Your SlideShare is downloading. ×
I guerra mundial
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

I guerra mundial

901
views

Published on


0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
901
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
21
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL (1914-1918) Professor Anderson História Colégio Japão 2013
  • 2. O QUE É GUERRA? - “A Guerra se configura, ao mesmo tempo, como uma espécie de conflito, de violência, um fenômeno de psicologia social, uma situação jurídica excepcional, e um processo de coesão interna.” (GORI, IN:BOBBIO, 1992, p. 572) -Não é só ATIVIDADE MILITAR: -INSTRUMENTO POLÍTICO -DISPUTAS JURÍDICAS E TERRITORIAIS -PSICOLÓGICA E SOCIAL  ENVOLVE TODA UMA SOCIEDADE
  • 3. GUERRAS ANTERIORES -EXTENSÃO LIMITADA -GUERRAS DE CURTA DURAÇÃO (NO MÁXIMO DURAVAM MESES) -RECURSOS LIMITADOS -REVOLUCIONÁRIAS E/OU IDEOLÓGICAS -NÃO ENVOLVEM TODA A SOCIEDADE -POSSIBILIDADE DA GUERRA NÃO INTERFERIR NA VIDA SOCIAL E ECONÔMICA DAS SOCIEDADES ENVOLVIDAS
  • 4. A PRIMEIRA GUERRA: INAUGURAÇÃO DA “GUERRA TOTAL”-GUERRA DE EXTENSÃO GLOBAL -GUERRAS DE LONGA DURAÇÃO ( 1º - 4 ANOS; 2º - 6 ANOS) -ECONOMIA DE GUERRA  AS NAÇÕES USAM OS RECURSOS FINANCEIROS E HUMANOS PARA SUSTENTAR OS CONFLITOS (ARMAMENTOS, TECNOLOGIA DE GUERRA, ALIMENTAÇÃO DAS TROPAS, VESTIMENTAS, SOLDADOS...) - MOTIVAÇÕES ECONÔMICAS  DISPUTAS POR MERCADOS, RECURSOS ECONÔMICOS - OS CIVIS SÃO ATINGIDOS DIRETA E INDIRETAMENTE PELO CONFLITO (DEMOCRATIZAÇÃO DA GUERRA)
  • 5. A GRANDE GUERRA: CAUSAS 1 – IMPERIALISMO (S) Potências econômicas rejeitam as fronteiras políticas para buscar novos mercados  CRESCIMENTO ECONÔMICO =EXPANSÃO TERRITORIAL 2- NACIONALISMO (S) Rivalidades imperialistas exploradas e que levou a construção de Histórias Nacionais em que o outro é visto como “inimigo”.
  • 6. O CANTO DO ÓDIO QUE NOS IMPORTA O RUSSO OU O FRANCÊS (...) NÃO GOSTAMOS DELES, TAMBÉM NÃO OS ODIAMOS (...) TEMOS UM SÓ ÓDIO. AMAMOS O MESMO, ODIAMOS O MESMO. TEMOS UM SÓ INIMIGO. TODOS O CONHECEM ESCONDIDO ATRÁS DO MAR CINZENTO, CHEIO DE INVEJA E MALÍCIA, CÓLERA E ASTÚCIA, DE NÓS SEPARADO POR ÁGUAS ESPESSAS DE SANGUE. TEMOS UM SÓ ÓDIO. TEMOS UM SÓ INIMIGO: A INGLATERRA. (FERRO, 2008)
  • 7. IMPERIALISMO -DISPUTAS POR NOVOS MERCADOS -GRÃ-BRETANHA/FRANÇA  MELHORES ÁREAS NA “PARTILHA DA ÁFRICA” NA CONFERÊNCIA DE BERLIM (1884-1885) -ALEMANHA/ITÁLIA  UNIFICAÇÕES TARDIAS E CONQUISTARAM POUCOS RECURSOS E TERRITÓRIOS. -ALEMANHA  EXPANSÃO ECONÔMICA PÓS-UNIFICAÇÃO, MAS ENFRENTAVA RESISTÊNCIA DAS GRANDES POTÊNCIAS (ALE/FRA) – DIFICULDADE EM ENCONTRAR NOVOS MERCADOS E ZONAS DE INFLUÊNCIA. -GRÃ-BRETANHA  ALIA-SE A FRANÇA E RÚSSIA PARA IMPEDIR A EXPANSÃO ALEMÃ. -FRANÇA  TENTATIVA DE RECUPERAÇÃO DA ALSÁCIA-LORENA -RÚSSIA  TEMEROSA DO AVANÇO ALEMÃO NA EUROPA ORIENTAL. -ITÁLIA  APÓIA A ENTENTE EM TROCA DE RECURSOS.
