24521997 graca-derramada

3,142
-1

Published on

1 Comment
2 Likes
Statistics
Notes
  • EFJ EDIÇÕES/ www.xinxii.com Um dos maiores Sites literário da Europa lançam “os dois livros que mais crescem em todo o mundo”.




    DETERMINAÇÃO O PENSAMENTO POSITIVO É CHAMADO O LIVRO DO SÉCULO POR QUE TRATA A RELAÇÃO DO HOMEM COM ELE MESMO E A SUA CAPACIDADE DE DOMINAR A SUA PRÓPRIA MENTE DE UMA FORMA NUNCA VISTA ANTES.
    DETERMINAÇÃO O PENSAMENTO POSITIVO, É UMA OBRA COMPLETA E DE FÁCIL COMPREENSÃO, PORQUE AS PALAVRAS FORAM ESCRITAS EM SINCERIDADE E RESPEITO AO LEITOR (A), PARA QUE COMPREENDA O SABER E O QUE É O CONHECIMENTO.
    ESTE LIVRO É DEDICADO, INDICADO PARA TODAS AS PESSOAS INDEPENDENTE DE SUAS CRENÇAS, CREDOS E RELIGIOSIDADES.
    http://www.xinxii.com/pt/determinacao-pensamento-positivo-p-349030.html

    Testemunho Real de uma mulher que foi levantada para vencer a tudo e a todos.
    Chamam-me Lene estou vivendo um grande amor, tem por finalidade transmitir as populações em geral o sentimento e a emoção e a compreensão entre as pessoas. Este livro está emocionando pessoas de todos os credos religiosos, e levando a esperança a aqueles que já achavam que não haveria uma segunda chance para ser feliz em toda a sua totalidade.
    Chamam-me Lene estou vivendo um grande amor, é um livro real e todo o seu escrito verdadeiro, pois é uma vida que está vivendo esse intenso amor. Leiam estes livros.
    http://www.xinxii.com/pt/chamam-me-lene-estou-vivendo-um-grande-amor-p-349029.html
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total Views
3,142
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
105
Comments
1
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

24521997 graca-derramada

  1. 1. Graça derramada “Terra que mana leite...”
  2. 2. Eber Rodrigues Graça derramada “Terra que mana leite...” EBER RODRIGUES Copyright © Ouvir e Crer Publicações 2009
  3. 3. Supervisão Editorial e de Produção Ouvir e Crer Publicações Capa e Diagramação: Antonio Romão (Tony) Revisão: Pollyanna Vidal, Jany Parreira e Ledilson Dias C900 RODRIGUES, Eber O Caminho da Graça Goiânia; Ouvir e Crer Publicações, 2009. 126 p. 140x210mm ISBN xxxxxxxxxx 1. Cristianismo. 2. Vida no Espírito I. Título CDD 230 Todos os direitos desta edição são reservados à Ouvir e Crer Publicações
  4. 4. Telefax: (62) 3275-1087 Site: www.ouvirecrer.com.br ÍNDICE Introdução Capítulo 1 Tudo mudou Capítulo 2 Ele nos substituiu na cruz Capítulo 3 Nossa habitação Nele Capítulo 4
  5. 5. A riqueza da Sua graça. Capítulo 5 Em tudo fostes enriquecidos n’Ele, em toda a palavra. Capítulo 6 Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou. Capítulo 7 A importância do descanso. Capítulo 8 De maneira que não vos falte nenhum dom. Capítulo 9
  6. 6. Chamados à comunhão Capítulo 10 Práticas espirituais Capítulo 11 Encontrando a liderança do Espírito Capítulo 12 A importância da meditação na Palavra Capítulo 13 A oração no Espírito Capítulo 14
  7. 7. Um andar vitorioso em Deus Capítulo 15 O testemunho vivo da fé Capítulo 16 Bloqueios ao fluir da graça Capítulo 17 Uma fé que alcança Graça derramada
  8. 8. “Terra que mana leite...” Introdução Não há nada melhor na vida do que experimentarmos a graça de Jesus; a condição Dele operando em nós. Deus criou o homem para um íntimo relacionamento com Ele. Toda obra do homem na Terra deveria ser o resultado desse relacionamento. Entretanto, o homem caiu, e sua morte espiritual foi resultado de sua separação de Deus. O homem perdeu a condição de crer em espírito, perdeu a cobertura que tinha da justiça de Deus. Sua conexão em espírito com o Altíssimo foi
  9. 9. desfeita, e todo fluxo do poder de Deus e da glória de Deus deixou de cobrir o homem como antes cobria. Mas graças a Deus por Jesus Cristo! Ele é a resposta de Deus para a ação do diabo contra o homem. Deus se fez homem e veio à Terra fazer o que não poderíamos fazer por nós mesmos. Tudo o que foi perdido por causa do pecado foi restituído sobre nós mediante o Sangue de Jesus: a fé, a santidade, a comunhão, a cura, a prosperidade, a justiça, a proteção, a autoridade, a vida eterna. Em todo o Antigo Testamento vemos a revelação de Jeová, o grande “Eu Sou”. Várias e várias vezes a Palavra se refere a Ele como Senhor. No hebraico é a palavra “Adonai” e “Elohim”. O que ocorreu em nossa redenção é que Adonai se fez homem, Ele se fez carne, e habitou entre nós. Aquele bebê deitado na manjedoura em Belém da Judéia era nada
  10. 10. menos, nada mais, do que “Adonai”, que veio para vencer tudo por nós através de Sua encarnação, vida, morte, ressurreição e glorificação. Jesus é o Senhor! Ele é o Senhor! Há três pessoas distintas que revelam um único Deus: a Pessoa do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Em nossa redenção, a segunda Pessoa da Divindade se fez homem e veio fazer o que era impossível ser feito por nós mesmos. O homem caiu, Deus se fez homem e como homem viveu a vida eterna na Terra. Morreu nossa morte na cruz e nos deu de graça Sua Vida através da ressurreição. A natureza divina é passada a todo o que crê em Cristo Jesus. A redenção é Deus fazendo por nós o que não tínhamos condições nenhuma de fazer por nós mesmos. A maior alegria do nosso Pai é que andemos em Sua Verdade, estabelecida para
  11. 11. nós em Jesus, o Seu Filho. maior alegria do que Deus não tem ver seus filhos desfrutando da Sua graça e do Seu amor, conquistados por Jesus. Todas essas conquistas foram derramadas abundantemente em nós, por meio de Cristo Jesus, em um nível que nos possibilita andar por fé na Sua Verdade e serví-Lo em amor amando nosso semelhante. Tudo que era necessário ser feito para que eu e você vivêssemos livres de toda e qualquer opressão maligna Jesus fez. N’Ele tudo está feito. Pendurado na cruz o Senhor disse: “está consumado!”. Para a nossa vida espiritual, familiar, ministerial, física, emocional e material, Deus estabeleceu Sua Verdade em Jesus, e tudo deve ser apenas desfrutado absolutamente de graça. Deus fez! por nós
  12. 12. Nas considerações que se seguem veremos um pouco do que Deus fez por nós em Jesus, um pouco do que é nosso por direito de herança em nosso Pai e tudo o que foi conquistado por Jesus na cruz do calvário e nos dado de graça no Evangelho. Capítulo um Tudo mudou Quando Jesus morreu em nosso lugar, TUDO mudou, Ele nos deu total condições de receber TODA a graça de Deus. Tudo que Adão perdeu no Éden foi restaurado por Jesus ao homem. A morte do Filho de Deus trouxe uma
  13. 13. completa mudança a todo aquele que crê. Paulo diz em segunda Coríntios cinco dezessete: …aquele que está em Cristo, nova criatura é, as coisas antigas já passaram, e eis que se fizeram novas. Portanto, a fim de recebermos auxílio de Deus, só precisamos crer. Não recebemos por aquilo que fazemos em nós mesmos. Não recebemos por esforço próprio, recebemos por aquilo que Jesus FEZ. Nosso papel é simplesmente crer, só isso. A fé é um dom de Deus a nós que se ecaixa dentro de nós perfeitamente com a graça de Deus em Jesus. A graça derramada encontra na fé que Deus mesmo nos deu um encaixe perfeito. Ao exercermos fé no que Deus fez estamos recebendo a graça de Deus. Na área da cura Divina por exemplo, Está escrito: por Suas feridas, fostes sarados. Isso significa que nossa cura em Deus é por um uníco motivo, pelas feridas de Jesus. É por estas feridas que fomos sarados. Não é por nenhum outro motivo humano “positivo” ou “negativo” que somos curados. Não é pelo que faço ou deixo de fazer por mim mesmo que Deus me curou. Deus me curou por aquilo que Jesus fez. Suas feridas são a causa da nossa saúde perfeita em Deus. Ao olharmos Suas feridas simplesmente devemos dizer: estou curado, essas feridas me libertaram de toda e
  14. 14. qualquer doença ou enfermidade. Está escrito em Isaías cinquenta e três: “todavia, ao Senhor agradou moê-LO, fazendo-O enfermar”; Ele tomou em meu lugar minha doença e enfermidade e fiquei curado por Sua obra substitutíva. Ele ficou enfermo em nosso lugar, e nós ficamos curados. Os dois filhos e a graça de Deus Colossenses um verso vinte e dois: “agora, porém, vos reconciliou no Corpo da Sua carne, mediante a Sua morte, para apresentar-vos a Ele santos, inculpáveis, e irrepreensíveis, se é que permaneceis na fé, alicerçados e firmes, não vos deixando afastar da esperança do evangelho que ouvistes…”. Veja no texto acima a expressão: “mediante a Sua morte”. É pela morte do Filho de Deus que vem sobre nós TODA a graça e o amor do Pai. O filho pródigo poderia voltar para casa livre de toda condenação porque Jesus ensinou essa parábola firmado no evangelho estabelecido por Ele. É interessante que depois que o filho mais velho volta do campo, ouve o barulho da música e das danças e a celebração do retorno de seu irmão para casa com SAÚDE (Foi o que Deus fez por nós em Jesus, Ele
  15. 15. recuperou nossa saúde em Cristo) ele entra em crise com seu pai e lhe diz: Há tantos anos te sirvo sem jamais transgredir uma uníca ordem tua, e nunca me deste um cabrito sequer para alegrar-me com meus amigos… Então lhe respondeu o pai: Meu filho, tu sempre estás comigo; tudo o que é meu é teu. Fica claro que ele esperava que sua retidão deveria mover o pai a dar a ele pelo menos um cabrito para alegrar-se com seus amigos. O pai por sua vez deixou claro que a base para receber dele era outra: o fato dele ser filho e estar com ele era suficiente para que desfrutasse de tudo que era deles. O filho esperava receber algo do pai e o pai queria ensiná-lo a tomar TUDO que ele quisesse simplesmente por ser filho e estar com ele. Ele reclamou um cabrito e o pai lhe diz: “Tudo que é meu, É TEU. É interessante, quem tem um relacionamento com Deus firmado na lei, nas obras, não consegue visualizar mais do que um cabrito. O filho queria que o Pai lhe desse o que na verdade como herdeiro deveria simplesmente receber confiando no amor e nos cuidados de seu pai. O filho mais velho esperava uma ação do pai porém o pai deixa claro que a ação deveria ser dele (no nosso caso, “é a ação da fé que devemos ter pois essa ação de fé recebe o que Deus nos diz no
  16. 16. íntimo”), pois tudo que era do pai era dele. Para o pai tudo que o filho deveria fazer era decidir o que ele queria e simplesmente desfrutar disso em suas posses. O pai fez uma festa pelo filho que voltou e o filho mais velho deveria fazer quantas festas quisesse simplesmente por estar com o pai, pois tudo que era do pai era dele. Para Deus, o que precisarmos, devemos apenas pegar e usufruir do que é nosso por direito. Era assim que Jesus vivia quando esteve na terra. Veja esse texto de Efésios três, verso oito: “A mim, o menor de todos os Santos, me foi DADA (obra da graça de Deus) está graça de pregar aos gentios o evangelho das INSONDÁVEIS riquezas de Cristo”. Quando Jesus morreu Ele abriu TODA a condição de entrarmos e possuirmos nossa herança Nele. Paulo diz em segunda Coríntios oito, verso nove: “pois conheceis a graça de nosso Senhor Jesus Cristo, que, sendo rico, SE FEZ POBRE por amor de vós, para que, pela Sua pobreza, vos tornásseis ricos”. Veja bem, não é o que fazemos ou deixamos de fazer em nós memos que nos torna ricos em Deus, e sim pelo fato de Jesus se fazer pobre por amor a nós. É pela pobreza Dele na cruz que somos ricos. Somos ricos com TODA as riqueza que
