As práticas discursivas e a docência online

732 views
625 views

Published on

Apresentação da palestrante Giuliana Diettrich do I Seminário Nacional de Tutores da Educação a Distância

Published in: Education
1 Comment
0 Likes
Statistics
Notes
  • Excelente, professora Giuliana, sou um tutor a distância desde 2010 e o caminho que você propõe é esse mesmo, através da criação de vínculos afetivos mediados por um discurso empoderador, chega-se à saídas múltiplas, caminhos diversos, muitas possibilidades! parabéns!
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
732
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
4
Comments
1
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

As práticas discursivas e a docência online

  1. 1. Msc. Giuliana Diettrich<br />As práticas discursivas e a docência online<br />
  2. 2. As práticas discursivas e a docência online<br />CENÁRIO ATUAL<br /><ul><li>Demanda dos sistemas de EAD (web)
  3. 3. Diversidade de modelos pedagógicos - diferentes papéis – tutor/professor online
  4. 4. Andragogia - importância da mediação pedagógica nos processos/relações de ensino com jovens e adultos</li></ul>Como e de que forma a docência online é exercida, mediada?<br />
  5. 5. Docência online – principais dimensões<br />Comunicativa<br />Acadêmica<br />Avaliativa<br />Tecnológica<br />Mediação Pedagógica<br />
  6. 6. Processo Educativo EAD x Docência Online<br />comunicação -interação - significação<br />Mediação Pedagógica<br />Prática Discursiva<br />“Mediação pedagógica é a atitude, o comportamento do professor que se coloca como um incentivador ou motivador da aprendizagem,como uma ponte rolante entre o aprendiz e a aprendizagem,destacando o diálogo, a troca de experiências, o debate e a proposição de situações”.<br /> (Masseto, 2000)<br />
  7. 7. Docência Online x Mediação Pedagógica<br />Discurso <br />O discurso deve ser visto como um modo de ação, como uma prática que altera o mundo e altera os outros indivíduos no mundo (Fairclough, 1994)<br /><ul><li> Acolher os alunos
  8. 8. Tecer vínculos sociais e afetivos
  9. 9. Movimentar e estimular o pensamento individual e coletivo
  10. 10. Provocar situações de análise, exposição, argumentação
  11. 11. Propor condições e orientações de estudo
  12. 12. Compartilhar experiências
  13. 13. Estimular a troca de experiências
  14. 14. Elaborar problematizações
  15. 15. Construir caminhos de pensamento, reflexão e empoderamento
  16. 16. Favorecer a significação do conhecimento
  17. 17. Redimensionar e contextualizar o conhecimento
  18. 18. Criar rede de interconexões</li></li></ul><li>Mediação Pedagógica X Discurso<br />Fairclough(1994) pontua que a dimensão constitutiva do discurso possui três efeitos: <br />construção do que é referido como "identidades sociais" e posições de sujeito, para o sujeito social e os tipos de EU; <br />constituição das relações sociais; <br />estabelecimento de sistemas de conhecimento e crença. <br />As práticas discursivas (textuais) quando colocadas em funcionamento (discurso) se materializam como práticas sociais. <br />
  19. 19. Práticas Discursivas X Docência Online<br />
  20. 20. Docência Online X Formação Inicial / Continuada<br /><ul><li>Acadêmica: participação em programas de pós-graduação stricto sensu, congressos, seminários, pesquisas, publicações etc
  21. 21. Tecnológica: proficiência digital, uso e funcionamento do AVA e seus recursos
  22. 22. Avaliativa: tanto formativa quanto somativa, articulada com as especificidades da modalidade EAD
  23. 23. Comunicativa: desenvolvimento da capacidade de mediação pedagógica junto aos alunos no processo de ensino aprendizagem: ampliação do repertório linguístico, domínio da Língua Portuguesa e das práticas discursivas pertinentes à docência online</li></li></ul><li> Ensinar não é transferir conteúdo a ninguém, assim como aprender não é memorizar o perfil do conteúdo transferido no discurso vertical do professor. <br /> Ensinar e aprender têm que ser com o esforço metodicamente crítico do professor de desvelar a compreensão de algo e com o empenho igualmente crítico do aluno de ir entrando, como sujeito de aprendizagem, no processo de desvelamento que o professor ou professora deve deflagrar.<br /> (Paulo Freire, 2002)<br />
  24. 24. Referências Bibliográficas<br />FAIRCLOGH, Norman. Discurso e mudança social, Brasília: Editora Universidade de Brasília, 1994.<br />

×