• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Pré-Projeto de um site
 

Pré-Projeto de um site

on

  • 4,528 views

Roteiro do site. Trabalho integrado 2º semestra. Tema: Arte e Design. Subtema escolhido: Arte, Design e Games.

Roteiro do site. Trabalho integrado 2º semestra. Tema: Arte e Design. Subtema escolhido: Arte, Design e Games.

Statistics

Views

Total Views
4,528
Views on SlideShare
4,526
Embed Views
2

Actions

Likes
0
Downloads
56
Comments
0

2 Embeds 2

http://www.lmodules.com 1
http://static.slidesharecdn.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Pré-Projeto de um site Pré-Projeto de um site Document Transcript

    • PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO CAMPUS MARQUÊS DE PARANAGUÁ Departamento de Ciências da Computação Tecnologia e Mídias Digitais 2º Semestre / 2010 ARTE E DESIGN ARTE E DESIGN NOS GAMES Trabalho Integrado Gabriela de Sá Teles Freitas RA 00062791
    • PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO CAMPUS MARQUÊS DE PARANAGUÁ Departamento de Ciências da Computação Tecnologia e Mídias Digitais 2º Semestre / 2010 ARTE E DESIGN ARTE E DESIGN NOS GAMES Memorial descritivo e analítico da elaboração do website que será o trabalho acadêmico multi- disciplinar dos alunos do 2º semestre do bacharelado em Tecnologia e Mídias Digitais da PUC-SP, tema geral: “Arte & Design”. Trabalho Integrado Gabriela de Sá Teles Freitas RA 00062791
    • RESUMO Esse pré-projeto mostrará como será abordado a questão “arte e design” nos jogos digitais, mais conhecidos como games. Para isso será abordado três questões no nível mais superficial: como a arte e o design estão presentes nos games, como os games podem ser vistos como expressão de arte e de design, e como os games influênciam a arte e o design. PALAVRAS-CHAVE arte – design – games.
    • Sumário: 1. Introdução..................................................................................................5 2. Desenvolvimento.......................................................................................7 2.1. Tema e metodologia...............................................................................7 2.2. Disciplinas..............................................................................................9 2.3. Etapas...................................................................................................10 2.4. Avaliação do trabalho desenvolvido....................................................10 2.5. Quanto ao website................................................................................10 3. Conclusão................................................................................................11 Bibliografia..................................................................................................12 Fluxograma..................................................................................................13 Wireframe....................................................................................................13
    • 1. Introdução. O tema escolhido pelos professores do curso para o trabalho integrado foi “arte e design”. Esse tema permite vários tipos de abordagem. Esse trabalho terá como foco os games – jogos digitais – e, para tanto, tratará, primeiramente, de três pontos diferentes: – como a arte e o design se expressam nos games; – como os games influenciam a arte e o design e – como os games podem ser vistos como expressão artística e de design. A primeira parte do trabalho terá seu conteúdo teórico melhor desenvolvido em comparação as outras, e foi subdividida em: – apresentação do que é o design e a arte – uma apresentação teórica, pois esses conceitos permitem interpretações que divergem do ponto de vista usado, além disso, o grande problema nos designer brasileiros é a falta de teoria para apoiar a técnica utilizada; – relação teórica entre design e semiótica; – análise de alguns banners de propaganda de games ou da concept art deles com base na semiologia e na teoria do design, o que inclui tipografia e cores – essa parte seria uma aplicação prática do item anterior com base nos games, sendo que os banners e games ainda não foram escolhidos / selecionados. – evolução da arte gráfica dos games. A segunda parte do trabalho será abordado em um só tópico – o que trata sobre Gamearte. Considerei que “gamearte é qualquer arte na qual games digitais desempenharam algum papel significante na criação, produção, e/ou exibição do trabalho. E a arte resultante pode existir como um game, uma pintura, uma foto, som, animação, vídeo, performance ou instalação”1. Haverá uma pequena explicação teórica, tendo como base a arte pop e três exemplos: as animações feitas por Guillaume Reymond para o projeto “Game Over”; os quadrinhos da série “Scott Pilgrem” criada por Bryan Lee O'Malley; e os desenhos do artista conceitual Manuel Augusto dos personagens da série de games do “Street Fighter” como zumbis. Os três exemplos serão dados apenas 1 LAURENTIZ, Silvia. Game Art. Postado em 18/02/2009. Acessado em 30/09/2010. Site “Enciclopédia Itaú Cultural – arte e tecnologia”. In: < http://tinyurl.com/347fept >