  17. 17. Jesus tem e que foram passadas a nós quando Ele se fez pobre na cruz em nosso lugar. Paulo nos chama de co-herdeiros com Cristo. E qual é uma das coisas básicas que precisamos entender a fim de recebermos toda nossa herança em Jesus Cristo? Colossensses um verso doze: dando graças ao Pai, que NOS FEZ IDÔNEOS à parte que nos cabe da herança dos Santos na luz. Pela graça que Jesus nos dá agora, somos idôneos para sentarmos na mesa do Senhor e comerdos Seus finos manjares. Ser idôneo é estar perfeitamente adequado com a justiça de Deus em Cristo Jesus para recebermos tudo que necessitarmos nessa terra a fim de glorificarmos o Nome do Senhor como seus vencedores na aqui. A justiça própria nos faz inadequados e não nos concede a vida de Deus, a natureza de Deus. Porém a justiça de Deus em Jesus Cristo, tudo que Ele é e fez por nós na redenção, nos adequa para entrar pela fé nas bodas do Filho de Deus e para viver uma vida vitoriosa na terra para a glória do Pai. Quando estamos vestidos da melhor roupa (figura do próprio senhor Jesus), como o filho mais novo recebeu ao voltar, nos tornamos justos, perfeitos, inculpáveis, irrepreensíveis e santos perante Deus. Essa condição justa que Jesus nos dá, faz de nós fihos prontos para
  18. 18. ceiar com o Pai sempre que quisermos. É a posição que Jesus tem com o Pai e que nos deu de graca, como ensina Dave Roberson. Paulo falando da justiça em Jesus Cristo diz em Romanos cinco que recebemos “o dom da justiça”. Não é algo que mereço, é algo que Jesus é por mim, em mim e através de mim. Ele é a nossa justiça diante de Deus. No Antigo Testamento Deus providênciou um tabernáculo a fim de se relacionar com o povo. Isso mudou na Nova Aliança e hoje nós somos o Seu tabernáculo na terra. Porem, apenas o sumo sacerdote e os demais sacerdotes podiam entrar no tabernáculo. Já no Santíssimo lugar apenas o sumo sacerdote uma vez por ano podia entrar na presença de Deus. O restante do povo não tinham acesso ao tabernáculo como os sacerdotes tinham. Em João no capítulo um verso quatorze está escrito: E o Verbo se fez carne e habitou (tabernáculou conosco) entre nós, cheio de graça e de Verdade, e vimos a Sua glória, glória como do unigênito do Pai. Paulo diz em Colossenses um verso dezenove: porque aprouve a Deus que, Nele, residisse toda a plenitude. Jesus era no tempo de Sua encarnação na terra, o tabernáculo de Deus no meio dos homens. Isso é o que significa proféticamente: “a glória da segunda Casa
  19. 19. será maior do que a primeira”. Quando os soldados tomaram nosso Senhor e o açoitaram violentamente, todo Seu tabernáculo (Seu Corpo) foi rasgado, dilacerado. Deus estava dizendo com isso: o caminho para minha presença foi aberto e permanence aberto pela carne rasgada de Meu Filho. Isaías disse: por Suas feridas somos sarados. O sentido mais alto de ser sarado é estar novamente ligado à presença de Deus tendo Sua Vida como a nossa vida. O escritor de Hebreus nos exorta no capítulo dez verso dezenove: tendo, pois, irmãos intrepidez para entrar no Santo dos Santos, pelo sangue de Jesus, pelo novo e vivo caminho que Ele nos consagrou pelo véu, isto é, pela Sua carne. Ele nos levou para DENTRO de Sua maravilhosa presença. Estamos lá agora. Habitamos em Cristo, somos moradores do ESCONDERÍJO DO ALTÍSSIMO. Guardados em Jesus Cristo pelo poder de Deus. Deus providenciou um tarbernáculo de carne, o Corpo de Seu Filho, e fez com que aquele tabernáculo fosse dilacerado abrindo para todo que crê um novo e vivo caminho através de Sua carne rasgada por Sua obra redentora. Estamos Nele agora pelo Seu sangue, pelo caminho que Ele nos consagrou, pelo véu, isto é, pela Sua carne que se rasgou. Cada rasgo em Sua carne foi uma abertura que Jesus abriu
  20. 20. para nós a fim de entrarmos livremente dentro de Sua presença. Como precisamos adorá-LO e louvá-LO! Ele entregou Seu tabernáculo terrestre para ser rasgado com o propósito de hoje nos ter dentro de Si. Somos participantes de Cristo, tudo que Ele é está em nós agora. João se referindo ao fato de Jesus ser amor disse a nosso respeito: segundo Ele é, nós somos nesse mundo. Que união temos com o Senhor! Como Ele é amor, nós também o somos Nele. Suas costas foram rasgadas, Suas mãos e pés foram rasgados, Sua cabeça foi perfurada, Seu lado por uma lança também foi perfurado. Por essa obra temos acesso ao trono da graça SEMPRE QUE QUISERMOS como está escrito em Hebreus quatro verso dezesseis: “Acheguemo-nos, portanto, confiadamente, junto ao trono da graça, a fim de recebermos misericórdia e acharmos graça para socorro em ocasião oportuna”. Jesus pendurado na cruz com Seu Corpo ferido é a entrada para o trono de Deus. Ele é a única porta que funciona… Em João quartorze seis Ele mesmo disse: Eu Sou o caminho, a Verdade e a Vida, ninguém vem ao Pai senão por Mim. Como precisamos nos render aos pés da cruz em uma simples fé Nele. Veja o que Paulo diz em primeira Coríntios dois versos um e dois: “Eu, irmãos, quando fui ter convosco,
  21. 21. anunciando-vos o testemunho de Deus, não o fiz com ostentação de linguagem ou de sabedoria. Porque decidi nada saber entre vós, senão a Jesus Cristo e este crucificado”. Como eu preciso deixar o Espírito levar bem prá longe tudo aquilo que está tentando substituir Cristo, e este cruficado da minha vida. As chaves espirituais como oração em línguas, louvor, adoração, não nos levam lá… pelo contrário, é por que já estamos lá em Jesus que essas práticas devem estar patentes em nossas vidas. Não é questão de tentarmos chegar lá e sim olharmos para Jesus assentado ao lado do Pai crendo que estamos Nele pois, Nele, já chegamos lá. Capítulo dois Ele nos substituiu na cruz Quando Jesus foi à cruz, Ele estava nos substituindo a fim de que pudéssemos receber toda Sua condição como Filho de Deus. Jesus
  22. 22. tomou toda a nossa velha condição que herdamos do primeiro Adão e nos deu toda uma nova condição que Ele recebeu do Pai. Ele fez tudo que fez com o intuito de termos a Sua posição. Aprendi algo nesse sentido com Dave Roberson quando ele ensinou sobre o fato de Jesus conquistar pra nós a posição que Ele tinha em Deus como homem e o último Adão. Assim, temos na terra exatamente como Jesus, as mesmas condições de vida em Deus que Ele tinha quando esteve aqui. Jesus disse: “Como o Pai me enviou, Eu vos enviou a vós”. Como seria isso possível se não tivermos ao nosso dispor os mesmos recursos? E as mesmas possibilidades pelo Espírito? Em João quatorze Jesus disse: Na casa de Meu Pai há muitas moradas. Se assim não fora, Eu vo-lo teria dito. Pois vou preparar-vos lugar. E, quando Eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos receberei para mim mesmo, para que, onde Eu ESTOU, estejais vós também. Note que nosso Senhor não estava falando de algo no futuro quando formos para o céu. Ele estava se referindo a um lugar que Ele estava naquele momento em Deus quando disse “onde Eu estou, estejais vós também. Jesus nos substituiu ao se entregar naquela cruz. O que fazemos é aceitar isso pela fé. Em Cristo, já temos esse lugar em Deus. Veja esses versos
  23. 23. na Palavra: “Pois vocês conhecem a graça de nosso Senhor Jesus Cristo que, sendo rico, se fez pobre por amor de vocês, para que por meio de Sua pobreza vocês se tornassem ricos” (2Co8: 9). Dá para imaginar o crédito que o Senhor Jesus transferiu a cada um de nós com a Sua “morte e ressurreição”? Veja esse outro: “Deus tornou pecado por nós Aquele que não tinha pecado, para que Nele nos tornássemos justiça de Deus” (2Co5: 21). Deus nos fez Sua justiça em Cristo Jesus. Estamos em Cristo completamente justificados diante de Deus, ou seja, feitos justos, perfeitos, como Jesus é Justo e Perfeito. Diante do Pai, graças à justiça de Jesus, é como se NUNCA tivéssemos cometido pecado algum. Em Jesus, como a Palavra nos ensina em Colossenses, estamos APERFEIÇOADOS. O resultado da justificação pela fé foi a vivificação do nosso espírito humano. Pelo evangelho nascemos de novo ao receber a Vida de Deus em nós. Paulo diz em Efésios dois: “Ele nos vivificou, estando nós mortos em nossos delitos e pecados”. Não é algo que alcançamos por esforço próprio; é algo que Jesus fez e nos deu de graça no evangelho. Fica claro em Romanos que a justiça de Deus a nós conferida é um presente a todo que crê no Seu Filho. No texto que se
  24. 24. segue vamos continuar vendo algumas coisas que recebemos por Sua obra substitutiva na cruz. Aperfeiçoados Nele A lei não pôde nos dar vida porque estava enferma pela carne (Rm8:1-3). Porém, o que fora impossível à lei, Deus fez através de Jesus. Ele condenou o pecado na carne de Seu Filho crucificado no calvário. “Ora, visto que a lei é sombra dos bens vindouros, não a imagem real das coisas, nunca jamais pode tornar perfeitos os ofertantes, com os mesmos sacrifícios que, ano após ano, perpetuamente, eles oferecem”. “Porque, com uma única oferta, aperfeiçoou (O Senhor Jesus) para sempre quantos estão sendo santificados” (Hb10:1 e 14). Quando Jesus se entregou na cruz, Seu sacrifício nos deu a perfeição. Veja alguns sentidos dessa palavra “PERFEITO” no original grego; é a palavra grega teleioo… tornar perfeito, completar, executar completamente, efetuar, finalizar, levar até o fim, completar (aperfeiçoar), ser achado perfeito, levar até o fim (objetivo) proposto ,realizar,
  25. 25. Veja como é importantíssimo ver como a obra do nosso Senhor foi coclusíva e final. Se a lei nao pôde nos tornar perfeitos a graça em Jesus Cristo pôde. No evangelho o Senhor nos deu Sua Justiça, Sua vida e Sua perfeição. Claro que existe um processo de amadurecimento dentro desse caminho. Onde vamos conhecendo o Senhor, o Seu poder de ressurreição e a comunhão com os Seus sofrimentos e então vamos crescendo em vida Nele mesmo (Fl3: 10). Existe uma perfeição dada na cruz onde o Senhor é nossa perfeição, e existe o caminho onde Deus nos leva de fé em fé e vamos experimentando cada mais essa perfeição conquistada pra nós, de modo que vamos sendo aperfeiçoados e transformados na imagem de jesus. Paulo, em Filipenses três diz algo interessante nesse aspecto, veja o texto: “Não que eu o tenha já recebido ou tenha já obtido a perfeição; mas prossigo para conquistar aquilo para o que também fui conquistado por Cristo Jesus. Depois ele diz logo à frente: “Todos, pois, que somos perfeitos…”. De que o Espírito está nos ensinando? A perfeição que somos agora diz respeito à graça derramada em nós por Jesus nos fazendo justos diante de Deus por Sua morte, e plenamente restaurados Nele, perdoados, sarados e libertos em Jesus. A
  26. 26. perfeição a que Paulo se referia que ele ainda não havia alcançado diz respeito à estatura de Cristo. Ele falava da maturidade total que ele não havia alcançado ainda. Na cruz Jesus nos deu Sua Justiça e Sua vida. Hoje essa vida pode se desenvolver até que todo nosso ser seja transformado à imagem fo Filho de Deus. Recebemos Seu Espírito dentro de nós Veja ainda o que mais Ele nos deu: “E, havendo dito isto, soprou sobre eles e disselhes: Recebei o Espírito Santo” (Jo20: 21). Através da redenção recebemos o Espírito Santo dentro de nós. Somos a morada do Espírito de Deus. O Espírito de Deus em nós é uma das maiores heranças que Jesus conquistou para cada um de nós pela redencão. Seu sangue e Sua carne E Ele nos deu ainda mais: “Quem comer a minha carne e beber o meu sangue tem a Vida eterna, e Eu o ressuscitarei no último dia. Pois a minha carne é verdadeira comida, e o meu sangue é verdadeira bebida. Quem comer a minha carne e beber o meu sangue, permanece em mim, Eu nele. Assim como o
