Ler e escrever em História
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Ler e escrever em História

on

  • 906 views

 

Statistics

Views

Total Views
906
Views on SlideShare
906
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
5
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Ler e escrever em História Ler e escrever em História Presentation Transcript

    • A leitura e a escrita comocompromisso de todos os professores de todas as disciplinas do Currículo do Ensino Fundamental.2º Encontro com os professores de História Ler e Escrever em História e AvaliaçãoSecretaria de Estado de Educação de Minas GeraisSuperintendência Regional de Ensino de CaxambuPrograma de Intervenção Pedagógica – PIP CBC Implementação dos CBC
    • “Reclamamos da má qualidade daleitura dos alunos em geral.”Por que isso acontece na Escolade hoje?
    • Leitura e Escrita na EscolaA sociedade vê a escola como o espaçoprivilegiado para o desenvolvimento daleitura e da escrita, já que é nela que se dá oencontro decisivo entre a criança e aleitura/escrita.O professor é aquele que apresenta o queserá lido: o livro, o texto, a paisagem, aimagem, a partitura, o corpo em movimento,o mundo. É ele quem auxilia a interpretar e aestabelecer significados.
    • A importância de cada professor é que eletem um conhecimento profundo dascaracterísticas do ler e do escrever na suaárea de atuação.Professores leitores, professores capazes defazer a sua escrita, a sua comunicação como mundo, são a chave de qualquerpossibilidade de mudança nas práticastradicionais e repetitivas de leitura e escrita.
    • Necessidade do redimensionamento dos espaços na escola Ensino TradicionalNovas Perspectivas
    • A escola é responsabilizada pela tarefa delevar o aluno a atrever-se a errar; a construirsuas próprias hipóteses a respeito do sentidodo que vê e lê a assumir pontos de vistapróprios para escrever a respeito do que vê,do que sente, do que viveu, do que leu, doque ouviu em aula, do que viu no mundo láfora, promovendo em seus textos um diálogoentre vida e escola, entre a disciplina e omundo.
    • Ressignificação dos espaços da Escola Sala de Aula É o único lugar onde as crianças podem ser colocadas quietas nos seus cantos com um livro na mão para aprender que ler é um diálogo solitário com um texto que se vai desvelando ao seu olhar. BibliotecaDeve se tornar um espaço de convergência de todas as atividades dentro de uma escola.
    • O papel da disciplina de História num contexto de leitura e escrita A Escrita tem uma importância essencial para a disciplina. Pré-História HistóriaO que se espera que um aluno leia em História? O que se espera que um aluno escreva em História?
    • Expectativas do professor de História paracom o alunoCapacidade de realizar uma leitura crítica edensa do mundo.Análise da realidade social e das construçõeshistóricas.Reconhecer a inserção e participação naHistória, de forma consciente ou não.
    • Leitura, Identidade, memória e história A leitura da história considera a análise dos pressupostos de que parte do autor, já que a narrativa histórica nunca é neutra. O professor passa a sua visão de mundo para o aluno. Temos que estimular o aluno a falar sobre sua situação social, mas utilizando os recursos teóricos da disciplina.
    • Não podemos permitir que as atividades deleitura e escrita na aula de história setransformem num ritual burocrático, em que oaluno lê sem poder discutir, respondequestionários mecanicamente e escrevetextos buscando concordar com o professorpara ter sua boa nota assegurada.Temos que lutar para a construção de umapostura crítica e filosófica frente aos textos,fugindo da leitura instrumental ou dogmática,que termina sempre em “decoreba”.
    • Na escrita, temos que incentivar odesenvolvimento de aspectos críticos eopinativos. As narrativas e os dissertaçõessão os exemplos mais comuns.A necessidade de ampliar o círculo e acirculação dos textos produzidos pelos alunos.Fazer com que os alunos escrevam somentepara o professor limita de forma demasiada aspossibilidades de escrita na escola.
    • Como trabalhar de forma efetiva com leitura e escrita em História? A História exige posturas específicas de leitura e escrita enquanto ciência. É dever do professor desenvolver esses aspectos com os alunos. Necessidade de fazer com que a linguagem seja usada como instrumento do pensamento, não como uma técnica de transcrição da oralidade.Fazer com que os alunos desenvolvam uma visão de mundo pela leitura e pela escrita.
    • Desenvolvimento da Leitura Criação de um leitor ativo. Análise dos conhecimentos prévios. Análise do contexto de produção do texto (documento). Levantar os pressupostos do contexto de leitura. Análise da forma e do conteúdo dos textos.
    • Desenvolvimento da Escrita Auxiliar na teorização de uma experiência social. Criar uma visão de mundo pela escrita. Saber desenvolver os aspectos dos lugares de memória. Estimular a análise e a opinião de determinada situação social utilizando recursos teóricos da História. Capacidade de desenvolver sínteses e noções de historicidade.
    • Instrumentos Didáticos Anotações, sublinhados e esquemas Resumos
    • Anotações, Sublinhados e Resumos O professor de História tem que ensinar o aluno a trabalhar com as anotações dentro de um contexto histórico. Explicar todos os processos para que eles consigam desenvolver seus próprios parâmetros para as anotações. A História exige posturas específicas de leitura e escrita enquanto ciência. É dever do professor desenvolver esses aspectos com os alunos.
    • Benito Mussolini. Fascismo: novo estilo de Exemplo - Anotação vida. In: Le Monde Actuel, Paris, P.U.F., 1963. “O fascismo não acredita na possibilidade nem na utilidadede uma paz permanente. Somente a guerra exige, ao máximo, asenergias humanas e imprime um sinal de nobreza aos povos. Paraos fascistas, a vida é combate incessante. O essencial do fascismo é sua concepção de Estado. Tudo Os fascistas eramno Estado. Nada contra o Estado. Nada fora do Estado. contra os liberais. Se o liberalismo significa indivíduo, o fascismo significaEstado. Para nós, fascistas, o indivíduo está subordinado àsnecessidades do Estado. O fascismo luta para que o Estado sejaforte, organizado e tenha, ao mesmo tempo, uma grande basepopular. O fascismo Fascismo apenas fundador de instituições. É O não étambém educador. Pretende reconstruir homem, seu caráter, suafé. Para atingir esse objetivo, o fascismo conta com autoridade edisciplina capazes de penetrar no espírito das pessoas e aí reinarcompletamente.
    • Exemplo - ResumoO texto “Fascismo: novo estilo de vida”, escrito porBenito Mussolini_______________, expõe as principaiscaracterísticas do fascismo, que sãoa concepção de Estado autoritário, disciplinado, forte__________________________________________e organizado, do qual os indivíduos estão submisso,__________________________________________pois acreditam na reconstrução do homem, do seu__________________________________________caráter e de sua fé._________________________________________.Esse pensamento político se opõe ao____________ vigente na Europa da época. Essa Liberalismoestrutura política italiana levou o país à SegundaGuerra Mundial.