  • 8. NACIONALISMO -AS RIVALIDADES IMPERIALISTAS LEVAM AO AUMENTO DO SENTIMENTO DE DEFESA DA PÁTRIA NAS NAÇÕES ENVOLVIDAS  TODOS OS CIDADÃOS DEVEM COMBATER O INIMIGO. -RIVALIDADES ECONÔMICAS VIRAM QUESTÕES NACIONAIS  INTERESSE DE TODOS -ESTADO-NAÇÃO: EXPLORA O SENTIMENTO NACIONALISTA A PARTIR DO ENSINO DE HISTÓRIA  O PAÍS TEM UM INIMIGO HISTÓRICO E É DEVER DOS CIDADÃOS ENFRENTÁ-LO. -FRANÇA X ALEMANHA  QUESTÃO DA ALSÁCIA-LORENA -GRÃ-BRETANHA X ALEMANHA  DISPUTA POR MERCADOS -RÚSSIA/SÉRVIA X ALEMANHA/ÁUSTRIA-HUNGRIA  PAN-ESLAVISMO -PAN-ESLAVISMO  TENTATIVA DOS POVOS ESLAVOS DE FORMAR UMA NAÇÃO, COM APOIO RUSSO  RESISTÊNCIA DO IMPÉRIO AUSTRO-HÚNGARO, COM PODER SOBRE ALGUMAS REGIÕES ESLAVAS.
  • 9. O “ESTOPIM” -ASSASSINATO DO DUQUE AUSTRÍACO FRANCISCO FERDINANDO EM SARAJEVO (SÉRVIA) POR UM GRUPO NACIONALISTA ESLAVO, EM 28/06/1914. -“FESTIVAL” DE DECLARAÇÕES DE GUERRA: -ÁUSTRIA HUNGRIA  SÉRVIA -RÚSSIA  ÁUSTRIA-HUNGRIA -ALEMANHA  RÚSSIA E FRANÇA -INGLATERRA  ALEMANHA -A GUERRA JÁ IMAGINADA PELOS EUROPEUS INICIAVA-SE... IMAGINAVA-SE UMA GUERRA TRADICIONAL, QUE SE RESOLVERIA EM DIAS, E QUE OS ESTADOS JÁ ESTAVAM PREPARADOS ESPIRITUALEMENTE (NACIONALISMO) E MATERIALMENTE (PAZ ARMADA). -NO ENTANTO, ACONTECE DIFERENTE E INAUGURA-SE A GUERRA TOTAL.
  • 10. AS ALIANÇAS PARA A GUERRA
  • 11. AS ALIANÇAS PARA A GUERRA -PRIMEIRA GUERRA DE PROPORÇÕES MUNDIAIS - EUA  ENTRA NA GUERRA EM 1917 -JAPÃO, CHINA, BRASIL... SIM, O BRASIL ENTROU NA GUERRA EM 1917!  SOLIDARIEDADE AOS EUA; ENVIO DE EQUIPES MÉDICAS E DE NAVIOS A DISPÓSIÇÃO DA ENTENTE. -TRÍPLICE ENTENTE – INGLATERRA/FRANÇA/RÚSSIA (até 1917)/ ITÁLIA (a partir de 1915) + EUA, BRASIL, SÉRVIA, MONTENEGRO, BÉLGICA -TRÍPLICE ALIANÇA – ALEMANHA/ÁUSTRIA-HUNGRIA/IMPÉRIO TURCO- OTOMANO/ BULGÁRIA
  • 12. FASES DA GUERRA -GUERRA DE MOVIMENTO (1914) – TENTATIVA DE ACABAR COM A GUERRA RAPIDAMENTE COM ATAQUES RÁPIDOS CONTRA OS INIMIGOS -INVASÃO ALEMÃ À FRANÇA, ATRAVESSANDO A NEUTRA BÉLIGCA  ESTA ADERE A ENTENTE APÓS A INVASÃO -RESISTÊNCIA FRANCESA COM APOIO INGLÊS E BELGA  RECUO ALEMÃO E FIXAÇÃO DAS POSIÇÕES ENTRE A FRENTE OCIDENTAL (FRA+ING) E FRENTE ORIENTAL (RUS)
  • 13. FASES DA GUERRA -GUERRA DE TRINCHEIRA(1915-1918) – “Milhões de homens ficavam uns diante dos outros nos parapeitos das trincheiras barricadas com sacos de areia, sob os quais viviam como – e com – ratos e piolhos. De vez em quando seus generais buscavam romper o impasse. (...) os franceses perderam mais de 20% de seus homens em idade militar, não muito mais de um terço dos soldados franceses saiu da guerra intacto.” (HOBSBAWM, 1996, P.33) - COMBATES RAROS: OCASIONALMENTE TENTAVA-SE IR PARA ENFRENTAMENTO, SAINDO DAS TRINCHEIRAS.