  27. 27. Pai, que vive, me enviou, e igualmente Eu vivo pelo Pai, tambem quem de mim se alimenta por mim viverá” (Jo6: 54-57). Temos acesso livre ao sangue e a carne do Filho de Deus. Podemos hoje nos alimentar de Cristo dentro de nós. Somos Seu Corpo Continue vendo nossa herança em Jesus Outro texto: “Porque somos CRIAÇÃO de Deus REALIZADA EM CRISTO JESUS para fazermos boas obras, as quais Deus preparou antes para nós as praticarmos” (Ef2: 10). “Ora, vocês são o Corpo de Cristo, e cada um de vocês, individualmente, é membro desse Corpo” (1Co12: 27). Somos partes integrantes pela graça de Deus do Corpo de Cristo. Vamos continuar vendo nossa herança, veja o que temos ainda Nele. Temos a mente de Cristo “Quem conheceu a mente do Senhor para que possa instruí-LO? Nós, porém, TEMOS A MENTE DE CRISTO” (1Co2: 16). Temos Sua Justiça em nós, Sua vida, Sua perfeição, Seu Espírito, Seu Corpo, e temos Sua mente operante em nós. Veja ainda…
  28. 28. Temos o Seu Nome “E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas, pegarão em serpentes, se alguma coisa mortífera beberem, não lhes fará mal algum; se impuserem as mãos sobre enfermos, eles ficarão curados” (Mc16:17). Veja, recebemos a justiça de Deus em Cristo Jesus, fomos salvos por Ele da ira, Ele nos deu sua perfeição, recebemos Sua Vida e Seu Espírito, recebemos Seu sangue, Sua carne e Seu Corpo. Ele nos deu Sua mente, e mais, Ele nos deu a possessão de Seu NOME (Vamos voltar a falar sobre o Nome do Senhor logo à frente). Quem somos nós então? Que tipo de obra Ele fez em nós? Ele nos deu Sua justiça, Sua vida, Sua perfeição, Seu Espírito, Seu sangue, sua carne, Seu Corpo, Sua mente, Seu NOME… Quem somos nós Nele? Pela obra da graça de Deus, através da ligação que Deus nos proporcionou com Jesus, Nele e por Ele, Nós somos Ele aqui na terra! Somos, a igreja, parte do Filho de Deus. Se alguém tem o espírito de alguém vivendo em si, a vida dessa pessoa dentro de si, a mente, o corpo, o sangue, a carne, e até sobre si o nome dessa
  29. 29. pessoa…Quem é essa pessoa? É o que Paulo diz em Efésios capítulo dois verso quinze quando ele fala: “para que dos dois (Judeus e gentios) criasse, EM SI MESMO, UM NOVO HOMEM”… A igreja é a plenitude de Jesus (Ef1: 23). Ele disse: Eu Sou a videira, vós, os ramos. Somos parte de Jesus Cristo andando pela terra. Ele é o Cabeça, nós o Corpo. Paulo diz que a igreja é a plenitude Daquele que a tudo enche em todas as coisas. Em primeira Coríntios seis verso dezessete está escrito: “Mas aquele que se une ao Senhor é um espírito com Ele.” Ele diz em Efésios cinco: Por isso deixará o homem a seu pai e a sua mãe e se unirá à sua mulher e tornarão os dois, UMA SÓ CARNE; daí ele diz: grande é esse mistério, mas eu me refiro a Cristo e à igreja. Jesus é Jesus e nós somos nós, porém, através de Sua obra da graça, somos um só espírito com Ele. Os benefícios de nossa união com Cristo Na nossa união com Cristo, Deus fez algo maravilhoso. Ele criou em Si mesmo um novo homem. Depois de meu novo nascimento, ainda que eu continue sendo eu, e vou continuar sendo por toda a eternidade, ao mesmo tempo também sou Jesus aqui na terra
  30. 30. em Seu Corpo pela união perfeita que tenho em espírito com Ele. Eu e Jesus somos um só no Espírito. Somos (eu e Jesus) um só Corpo. Ele é o Cabeça e eu sou Seu Corpo. Sou um com Ele a tal ponto que somos um só em espírito. O marido e a mulher ainda que tenham suas individualidades, ao mesmo tempo são os dois uma só carne. É assim com Jesus e a igreja, são os dois um só “ESPÍRITO”. Como Paulo diz em 1Co6: 17 “Mas aquele que se une ao Senhor, é um espírito com Ele”. Fomos criados Nele, estamos Nele e por Ele é que vivemos diante de Deus. Isaías nos ensina a olhar para a Rocha de onde fomos cortados. Uma vez Filipe disse ao Senhor: Mostra-nos o Pai e isso nos basta; Jesus o exortou dizendo: a tanto tempo estou convosco e não me tendes conhecido? Quem me vê a Mim vê ao Pai. Essa verdade equivale a Jesus e à Igreja, quem vê a igreja, vê Jesus. Em João há um verso que nos ajuda a ver isso melhor a fim de entendermos como isso funciona, está no capítulo quatorze verso vinte: Naquele dia vós conhecereis que Eu estou em Meu Pai, e vós, em Mim, e Eu, em vós. Essa união é tão perfeita, que ao mesmo tempo em que eu sou eu, também sou Jesus em minha ligação em espírito com Ele no Seu Corpo. Meu espírito é um membro de Seu Corpo, a igreja. Sou uma parte de
  31. 31. Jesus na terra. Isso também é verdade com respeito a Ele. Assim como ao mesmo tempo que Jesus é Jesus, por estarmos Nele, por semos um com Ele, e por temos sidos criados Nele pela redenção, Ele é eu e voce no Pai por Seu Espírito. Quando o Pai vê Jesus ao Seu lado na glória, Ele vê em Jesus cada um de nós. Eu estou no Pai através de Jesus Cristo. Quando o Pai vê Jesus Ele vê o Eber ao Seu lado no Seu Filho. E Ele vê todos os homens que estam na terra hoje ao Seu lado em Seu Filho. Por isso tudo que alguém precisa fazer para ser salvo é crer em Jesus. O Pai fez toda a obra em Seu Filho e Nele TODOS nós fomos incluídos. Ao fazer em Jesus, O Pai fez em mim e em você. Paulo explica isso em Romanos cinco. Quando o primeiro Adão caiu todos nós caímos nele pois estávamos Nele. Quando Jesus venceu, todos nós vencemos pois estávamos Nele. Ou estamos ligados ao primeiro Adão (a velha natureza) por uma vida de incredulidade, ou estamos ligados ao último Adão (O Novo homem) pela fé que o Senhor nos deu. Por isso todos nós podemos dizer: Estamos em Cristo. Somos um só espírito no Espírito Santo em Jesus. Dois e ao mesmo tempo um só
  32. 32. Como duas pessoas com personalidades e individualidades podem ser uma só ao mesmo tempo? Em Jesus isso é possível a cada um de nós por causa da verdadeira unidade que temos com Ele no Espírito. Somos individuos, e ao mesmo tempo, somos corporificados em Jesus pelo Espírito. Em termos de Seu Corpo, somos um só. Ou seja, feitos Seu Corpo na terra. Sou o Eber mas Sou um corpo em Jesus com toda a igreja. O ponto é que quando o diabo vê a igreja, Ele vê Jesus. Jesus é a videira Verdadeira, nós somos os ramos. Os ramos não podem dizer que não são a videira e a videira não pode dizer que ela é os ramos. Tanto a videira como os ramos formam uma planta só. Paulo disse: Há um só Corpo e um só Espírito. É essa a união na qual vivemos em Jesus. Somos um com Ele no Espírito e como Ele andou na terra é exatamente a maneira que Deus espera que andemos, ou seja, Nele mesmo. Somos muitos, porém membros uns dos outros em Jesus Cristo. A mesma Vida que flui na videira flui nos ramos. É como quando uma planta é “enxertada” em outra planta, ali existem duas plantas tornando-se uma só. É como quando você mistura “leite e chocolate em pó”, são duas sbustâncias distintas formando uma só
  33. 33. bebida. Elas continuam existindo distintamente, porém se unem para gerar uma bebida só. Por nossa ligação com Cristo em espírito, somos um só com Ele e através daquilo que Ele nos tornou, em Seu Corpo, nós SOMOS JESUS HOJE NESSA TERRA. Temos Sua Justiça, Sua Vida, Seu Sangue, Sua Carne, Seu Corpo, Sua mente, Seu Espírito, Seu Nome, e até uma nova língua sobrenatural para nos comunicar com Pai Ele nos deu. O revestimento do homem interior Davi rejeitou a armadura de Saul ao enfrentar Golias, mas não rejeitou a armadura de Jônatas depois da vitoria contra o gigante; isto está narrado em primeira Samuel dezessete e dezoito. Saul e sua armadura falam da carne e de todo revestimento “exterior” que a carne usa a fim de tentar prevalecer. Porém Jônatas e Sua armadura falam de Cristo e Suas armas que revestem o nosso homem interior a fim de nos levar em vitoria através da fé. Jesus se entregou a Si mesmo por nós e nos deu Sua armadura só porque nos amou tanto, e uniu-se para sempre conosco pelo Seu Espírito a fim de ser nossa
  34. 34. Vida em tudo. Diz o texto de primeira Samuel que a alma de Jônatas se ligou com a alma de Davi; e Jônatas amou a Davi como a sua própria alma. Diz o texto também que Jônatas e Davi fizeram aliança; porque Jônatas o amava como à sua própria alma e despojou-se Jônatas da capa que vestia e a deu a Davi, como também a armadura, inclusive a espada, o arco e o cinto (1Sm 17: 38-39 e 18:1-4). Essa é uma analogia bíblica tremenda pois assim como Jônatas amou a Davi e teve sua alma ligada com a de Davi, fazendo com ele uma aliança e dando a ele sua capa e armadura, Jesus também nos amou tanto que ligou Seu Espírito ao nosso, fez conosco uma aliança (no Seu sangue) e nos deu Sua armadura. Ou seja, Jesus se deu por nós e a nós. Tudo que precisamos é nos revestir Dele e de Suas armas e certamente venceremos tudo que se levantar contra nós. Todos que viam Davi nas lutas, viam a armadura de Jônatas com ele. Viam a espada de Jônatas. Quando nossos inimigos lutam conosco, eles sabem exatamente com quais armas estamos lutando, e como eles tremem ao ver Jesus nos revestindo, aleluia! Portanto não é necessario revestir nosso homem exterior com os recursos do mundo. O que precisamos é deixar Jesus ser o que Ele é em nós a cada dia: a nossa
  35. 35. armadura. Que a declaração de Paulo seja a nossa: “Estou crucificado com Cristo, logo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mem; e, esse viver que agora tenho na carne, vivo pela fé no Filho de Deus que me amou e a Si mesmo se entregou por mim”. A cruz foi o único meio através do qual Deus poderia se fazer homem e se doar TOTALMENTE a nós a fim de ser HOJE a nossa vida em tudo. Através da cruz Ele se doou completamente. Tudo foi o que Ele fez. Seu Espírito, Alma e Corpo foram dados a nós através do Calvário. Ele ofertou tudo aos Seus filhos. Não há mais nada a ser dado. Tudo foi dado aos Seus filhos em Jesus Cristo. Nesse aspecto não há mais nada a ser feito. Nada a ser vencido. Nenhuma luta a ser travada. A obra está PRONTA. Como disse Paulo em Gálatas três verso vinte e sete: “porque todos quantos fostes batizados em Cristo de Cristo vos revestistes”. Portanto, levantemo-nos e vençamos o pecado, as doenças, o diabo, a miséria, o mundo, a carne, toda mentira…. em o Nome de Jesus. Capítulo três
  36. 36. Nossa habitação Nele Há várias expressões que Deus usa para nos ensinar sobre nossa habitação em Jesus. Expressões como “Em Cristo”, “Nele”, “Em quem”, demonstram onde Deus nos colocou como parte do Corpo de Cristo. Por exemplo, Romanos oito verso um: “Agora, pois, já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus”. Segunda Coríntios cinco verso dezessete: “E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura, as coisas antigas já passaram, e eis que se fizeram novas”. Veja também Romanos três verso vinte e quatro: “sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus”. E ainda Gálatas três verso vinte e seis: “porque todos quantos fostes batizados em Cristo já vos revestistes de Cristo”. Um dos entendimentos mais tremendos da Palavra está no ensino dos batismos. Jesus disse: Ide e fazei discípulos de todas as nações, BATIZANDO-OS em NOME do Pai, do Filho, e do Espírito Santo. Ser batizado é “ser mergulhado em”. Quando somos batizados, na verdade, reconhecemos nossa união com Jesus em sua morte, sepultamento e ressurreição.
