FOLHA DE RESPOSTA<br />O problema político central  da teoria jusnaturalista é a necessidade  pôr de acordo  as liberdades...
Folha de resposta
Folha de resposta
Folha de resposta
Folha de resposta
Folha de resposta
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Folha de resposta

922

Published on

Published in: Education, Technology, Travel
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
922
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
12
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Folha de resposta"

  1. 1. FOLHA DE RESPOSTA<br />O problema político central da teoria jusnaturalista é a necessidade pôr de acordo as liberdades e os direitos individuais concebidos com inerentes à própria natureza humana , com a exigências da vida em comunidade e , portanto , com o respeito ao direito do outro , imprescindível para o equilíbrio da vida social , bem como determinação de interesses e rumos comuns essencial à vida social , aí surgi a teoria contratualista para fazer um contrato assegurar a paz da sociedade , transferindo o direito individual para o soberano tomar de conta de tudo.<br />Hobbes: em que o estado de natureza é um estado de guerra insegurança ; o estado de natureza lockiano é um estado de paz harmonia com homens dotados de razão e consumidores da liberdade e dos direitos naturais ; Rousseau afirmava o estado natural como fonte de liberdade e da igualdade , sendo essencialmente bom , enquanto que a sociedade política era fonte de guerra , posto que instaurava as desigualdades entres o homens.<br />Em Thomas Hobbes , antes o homem era livre e depois do contrato ele só teve a direito a vida e defesa; Em Jonh Locke , antes o homem tinha direito a vida , liberdade e bens e depois do contrato social esses direitos são somente garantido direito a propriedade é somente garantido por não ser violado e para Rousseau , antes o direito natural dizia que o homem não se submetia a outro e depois do contrato social o homem já passa aceitar ser submisso a outro.<br />A passagem do estado de natureza à sociedade civil se dá por meio de um contrato social, pelo qual os indivíduos renunciam à liberdade natural e à posse natural de bens, riquezas e armas e concordam em transferir a um terceiro – o soberano – o poder para criar e aplicar as leis, tornando-se autoridade política. Para Hobbes , o contrato é um pacto de submissão que visa instaurar uma situação contrária aquela que vigorava no estado de natureza , preservando a segurança de suas vidas e a sociedade e o estado surgiu depois do contrato social, porque o homem transferiu seu direito para o soberano e viveram em paz podendo constitui uma sociedade; Para Locke , ao contrário , o contrato apresenta-se como um pacto de consentimento em que os indivíduos , longe de submeterem-se todas a um poder comum , concordam em instituir leis que preservem e garantam tudo aquilo que eles já desfrutavam no estado de natureza e depois do contrato social surgiu a sociedade política , porque o homem queria garantir os interesse coletivos; Para Rousseau : Possibilidade da conquista da liberdade natural , A legitimidade do contrato : o compromisso de cada um consigo próprio perante os demais ,Fundamentos: alienação de todas os seus direitos em favor da comunidade , Alienação: Troca da propriedade-fato pela propriedade-direito e depois do contrato o homem passar a obedece o soberano , volta ter igualdade e liberdade e passar ser um cidadão. <br />

×