  • 14. FASES DA GUERRA -GUERRA DE TRINCHEIRA(1915-1918) – AS TRINCHEIRAS
  • 15. FASES DA GUERRA -GUERRA DE TRINCHEIRA(1915-1918) – AS TRINCHEIRAS
  • 16. FASES DA GUERRA -GUERRA DE TRINCHEIRA(1915-1918) – - RETIRADA DA RÚSSIA (REVOLUÇÃO RUSSA) NA FRENTE ORIENTAL EM 1917 E ENFRAQUECIMENTO DO IMPÉRIO AUSTRO-HÚNGARO. -ESGOTAMENTO FRANCO-INGLÊS NA OCIDENTAL  VITÓRIA ALEMÃ? -A ENTRADA DOS EUA EQUILIBRA A GUERRA  APOIO MATERIAL A ENTENTE PARA ENFRENTAR O ATAQUE DA ALEMANHA E TENTATIVA DE MEDIAR O FIM DO CONFLITO (14 PONTOS DE WILSON) -- VITÓRIA (?) DA ENTENTE
  • 17. TRATADO DE VERSALHES -ACORDO DE PAZ DA ENTENTE (ING/FRA/EUA/ITÁ)COM A ALEMANHA -VISAVA CONTROLAR A ALEMANHA, IMPEDINDO SEU REOTRNO ENQUANTO POTÊNCIA  IMPOSIÇÃO DE CONDIÇÕES HUMILHANTES -DEVOLUÇÃO DA ALSÁCIA-LORENA À FRANÇA -NÃO-INTERVENÇÃO NA ÁUSTRIA E NA POLÔNIA -DEVOLUÇÃO DE TERRITÓRIOS COLONIAIS -IMPEDIMENTO DE A ALAMENHA TER UMA GRANDE FORÇA MILITAR -PAGAMENTO DE INDELIZAÇÕES POR “CAUSAR” A GUERRA “Impôs-se a Alemanha uma paz punitiva, justificada pelo argumento de que o Estado era o único responsável pela guerra e todas as suas consequências, para mantê-la enfraquecida. (...) essa paz punitiva foi ,na realidade, assegurada privando-se a Alemanha de uma marinha e uma força área efetivas; limitando-se seu exército a 100 mil homens; impondo-se reparações teoricamente infinitas; e não menos, privando-se a Alemanha de todas suas antigas colônias.” (HOBSBAWM, 41)
  • 18. TRATADO DE VERSALHES - TENTATIVA FRACASSADA DE EVITAR UMA NOVA GUERRA COM A LIGA DAS NAÇÕES (PRECURSORA DA ONU) -CONSEQUÊNCIA: SURGIMENTO DO ULTRANACIONALISMO ALEMÃO E DO SENTIMENTO DE REVANCHISMO, APROPRIADO POR UM EX- COMBATENTE DA GUERRA: ADOLF HITLER E O SEU PARTIDO NAZISTA
  • 19. QUESTÕES PARA PENSAR... -A GUERRA NÃO PODERIA TER SIDO EVITADA? - A GUERRA ERA REALMENTE NECESSÁRIA?