  37. 37. Ser batizado no Nome significa entrar para dentro Dele. Paulo diz em Gálatas: porque todos quantos fostes batizados em Cristo já vos revestistes de Cristo. Quando somos batizados Nele, nos revestimos Dele em Sua morte, sepultamento e ressurreição. Quando somos batizados no Espírito Santo entramos para dentro Dele. O batismo nas águas e no Espírito Santo significa: Fomos colocados para dentro de Deus Pai em Cristo Jesus. Portanto estamos perfeitamente unidos a Jesus Cristo de Nazaré e somos Jesus aqui na terra como Seu Corpo. Pedro disse: Achegando-nos para Ele, a Pedra que vive, vós também, pedras que vivem. O detalhe fundamental é que o que somos, somos Nele e apenas Nele. Só existem basicamente duas raças na humanidade para Deus: O primeiro Adão e o Ultimo Adão. Jesus referiu-se a respeito de Si mesmo como: O FILHO DO HOMEM. Ele é o princípio de uma nova raça COMPLETAMENTE restaurada para Deus. Estar Nele é estar livre de tudo que nos prendia na velha criação. Livre do pecado, das doenças, livre da pobreza e da miseria, livre da carne e do diabo, livre do mundo e de todo seu sistema. Paulo disse em Gálatas cinco verso um: “Para a liberdade foi que Cristo nos libertou, permanecei pois firmes, e não vos submetais de novo a jugo de
  38. 38. escravidão”. Fomos criados em Cristo Jesus para boas obras que Deus antemão preparou para que andássemos nelas (Ef2: 10). Ele nos substituiu na cruz, passou-nos toda a Sua condição de vida, fez de nós Sua casa e nos deu o Seu Nome. Sim, somos uma casa para o Seu Nome. Na cruz o Senhor tomou nossa condição “adâmica” para Si e através da Sua ressurreição e glorificação passou Sua condição a cada um de nós pela obra regeneradora do Espírito Santo. Está escrito em Romanos oito verso trinta: “E aos que predestinou, a esses também chamou; e aos que chamou, a esses também justificou; e aos que justificou, a esses também glorificou”. Somos predestinados em Jesus Cristo para sermos conforme Sua imagem. Nele fomos chamados, justificados, e, GLORIFICADOS. Através da graca de Deus a nossa posição hoje nas regiões celestiais é exatamente a mesma de Jesus. É tremendo o fato de sermos Sua habitação no Espírito, Seus representantes legais na terra, Seu Corpo, Seu povo, Sua Noiva, e pela união que temos com Ele (Jesus) no Espírito, somos Ele mesmo na terra como Corpo de Cristo. Cada crente andando pela terra, por mais pequenino que seja (em termos de sua
  39. 39. fé) é um pedaço de Jesus andando por aí. Pedro disse: Vós sóis “RAÇA ELEITA”… Fomos criados em Jesus, e assim como Eva saiu de Adão, de uma costela que o Senhor tirou dele, a Igreja saiu de Jesus; fomos criados Nele. Saímos Dele, somos Sua extenção na terra. Eva saiu de Adão, a igreja foi criada em Cristo Jesus. Quando Adão viu Eva ele disse: Essa afinal é osso dos meus ossos, e carne da minha carne. Essa expressão fala do que Jesus sente pela Igreja. Paulo dentro de uma unção tremenda do Espírito disse: “E pôs todas as coisas debaixo dos pés, e para ser o cabeça sobre todas as coisas, o deu à igreja, a qual é o seu corpo, a qual é o seu corpo, a plenitude (o ponto máximo, O estar completo em Sua realização) daquele que a tudo enche em todas as coisas”. Hoje quando o Senhor vê a igreja Ele também pode dizer o que Adão disse: Essa afinal é “osso dos meus ossos, e carne da minha carne”. Paulo disse em Efésios cinco verso trinta e um e trinta e dois: “Eis por que deixará o homem a seu pai e a sua mãe e se unirá à sua mulher, e se tornarão os dois uma só carne. Grande é este mistério, mas eu me refiro a Cristo e à igreja”.
  40. 40. Capítulo quatro A riqueza da Sua graça “Para mostrar, nos séculos vindouros, a suprema riqueza da sua graça, em bondade para conosco, em Cristo Jesus”. Efésios 2:7. Jesus deseja nos revelar, em Si mesmo, a suprema riqueza da Sua graça. No primeiro capítulo de I Coríntios são mencionadas algumas dessas riquezas, dadas a nós para que andemos e desfrutemos delas! Vamos entrar mais no entendimento do que foi feito ao homem em Jesus Cristo...
  41. 41. Santificados em Cristo Jesus “À igreja de Deus que está em Corinto, aos santificados em Cristo Jesus, chamados para ser santos...” I Coríntios 1:2a. O novo nascimento é bem mais do que um acontecimento que atingiu nossas emoções, é um fato que acontece na região do nosso espírito humano. Nascemos espiritualmente e nascemos de Deus através da semente Divina, a Sua Palavra, pelo poder do Espírito Santo. Somos completamente diferentes, em essência e em natureza, daquilo que éramos antes. Por dentro (em nosso espírito humano), Deus fez TUDO novo, somos criados em Cristo Jesus e não mais nascidos no pecado como foi o caso do nosso primeiro nascimento em Adão. Agora, somos SANTOS em Jesus. É a Bíblia que
  42. 42. declara isso. Em alguns lugares está escrito algo assim: Aos santos que vivem em Filipos, ou aos santos que se encontram em Colossos. O ambiente do nosso novo nascimento não é o mundo, não é a carne e nem é o lugar de trevas em que habita Satanás, o pai da mentira. O ambiente no qual fomos regenerados (gerados novamente por Deus no espírito) é nada menos nada mais do que o Corpo de Jesus Cristo e o Reino de Deus. Hoje somos ligados a Jesus em espírito. Somos um com Ele. Estamos em Cristo. Somos iguais em nosso espírito a Jesus Cristo, O Filho do Homem. No arrebatamento, o nosso corpo também será igual ao d’Ele. Ele nasceu da Palavra de Deus, do ventre de Maria, pelo poder do Espírito Santo; nós nascemos n’Ele pela Palavra de Deus através do poder do Espírito Santo.
  43. 43. As expressões “igreja de Deus” e “santificados em Cristo Jesus” em I Co 1:2 são significativas. Elas revelam um povo completamente liberto do mundo, do império das trevas, do pecado e da carne. Um povo que HABITA EM DEUS. A expressão “igreja” significa “chamados para fora”, e a palavra “santificados” Fomos significa chamados para “separados fora do para”. mundo e separados (pelo novo nascimento) para Jesus. Somos d’Ele, pertencemos a Ele; somos Seu Corpo na Terra hoje. Ainda que estejamos no mundo, não pertencemos mais ao mundo; pertencemos a Deus e temos a mesma natureza de Deus. Podemos levantar nossas mãos e com toda ousadia de fé dizer: “não pertencemos mais a esse mundo, estamos em Cristo”. Nada que domina o mundo pode nos dominar se vivermos no Evangelho; não precisamos mais
  44. 44. viver como o mundo vive. Graças a Deus por Jesus Cristo, Ele abriu um novo e vivo caminho através da Sua carne rasgada na cruz. Podemos entrar na presença de Deus, em Seu tabernáculo celestial e viver lá agora, simplesmente por fé na Palavra de Deus, agindo à altura da Palavra, colocando a nossa fé em ação, pois nossa habitação é Jesus. Amados irmãos, nascemos espiritualmente em outro lugar, não mais num mundo caído e destruído pelo pecado e pela carnalidade enganadora dos homens, nascemos de Deus em Jesus Cristo, e o Senhor é a nossa habitação no Espírito. Estamos em Cristo Jesus, santificados e guardados n’Ele. Viva isso... Pratique isso... Por fé na Verdade, em plena dependência do Espírito Santo, assuma um total compromisso com a Verdade em Jesus e viva n’Ele pela graça que Ele dispôs abundantemente a cada um de nós. Somos
  45. 45. santos, com a natureza de Deus em Jesus Cristo gerada em nós. “Assim, já não sois estrangeiros e peregrinos, mas concidadãos dos santos, e sois da família de Deus, edificados sobre o fundamento dos apóstolos e profetas, sendo ele mesmo, Cristo Jesus, a pedra angular; no qual todo o edifício, bem ajustado, cresce para santuário dedicado ao Senhor,no qual também vós juntamente estais sendo edificados para habitação de Deus no Espírito”. Efésios 2:19-22. O Nome de Jesus, nossa herança “... com todos os que em todo lugar invocam o Nome de nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor deles e nosso”. I Coríntios 1:2b.
  46. 46. O primeiro fruto da graça de Deus no início de I Coríntios é a nossa libertação do mundo e nossa habitação em Jesus; somos a igreja d’Ele, colocados por Deus para fora do mundo e habitantes da Verdade em Cristo Jesus; somos pertencentes à Verdade de Deus em Jesus. Como poderemos viver nesse novíssimo ambiente, no qual fomos colocados que é o Reino de Deus? Vivemos através do Nome de Jesus. O nome de Jesus não é um amuleto de sorte, ou algo que usamos aleatoriamente. Paulo diz em I Coríntios 1:2: “... com todos os que em todo lugar invocam o Nome de nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor deles e nosso”. Jesus disse: “esses sinais seguirão aos que crêem: em meu Nome expulsarão demônios, falarão novas línguas, pegarão em serpentes, se alguma coisa mortífera beberem, não lhes fará mal algum; e se impuserem as
  47. 47. mãos sobre enfermos, ficarão curados”, Marcos 16:17-18. Estamos libertos do mundo, habitamos em Jesus Cristo e Ele nos deu o Seu Nome para funcionarmos nas coisas espirituais pelo poder do Espírito. O poder de Deus está intrinsecamente ligado ao Nome de Jesus; o Nome representa a pessoa e tudo que ela é e tem. Ao nos dar o Seu Nome, Jesus nos deu a condição de viver naquilo que é d’Ele. Temos a procuração d’Ele (o Seu Nome poderoso) para usufruirmos da nossa herança no Evangelho HOJE, AGORA! Para nos comportar adequadamente no Reino de Deus e na Casa de Deus, precisamos desse Nome, o Nome de Jesus. Fomos libertos de tudo que poderia nos prender ao mundo (a morte espiritual, miséria, pobreza, doenças e enfermidades, a carne e o diabo, todo tipo de maldições e derrotas, uma vida de frustração dirigida pelo engano do pecado).
  48. 48. Fomos conduzidos à Casa de Deus e, agora, dentro dessa Casa, Deus espera que desfrutemos de tudo que Ele tem ali, toda Sua riqueza em glória que está disponível para nós em Jesus Cristo. É através da autoridade do Nome de Jesus que podemos entrar no que está na Casa de Deus. Somos herdeiros de Deus e co-herdeiros com Cristo Jesus; o Nome de Jesus nos dá condições plenas de experimentar na prática do dia a dia o que é nosso pela graça, como filhos e filhas de Deus. Podemos, através do poder desse Nome, andar livres do pecado, sarados de toda enfermidade, em plena comunhão (co- habitação e participação mútua) com Deus, supridos em tudo e guardados em Jesus Cristo, pelo poder do Espírito Santo. Usemos esse Nome sempre com toda ousadia de fé! A paternidade de Deus
  49. 49. “Graça a vós outros e paz, da parte de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo”. I Coríntios 1:3. Paulo começa o verso 3 de I Coríntios dizendo: “graça a vós outros e paz, da parte de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo”. Que fato grandioso a graça e o amor de Deus nas nossas vidas; Ele se tornou, através de Jesus Cristo, o nosso Pai! Que linda é nossa herança em Jesus! Fomos libertos, habitamos em Deus, recebemos Seu Nome e hoje Ele é o nosso Pai. A paternidade de Deus é uma das verdades mais fortes que o Evangelho nos apresenta. Todas as responsabilidades de um pai amoroso, cuidadoso, protetor, supridor e formador estão sobre nós em Cristo. O mesmo Deus que cuidou de Jesus quando Ele estava no ventre de Maria, enviando um anjo para
  50. 50. falar com José e depois novamente a fim de que ele fugisse para o Egito; o mesmo Deus que cuidou de Jesus na manjedoura avisando os magos do Oriente para retornarem à sua terra por outro caminho, sim, o mesmo Deus e Pai de Jesus Cristo cuida incessantemente de cada um de nós. Saiba que nada na sua vida está oculto aos olhos do Pai que fez tudo e tomou todas as providências para te conduzir em plena vitória em Cristo Jesus. Deus não se esqueceu de você, assim como você jamais se esqueceria de seu filho ou filha. Levante seus braços agora e simplesmente louve e adore ao Senhor, pois Ele tem cuidado de você, Deus é seu Pai! “Humilhai-vos, portanto, sob a poderosa mão de Deus, para que Ele, em tempo oportuno, vos exalte, lançando sobre Ele toda a vossa ansiedade, porque Ele tem cuidado de vós”. I Pedro 5:6-7. Nada ficou para trás; tudo está feito. Ele nos deu o Nome de Jesus e nos fez Seus filhos
  51. 51. e filhas em Cristo. Estamos debaixo das asas poderosas do nosso Pai de amor, sob os seus constantes cuidados em Cristo Jesus. Devemos simplesmente dizer: Aba-Pai! O próprio Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus; é exatamente nessa dimensão que o Senhor espera que vivamos todos os dias na Terra. O desejo de Deus é que vivamos na Terra como filhos e filhas do Senhor. Deus está numa aliança de Pai e filho conosco em Jesus. O mesmo tratamento que o Pai dispensa ao Filho, Ele também dispensa a nós por meio de Jesus. Que linda é nossa herança; somos Seus filhos, Seus herdeiros em Jesus Cristo. Desfrute e viva nessa condição, dirija-se a Deus sabendo que Ele é seu Pai e te ama muito além daquilo que você pode imaginar. A tal ponto que entregou o seu único Filho por você. Você é herdeiro de Deus!
