011. Durante o IPO, as marcas, totalizando 2.480 pontos de venda e grandes indústrias do segmento ainda no sé- ações chegaram ao teto de valor estipulado • Unidade Schutz presença em mais de 1.080 municípios bra- culo XIX e até hoje é conhecida como Capital pelos coordenadores da operação, alcançando Fábrica da marca Schutz, tem 657 sileiros. Em 2011, 38 novas lojas foram aber- Nacional do Calçado. R$ 19 por ação (a previsão era entre R$ 15 e colaboradores tas e 17 foram ampliadas. Em março de 2012, R$ 19). Em 31 de dezembro de 2011 a cotação a Companhia contava com 292 franquias, 46 Tecnologia e marketing era de R$ 22,86 e o valor de mercado da Com- • Centro de Distribuição lojas próprias, 5 outlets e 2.177 multimarcas, A Arezzo&Co desenvolveu-se e continua seu panhia era de R$ 2.054,18 milhões. (GRI 2.9) Com capacidade de armazenamento de com presença em 1.200 municípios brasileiros. crescimento a partir da concentração de es- O capital social da Arezzo&Co é de 88.542.410 650.000 pares, comporta 10 caminhões e A Companhia tem duas unidades de negócios forços em duas áreas chaves: na pesquisa e ações ordinárias. Anderson Lemos Birman emprega 39 colaboradores. distintas: uma reúne as marcas Arezzo e Ana- desenvolvimento de produtos e na gestão de e Alexandre Café Birman controlam a Com- capri e a outra administra Schutz e Alexandre vendas. panhia, com 53,6% das ações. Em 31 de Birman, mas ambas compartilham a mesma O Grupo investe em tecnologia e processos dezembro de 2011, a composição acionária estrutura corporativa. A Schutz é a única que para especificar de forma detalhada o produ- era de: tem uma fábrica própria, localizada em Cam- to final que deseja. Consegue assim adquirir 11,8% 0,4% 34,3% po Bom, no Rio Grande do Sul. Esta região produto acabado de fábricas independentes também concentra fábricas independentes e especializadas, confeccionando apenas 14% Acionistas Ações % e especializadas que produzem calçados e da produção total em sua fábrica própria, dos Administradores 325.075 0,4% acessórios que são adquiridos pelas outras sapatos da marca Schutz. três marcas. (GRI 2.3) FIP Piraíba 10.436.453 11,8% O polo calçadista do Vale dos Sinos é con- Mercado de Capitais Circulação 30.366.421 34,3% siderado o maior do mundo e concen- Foco em resultados é a base do eficaz mo- Controlador 147.414.461 53,6% tra 2 mil empresas de calçados e insumos. delo de negócios que conquistou os inves- 53,6% Total 88.542.410 100% O polo é respeitado pela expertise adquirida tidores quando a empresa abriu o capital 14 relatório de sustentabilidade 2011 arezzo&CO 15
  9. 9. Conduta ética e compromisso com a sustentabilidade ME IO AM ES CON SU RSobre a Arezzo&Co S EC M BI A JA LIE ID Sob os dez LI EN N MI LO O S TE MUNID DE E FA RE TE S mandamentos DORES A CO N S U M ACIO NI E AG E da ética Compromisso com a sustentabilidade RA ST N T RE CO S BO ID A Em 2011, a Companhia deu o pontapé inicial de ES O LA um engajamento mais sólido e efetivo com a S FO CO sustentabilidade, que passou a fazer parte de S RNEC ORE O ED RN maneira formal de todas as suas ações. Com a VE Tópicos do Código ajuda de consultores, foram realizados vários S O CIE DADE E GO (GRI 4.14) de Ética pautam Código de Ética processos de definição de assuntos importan- as relações da tes e a inserção gradual de vários aspectos Como pontos a serem desenvolvidos: socioambientais na gestão, fortalecendo a par- •Desenvolvimento da comunidade por meio de Companhia e de seus 1 quilo que não pode ser transpa- A ticipação dos stakeholders e definindo o inves- investimentos em programas sociais colaboradores com rente não deve ser feito. timento social privado a ser realizado em 2012. •Seleção de parceiros conscientes diferentes públicos 2 eja verdadeiro sempre, para que S Os principais stakeholders da Companhia fo- •Recuperação e reutilização dos produtos em algum momento não seja falso ram definidos a partir de seu envolvimento após o uso com seu emprego. Seja autêntico com a cadeia produtiva e do quanto são im- •Uso de materiais ambientalmente sustentá- sempre. pactados pelas atividades da ArezzoCo, que veis na concepção dos calçados e acessórios A