Biologia celular

6,936 views

Published on

Published in: Health & Medicine
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
6,936
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
79
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Biologia celular

  1. 1. Célula Eucarionte1. Célula EucarionteEstas células possuem um núcleo delimitado por um sistema de membranas (a membrana nuclear ou carioteca),nitidamente separado do citoplasma. Têm um rico sistema de membranas que formam numerosos compartimentos, separandoentre si os diversos processos metabólicos que ocorrem na célula. Como modelo de células eucariontes, veremos uma célulaanimal e uma célula vegetal.A. A Célula Animal Como todas as células, possui uma membrana celular (membranaplasmática ou plasmalema). Sua espessura é de 7,5 nanômetros, o que a torna visível somente ao microscópio eletrônico, noqual aparece como um sistema de três camadas: duas escuras, eletrodensas, e entre elas uma camada clara. Esta estruturatrilaminar é chamada unidade de membrana.Sua composição química é lipoproteica, sendo 75% de proteínas e 25% de gorduras. A membrana controla a entrada e saídade substâncias da célula, mantendo quase constante a composição do seu meio interno. Possui permeabilidade seletiva,permitindo a livre passagem de algumas substâncias e não de outras. Engloba partículas (endocitose) por fagocitose(partículas grandes) ou por pinocitose(partículas pequenas e gotículas).O citoplasma é constituído por uma substância fundamental amorfa – o hialoplasma ou citosol – que contém água,proteínas, íons, aminoácidos e outras substâncias. A parte proteica pode sofrer modificações reversíveis em sua estrutura,aumentando ou diminuindo sua viscosidade, alternando de gel (mais denso) para sol (mais fluido) ou vice-versa.Mergulhados no hialoplasma estão os organóides e os grânulos de depósito de substâncias diversas, como glicogênio ougorduras. Os organóides possuem funções específicas, sendo alguns revestidos por membranas e outros, não.As mitocôndrias são alongadas ou esféricas, revestidas por dupla membrana lipoproteica. Possuem DNA próprio e capacidadede autoduplicação. Liberam energia de moléculas orgânicas, como a glicose, transferindo-a para moléculas de ATP. A energiado ATP é empregada pelas células na realização de trabalho: síntese de substâncias, movimento, divisão celular, etc. Osprocessos de oxidação da glicose constituem a respiração celular aeróbica, dependente de oxigênio.
  2. 2. O retículo endoplasmático (RE) é formado por um extenso sistema de túbulos e vesículas revestidas por membranalipoproteica. As cavidades deste sistema são chamadas cisternas do RE. Algumas partes têm ribossomos aderidos (RErugoso ou granular, também chamado ergastoplasma) e outras partes não os possuem (RE liso). As funções dos doistipos são diferentes, e a proporção de cada um depende dos papéis metabólicos da célula. O RE permite a distribuição desubstâncias pelo interior da célula. O RE rugoso é sede de intensa síntese de proteínas. O RE liso produz lipídios, ealgumas substâncias ligadas a ele podem metabolizar substâncias tóxicas, inativando-as.Os ribossomos são pequenas partículas formadas por proteínas e por RNA ribossômico. São as organelas responsáveis pelasíntese de proteínas.O complexo de Golgi é constituído por vesículas achatadas ou esféricas, empilhadas e revestidas por membrana lipoproteica.Nas células animais, geralmente está próximo do núcleo. Relaciona-se com a concentração e o armazenamento de substânciasproduzidas pelas células e com a transferência destas substâncias para grânulos nos quais serão eliminadas da célula.Participam, portanto, da secreção celular.Revestidos por membrana lipoproteica, os lisossomos são pequenas vesículas esféricas cheias de enzimas digestivas. Suafunção básica é a digestão celular, que envolve dois processos:1) digestão de partículas alimentares englobadas pela célula (digestão heterofágica);2) digestão de organóides inativos ou em degeneração (digestão autofágica).Próximo ao núcleo, encontra-se um par de centríolos. Cada um é formado por um cilindro constituído por substância amorfae microtúbulos. Tem capacidade de autodupli-cação. Participa da divisão celular.Em algumas células, observam-se cílios e flagelos vibráteis. Os cílios são pequenos e numerosos, enquanto os flagelos sãolongos, havendo apenas um ou alguns por célula. Na base dos cílios e flagelos, está o corpúsculo basa, de estrutura idênticaà dos centríolos.Os peroxissomos ou microcorpos são pequenas vesículas que contêm enzimas oxidativas. Possuem, também, quase toda acatalase da célula, enzima que degrada a água oxigenada.