  52. 52. Capítulo cinco Em tudo fostes enriquecidos n’Ele, em toda a Palavra “Porque, em tudo, fostes enriquecidos Nele, em toda a Palavra e em todo o conhecimento”. I Coríntios 1:5. Deus, através da Sua graça, nos conferiu uma herança. Somos herdeiros de Deus. É muito interessante como a Bíblia foi subdividida em Antigo e Novo Testamento. A palavra “Testamento” denota o documento que indica uma herança; a Bíblia é o livro que
  53. 53. revela a nossa herança n’Ele, e a morte de Jesus dá força de Lei a esse Testamento. O que Paulo diz em I Coríntios 1:5 é simplesmente maravilhoso. Fomos enriquecidos em Jesus em TUDO. A referência que Paulo, guiado pelo Espírito Santo, usa é “em toda a Palavra e em todo o conhecimento”. O que Deus quer nos mostrar com isso é que a nossa herança é TUDO que está escrito na Palavra de Deus. Toda a Palavra revela o que nos pertence em Jesus Cristo. Gênesis (com todas as suas verdades) pertence a nós. Êxodo (com todas as suas verdades) pertence a nós. Isaías, Jeremias, Ezequiel, Salmos, Daniel, etc. Pense nesses livros e relembre todo o relacionamento de Deus com Seus servos ali; procure lembrar tudo que Deus fez ao seu povo, em cada livro das Escrituras e saiba que, com toda certeza, tudo isso está escrito para que Deus seja
  54. 54. exatamente o que está ali para você e para mim em nosso dia a dia através de Seu Filho. Deus continua o mesmo, Ele não mudou, e os princípios contidos na Sua Palavra revelam a intenção e a vontade de Deus com respeito a cada filho Seu na Terra. Paulo é muito claro quando diz: “em tudo fomos enriquecidos n’Ele, EM TODA A PALAVRA...”. Toda a Palavra de Deus revela o que nos pertence em Jesus Cristo. A Bíblia é o Testamento da nossa herança em Cristo. Tudo que está ali existe a fim de que Cristo seja tudo para nós e em nós. Todas as riquezas da Palavra de Deus estão agora dentro de nós pela habitação de Cristo em nosso coração; hoje, somos a casa do tesouro, somos a casa de Deus. A Palavra de Deus se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de Verdade e vimos a Sua glória, como a glória do Unigênito do Pai. Em toda a
  55. 55. Palavra fomos enriquecidos. O que Paulo quer nos dizer é: “por estarmos em Cristo, tudo que está na Palavra de Deus agora está em nós. É nosso, nos pertence por meio da presença de Jesus em nossos corações”. Vejam esse texto em II Coríntios 1:20: “porque quantas são as promessas de Deus, tantas têm Nele o sim; porquanto também por Ele é o amem para glória de Deus, por nosso intermédio”. Toda a Palavra foi escrita e colocada a nosso dispor a fim de que hoje, por meio da habitação de Jesus no nosso coração, o que está escrito seja nossa experiência no dia a dia, pela fé. O Verbo (a Palavra de Deus que sempre existiu - Jesus) se fez carne, porém essa Palavra que se fez carne, agora habita em nós, pelo Espírito Santo. Deus veio morar em nós. Há uma vida interior que flui em nosso coração. É a habitação do Filho de Deus no
  56. 56. nosso coração pelo Espírito. Portanto, nada nos falta. Somos plenamente supridos nessa habitação. Fomos enriquecidos em TODA a Palavra de Deus, pois a Palavra de Deus se fez carne, venceu tudo por nós e hoje através do Espírito Santo Ele (Jesus) habita nos nossos corações; n’Ele não temos falta alguma. Veja o que está escrito em Colossenses 2:2-3:“... para que o coração deles seja confortado e vinculado juntamente em amor, e eles tenham toda a riqueza entendimento, da forte para convicção do compreenderem plenamente o MISTÉRIO de Deus, Cristo, em quem TODOS os tesouros da sabedoria e do conhecimento estão ocultos”. Deus derramou toda Sua riqueza em Cristo Jesus e Ele veio habitar em nós. Como nos mostra em segunda Coríntios quatro: “temos esse TESOURO em vaos de barro...”. Fomos enriquecidos em toda a Palavra. Não há uma
  57. 57. só promessa da Palavra de Deus que não nos pertença em Cristo Jesus. Ele é o herdeiro de Deus e somos co-herdeiros com Ele. Como vimos sobre o que Paulo disse em II Coríntios 1:20: “porque quantas são as promessas de Deus, tantas têm Nele o SIM; porquanto também por ele é o amém para a glória de Deus, por nosso intermédio”. A Palavra de Deus é o testamento do nosso Pai, promulgado a nós pela morte de Seu Filho. Ao tomar a Palavra tomamos a descrição da nossa herança; a revelação detalhada daquilo que Jesus é dentro de nós; Ele é a Palavra que se fez carne e hoje habita em nós pelo Espírito Santo. Hoje podemos andar na Palavra simplesmente andando em Jesus por fé no Evangelho e pela orientação do Espírito Santo em nosso íntimo. Sempre que recebemos a Palavra de Deus em nossos corações e nos
  58. 58. comportamos segundo essa palavra, andamos em Jesus. “O andar n’Ele” é o andar vitorioso, e vivemos assimsimplesmente por fé, pondo em ação a Palavra que Espírito nos revela no íntimo. Jesus se tornou nossa sabedoria, justiça, santificação e redenção (I Co 1:30); isso engloba o suprimento abundante de TODAS as nossas necessidades. N’Ele somos supridos em tudo; espírito, alma e corpo. N’Ele somos perdoados, sarados, libertos, protegidos, salvos. Todas as Verdades da Palavra de Deus estão disponíveis para nós agora através de Jesus Cristo. Ele é a Palavra que se fez carne e habitou entre nós, e hoje habita em nós. Somos integralmente supridos por Deus em tudo portanto, não precisamos mais viver “egoísticamente”. Senho tudo, posso agora andar em amor... Dando, ao invés de buscar receber, suprindo, ao invés de buscar suprir...
  59. 59. Sendo um canal do amor de Deus onde quer qeu viva... Aleluia! Paulo diz em Colossenses 1:17: “Cristo em vós, a esperança da glória”. Cristo em nós significa a Palavra viva em nós. Não há uma só porção da Escrituras que não nos pertença. Levaremos a eternidade conhecendo e conhecendo essa Palavra que se fez carne e veio habitar em nós. Na Nova Aliança temos a habitação da Verdade em nós, por isso não precisamos mais guardar a Lei (práticas do Antigo Testamento como caminhos para a justificação e regras de conduta para relacionamento com Deus); hoje temos a Lei escrita em nossos corações; na Lei a Palavra foi escrita em pedras, na Nova Aliança a Palavra é escrita em nossos corações, pela habitação e ação de Cristo em nós. A Palavra de Deus é uma Pessoa que habita em nós: Jesus! Toda a riqueza da
  60. 60. Palavra de Deus é a expressão de uma Pessoa: Cristo! Cada cristão na face da Terra que O possui, possui toda essa riqueza. A partir de hoje, quando você tomar a sua Bíblia e começar a lê-la, entenda que você está lendo o Testamento que Seu Pai deixou para você em Jesus; você é co-herdeiro com Cristo de tudo que é de Seu Pai. Cada Verdade ali é um lugar em Deus a ser vivido, experimentado. São riquezas de Deus colocadas em Sua Palavra que devem ser vivenciadas através da nossa fé. Sempre que o Senhor vivificar uma porção da Palavra de Deus em você, simplesmente levante suas mãos louvando e agradecendo a Deus por aquela Palavra, pois aquela é sua condição n’Ele. Nesse aspecto, é muito importante passarmos tempo a sós com Deus, para que o Espírito Santo possa derramar em nosso entendimento espiritual a sua Palavra. A
  61. 61. oração em línguas com a meditação na Palavra de Deus, bem como o louvor e a adoração, são práticas de grande ajuda nesse caminho. Quanto mais tempo passamos sozinhos com Deus orando, meditando, e nos enchendo da Sua presença, mais as riquezas da Palavra se manifestarão em nós. Enriquecidos em todo o conhecimento Essa nova natureza que temos em Jesus é dotada de uma condição maravilhosa: ela conhece a Deus. Temos a mente de Cristo morando conosco. Temos a Palavra e temos também a mente de Cristo, portanto, fomos enriquecidos com TODO conhecimento. Podemos obter qualquer conhecimento que
  62. 62. precisarmos por meio do Espírito Santo. Que riqueza infinita! O Senhor Jesus nos deu uma condição espiritual de conhecermos a Pessoa do Espírito Santo. pecado, Como na homens nossa escravizados velha natureza pelo nos identificávamos com as coisas do mundo, mas como homens regenerados em Cristo Jesus, nos identificamos com as coisas de Deus. Aquilo que é de Deus se encaixa perfeitamente em nosso íntimo, por causa da nova natureza temos em Cristo Jesus. Quando o Espírito nos ensina, Ele ministra a vida de Deus em nosso coração e um dos principais caminhos usados é a revelação das verdades espirituais dentro de nós. O ensino é progressivamente implantado em nosso espírito renascido pelo Espírito Santo e a Palavra vivificada produz espontaneamente um testemunho interior como que dizendo:
  63. 63. isso é de Deus! Isso é para mim! Esse é o meu lugar! Como disse Paulo: “comparando coisas espirituais com espirituais”. Deus deu ao nosso íntimo uma condição de vibrar com a Verdade em Jesus. Sempre que uma Verdade de Deus é revelada ao nosso espírito humano ele a agarra numa atitude íntima que diz: é isso mesmo! O ponto é que fomos enriquecidos em todo o conhecimento, temos em nós a mente de Cristo e toda a sabedoria de Jesus é nossa pela habitação do Espírito. Essa palavra “conhecimento” em I Coríntios tem algumas conotações: é a palavra gnosis no grego, e um dos sentidos é “entendimento”.A habitação da mente de Cristo em nós, ativada pela ação do Espírito no nosso coração, nos leva a conhecer tudo em Deus que precisamos para vivermos em Deus vencermos em nossa jornada. Fomos enriquecidos com a mente de Cristo e podemos
  64. 64. ver com os olhos do espírito pela luz que o Senhor nos dá. Podemos conhecer o Senhor em cada área e situação da nossa vida. A habitação do Espírito Santo é a condição mais perfeita que um ser humano pode experimentar em sua existência. Deus nos deu de graça toda Sua Palavra e todo Seu conhecimento. No momento em que a Sua Palavra é revelada ao nosso espírito, ganhamos entendimento espiritual para que possamos andar na Verdade. Paulo disse: “fostes enriquecidos n’Ele em toda a Palavra e em todo conhecimento”. O Espírito Santo toma a Palavra escrita e a vivifica tornando-a um conhecimento revelado em nosso coração. Paulo disse: Fostes enriquecidos Nele em tudo, em toda a Palavra e em todo o conhecimento. A Palavra nos revela a existência de algo em Deus que nos pertence em Jesus, e o conhecimento nesse
  65. 65. aspecto fala do entendimento que Deus nos dá sobre aquele algo da Palavra. Por exemplo: sei, pela Palavra, que estou curado em Jesus; sei, pela Palavra, que Ele verdadeiramente levou sobre si minhas dores e carregou sobre si minhas enfermidades. Quando o conhecimento revelado vem pelo Espírito Santo, passo a entender essa Verdade como Deus entende, de maneira que eu recebo no íntimo essa verdade e sei que já estou curado, mesmo que alguns sintomas digam o contrário. Num momento eu tinha a Palavra que diz que por Suas feridas sou sarado (compreendi minha herança em Cristo), e em outro momento Deus derrama em mim o Seu conhecimento sobre esse fato e tudo muda no meu íntimo, pois o saber de Deus me enche e me unge por dentro me dando o entendimento questão da cura Divina. de Deus sobre a
  66. 66. O que Paulo pretende ao falar sobre o fato de termos sido enriquecidos em todo o conhecimento é que em Jesus TEMOS A MENTE DE CRISTO EM NÓS. Nesse aspecto, o fruto da graça é que em Jesus podemos receber a sabedoria de Deus para que andemos por fé e não por vista. É tão tremendo o funcionamento da sabedoria de Deus em nós, pois num instante não tínhamos o entendimento daquele assunto, e em outro instante temos. Quando uma revelação vem e ilumina nossa mente, a luz brilha no nosso coração de tal forma que ela transmite num instante o conhecimento do Senhor Jesus para a nossa mente espiritual “explodindo em nós um mistério de Deus”. O Espírito Santo se comunica conosco nesse aspecto, de tal maneira que de repente nós vemos algo (vindo de Deus) que não víamos. É impressionante! Por exemplo:
  67. 67. Digamos que num momento você não soubesse nada sobre a geografia brasileira, em outro instante (como se um chip fosse colocado em seu cérebro) você pudésse dar uma aula sobre o Amazonas e todos os seus afluentes, e muitas vezes com uma riqueza de detalhes que deixaria um morador ribeirinho de boca aberta. É assim que opera a revelação da Palavra em nosso íntimo. Num instante Deus nos ministra algo que talvez passaríamos meses ensinando sobre aquilo e uma fonte de Deus jorra daquele entendimento que o Senhor nos deu. Só o Espírito Santo pode nos dar esse tipo de conhecimento. Paulo diz que fomos enriquecidos em TODO conhecimento. Isso é maravilhoso! Não há nada que eu esteja vivendo que não haja em Deus a exata resposta que produzirá o fruto do Evangelho que preciso ver na minha vida.