transparência é uma palavra-chave no Códi- 3 egocie claramente suas metas e N sempre leva em conta as opiniões desses pú- Como questões mais relevantes, temas que de- go de Ética da ArezzoCo, que foi reescrito e responsabilidades, e considere que blicos em suas decisões como forma de criar veriam, portanto, ter mais destaque no Relatório ampliado para as quatro marcas em 2011. Sus- o cumprimento é pré-requisito de valor compartilhado. (GRI 4.15). de Sustentabilidade da ArezzoCo e também tentado por dez pilares, o compromisso defi- sua continuidade. Foram usados frameworks de sustentabilidade em sua atuação e tomada de decisões, temos: ne os princípios e valores que devem nortear 4 ão descubra somente problemas. N reconhecidos internacionalmente, que permiti- • Desenvolvimento da comunidade por meio de as ações de cada colaborador, independente Culpar terceiros nunca resolve. ram que a empresa realizasse uma priorização investimentos em programas sociais de seu nível hierárquico, e também a condu- Arrisque-se, proponha soluções. Se de assuntos socioambientais a serem reforça- • Uso consciente dos materiais, água e energia, ta de prestadores de serviço como auditores, você não concorda, aja! dos em sua gestão. Após uma consulta realiza- assim como o descarte correto dos resíduos consultores, funcionários de equipes de lim- 5 ormalize tudo, mesmo que infor- F da com os principais stakeholders, foram de- • Saúde e segurança do cliente na concepção peza, manutenção e segurança que trabalham malmente. finidos os assuntos que a ArezzoCo deveria dos calçados nas dependências ou estejam representando a 6 eja sempre flexível. Esteja dispos- S tratar em um primeiro instante. As informações • Uso de materiais ambientalmente sustentáveis Companhia em alguma situação. O conteúdo to e preparado continuamente para obtidas permitiram que fossem delineados os na concepção dos calçados e acessórios abrange temas como: orientações para os re- mudanças. seguintes pontos fortes da atuação socioam- A partir da consulta a stakeholders e da prio- lacionamentos internos e externos com os di- 7 metas cumpridas são, no míni- As biental da ArezzoCo: rização de assuntos socioambientais a serem versos públicos, conflitos de interesses, nego- mo, a base para a próxima meta. •Garantia dos direitos da mulher, como licen- reforçados, definiu-se uma série de iniciativas ciação com valores mobiliários e recebimento 8 nidos Venceremos! Divergências U ça maternidade, por exemplo de responsabilidade socioambiental a serem de brindes e presentes em eventos externos. constroem, conflitos destroem. •Garantia de não ocorrência de trabalho aplicadas já em 2012. Essas iniciativas foram (GRI AF1) 9 umildade com posicionamento: H infantil pautadas pela Política Corporativa de Respon- matéria-prima do nosso sucesso. •Saúde e segurança do cliente na concepção sabilidade Socioambiental, definida em 2011 e já 10 Curta. Goste. Envolva-se. E seja dos calçados aplicadas em alguns projetos durante o segun- sempre feliz!!!! •Garantia de não ocorrência de discriminação do semestre do ano. (GRI 4.17) 16 relatório de sustentabilidade 2011 arezzoCO 17
  10. 10. Sobre a ArezzoCo Governança Corporativa Compromisso com lheiro Pedro de Andrade Faria. O Comitê rea- lizou reuniões semanais ao longo de 2011. As Conselho de Administração a transparência decisões que envolvem o futuro da Compa- nhia são tomadas juntamente com os direto- res da empresa, das áreas de Finanças, Gente Conselheiros efetivos Gestão, Produção, Suprimentos e Estratégia Anderson Birman - Presidente da Arezzo Companhia aperfeiçoa mecanismos de e Tecnologia da Informação. Uma vez aprova- desde sua fundação, mais de 39 anos de governança corporativa durante 2011 das, são levadas ao Conselho de Administra- experiência na indústria ção. (GRI 4.1) Alexandre Birman - Diretor operacional e Acionistas e colaboradores também podem fundador da Schutz, 16 anos de experiência Com a abertura de capital, a ArezzoCo ade- Corporativa é a composição do Conselho de opinar e enviar sugestões ao Comex, por meio na indústria riu ao Novo Mercado da BMFBovespa, com- Administração. É formado por oito membros, do