  • 20. IMPACTO HUMANO DA GRANDE GUERRA -GUERRA DE MASSAS  A GUERRA FRANCO-PRUSSIANA (1870-71) MATOU 150 MIL PESSOAS X A GRANDE GUERRA MATOU EM TORNO DE 10 MILHÕES DE PESSOAS! -GUERRA PSICOLÓGICA  UTILIZAÇÃO DE FORÇAS AEREAS PARA BOMBARDEAR ÁREAS CIVIS (CIDADES)  ATINGIR MORALMENTE O ADVERSÁRIO -GUERRA TECNOLÓGICA  USO DE GÁS QUÍMICO E OS SUBMARINOS  BLOQUEIO MARÍTIMO AOS TERRITÓRIOS INIMIGOS, PARA HOBSBAWM: “Incapazes de derrotar os soldados uns do outro, decidiram matar de fome os civis dos adversários” (p.36) -GUERRA IMPESSOAL  O ATO DE MATAR MILHARES DE PESSOAS COM UM BOTÃO OU ALAVANCA  APENAS ESTATÍSTICAS...
  • 21. IMPACTO HUMANO DA GRANDE GUERRA -INDÚSTRIA DA GUERRA  ECONOMIAS VOLTADAS PARA A PRODUÇÃO DE ALIMENTOS, VESTIMENTAS E ARMAMENTOS VOLTADOS A GUERRA  RECURSOS FINANCEIROS PREFERENCIAIS – OU TOTAIS – AOS ESFORÇOS DE GUERRA -“Temos como certo que a guerra moderna envolve todos os cidadãos e mobiliza a maioria; é travada com armamentos que exigem um desvio de toda a economia para a sua produção, e são usados em quantidades inimagináveis; produz indízivel destruição e domina e transforma absolutamente a vida dos países nela envolvidos. Contudo, todos esses fenômenos pertencem apenas às guerras do século XX.” (HOBSBAWM, P.51) -EUA – VITORIOSO DE FATO: ENVOLVEU-SE POUCO E APROVEITOU O DESGASTE DOS ALIADOS PARA ENRIQUECER SUA ECONOMIA COM VENDA DE PRODUTOS PARA A POPULAÇÃO EUROPEIA, JÁ QUE ESSA ESTAVA VOLTADA PARA O CONFLITO.
  • 22. IMAGENS Cartaz britânico convocando os cidadãos para o alistamento militar.
  • 23. IMAGENS Soldados franceses dentro de uma trincheira.
  • 24. IMAGENS Cartaz francês em que um soldado estrangula a Águia, símbolo da Alemenha.
  • 25. IMAGENS Charge ironizando a situação alemã pós- Tratado de Versalhes.
  • 26. IMAGENS O Mapa europeu antes e depois da Guerra.
  • 27. IMAGENS Uma trincheira na Itália de hoje.
  • 28. IMAGENS Famosa cena em que dois soldados – inglês e alemão – trocam cigarros na trégua não-oficial de Natal de 1914 – os nacionalismos caiem diante da atrocidade da guerra.
  • 29. Tombou morto em outubro de 1918, num dia tão tranquilo em toda a linha de frente que o comunicado se limitou a uma frase: nada de novo no front. Caiu de bruços e ficou estendido, como se estivesse dormindo. Quando alguém o virou, viu-se que ele não devia ter sofrido muito. Tinha no rosto uma expressão tão serena que quase parecia estar satisfeito de terminar assim. Remarque, Nada de novo no front.
  • 30. MÚSICA: ERA UM GAROTO QUE COMO EU AMAVA OS BEATLES E OS ROLLING STONES.
  • 31. BIBLIOGRAFIA BERUTTI, F; FARIA, R; MARQUES, A. História Contemporânea através de textos. São Paulo, Contexto, 2008. BOBBIO, N; MATTEUCCI, N; PASQUINO, G.. Dicionário de Política. Brasília, Ed. da UNB, 1992. Vol.1. FERRO, Marc. A Grande Guerra. Lisboa, Edições 70, 2008. HOBSBAWM, Eric. A Era dos extremos. São Paulo, Paz e Terra, 1986. REMARQUE, Erich. Nada de novo no Front... RÉMOND, René. O Século XX. São Paulo, Cultrix, 1974.