  68. 68. Cristo Jesus é a Palavra viva habitando em nós, Ele é a sabedoria de Deus habitando em nós, pelo Espírito Santo. Ao nos entregarmos em tempo a sós com Ele, orando em línguas e meditando na Palavra, manifestar Seu o Senhor conhecimento a pode nós de maneira que Sua sabedoria nos encha e nos guie. Capítulo seis Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou “Graça a vós outros e paz, da parte de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo”. I Coríntios 1:3. Paulo disse em I Coríntios 1:3: “graça a vós outros e paz, da parte de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo”. Uma das partes da
  69. 69. nossa herança no Evangelho é que o castigo que nos traz a paz estava sobre Ele. Podemos viver guardados em nosso coração e mente através da paz do Senhor que está em nós. Viver na paz que excede todo entendimento (a paz de Deus) em qualquer circunstância é nossa herança em Jesus. O Espírito coloca algo surpreendente na carta aos Tessalonicenses 3:16: “ora, o Senhor da paz, Ele mesmo, vos dê CONTINUAMENTE a paz em TODAS as circunstâncias”. Estar em paz no meio de qualquer tempestade é direito nosso em Jesus. Esse é um princípio fundamental na batalha da fé. Ele é a nossa paz. Em Colossenses 3:15 a Palavra diz: “reine a paz de Cristo em vossos corações”. É fundamental compreendermos isso, pois o Senhor é o Deus da paz (Filemon 4:9; I Tessalonissenses 5:23); Ele se move num ambiente íntimo de paz, a paz d’Ele. Ansiedade
  70. 70. ou medo são sentimentos que se contrapõem à paz de Deus em nós. Pedro diz em sua primeira carta no capítulo 3, verso 4, que um espírito manso e tranqüilo é de GRANDE valor diante de Deus. Entenda, o Senhor está constantemente procurando nos socorrer e nos auxiliar em tudo; como o irmão Bernardo nos ensina: “Deus quer ter o privilégio de cuidar de nós”; porém, Ele é o Deus da paz, e não da confusão. Para que Ele nos ajude, é necessário que encontre em nosso coração a paz, que é fruto da fé e confiança n`Ele. Deus é um Deus de identificação Deus é o nosso Pai e sempre nos abençoará o máximo que puder. Agora veja, Ele trabalha com “identificação”. Deus opera, necessariamente, através da fé que
  71. 71. entregamos a Ele, a fim de que Ele tenha com o que se identificar e manifeste o que Ele é em nossas vidas. O Senhor fará tudo que Ele encontrar disponível “na operação de nossa fé” a fim de agir em nossas vidas. Quando andamos na Paz, Deus recebe o que Ele precisa para nos conduzir em vitória. Quando estamos cheios da Sua paz e andamos nessa paz, longe amarguras, de ódios contendas e invejas, e divisões, longe da ansiedade e do medo, num espírito manso e tranqüilo (fruto da operação de Deus em nós), Deus poderá fazer muito mais em nossas vidas. Tenha certeza: se Deus não está fazendo mais na sua vida, não é porque Ele não quer, e sim porque Ele não tem encontrado meios disponíveis para que Ele faça. Não há ninguém no Universo que deseja te prosperar mais do que Deus. Ele é
  72. 72. Seu Pai eterno. Vocês estarão juntos por toda a eternidade. A sua vida abençoada pela Palavra de Deus O glorifica na Terra; sim, Ele deseja e muito te abençoar aqui na Terra como filho e filha que Ele ama; porém, veja, Ele é Deus de valores, precisamos conhecer os princípios através dos quais Ele opera. Um espírito manso e tranqüilo é de grande valor diante de Deus. Precisamos entender como se anda em Deus. Quando andamos na paz como fruto do Espírito, Deus encontra algo precioso em nós para nos dar o que precisamos. A falta de paz atrapalha, e muito, o processo da fé. “Porque assim diz o Senhor Deus, o Santo de Israel: Em vos converterdes e em sossegardes, está a vossa salvação; na tranqüilidade e na confiança, a vossa força, mas não o quiseste”. Isaías 30:15. Num momento de tribulação a primeira coisa a se fazer é procurar aquietar nosso espírito na
  73. 73. presença do Senhor. Orar em línguas é um recurso para isso. Isaías vinte e oito nos diz: “Pelo que por lábios gaguejantes e por língua estranha falará o Senhor a este povo; ao qual Ele disse: Este é o descanso, e este é o refrigério...”. Precisamos entender como descansar em Deus! A paz é uma arma na batalha espiritual. Sem essa paz, nunca venceremos plenamente nossas guerras em nossa experiência do dia a dia. Deus nos chama a conhecê-Lo no caráter da Sua paz. Se vamos andar com Ele na batalha espiritual, precisamos ser transformados em homens e mulheres cheios do Seu Espírito. A paz é uma arma de guerra, por meio da qual Deus guarda o nosso coração e a nossa mente contra as astutas ciladas do diabo. Diante de qualquer situação que você esteja vivendo agora, levante suas mãos e diga
  74. 74. do íntimo do seu coração: Jesus, Tu és a minha paz! Lançando sobre Ele toda a nossa ansiedade Está escrito: “lançando sobre Ele toda a vossa ansiedade, porque Ele tem cuidado de vós” I Pedro 5:7. Ai está um dos maiores e mais simples passos de fé que podemos dar. Tomar aquilo que nos preocupa e literalmente nos achegar ao trono da graça dizendo: “Senhor, essa situação com meu filho (por exemplo), eu lanço sobre Ti... Jesus, meu filho pertence a Ti, declaro no Teu nome que o diabo não tem poder sobre ele; Senhor querido, confio essa situação nas Tuas mãos e a partir de hoje descanso em Ti, em Nome de Jesus, amém”. E apartir daí, CREIA que a situação está nas mãos d’Ele. Sempre que você
  75. 75. falar com o Senhor sobre o assunto, apenas louve e dê graças ao Senhor, pois Ele está cuidando de Seu filho. Ao não ser que o Espírito te guie em uma intercessão, ou por um tempo de oração de autoridade determinando ao diabo que solte tal e tal situção...Mas sempre numa atitude de paz. Não devemos carregar nenhuma ansiedade em nossa caminhada de fé, isto prejudica nossa vida espiritual. Quando lançamos uma situação nas mãos do Senhor e descansamos n’Ele, com certeza Ele fará com que todas as coisas cooperem para o nosso bem dentro daquela situação e nos conduzirá à vitória plena do Evangelho naquela área específica. Veja as marcas do Evangelho nesse texto de Isaías 32:14-20: “O palácio será abandonado, a cidade populosa ficará deserta; Ofel e a torre da guarda servirão de cavernas para sempre, folga para os jumentos selvagens
  76. 76. e pastos para os rebanhos; até que se derrame sobre nós o Espírito lá do alto (isso já aconteceu em Pentecostes At 2:1-4)1; então, o deserto se tornará em pomar, e o pomar será tido por bosque; o juízo habitará no deserto, e a justiça morará no pomar. O efeito da justiça será paz, e o fruto da justiça, repouso e segurança, para sempre. O meu povo habitará em moradas de paz, em moradas bem seguras e em lugares quietos e tranqüilos, ainda que haja saraivada, caia o bosque e seja a cidade inteiramente abatida. Bem-aventurados vós, os que semeais junto a todas as águas e dais liberdade ao pé do boi e do jumento”. Capítulo sete 1
  77. 77. A importância do descanso Descansar é deixar Jesus viver o que Ele é em nós; permitir que Ele seja em nós o que não conseguimos ser por nosso esforço próprio. Descansar é vivenciar a Vida de Jesus em nós. Paulo disse: “já não mais vivo eu, mas Cristo vive em mim”. Há um descanso proposto a cada um de nós e o Nome desse descanso é Jesus. Ele é o nosso descanso em Deus. Descansar no Senhor é receber tudo o que Ele quer nos dar por meio da fé, é sentar em Sua mesa e comer dos Seus ricos manjares, é desfrutar da carne e do sangue de Jesus dentro de nós, é andar no caminho vitorioso que Jesus já estabeleceu através do calvário, é nos ajustar por dentro com a graça do Pai, em Jesus Cristo. Descansar significa: Eu não estou me sustentando em nada, e sim é Jesus que me sustenta. Veja esse texto de Romanos onze
  78. 78. verso dezoito: “não te glories contra os ramos (o povo de Israel no caso desse texto); porém, se te gloriares, SABE que não és tu que sustentas a raiz, MAS A RAIZ, A TI”. Como experimentar o descanso de Deus O descanso de Deus, conquistado por Jesus na cruz, é desfrutado por nós na prática do nosso dia a dia, quando o Espírito fala uma Palavra ao nosso coração e na simplicidade da fé, aceitamos o que Ele diz simplesmente pondo esta Palavra em ação. A Palavra revelada é uma manifestação da graça de Deus em nós. Ao crermos Nela, pondo-a em ação, nos ajustamos com a graça e entramos no descanso de Deus. Ali no nosso lugar a sós com Deus, lendo a Palavra, atentando recebermos pelo entendimento Espírito para espiritual, Deus
  79. 79. vivifica uma Palavra no nosso íntimo. De repente, uma revelação entra no nosso espírito e enxergamos a Verdade que o Senhor quer comunicar ao nosso coração. Esse é momento em que o Senhor estabelece uma possibilidade real de descanso para as nossas almas. Se aceitarmos o que Deus nos diz e abandonarmos a nossa maneira de fazer, o Senhor assume a responsabilidade por nossa vida naquela área de submissão espiritual por crermos na prática na Palavra de Deus dita por Ele em nossos corações. Ali, onde vivo por fé e não por vista, a Palavra de Deus é a minha vida; o Espírito Santo é a minha habitação na experiência. Ali tenho descanso Nele. É assim que nos livramos da corrupção das paixões que há nesse mundo. O caso da saída de Abraão da sua terra
  80. 80. No momento exato em que Abraão partiu da sua terra pela fé, Deus assumiu TODA responsabilidade pela vida dele. Deus estava completamente comprometido com cada aspecto da vida daquele homem, pois ele simplesmente creu no Senhor e saiu da sua terra. Apesar de tantas lutas, toda a caminhada de Abraão foi uma caminhada de descanso no Senhor. Quando Ele saiu de sua terra, por causa de uma Palavra que Deus lhe deu passou a viver no descanso de Deus. O livro de Hebreus relata que Abraão saiu sem saber para onde ia. Quando Abraão exerceu sua fé daquela forma, recebendo promessas grandiosas de Deus, ele não era um rapazinho começando a vida, pronto para aceitar aventuras que viessem pelo caminho. Quando ele ouviu Deus naquele momento, tinha setenta e cinco anos de idade, sua mulher era estéril, e ele não sabia para onde Deus o
  81. 81. levaria. De fato, pela graça de Deus dada a ele, esse homem Naturalmente é falando, o nosso era pai na impossível fé. para aquele homem viver o que Deus havia falado a seu respeito, contudo, Deus cumpriu plenamente o que disse na sua vida e está cumprindo até hoje. Somente aqueles que ousam crer em Deus podem conhecê-Lo em níveis mais profundos. Deus não é irresponsável, pelo contrário, Ele é totalmente responsável em se identificar com aqueles que confiam e se firmam em Sua Palavra, no descanso da fé. Mais à frente, o Senhor fez com Abraão uma aliança e nessa aliança, Deus jurou por Si mesmo e Deu a si mesmo como garantia a Abraão. Não havia ninguém maior para que Ele jurasse (Hebreus capítulo seis fala sobre esse juramento), por isso Ele jurou por Si mesmo. O livro de Hebreus relata que um juramento servindo de
  82. 82. garantia é o fim de toda contenda. Com aquela aliança, o Senhor estava dizendo a Abraão: “Eu Sou a tua garantia”. Jesus também foi posto na cruz como uma garantia para a nossa herança no Evangelho; Cristo crucificado é o próprio Deus jurando por si mesmo e entrando em Aliança conosco. Quando cremos em Deus, estamos nos movendo dentro de uma Aliança. Ele disse aos discípulos: “esse é o cálice da Nova Aliança no meu sangue derramado a favor de vós”. Dias depois de Sua ressurreição o Espírito Santo foi derramado sobre todos nós. Hoje, é pelo poder d’Ele que vivenciamos toda benção da nossa redenção em Jesus. Deus entrou em Aliança com Abraão e Ele está em Aliança conosco em Jesus. Sempre que cremos em Sua Palavra, experimentamos os benefícios dessa Aliança. Jesus crucificado é a expressão visível da
  83. 83. vontade e intenção de Deus em nos levar à vida do Seu Reino hoje e para sempre. Ali na cruz, Deus entrou em aliança conosco, Ele se fez homem e assumiu toda nossa condição de derrota, e ofereceu-se a Deus como oferta pelos nossos pecados. Deus se fez homem e cumpriu tudo por nós através de Jesus Cristo. O ponto que o Espírito quer ressaltar aqui é a “garantia”. Hoje há uma aliança que garante o funcionamento da nossa fé (a nossa vida espiritual em Deus) e, por isso podemos descansar no que Deus diz. Como descansamos? Simplesmente fazendo o que o Senhor nos diz. A ação da fé nos ajusta com a graça derramada e Deus pode operar aquela Palavra em nós.