site de Relações com Investidores. As su- prometendo-se a adotar uma série de me- sendo dois independentes, eleitos para man- gestões e questões são encaminhadas à Dire- Pedro de Andrade Faria, sócio da Tarpon desde didas que incluem práticas diferenciadas de datos de dois anos. Reúne representantes atu- toria e respondidas no prazo máximo de uma 2003, e membro dos Conselhos da Direcional gestão, proteção aos acionistas minoritários antes em empresas e institutos proeminentes semana, além de fazerem parte de um relatório Engenharia, Omega Energia Renovável, Cremer e transparência. Desde 2007, quando a Tar- da economia brasileira, como Tarpon, Ethos, quinzenal realizado pelo departamento de RI e Comgás pon Investimentos SA, por meio do Fundo de O Boticário, Bahema, dentre outros. Ander- e enviado aos executivos. O Código de Ética Investimentos em Participações (FIP) Piraíba, son Birman, que também exerce o cargo de prevê outro canal de comunicação, disponível Eduardo Silveira Mufarej, sócio da Tarpon adquiriu uma parte das ações, a Companhia CEO, e fundou a empresa há 39 anos, foi eleito aos colaboradores, pelo e-mail etica@arezzo. desde 2004, membro do Conselho da Tarpon, vive um processo constante de aprimoramen- para presidência com mandato vigente até a com.br, que também contam com seus gesto- Omega Energia Renovável e Coteminas to das práticas de governança corporativa. O Assembleia Geral Ordinária de 2013. Alexan- res diretos para fazer sugestões ou encaminhar José Ernesto Beni Bolonha, fundador e IPO realizado em 2011 acelerou ainda mais esse dre Birman, que começou a trabalhar na Are- dúvidas. (GRI 4.4) presidente da Ethos Desenvolvimento Humano avanço, tornando os processos decisórios mais zzo há 16 anos, é o vice-presidente. (GRI 4.1; O Comex é também uma importante ferramen- e Organizacional sólidos e maduros. GRI 4.2; GRI 4.3) ta para evitar o conflito de interesses, assim Um dos exemplos disso foi a criação em 2011 A conformação heterogênea do Conselho é como o Código de Ética, que traz diretrizes cla- José Murilo Procópio de Carvalho, presidente da Diretoria de Relação com Investidores, que proposital: além de serem muito atuantes, os ras sobre a tomada de decisões estratégicas. da Associação dos Advogados de Minas Gerais é comandada por um diretor e um gerente, e conselheiros aportam diferentes pontos de vis- Outros mecanismos de controle são a Diretoria e conselheiro Federal da Ordem dos Advogados responsável pela governança corporativa do ta, enriquecendo os debates e possibilitando de Auditoria Interna e o Conselho Fiscal, que é do Brasil (OAB) Grupo, junto com a Diretoria de Gente Ges- decisões mais maduras e sólidas. Os critérios acionado em qualquer exercício social por so- tão, liderada por uma diretora e três gerentes, para a seleção são a complementaridade de licitação dos acionistas, de acordo com a Lei Conselheiros independentes e com o Conselho de Administração, composto competências em relação aos demais mem- das Sociedades por Ações. (GRI 4.6) Artur Noemio Grynbaum: presidente do Grupo por oito membros. A área de Relações com In- bros do Conselho e a expertise em uma ou Boticário, maior rede de franquias do Brasil, vestidores realizou, por exemplo, o Dia do In- mais áreas estratégicas para o negócio, tanto Novos comitês e vice-presidente da Associação Brasileira vestidor: “ArezzoCo Investor Day”, em 13 de atualmente quanto para o futuro. (GRI 4.7). Em A partir do dia 02 de maio de 2012 três no- da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e dezembro, um evento que reuniu mais de 120 2011, foram realizadas quatro reuniões trimes- vos comitês entraram em operação na Com- Cosméticos investidores e analistas do mercado financeiro. trais previstas e duas extraordinárias. Em 2012, panhia. O de Auditoria cuida dos mecanismos Os executivos da Companhia apresentaram as os encontros passaram a ser bimestrais. que garantem a transparência; Estratégia de- Guilherme Affonso Ferreira, presidente da principais realizações, vantagens competitivas O Comitê Executivo (Comex), responsável cide sobre Fusões e Aquisições e internacio- Bahema Participações, membro do Conselho do e desafios da ArezzoCo, além de explicitar o pelo planejamento e estratégia, é formado nalização; e o de Pessoas, que delibera sobre Pão de Açúcar, Banco Signatura Lazard, Eternit, modelo de negócios. (GRI 4.1; GRI LA13) pelo presidente, Anderson Birman, pelo vice- planos de carreira e remuneração dos colabo- Tavex e Rio Bravo Investimentos. Outro exemplo do cuidado com a Governança -presidente, Alexandre Birman, e pelo conse- radores. (GRI 4.3, GRI LA13) 18 relatório de sustentabilidade 2011 arezzoCO 19
