• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Training for Government in tourism concessions Fransisco Pariella
 

Training for Government in tourism concessions Fransisco Pariella

on

  • 675 views

This presentation by Fransisco Pariela was delivered at the 'Concessioning tourism opportunities in conservation areas and maximising rural development' workshop, held in Maputo between 19-22 March ...

This presentation by Fransisco Pariela was delivered at the 'Concessioning tourism opportunities in conservation areas and maximising rural development' workshop, held in Maputo between 19-22 March 2012 (Day 3, Session 7, Training and capacity building for concessions)

Statistics

Views

Total Views
675
Views on SlideShare
675
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
1
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Training for Government in tourism concessions Fransisco Pariella Training for Government in tourism concessions Fransisco Pariella Document Transcript

    • NECESSIDADES DE FORMAÇÃO Sistema das Áreas dee Conservacao PARA AS ÁREAS DE em Moçambique CONSERVAÇÃAO EM MOÇAMBIQUE 25% do Territorio Nacional RECLASSIFICAÇÃO PROPOSTA QUADRO POLITICO LEGALNova Descrição População Lei de Lei de UICNCategoria presente Terras FFFBReserva total Área com acesso restrito Não Total - I Ao Nível das Políticas e Estratégias Ambientais e deParque Conservação para turismo; abate Não Total Parque II Recursos Naturais:nacional apenas para controlo das Nacional populações Política do Ambiente - Resolução nº5/95, deMonumento Valor estético, cultural, religioso Não Total Área de III particular, maneio conforme valor 3 de Agosto; cultural Política e Estratégia de Florestas e FaunaReserva Maneio para a conservação de Sim Parcial Reserva IVespecial um ou mais grupos de espécies Nacional Bravia – Resolução nº8/97, de 1 de AbrilPaisagem Área gerida integradamente com Sim Parcial - Vprotegida elementos diversos. Política e Estratégia de Turismo – ResoluçãoBiosfera Uso múltiplo com valor cultural e Sim Parcial - VI(UNESCO) biológico elevado nº14/2003, de 4 de AbrilReserva Área privada gerida para Sim DUAT - II-V Politica de conservacao e estrategia de sua implementacaoprivada conservação e turismo(Fazendas do Resolucao/2009Bravio)Reserva Área privada sob gestão duma ou Sim Certifica - II-Vcomunitária mais comunidades locais do/DUAT A Nível de Leis e Regulamentos Hierarquia organizacional Lei de Terras - Lei nº19/97 de 01 de Outubro; Lei de Protecção Cultural - Lei nº10/88 de 22 de Dezembro Lei do Ambiente _ Lei nº 20/97, de 01 de Outurbo Lei de Florestas e Fauna Bravia -Lei nº10/99, de 07 de Julho; Regulamento Geral de Pesca Marítima - Lei nº43/2003) Lei do Turismo (Lei nº4/2004, de 17 de Junho)
    • VISÃO MISSÃO Proteger, conservar, desenvolver e utilizar de forma racional as areas conservacao, para o beneficio ecológico, económico e social a actual e futura geracões, assentando num quadro institucional participativo, inclusivo, dinamico e adequado PARÂMETROS PARA DEFINIÇÃOPRINCÍPIOS GERAIS DE PERIODOS DE CONCESSAO NA APs Princípio da Propriedade dos Recursos Naturais; O que o Estado oferece Princípio de Desenvolvimento Sustentável; O valor do ecossistema Qualidade actual do ecossistema Princípio de Exploração Sustentável dos Recursos Nivel de desenvolvimento de Turismo Naturais; Tamanho da área Princípio da integração das Comunidades Locais e do Impacto sócio-económico sector Privado; O que oferece o investidor Princípio do estabeleciemnto de parcerias e Responsabilidade social do investidor valor do Cooperação Internacional. investimento Area de valor culturalMODELOS DE GESTÃO 2. ADMINISTRAÇÃO E GESTAO PARTICIPATIVA1.ADMINISTRAÇÃO E GESTÃO Assegura a participação efectiva das instituições, EXCLUSIVA DO ESTADO comunidades locais, associações e o sector privado. Subdivide-se em 3 modalidades: Através dos serviços integrados realiza a administração e gestão imediata dessa Administração dos parques e reservas através de uma áreas (este modelo garante a Agência Nacional Autóma, homogeneidade da acção política e Administração e gestão conjunta dos parques e reservas administrativa) atraves de parcerias publica e privada; Delegação da gestão (gestão pelo sector privado)
    • PRINCIPAIS DESAFIOSFormação: Profissionais das Conservação (gestores das Areas Profissionais de Hotelaria e guia turísticos Marketing (divulgação da Marca Moçambique, das potencialidades das Areas de conservacao/ concessao) Estatísticas (tratamento de informação estatística do turismo, estudo de viabilidade). Escolas devidadamente equipadas em Recurso Humanos/finaceiros/meios de trabalho 14 Page 13