  84. 84. Capítulo oito De modo que não vos falte nenhum dom “De maneira que não vos falte nenhum dom, aguardando vós a revelação de nosso Senhor Jesus Cristo”. I Coríntios 1:7. Jesus não é apenas o nosso Salvador e Senhor; Ele é a nossa vocação em Deus. Somos chamados a viver n’Ele. Paulo diz em Colossenses 2:6: “ora, assim com recebestes a Cristo Jesus o Senhor, assim andai n’Ele”. Que coisa maravilhosa! Jesus é o nosso caminho. Em João 14:6 o Senhor diz: “Eu Sou o Caminho a Verdade e a Vida”. Ao andar n'Ele, andamos livres de toda corrupção que opera no mundo. Se andarmos n’Ele, essa é a nossa
  85. 85. realidade, Jesus! Aleluia! Louvado seja Deus por Jesus Cristo! esconderijo do Aquele Altíssimo, que à habita no sombra do Onipotente descansará... Jesus é a nossa habitação; somos Seu Corpo na Terra. Deus derramou sobre nós o Espírito Santo para funcionarmos adequadamente como Corpo de Cristo na Terra. A missão da igreja de Deus não é algo a ser realizado segundo a carne. Na verdade, na carne, o máximo que produzimos humana é que carne não mesmo, manifesta religiosidade Deus nesse mundo. O Espírito Santo nos foi dado com vários propósitos, um desses propósitos é nos preparar para através dos servir dons em de nosso chamado capacitação. As manifestações do Espírito são concedidas a cada um visando um fim proveitoso. Na graça de Deus temos “poder de Deus para servi-Lo”. Paulo disse aos irmãos de Corinto: “em tudo
  86. 86. fostes enriquecidos n’Ele... de maneira que não vos falte nenhum dom”. Os dons do Espírito são capacitações sobrenaturais para o nosso serviço no Corpo de Cristo. Dave Roberson ensina algo tremendo sobre isso: Existem nove dons que equipam as oitos operações do Espírito no Corpo de Cristo. Ou seja, sempre haverá dosn para capacitar nossa função no Corpo de Cristo. Nada deve ser natural em sua essência. Tudo na obra de Deus, tudo, precisa ter base no espiritual. Existem oito operações no Corpo de Cristo: primeiramente apóstolos, em segundo lugar profetas, operadores em de terceiro milagres, mestres, dons de depois curar, socorros, governos e variedade de línguas. Hoje, mediante a graça de Deus e no poder do Espírito Santo, tudo que é nescessário para servir o Senhor em uma ou mais dessas funções está à nossa disposição tanto quanto o
  87. 87. ar que respiramos. Existem dons que equipam cada uma dessas operações na Casa de Deus. Há dons que equipam os apóstolos, outros, que equipam os pastores, os mestres, os dons diaconais (dons de socorros) e assim por diante. O ponto é que o Senhor tem abundância de dons para equipar o funcionamento do Corpo. Quanto mais oramos em outras línguas, mais damos ao Espírito Santo condições de nos capacitar fornecendo os dons que nos equiparão em nossa chamada. O dom de línguas para edificação pessoal é um dom de capacitação no espírito. Capítulo nove Chamados à comunhão
  88. 88. “Fiel é Deus, pelo qual fostes chamados à comunhão de Seu Filho Jesus Cristo, nosso Senhor”. I Coríntios 1:9. Com o novo nascimento recebemos de Deus uma condição tremenda, a comunhão com o Pai, com o Filho e com o Espírito Santo. Nascemos espiritualmente no Corpo de Cristo, somos membros d’Ele, o nosso espírito está unido ao Seu Espírito e o nosso corpo físico é membro de Cristo (I Coríntios 6:15). Comunhão significa “participação mútua pela ligação que temos com Ele”. Tudo que Jesus é, Ele o é em nós. Nosso corpo não é mais o corpo do pecado; o corpo do pecado foi desfeito pela obra da redenção, e hoje podemos viver livres em Deus. Nosso corpo é servo da justiça em Cristo Jesus e templo do
  89. 89. Espírito Santo. Somos livres para controlar nosso corpo pela vida de Deus operante em nós, e não mais sermos controlados por ele. Fazemos isso pelo fruto do Espírito em nós, “o domínio próprio”. Nosso espírito está tão amalgamado com o Espírito do Senhor, que Paulo diz em I Coríntios que aquele que se une ao Senhor é um espírito com Ele. Sinceramente, não há declaração mais forte na Palavra de Deus no que diz respeito à benção que temos em Cristo, do que nossa união em espírito que temos com Ele. Somos uma união no espírito com o Senhor. Tudo que é verdade em Jesus, o Filho do homem, é verdade em nós através d’Ele. Ele foi crucificado, fomos crucificados com Ele, Ele foi morto, morremos com Ele, Ele foi sepultado, fomos sepultados com Ele, Ele ressuscitou, ressuscitamos com Ele, e Ele foi
  90. 90. glorificado, fomos glorificados com Ele (Rm8: 29-30). Comunhão diz respeito àquilo que pertence a Jesus e a nós em Deus ao mesmo tempo pois foi Ele que conquistou essa condição em nós. Ele é herdeiro de Deus e nós somos coherdeiros com Cristo. Jesus Cristo, o Filho do homem é a Verdade de Deus para cada um de nós. Ele é cem por cento Deus e cem por cento homem. Jesus é a união eterna de Deus com os homens. Naquele corpo ressuscitado e glorificado agora está Jesus, o homem perfeito, o ultimo Adão e está também o Senhor da glória, o que era, o que é o e que há de vir. E o Homem perfeito que Ele é, é a nossa condição de perfeição em Deus. Jesus é o Senhor. O Senhor se fez homem; o grande logos de Deus, a Palavra criadora de todas as coisas é uma Pessoa. Ele é Deus e se fez carne quando foi concebido no ventre da
  91. 91. virgem. Ele era no ventre de Maria cem por cento homem e cem por cento Deus. Deus e o homem amalgamado em um só para sempre; Jesus. Ao aceitar a Jesus como nosso Salvador pessoal e Senhor das nossas vidas, nascemos de novo e somos batizados (ou inseridos) no Seu Corpo e, ESTAMOS EM PLENA COMUNHÃO COM ELE. Veja o “porventura, que Paulo o cálice diz da sobre a ceia: bênção que abençoamos não é a comunhão do sangue de Cristo? O pão que partimos não é a comunhão do corpo de Cristo? Porque nós, embora muitos, somos unicamente um pão, um só corpo; porque todos participamos do único pão. Considerai o Israel segundo a carne; não é certo que aqueles que se alimentam dos sacrifícios são participantes do altar?” I Coríntios 10:16-18
  92. 92. A ceia do Senhor é uma atitude que revela nossa participação no Sangue e no Corpo de Cristo. Somos um com Ele e com nossos irmãos. Quando Palavra, oramos, louvamos e meditamos adoramos a na Deus, praticamos a comunhão que já temos com Ele em espírito. Essas práticas não significam que vamos entrar em comunhão com Ele e sim que já estamos constantemente em comunhão com Ele. Quando nos achegamos ao Trono da graça, e entramos no santo dos santos, vivenciamos a ligação que temos com o Senhor em espírito. Algumas expressões na Palavra revelam nitidamente Jesus como o nosso lugar de comunhão constante com Deus. Um dos principais trabalhos do Espírito Santo é nos levar a vivenciar isso em nosso dia a dia. A Palavra diz: “agora, pois, já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus”, Romanos 8:1. “E, assim, se alguém
  93. 93. está em Cristo, é nova criatura (ou criação)2; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas”, II Coríntios 5:17. Em Gálatas 3:27 Paulo afirma: “porque todos quantos fostes batizados em Cristo, de Cristo vos revestistes”. Veja Colossenses 2:6-7: “ora, como recebestes a Cristo Jesus, o Senhor, assim andai n’Ele, n’Ele radiados, e edificados, e confirmados na fé, tal como fostes instruídos, crescendo em ações de graças”. Comunhão é o lugar que Deus providenciou para estar para sempre unido conosco em Jesus. Jesus é o nosso lugar de habitação em Deus. Deus e Jesus estão fundidos em um só, e estamos mergulhados em Jesus pela fé. Por meio de Jesus Cristo, estamos ligados a Deus para sempre. Aleluia. Ao olharmos para o Senhor Jesus vemos em um só, Deus e o 2
  94. 94. homem; Ele é Deus e é Homem. E esta fusão é onde o Senhor nos colocou em “COMUNHÃO EM ELE”. Hoje fazemos parte dessa fusão. Fomos enxertados na Videira. Veja esse texto de João quatorze verso vinte: “Naquele dia conpreenderão que estou em meu Pai, vocês em Mim, e Eu em vocês”. A vida da comunhão A experiência prática com a comunhão na mesa do Senhor ocorre por meio do exercício diário da nossa fé. A Bíblia diz: “o justo viverá por sua fé”.3 Sempre que aceitamos a Palavra vivificada em nosso espírito e passamos a viver segundo a mesma, experimentamos o Senhor de maneira prática. Ao praticar nossa fé, vivenciamos a comunhão (participação mútua da mesma realidade na Verdade) com Ele. É 3
  95. 95. nesse lugar que adoramos e louvamos de coração ao Senhor. O que gera nossa adoração a Deus não é um ambiente musical produzido por uma linda canção (ainda que adoremos a Deus usando a música). O que o Espírito Santo usa para gerar em nós a verdadeira adoração é a prática da nossa fé na Palavra de Deus. Quando cremos no que Deus diz, recebemos não apenas a condição para vencer alguma situação ou mudar algo; recebemos a condição prática para adorá-Lo. Essa experiência só se torna possível na prática do dia a dia à medida que se vive segundo o que Deus nos diz por dentro. Os que vivem pela fé sabem o que é adorar a Deus em espírito e em verdade. É impossível adorar a Deus se não tivermos uma atitude íntima de fé na Palavra de Deus. Por outro lado, o prazer em Sua presença que desfrutamos através da
  96. 96. comunhão na mesa do Senhor é algo simplesmente incomparável. O Espírito não nos é dado por medida No Evangelho de João está escrito: “pois o enviado de Deus fala as palavras Dele, porque Deus NÃO DÁ O ESPÍRITO POR MEDIDA”.4 Perceba que interessante esse texto; pois se Deus não dá o Espírito por medida, como Ele dá então? Deus já derramou o Espírito Santo cem por cento sobre nós através da obra da redenção e a posterior vinda do Espírito em Pentecostes. Ele nos deu o Espírito cem por cento. Porem... Jesus disse: com a medida com que tiverdes medido vos medirão também. Não é Deus quem determina o quanto iremos beber do Espírito; a Sua parte já foi feita pelo derramamento do Espírito 4
  97. 97. Santo há mais de dois mil anos. Somos habitação do Espírito em Jesus Cristo. Somos nós que decidimos beber e beber do Espírito Santo o quanto quisermos. Ao levantarmos nosso coração em louvor, adoração e confissão da Palavra; quando oramos em línguas... bebemos do Espírito. Você pode decidir se separar todos os dias por um tempo de louvor e adoração particular, permanecer uma hora ou duas, por exemplo, sozinho com Deus, bebendo de Sua presença e do Seu amor, e você colherá os benefícios disso; e você pode decidir fazer isso com mais intensidade ou menos intensidade. O ponto é, somos nós que decidimos o quanto vamos receber de Deus nessa vida e não Ele. Ele já derramou o Espírito cem por cento em nós. Lembrando, Jesus disse: “com a medida com que tiverdes medido, vos medirão também”.
