Your SlideShare is downloading. ×
0
Introdução ao Controle Bibliográfico: texto Egan
Introdução ao Controle Bibliográfico: texto Egan
Introdução ao Controle Bibliográfico: texto Egan
Introdução ao Controle Bibliográfico: texto Egan
Introdução ao Controle Bibliográfico: texto Egan
Introdução ao Controle Bibliográfico: texto Egan
Introdução ao Controle Bibliográfico: texto Egan
Introdução ao Controle Bibliográfico: texto Egan
Introdução ao Controle Bibliográfico: texto Egan
Introdução ao Controle Bibliográfico: texto Egan
Introdução ao Controle Bibliográfico: texto Egan
Introdução ao Controle Bibliográfico: texto Egan
Introdução ao Controle Bibliográfico: texto Egan
Introdução ao Controle Bibliográfico: texto Egan
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Introdução ao Controle Bibliográfico: texto Egan

1,088

Published on

Apresentação texto de EGAN, Margaret E. ; SHERA, Jesse H. …

Apresentação texto de EGAN, Margaret E. ; SHERA, Jesse H.

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
1,088
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
33
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  1. Universidade Federal do Amazonas Instituto de Ciências Humanas e Letras Departamento de Biblioteconomia Introdução ao Controle Bibliográfico Disciplina: Introdução ao Controle Bibliográfico Por: Profª Andrielle de A. Marques EGAN, Margaret E. ; SHERA, Jesse H.
  2. CBU <ul><li>Programa desenvolvido pela UNESCO </li></ul><ul><li>Visa reunir e tornar disponíveis os registros da produção bibliográfica de todos os países, em uma REDE INTERNACIONAL DE INFORMAÇÃO , levando em conta não só a possibilidade de identificar a existência do documento mas, também, sua localização e forma de obtenção .  </li></ul>
  3. Controles bibliográficos <ul><li>São aqueles mecanismos utilizados para orientar produção intelectual , a partir da totalidade da informação registrada, daquelas porções relevantes para uma determinada tarefa, com a maior rapidez e economia. </li></ul>
  4. Duas maneiras de análise: <ul><li>Interna :examinado do ponto-de-vista do bibliotecário e do cientista </li></ul><ul><li>Externamente. no contexto das atividades intelectuais em geral. </li></ul>
  5. 1- SUMÁRIOS E ÍNDICES 2- POUCA QUANTIDADE DE LIVROS/ CAPACIDADE DE REUNIÃO EM UM ÚNICO ACERVO 3- MULTIPLICAÇÃO DOS LIVROS 4- ESQUEMAS MAIS ELABORADOS DE CLASSIFICAÇÃO 5- BIBLIOGRAFIAS 6- PRODUZIDAS POR BIBLIOTECÁRIOS OU INSTITUIÇÕES ESPECIALIZADAS
  6. CRISE NO CONTROLE BIBLIOGRÁFICO <ul><li>Revistas e periódicos para o registro da informação científica ocasionou a primeira crise no controle bibliográfico </li></ul><ul><li>Embora a indexação temática de periódicos tenha começado em bibliotecas; </li></ul><ul><li>A tarefa logo tornou-se muito vasta para uma única biblioteca; </li></ul><ul><li>Estrutura institucional da profissão dificultou o desenvolvimento de uma centralização cooperativa em larga escala de tais esforços. </li></ul><ul><li>De uma maneira geral, este importantíssimo mecanismo bibliográfico escapou das mãos e do controle dos bibliotecários. </li></ul>
  7. CRISE NO CONTROLE BIBLIOGRÁFICO <ul><li>Crescente publicação </li></ul><ul><li>Agências ou corporações governamentais, de uma extensa literatura, cujo conteúdo era de importância científica; </li></ul><ul><li>Acessível somente através de listagens e classificações da agência editora. </li></ul>
  8. CRISE NO CONTROLE BIBLIOGRÁFICO <ul><li>Problema crucial da classificação numa forma nova ; </li></ul><ul><li>A análise é de tal forma mais profunda do que a que é exigida para livros inteiros ; </li></ul><ul><li>Utiliza a unidade de informação, e não a unidade de publicação </li></ul>
  9. SISTEMAS DE CLASSIFICAÇÃO <ul><li>Assumiu-se e ampliou-se um sistema planejado primeiramente para o arranjo físico das unidades bibliográficas (Classificação Decimal de Dewey); </li></ul><ul><li>Tentativa de resolver o problema da classificação de todo o universo das unidades de informação (Classificação Decimal Universal). </li></ul>
  10. Problema da classificação apresenta, três aspectos: <ul><li>Classificação de unidades físicas de informação registrada: dentro de uma única coleção, qualquer que seja a forma física que essas unidades possuam. </li></ul><ul><li>Classificação do conteúdo temático: baseada em análise temática adequada e divorciada da unidade física do livro </li></ul><ul><li>Identificação e descrição : através de código, de pequenas unidades de informação, independentemente das relações. </li></ul>
  11. SOLUÇÕES <ul><li>Se existe qualquer grupo que deva tomar a iniciativa e tentar fornecer a liderança na busca de uma solução geral; </li></ul><ul><li>Os bibliotecários estão estrategicamente bem situados para fazê-lo </li></ul>
  12. As qualificações especiais do bibliotecário: <ul><li>1) Sua especialização em comunicação gráfica em geral, especialmente entre o especialista e o leitor; </li></ul><ul><li>2) Sua experiência anterior com problemas, técnicas semelhantes. </li></ul><ul><li>3) Seus contatos atuais com todos os campos do conhecimento. </li></ul>
  13. [email_address]
  14. <ul><li>CUNHA, Maria Luisa Monteiro da. Controle Bibliográfico Universal: novo desafio às bibliotecas universitárias. Revista de Biblioteconomia de Brasília , v. 5, n. 2, p. 863-872, jul.-dez. 1977. </li></ul>

×