    • com duas imagens para cada um, uma da game art e uma de algum game que usa o elemento reproduzido ou do game que foi fonte de inspiração para tal arte, e uma pequena legenda indicando o ponto em comum. Por último, o terceiro tópico do projeto foi dividido em dois subtópicos: – games como expressão artística – a discussão sobre se o game pode ou não ser considerado arte, a qual chamou minha atenção esse ano, com base no artigo de Robert Ebert, intitulado “Videogame nunca será arte” e nas opiniões dos designers de games, vários críticos, jornalistas, acadêmicos e historiadores que foram entrevistados pela revista Galileu, em 09/2010, para responder a pergunta “Videogame pode ser arte?”. A conclusão será feita à luz do que consideramos arte anteriormente – que a arte é uma criação humana que visa sintetizar a história, os sentimentos, as emoções e a cultura humana, usando como base valores estéticos –, com diversas imagens. – advergames – a explicação sobre o que é um advergame e como ele e o design impresso de banners tem a mesma função: ambos querem passar uma mensagem para um certo público de maneira visualmente agradável. Esse item em específico terá mais exemplos do que teoria. Os procedimentos de pesquisa incluem: livros, dissertações de mestrado, monografias, artigos, vídeos, websites e, principalmente, as aulas de Design de Interface Digital, Introdução à Tecnologia e Estética e Teoria dos Códigos, Símbolos e Sinais, ministradas pelos professores Alexandre Braga, Priscila Arantes e Marcus Bastos, respectivamente.
    • 2. Desenvolvimento. 2.1. Tema e metodologia. O tema do site foi escolhido pelos professores do curso em uma reunião e divulgado aos alunos durante o mês de setembro. Decidiu-se abordar o tema no quesito dos games apenas por essa ser a área a ser seguida profissionalmente por mim, após a gradução, tanto que o conteúdo foi pensado para servir como portifólio depois de pronto. O conteúdo será completo, conciso, com mais teoria do que exemplos – já que a teoria é o fator mais precário nos designers, ela será valorizada, mas não de forma maçante, e haverá muitas imagens – uma vez que o tema é “arte e design”. Anexo 1 – Fluxograma nº 1 do conteúdo do site.
    • Anexo 2 – Fluxograma nº 2 do conteúdo do site. Anexo 3 – Tópicos dos conteúdos que servirão de base para o conteúdo do site.
    • 2.2. Disciplinas. Disciplina Professor Como a matéria será abordada no trabalho Sistemas Hipermídia David Lemes Essa disciplina cuidará da elaboração do roteiro, da organização do conteúdo e da coordenação do projeto. Os princípios de imersão serão usados quando for tratado a arte nos games. Introdução a Tecnologia e Priscila Arantes Acompanhamento do Estética desenvolvimento da parte conceitual do projeto. A matéria estudada nessas aulas é a base da história da arte, que será usada para explicar o design – história e conceitos – e a própria arte. Design de Interface Digital Alexandre Braga Tanto a parte teórica do design quanto a análise de banners fará uso do que for aprendido nessa matéria. Aplicativos para Animação Eliseu Lopes Será feito uma animação Digital de um minuto sobre esse tema. Roteiro e projeto será entregue ao professor. Mídias Digitais Aplicadas Sônia Allegretti A definir com a professora. à Educação Teoria dos Códigos, Marcus Vinícius Bastos Análise dos banners e Símbolos e Sinais teoria do design também serão abordados do ponto de vista da semiótica – teoria e prática –, conforme as aulas. Redação Vanda Elias Revisão da escrita. Síntese das descrições (x é y) como título ou subtítulo antes das descrições, que serão feitas conforme trabalhamos em aula. Introdução ao Pensamento Jozimas Não será abordada no Teológico projeto por decisão dos professores. Programação de Web Maurício Pontuschka Também não será abordada no projeto por decisão dos professores. Redes Computadores e Eduardo Savino Também não será abordada internet no projeto.