  98. 98. Há uma fonte inesgotável dentro de nós jorrando sempre e somos nós que escolhemos o quanto beberemos de Deus. Está escrito em Efésios 5:18: “enchei-vos do Espírito falando entre vós com salmos, hinos e canticos espirituais, cantando e louvando de coração ao Senhor”. E em Isaías 12:1: “orarás naquele dia (Os dias do Evangelho)5: graças te dou, ó SENHOR, porque, ainda que te iraste contra mim, a tua ira se retirou, e tu me consolas.. Eis que Deus é a minha salvação; confiarei e não temerei, porque o Senhor Deus é a minha força e o meu cântico; ele se tornou a minha salvação. Vós, COM ALEGRIA (a fé funciona na alegria do Espírito), tirareis água das FONTES DA SALVAÇÃO”. É nesse caminho de louvor e adoração que o Senhor pode banhar nossa alma em Sua presença e encharcá-la d’Ele 5
  99. 99. mesmo, a fim de que a nossa alma esteja no descanso da Sua presença. Em Isaías 61:3 está escrito: “vestes de louvor ao invés de espírito angustiado”. Os resultados, em impressionantes! nosso Depois íntimo, de um são tempo perseverando no louvor, na adoração e na confissão da Palavra, você verá como a sua fé rompe pelo Espírito em outras dimensões. Dave Roberson nos ensina que a nossa alma tem o poder de nos transformar à imagem daquilo para o qual mais nos entregamos. Creio que essa transformação ocorre no nível da alma; como? Ele ensina que nossa alma será transformada ao que mais nós a sujeitamos. Essa colocação tem implicações muito sérias. televisão, Se filmes alguém de se entrega à violência; novelas e pornografias; ou todos os dias assiste horas de noticiários em que a maioria das notícias são
  100. 100. expressões de NEGATIVISMO, destruição, mortes e tragédias; o que a alma dessa pessoa estará ASSIMILANDO e aprendendo espontaneamente durante horas do dia ou da semana? O contrário também se aplica. Se alguém toma outro caminho; e passa horas do seu dia na PRESENÇA DO SENHOR DOS CÉUS E DA TERRA, orando em línguas, meditando na Palavra, louvando e adorando a Deus, bebendo e bebendo do Espírito Santo; além da unção que impregnará o seu espírito humano, o que a alma dessa pessoa estará ASSIMILANDO? É surpreendente como Deus criou nossa alma e a preparou para assimilar as coisas. O ponto é quem está no controle da nossa alma? O mundo ou as coisas de Deus? O que a nossa alma está ASSIMILANDO? A Verdade de Deus ou a mentira que impera no mundo da velha criação? Paulo disse em Coríntios 10: 23 “todas as coisas são lícitas, mas nem todas
  101. 101. CONVÊM; todas as coisas são lícitas, mas nem todas edificam”. No capítulo 6:12 de primeira Coríntios ele nos ensina: “todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei DOMINAR por nenhuma delas”. Esse é o ponto principal, se formos “dominados” por algo do mundo, mesmo algo “bom” em termos naturais, como filmes sem malícias e internet (só alguns exemplos), significa que não estamos frutificando no Espírito com “domínio próprio”. Precisamos entender que a nossa edificação é uma prioridade e como é importante não nos submetermos a ponto de sermos dominádos a hábitos e a princípios que consideramos inofensivos, mas que na verdade podem estar nos dominando e nos levando para fora de uma vida espiritual que agrade ao Senhor; uma vida de fé. A estagnação espiritual é o fruto de uma vida dominada pelas coisas do mundo. É impossível vencer na fé como Deus
  102. 102. espera que vençamos se a nossa alma estiver saturada com o lixo desse mundo. O segredo esta em orientar nossa mente, nossas emoções e nossa vontade (Atributos da alma) para o serviço do nosso espírito. O cristão maduro domina sua alma pelo Espírito, ele não é dominado por ela. O Senhor quer nos levar a um lugar n’Ele, onde os atributos da alma servem nossa vida espiritual. Apenas a Palavra de Deus, pela operação do Espírito Santo em nossos corações, pode nos levar a esse lugar. Paulo diz em II Co 10:4-6: “porque as armas da nossa milícia não são carnais, e sim poderosas fortalezas, em anulando Deus, nós para sofismas destruir e toda altivez que se levante contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo pensamento à obediência de Cristo, e estando prontos para punir toda desobediência, uma vez completa a vossa submissão”. As armas da nossa milícia
  103. 103. não são carnais e sim poderosas em Deus para destruir fortalezas, Sofismas são desalinhados sistemas com fundamental anulando a sofismas. de raciocínio verdade de sermos Deus. É transformados pela renovação da nossa mente. A presença do Senhor é o melhor lugar a fim de experimentarmos essas mudanças. Saiba que todo o poder, todo o conhecimento, toda a unção de que você precisa para isso já está disponível para você! Não há restrições para o quanto você pode receber de Deus, só depende de você! Comece a dar passos para dentro de um novo tempo em Deus. Não ameis o mundo Nesta era das novas tecnologias e do entretenimento, na era do fast food, tudo isso
  104. 104. concorre fortemente com uma vida de oração e consagração. O consumismo a que os shoppings e o marketing da mídia luta para nos atrair é algo muito sério; parece que tudo grita para a nossa alma como que dizendo: coma, vista, compre, tenha. E... Tenha mais, coma mais, compre mais, não pare, você precisa disso, não pode viver sem aquilo... Como poderemos desfrutar de toda a vitória alcançada por Cristo se estivermos presos pelos laços que atuam nesse mundo? Em I Co 10:1-7 Paulo traz uma exortação muito séria: “ora, irmãos, não quero que ignoreis que nossos pais estiveram todos sob a nuvem, e todos passaram pelo mar, tendo sido todos batizados, assim na nuvem como no mar, com comeram respeito de um a só Moisés. manjar Todos eles espiritual e beberam da mesma fonte espiritual; porque bebiam de uma pedra espiritual que os seguia.
  105. 105. E a pedra era Cristo. Entretanto, Deus não se agradou da maioria deles, razão por que ficaram prostrados no deserto. Ora, estas coisas se tornaram exemplos para nós, a fim de que não cobicemos as coisas más, como eles cobiçaram. Não vos façais, pois, idólatras, como alguns deles; porquanto está escrito: o povo assentou-se para comer e beber e levantou-se para se divertir”. Comer, beber e divertir-se é algo que tem tomado conta da sociedade em que vivemos. O povo de Deus estava com saudades da comida do Egito, pois cobiçou as coisas más (Nm 11:4). No capítulo 32 de Êxodo esse povo fez para si um bezerro de ouro e, todos movidos pela idolatria, se assentaram para comer e beber e se levantaram para a diversão. Como esses dois episódios retratam os nossos dias; dias de festas e mais festas; comidas e mais comidas; entretenimento e
  106. 106. mais entretenimento. Se nós, servos do Senhor, cairmos nessa malha do Egito e entregarmos a nossa alma ao mundo por causa de alguma cobiça ou idolatria operantes em nós, o que será da nossa fé e da nossa alma? Em Tiago está escrito que é com ciúmes que o Espírito anseia por nós. João diz em sua primeira carta: “não ameis o mundo nem as coisas que há no mundo. Se alguém amar o mundo, o amor do Pai não está nele”, I João 2:15. Paulo diz em Romanos 8:23: “porque, se viverdes segundo a carne, caminhais para a morte; mas, se, pelo Espírito, MORTIFICARDES os feitos do corpo, certamente vivereis”. No verso 26 ele ainda diz: “também o Espírito, semelhantemente, nos assiste em nossa fraqueza; porque não sabemos orar como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós sobremaneira, com gemidos inexprimíveis”. Podemos nos entregar
  107. 107. ao Espírito para que Ele nos fortaleça acima da nossa carne num nível em que a cobiça, a idolatria, a imoralidade, a murmuração, etc, serão mortificados pelo Espírito em nós. E uma das principais maneiras de assim o fazermos é através da oração em outras línguas; hora após hora; hora após hora; hora após hora. Está escrito em Efésios 6:18: “... orando em todo tempo no Espírito, e para isto, vigiando com toda perseverança...”. Muitas vezes “parece” impossível mortificarmos certos níveis de fraqueza carnal que operam em nós, mas não, pelo Espírito é possível. O que não podemos fazer por nós mesmos, por nossa força, Deus fez para nós de graça através de Jesus Cristo e o Espírito Santo sabe como nos levar a experimentar a redenção e a santificação providas tão amplamente para cada um de nós em Jesus. Decida agora entrar no santo dos santos e se entregar ao Espírito
  108. 108. através dessa linguagem sobrenatural; será um canal de Deus para nos levar acima de nossas fraquezas. Como está escrito em Judas verso vinte: Vós porém amados, edificandovos sobre a vossa fé “santíssima, orando no Espírito Santo”. Podemos mergulhar em Deus adorando-O e louvando-O. Podemos entregar-nos à edificação do nosso homem interior orando em línguas e meditando na Palavra. Podemos nos encher de Deus e embriagar-nos com o Seu amor e com Sua presença de maneira que a fé brotará e o nosso estilo de vida sempre glórificára nosso Pai e não seremos, de forma alguma, dominados pelo estilo de vida do mundo. Entrega total
  109. 109. O maior alvo de uma vida prática em comunhão com o Senhor é a nossa entrega total em amor ao nosso Deus! Deus, através de Jesus Cristo, se deu totalmente a nós. O lugar mais alto da maturidade espiritual está em nos entregarmos totalmente a Ele em amor. O maior caminho que nos fortalecerá a essa entrega é o tempo que passamos a sós com Ele; é ali durante esse período único que Deus envolve o seu Ser com o nosso ser e revela em nosso espírito o Seu Filho. Esse é o momento em que Deus de uma maneira muito prática colhe o que veio buscar através de Jesus Cristo aqui na Terra, nós mesmos. Quando nos fechamos num lugar para adorar a Deus, Ele recebe o que mais ama: a mim e a você. O principal alvo na comunhão é a nossa entrega completa a Deus assim como Ele se entregou a nós. Deus está entregue
  110. 110. completamente a nós através de Jesus Cristo e Ele espera que também nos entreguemos completamente a Ele através de Jesus Cristo. Como está escrito no livro de Cantares 6:3: “eu sou do meu Amado, e o meu Amado é meu...”. Mais do que nos curar e libertar, Jesus veio nos buscar de volta para Deus. Fomos completamente sarados e libertos no calvário, porém, o bem maior da redenção é a nossa plena restauração para vivermos em constante comunhão com Deus. A expressão que Paulo usa em I Coríntios capítulo 1 é simplesmente perfeita; ele diz: “fiel é Deus, pelo qual fostes chamados à comunhão de Seu Filho Jesus Cristo, nosso Senhor”.
  111. 111. Capítulo dez Práticas espirituais Temos entendido que em Cristo Jesus, tudo já está feito. Entretanto, não basta apenas saber que tudo está pronto é preciso viver dentro dessa dimensão, é preciso entrarmos por fé no evangelho da graça de Deus. Não basta apenas conhecer a porta, é necessário entrar por Ela e seguir por este maravilhoso caminho. Jesus é a porta e o caminho! Para usufruir daquilo que a graça de Deus colocou à nossa disposição precisamos entrar pela porta e andar pelo caminho; viver
  112. 112. segundo o governo do Espírito Santo. Jesus fez tudo, e não resta mais nada a nós (Em nosso “eu”) fazermos. Se é assim, como devemos viver então? Se eu não devo fazer em mim mesmo mais nada, então como funiona a vida espiritual em Cristo? O que devo fazer é fazer o que vejo o Senhor fazendo dentro de mim (Jo5: 19). Deus quer nos ensinar a seguí-Lo. É o que Paulo disse em Gálatas: “Estou cruscificado com Cristo; logo, já não sou eu quem vivo, mas Cristo vive em mim, e esse viver que agora tenho na carne, vivo pela fé no Filho de Deus que me amou e a Si mesmo se entregou por mim”. O ponto é apredermos a acompanhar a ação do Espírito em nós em passos de fé. É Deus que vai trabalhando (fazendo em nós) e nós vamos respondendo a esse trabalho pondo em ação a fé recebida. A graça é derramda em nós, e fé é uma ação que recebe o que Deus nos diz dentro de nós
  113. 113. revelando-nos algo de Sua graça. Sempre que ouvimos Deus e decidimos obedecê-Lo entramos no desfrute da graça de Deus. A Palavra recebida é uma manifestação da provisão que Deus nos deu em Jesus; ao pô-la em ação nós estamos recebendo o bem proposto. Vida no Espírito, uma vida de fé A vida no Espírito é uma vida da prática da fé. Sem fé é impossível agradar a Deus. Tudo aquilo que Deus fez é alcançado por meio da fé. O justo viverá por sua fé. Tudo que esta disponível a nós, por Sua infinita graça, será apropriado somente pela prática da nossa fé e nada mais. Ou seja, precisamos crer no que Deus nos diz e termos uma ação equivalente que recebe isso na prática.
  114. 114. A fé é uma convicção gerada pelo Espírito Santo pela sentimentos, Palavra razão de ou Deus. Não são circunstâncias que determinam um caminhar de fé, é única e exclusivamente pela Palavra que sai da boca de Deus. Nosso grande desafio é edificar nosso espírito pela oração em línguas a fim de que estejamos sempre fortalecidos na prática da nossa fé. Ter a revelação de tudo o que Jesus fez e colocou à nossa disposição é muito importante, porém há algo tremendo aqui, precisamos descobrir as chaves que nos auxiliarão no fortalecimento da nossa fé. Provavelmente você sabe o que Jesus fez por nós, mas a sua vida ainda parece pesada, sua comunhão com Deus talvez ainda esteja travada, minguada. Isso acontece porque o seu espírito não está exercitado, ou seja, está fraco. Quando não exercitamos o espírito é difícil discernir a voz
  115. 115. de Deus e é difícil caminhar por fé, fica difícil vencer batalhas e compreender a direção dada por Deus. As práticas espirituais do louvor, adoração, oração em línguas, meditação na Palavra, jejum, são chaves para que nosso homem interior, ou seja, nosso espírito, seja fortalecido para crer no que Deus nos diz e assim desfrutarmos cada vez mais da graça disponível a todos nós. Quando nos entregamos a Ele, por meio dessas práticas, o Espírito Santo começa a REVELAR tudo que Jesus é dentro de nós. O conhecimento de Deus começa a se manifestar em nosso íntimo e é isso que nos fortalece e edifica nosso espírito. Deus não nos ama mais nem menos pelo fato de orarmos muito ou pouco em línguas. Nem quando jejuamos mais ou menos e nem quando dedicamos mais ou menos tempo a períodos de louvor e adoração

×