  3. 3. Participam, ainda, da eliminação de outras substâncias tóxicas, como o etanol e o ácido úrico. Os microtúbulos e os microfilamentos são estruturas filamentares constituídas porproteínas. Encontram-se no interior dos cílios e de flagelos ou dispersos pelo citoplasma. Participam dos movimentoscelulares e da manutenção da arquitetura celular, formando o citoesqueleto.Os depósitos ou inclusões citoplasmáticas diferem dos organóides por não possuírem organização nem sistemasenzimáticos específicos. São depósitos intracelulares de substâncias de reserva (glicogênio ou gordura), de pigmentos(melanina) ou de cristais.O núcleo, controlador da atividade celular, é bem individualizado e delimitado por uma dupla membrana, a carioteca oumembrana nuclear. Seu interior é ocupado pela cariolinfa, na qual está mergulhado o material genético formado por DNAassociado a proteínas, a cromatina. Observa-se, ainda, um corpúsculo denso, esférico, chamado nucléolo.B. Célula VegetalA organização eucariótica da célula vegetal é muito parecida com a da célula animal, apresentando muitas organelas comuns,como mitocôndrias, retículo endoplasmático, complexo de Golgi, ribossomos, entre outras.A célula vegetal apresenta estruturas típicas, como a membrana celulósica que reveste externamente a célula vegetal,sendo constituída basicamente de celulose.Uma outra estrutura que caracteriza a célula vegetal é o cloroplasto, organela na qual ocorre a fotossíntese.Na verdade, os cloroplastos são, entre outras, organelas que podem ser classificadas como cromoplastos, pois são organelasque possuem pigmentos (substâncias coloridas) que absorvem energia luminosa para a realização da fotossíntese.Entre os cromoplastos, além do cloroplasto que contém clorofila (pigmento verde), existem os xantoplastos, que contémxantofila (pigmento amarelo), os eritroplastos, que contém a licopeno (pigmento vermelho), e assim por diante.Quando os plastos não possuem pigmentos coloridos, são chamados de leucoplastos, como os amiloplastos que armazenamamido.Observe, no esquema da célula vegetal, que o vacúolo é uma organela com dimensões maiores que na célula animal e ocupagrande parte do hialoplasma da célula.Podemos diferenciar a célula vegetal da célula animal também pela ausência dos centríolos nos vegetais superiores.
  4. 4. 2. Principais diferenças entre célula animal e vegetal Nos tecidos vegetais, as comunicações entre as células são feitas pormeio de estruturas denominadas plasmodesmos.Os plasmodesmos permitem trocas de materiais entre células vegetais vizinhas por meio de pontes citoplasmáticas.OutraCélulas de AnimaisAs células animais diferem em forma e tamanho conforme o tipo de tecido a que pertencem. As células dos animais nãopossuem parede celular, cloroplastos e o vacúolo central característicos das células de plantas.De acordo com a sua função, uma célula apresentará organelas mais desenvolvidas do que outras. Assim, células quesecretam grande quantidade de enzimas digestivas, como as do pâncreas, têm o aparelho de Golgi bem desenvolvido.Podemos citar outro exemplo de especialização celular, as hemácias, em que todo o citoplasma é tomado pelo pigmentohemoglobina. Por este fato as hemácias não tem núcleo e as outras organelas. Como as hemácias precisam ser carregadasdentro do líquido circulatório, o sangue, elas têm tamanho pequeno e são de forma redonda.Células de VegetaisAs células vegetais têm várias formas que dependem de sua função e do tecido a que pertencem. São característicos da célulavegetal a parede celulósica, os plastos, o vacúolo central.Certas células vegetais apresentam glioxissomos, que são peroxissomos que têm as enzimas do ciclo do glioxilato, uma viametabólica que converte lipídios em glicídios quando da germinação das sementes.Alguns vacúolos acumulam grande quantidade de pigmentos arroxeados, as antocianinas. Deste modo certos órgãos da plantapodem ter cor avermelhada ou arroxeada, como as uvas e as folhas de trapoeraba.