  11. 11. Resultados para Stakeholders Financeiros Foco nas metas e Principais resultados em 2011 boas práticas Receita Líquida de R$ 678,9 milhões, aumento de 18,8% em relação a 2010 Companhia alcança resultados estipulados para 2011 e privilegia a transparência em sua relação com os stakeholders EBITDA de R$ 117,7 milhões, crescimento de 23,3% sobre 2010 O ano de 2011 foi marcante para a ArezzoCo. O investimento em marketing e desenvolvi- A oferta pública de ações na BMFBovespa fez com que a Companhia fortalecesse seu mento de produtos, pilares estratégicos do Grupo, contribuiu para que os resultados da Lucro Líquido de R$ 91,6 milhões, alta de 42,0% sobre 2010 compromisso de consolidar a liderança no rede fossem beneficiados. Nas lojas próprias, Em 2011, a companhia ampliou a sua rede com a abertura mercado de calçados, bolsas e acessórios fe- por exemplo, as vendas nas mesmas lojas mininos de moda no país. Ao mesmo tempo, a entrada de novos investidores criou uma (SSS* - same store sales) cresceram 11,4% comparadas a 2010, especialmente pelo au- de 38 lojas monomarca, aumentando sua área de saudável necessidade de aumentar a trans- mento do volume de produtos. As margens vendas em 21,7%. A Arezzo abriu 28 pontos de venda, parência nas informações divulgadas aos brutas por canal — lojas próprias, franquias e stakeholders. As metas traçadas para o ano pontos de venda multimarca — mantiveram a Schutz 7 e a Anacapri 3 foram desafiadoras e a Companhia conseguiu seus níveis, mostrando a eficiência da gestão atingi-las sem falhas ou excessos, graças ao de custos no contexto mais inflacionário do o dobro de capacidade do anterior, o que au- Metas para o futuro comprometimento da equipe e a um rigoroso ano. menta a velocidade de entrega de produtos Na ArezzoCo, uma meta atingida sempre é a controle dos negócios. As quatro marcas — Arezzo, Schutz, Alexan- para as lojas e reduz as despesas de fretes. base para a próxima. Os bons resultados em A rede de lojas foi expandida em 38 unidades, dre Birman e Anacapri — obtiveram um au- Thiago Borges, Diretor financeiro e de Rela- 2011 fortalecem os planos de expansão para e 17 passaram por reformas com ampliações, mento de vendas superior a 18% graças a vá- ções com Investidores, afirma que melhorias 2012. Por isso, a Companhia já estabeleceu aumentando a área de vendas em 22%. Isso, rios fatores, como as melhoras operacionais significativas na gestão do caixa permitiram objetivos desafiadores. Um deles é a conso- somado a outras medidas, permitiu que a re- promovidas por capacitações e logística mais ganhos tanto para a Companhia quanto para lidação da Schutz no Brasil, por meio de lojas ceita bruta crescesse 21%, com aumento do aprimorada, cobertura geográfica maior e os franqueados, que contaram com prazos monomarca, um projeto que começou em 2011 EBITDA de 23,3% em relação a 2010, atingin- trabalhos de comunicação e marketing em mais flexíveis para pagamentos. Com isso, a com a abertura da primeira franquia piloto da do R$ 117,7 milhões. O resultado líquido ex- todas as mídias. Um dos exemplos é o Cen- empresa conseguiu otimizar seus recursos, marca, a inauguração de seis lojas próprias e pandiu em 42%. tro de Distribuição inaugurado em 2011, com controlando melhor seu capital. a reforma de outros três pontos de venda, já 20 relatório de sustentabilidade 2011 arezzoCO 21