    • 2.3. Etapas. Nº Etapa Status 1 Pesquisa, seleção do subtema, decisão do foco do conteúdo. Concluído 2 Montagem do pré-projeto – para orientação e coordenação. Concluído 3 Monografia escrita para desenvolvimento do tema, checando, assim, Em sua viabilidade. andamento 4 Roteiro, concept art, storyboard, selecionar o som da animação. Concluído 5 Animação Para fazer 6 Selecionar e resumir conteúdo do site. Para fazer 7 Arquitetura de informação, usabilidade e navegabilidade. Para fazer 8 Construção do layout. Para fazer 9 Montagem do site. Para fazer 10 Hospedagem do site. Para fazer 2.4. Avaliação do trabalho desenvolvido. Conceitos trabalhados – como a arte influênciou o design, por consequência a história da arte também, o que é o design, qual a função do design, diferenças entre arte e design, o que é semiologia, segundo Peirce, e como ela afeta o design, teoria das cores, tipografia; imersão; gameart; game como arte; o que é um advergame e qual a sua função. Recursos semióticos utilizados – textos teóricos, textos descritivos, imagens, vídeos e animações. Avanços – o material teórico/bibliográfico foi lido, separado e selecionado; um rascunho escrito (como uma monografia) está sendo desenvolvida – a parte teórica foi escrita, faltando apenas fazer as análises –, ajudando, assim, a desenvolver as idéias e conceitos absorvidos durante a pesquisa. Desafios – os desafios estão mais presentes no projeto em si do que na pesquisa: a parte de uma disciplina não foi, ainda, decidida pelo professor, atrasando assim o desenvolvimento do conteúdo, que pode ser posto no final, ficando desconexo com o restante do conteúdo do site; algumas bases teóricas ainda não foram dadas em aula para a análise – parte que ia ficar em destaque – poder ser feita. 2.5. Quanto ao website. Vale ressaltar que o conteúdo do website será abordado de forma simples e resumida: após a pesquisa e montagem de um rascunho escrito com os conteúdos propostos, será feita uma revisão e um resumo dos pontos mais importantes, dando sempre uma valorização no uso das imagens.
    • 3. Conclusão. Em síntese, o website terá uma grande base teórica, mas escrita de forma simples e resumida, com valorização de imagens. Ele abordará três pontos diferentes do tema “arte e design” no âmbito dos games: como a arte e o design se expressam nos games; como os games influenciam a arte e o design; e como os games podem ser vistos como expressão artística e de design. Mas essa é só a proposta inicial, uma vez que, à luz da discussão feita no desenvolvimento desse trabalho, surgiu a preocupação dos pontos discutidos ficarem desconexos e de haver um excesso de conteúdo no site. Para tanto, após a conclusão das pesquisas, sob orientação do professor responsável pela coordenação de conteúdo do site, propõe-se que haja a seleção de um dos três pontos escolhidos para ser trabalhado no website, mas mantendo a estrutura inicial do site: com uma teoria base resumida e escrita de forma simples, com uma galeria de imagens.
    • Bibliografia. HUIZINGA, Johan. Homo Ludens: o jogo como elemento da cultura. São Paulo: Perspectiva, 1971. POLTRONIERI, Fabrizio Augusto. Arte e jogos eletrônicos: uma introdução ao conceito de estética aplicado ao jogar digital. Publicado em 17/09/2009. Acessado em 29/09/2010. In: < http://www.ufscar.br/rua/site/?p=2308 > BAER, Ralph. Genesis: How the Home Video Games Industry Began. Acessado em 28/08/2010. In: < http://www.ralphbaer.com/how_video_games.htm > VAN AMSTEL, Frederick. Afinal, o que é semiótica?. Publicado em 04/05/2005. Acessado em 28/09/2010. In: < http://tinyurl.com/yekkkew > VAN AMSTEL, Frederick. Semiótica e Arquitetura da Informação. Publicado em 09/09/2005. Acessado em 28/09/2010. In: < http://tinyurl.com/26pav6h > GUERRA, Ana; PORTELA, Jéssica; RIBEIRO, Rui. Semiologia no Design. Publicado em 01/06/2008. Acessado em 01/10/2010. In: < http://tinyurl.com/26jas4s > PAZ, Hélio Sassen. Afinal de contas, o que é design?. Publicado em 27/08/2002. Acessado em 27/09/2010. In: < http://tinyurl.com/2ezgua7 > ELIMELIAH, Craig A. art Vs. design. Publicado em 13/01/2006. Acessado em 27/09/2010. In: < http://www.aiga.org/content.cfm/art-vs-design > BRADY, Michael. Art and Design: What’s the Big Difference?. Critique Magazine, 1998. In: < http://www.unc.edu/~jbrady/Essays/Art_Design.html >. Acessado em 27/09/2010. Site “Webdesigner Depot”. The Difference Between Art and Design. Publicado em 21/09/2009. Acessado em 27/09/2010. In: < http://tinyurl.com/2ewjlqf > Site “SpineR:) – Portal para jovens”. O que é arte?. In < http://tinyurl.com/2fv2xno > Acessado em 27/09/2010. Site oficial da “Escola de Design UNISINOS”. O que é design?. Acessado em 27/10/2010. In: < http://www.unisinos.br/oqueedesign/blog.php > LAURENTIZ, Silvia. Game Art. Postado em 18/02/2009. Acessado em 30/09/2010. Site “Enciclopédia Itaú Cultural – arte e tecnologia”. In: < http://tinyurl.com/347fept > Site oficial da “Webcore Games”. Advergames: o que são?. Acessado em 30/09/2010. In: < http://www.webcoregames.com.br/advergames.html > MURPHY, Samantha. Videogame pode ser arte?. Postado em 21/09/2010, no site da Revista Galileu. Acessado em 21/09/2010. In: < http://tinyurl.com/34r6txc >
    • Fluxograma Wireframe
    • PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO CAMPUS MARQUÊS DE PARANAGUÁ Departamento de Ciências da Computação Tecnologia e Mídias Digitais 2º Semestre / 2010 ARTE E DESIGN ARTE E DESIGN NOS GAMES Trabalho Integrado Gabriela de Sá Teles Freitas RA 00062791