  5. 5. As células vegetais comunicam-se entre si por pontes citoplasmáticas, os plasmodesmos.Células de ProtistasOs protistas são as algas unicelulares e os protozoários. A célula de um protista é semelhante às células de animais e plantas,mas há particularidades. Os plastos das algas são diferentes dos das plantas quanto à sua organização interna de membranasfotossintéticas. Ocorrem cílios e flagelos para a locomoção. Alguns protozoários, como certas amebas, têm envoltóriosprotetores, as tecas. Os radiolários e heliozoários possuem um esqueleto intracelular composto de sílica. Os foraminíferos sãodotados de carapaças externas feitas de carbonato de cálcio. As algas diatomáceas possuem carapaças silicosas. Os protistaspodem ainda ter adaptações de forma e estrutura de acordo com o seu modo de vida: parasita, ou de vida livre.Células de FungosAs células fúngicas são as hifas. As hifas se apresentam como filamentos curtos ou longos, revestido por uma parede celularfina e tendo no seu interior a membrana plasmática, o citoplasma e as organelas. Afora a ausência total de plastos e grãos deamido (os fungos são heterotróficos), a célula de fungo pouco difere das células animais e vegetais. O polissacarídio dereserva é o glicogênio.Os fungos se reproduzem por esporos, tipo de célula de cuja germinação se originam as hifas. A membrana dos esporos ébem diferenciada, possuindo dois estratos: o endospório (interno) e o epispório (externo).Mais uma CITOLOGIA PARA O ENSINO FUNDAMENTAL Mariana de Senzi Zancul Bióloga Faculdade de Ciências Farmacêuticas - UNESPExiste uma característica comum a todos os seres vivos – eles são formados por pequenas unidades vivas,chamadas células .A invenção do microscópio, há menos de 400 anos, possibilitou a descoberta e o estudo das células. Com aevolução do microscópio foi inaugurado um novo campo de investigação científica, a Citologia , a parte dabiologia que estuda as células.A Citologia é fundamental para a compreensão de como os organismos funcionam, além de ser um campo deaplicações importantes. O tratamento de muitas doenças, por exemplo, depende de conhecimentos sobre ofuncionamento e as funções das células.A célula é definida como a unidade fundamental dos seres vivos, ou a menor unidade capaz de manifestar aspropriedades de um ser vivo. Ela é capaz de sintetizar seus componentes, de crescer e de multiplicar-se. Todosos seres vivos são compostos desta unidade fundamental, desde as mais simples estruturas, formadas de umaúnica célula - chamadas de unicelulares , como as bactérias e os protozoários, até os mais complexos, como oser humano e as plantas, que são compostos por muitas células e chamados de organismos pluricelulares. Aexceção são os vírus (agentes infecciosos microscópicos), que ao contrário de todos os seres vivos, nãoapresentam organização celular.As células são formadas por diversas partes que funcionam em conjunto, sendo três os principais componentes:a membrana plasmática, o citoplasma e o núcleo.
  6. 6. Esquema de célula animalA membrana plasmática é uma película que envolve e protege a célula. Ela regula a entrada e saída desubstâncias e, através dela, a célula recebe oxigênio e nutrientes e elimina gás carbônico e outras substâncias. Ocitoplasma , local onde se processa a maior parte das reações químicas, possui várias organelas celulares,que são estruturas responsáveis por diversas atividades da célula. O núcleo é a sede de comando dasatividades celulares, onde estão os cromossomos, estruturas que carregam as informações genéticas.Os seres vivos podem ser divididos em procariontes e eucariontes , dependendo do tipo de estrutura celularque apresentam.Os procariontes são unicelulares e têm estrutura celular mais simples, sem núcleo individualizado, ou seja, seumaterial genético fica disperso no citoplasma. São representados pelas bactérias.Os eucariontes têm uma estrutura celular mais complexa e apresentam núcleo. Seu material genético estáseparado do citoplasma por uma membrana nuclear. Alguns eucariontes são unicelulares, por exemplo, osprotozoários e algumas algas. Outros, como animais e plantas, são pluricelularesAs células eucariontes são divididas em dois grupos: as animais e as vegetais, que apresentam basicamente osmesmos componentes celulares, mas possuem algumas diferenças importantes.As células eucariontes vegetais são revestidas por parede celular, têm um pigmento verde chamado clorofila(encontrado nos cloroplastos) e grande parte do seu volume é ocupado por um vacúolo central. Estas estruturasque não estão presentes nas células eucariontes animais.A forma e o tamanho das células também variam. Cada uma tem forma adaptada à sua função, que écontrolada pelos genes e influenciada por vários fatores externos.A compreensão das estruturas e funcionamento das células é de fundamental importância para a compreensãototal de Ciências e de Biologia. Leia mais sobre o assunto:AMABIS e MARTHO Biologia: Biologia das Células, v.1. Ed Moderna, 2004.BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro e quarto ciclos:apresentação dos temas transversais/ Secretaria de Educação Fundamental. – Brasília: MEC/SEF, 1998. 436p.JUNQUEIRA e CARNEIRO Biologia Celular e Molecular.Ed. Guanabara Koogan, 2000.Bisuu http://www.trabalhosfeitos.com/search_results.php?query=C%C3%A9lulas+eucariontes+animais+e+vegetais&start=60

×