  12. 12. Resultados para Stakeholders Financeiros dentro do novo projeto arquitetônico. ciais e despesas de reformas para 11 inaugura- A Alexandre Birman, que é referência em cal- Receita Bruta por marca O plano de aberturas para 2012 é de 58 lojas, ções e expansões futuras. çados femininos brasileiros no exterior e di- no mercado nacional sendo 11 próprias e 47 franquias. A infraes- vide espaço com os maiores nomes da moda trutura da Companhia vai acompanhar os in- Resultados por marcas em cadeias renomadas de varejo no mundo, Alexandre Birman vestimentos externos, para prover o suporte A rede de lojas das quatro marcas expandiu passou a produzir parte de seus calçados e Anacapri Schutz 4,0% necessário ao aumento de vendas. A área de em 3.808 metros quadrados sua área de ven- e acessórios na Itália. Com isso, conseguiu 26,5% Tecnologia de Informação, objeto de constan- das em 2011. A comercialização é feita por agregar maior refinamento e qualidade em tes investimentos nos dois últimos anos, rece- meio de lojas próprias, franquias, multimarcas alguns tipos de sapatos sem alterar os custos berá ainda mais atenção em 2012. e Web Commerce em todo o país. No Exterior, de produção. Investimento Capex também conta com franquias, multimarcas e A Anacapri manteve o contínuo processo de Investimentos - Capex Investimentos 2010 2011 Crescimento de departamentos. grandes lojas consolidação de sua marca e expansão da Os investimentos da ArezzoCo têm três na- percentualprincipal marca em vendas do gru- A Arezzo, distribuição, promovendo ações para divulgar turezas: investimento 8,018 Lojas: R$ em abertura de lojas e R$ 23,352 po, alcançou R$ 566,9 milhões em receita 191,2% a grife e seus produtos. Passou a ser vendida Arezzo reformas para ampliação de pontos de ven- expansão e milhões milhões bruta em 2011, fortalecendo sua presença em em multimarcas, para aumentar a penetração 69,5 % da reformas investimentos corporativos que próprios; todo o país. e visibilidade no Brasil; convidou estilistas re- incluem TI, instalações, showrooms e escri- A Schutz também obteve incremento de ven- nomados para assinar coleções, o que reper- Corporativo R$ 5,772 R$ 6,082 5,4% tório; e outros, principalmente relacionados das, que foram 24,7% superiores às do ano cutiu positivamente na mídia impressa, redes milhões milhões à modernização da operação industrial. Du- anterior, em parte por conta da expansão da sociais e blogs; e abriu três novas lojas-piloto, Outros R$ 1,723 R$ 805 mil -53,3% rante o ano, ocorreu um aumento de 94,9% rede de lojas monomarca. Foram abertos sete entre outras iniciativas. milhões no total de investimentos Capex por conta de novos pontos de venda exclusivos e a refor- Total R$ 15,5 R$ 30,2 94,9% reformas, expansão da área das lojas atuais e ma e adequação de outros três. No final do Resultados por canais Receita bruta consolidada por marca milhões milhões abertura de novas lojas. Foram 16 novas lojas ano, essas dez lojas estavam de acordo com As vendas do Grupo foram incrementadas Marca 2011 2010 próprias, somando 1.719 metros quadrados, o novo formato desenvolvido em 2011, o que mais pelo volume de produtos vendidos do Arezzo - R$ 566, 9 R$ 479,2 aumento de 167 metros quadrados em quatro causou um impacto positivo sobre a notorie- que por aumento médio de preços, ou seja, o mercado milhões milhões lojas já existentes e compra de pontos comer- dade e a percepção da marca no Brasil. consumidor continuou pagando praticamente interno o mesmo valor pelos calçados e acessórios, Schutz - R$ 215,8 R$ 173,1 apesar da pressão inflacionária. O canal de Crescimento mercado milhões milhões Investimentos 2010 2011 vendas com maior participação no volume percentual interno total é o de franquias, com 51,5% das vendas Lojas: expansão e Outros R$ 32,5 R$ 10,2 R$ 8.018 milhões R$ 23.352 milhões 191,2% domésticas. No final do ano, a Companhia reformas milhões milhões contava com 289 franquias. Corporativo R$ 5.772 milhões R$ 6.082 milhões 5,4% As lojas próprias, responsáveis por 18,7% das vendas, somavam 4.686 metros quadrados de Mercado R$ 47,4 R$ 50,4 Outros R$ 1.723 milhões R$ 805 mil -53,3% área de vendas em 45 lojas no final do ano. externo milhões milhões Dezenove são da marca Arezzo, 17 da Schutz, Total R$ 862,6 R$ 712,9 Capex – total R$ 15.513 milhões R$ 30.239 milhões 94,9% uma da Alexandre Birman e oito da Anacapri. milhões milhões 22 relatório de sustentabilidade 2011 arezzoCO 23

×