Your SlideShare is downloading. ×
Como Promover O Aleitamento Materno Em SituaçõEs De
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Como Promover O Aleitamento Materno Em SituaçõEs De

2,666
views

Published on

Trata-se de slides elaborados para uma palestra cujo público alvo foi os profissionais da Defesa Civil sobre o tema da Semana Mundial do Aleitamento Materno de 2009: Amamentação em situações de …

Trata-se de slides elaborados para uma palestra cujo público alvo foi os profissionais da Defesa Civil sobre o tema da Semana Mundial do Aleitamento Materno de 2009: Amamentação em situações de emergência

Published in: Education

1 Comment
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
2,666
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
32
Comments
1
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Como promover o aleitamento materno em situações de emergência Palestra proferida à Defesa Civil do Município de Rio Claro – SP Ago/2009 Autora: Profa.Dra. Silvia Marina Anaruma Depto de Educação – Instituto de Biociências – UNESP – Campus de Rio Claro
  • 2. Símbolo da SMAM 2009 Aleitamento Materno: Um papel vital em situações de emergência – Estamos preparados?
  • 3. Amamentação em todos os momentos. Mais saúde, carinho e proteção - Cartaz produzido pelo Ministério da Saúde
  • 4.
  • 5. Atividades previstas para 2009 – Mapa feito em 30.05.2009 (TOMA, 2009)
  • 6. Olha nós na Campanha:
  • 7. OBJETIVOS DA SMAM - 2009
    • Reforçar o papel vital da amamentação em resposta a situações de emergência em todo o mundo
    • Enfatizar a necessidade de proteção e apoio efetivos para a amamentação antes e durante as emergências.
    • Informar mães, ativistas, comunidades, profissionais de saúde, governos, instituições de ajuda humanitária, doadores e meios de comunicação sobre como prestar apoio efetivo para a amamentação antes e durante as emergências.
    • Mobilizar as redes de apoio e propiciar a colaboração entre as pessoas capacitadas em aleitamento materno e aquelas designadas a dar respostas às situações de emergência.
  • 8. A complexidade do assunto
    • Muito mais complexo do que se imagina
  • 9. Objetivo desta apresentação
    • Preparar os representantes da defesa civil para as melhores atitudes em situações de emergência com relação à alimentação de bebês e crianças pequenas
    • Informar a respeito da literatura mais indicada para o estudo da alimentação dos lactentes e crianças pequenas
    • Reforçar o papel do aleitamento materno como o melhor alimento nesta fase
    • Sensibilizar o profissional desta área para sua responsabilidade na defesa do aleitamento materno
  • 10. Mas por que falar em amamentação?
    • Amamentar salva vidas
    • Pode fazer a diferença entre a vida e a morte
    • Bebês e crianças pequenas são as mais vulneráveis
    • Ameniza as condições ruins durante a emergência
  • 11. Que situações são essas? Condições sanitárias Condições sanitárias ruins Escassez de alimentos Ausência de abrigo Condições climáticas extremas Falta de profissionais habilitados e suficientes
  • 12. Falta de profissionais habilitados e suficientes O leite materno é o melhor remédio
  • 13. O que a amamentação pode ajudar?
    • Condições sanitárias ruins
    Leite materno não tem contaminação e contém água
  • 14.
    • Escassez
    • de
    • alimentos
    Leite é o alimento completo: propriedade imunológica, cicatrizante, antibiótico, anticariogênico, tem proteínas, vitaminas – ferro, minerais, anti-alérgico ...
  • 15. Condições climáticas extremas Ajuda a estabilizar a temperatura corporal Protege o bebê
  • 16. Ausência de abrigo A amamentação abriga e protege o bebê
  • 17.
    • Quando usar outro tipo de alimento?
    • Regrinha AFASS :
    • Aceitável
    • Factível
    • Acessível
    • Sustentável
    • Segura
  • 18.
    • Aceitável -A mãe e a família não encontram barreiras culturais ou sociais ou não tem medo do estigma ou discriminação por não amamentar.
    • Factível -A mãe (ou a família) tem tempo, conhecimento, habilidades e outros recursos para alimentar a criança de 8 a 12 vezes em 24 horas.
    • Acessível -A mãe e a família podem arcar com os custos para compra, preparo e uso dos alimentos de substituição, incluindo ingredientes, combustível, água limpa, sabão e utensílios, sem comprometer a saúde e nutrição dos demais. Ou a família tem acesso a sistema de distribuição gratuita, sem interrupções ou falhas
    • . Sustentável –O suprimento é contínuo e ininterrupto durante todo o período que a criança necessitar do leite substituto. O sistema de distribuição não apresenta interrupções ou falhas.
    • Segura –A mãe e a família sabem e tem condições de armazenar e preparar de forma correta e higiênica (possuem água tratada na torneira de casa e saneamento básico), oferecer em quantidades adequadas do ponto de vista nutricional, por meio de mãos e utensílios limpos, preferencialmente xícaras.
    • (IBFAN – REA, 2009)
    Quando a fórmula infantil é (AFASS) Aceitável, Factível, Acessível, Sustentável e Segura
  • 19. Três documentos internacionais para a orientação de AIE para resposta às emergências
    • A estratégia Global para a Alimentação de Lactentes e Crianças Pequenas – Assembléia Mundial da Saúde (2002). Disponível em: www.ibfan.org.br
    • Código Internacional de Marketing de Substitutos de Leite Materno (no Brasil: NBCAL). Disponível em: www.ibfan.org.br
    • Guia Operacional para a Alimentação de Lactentes e Crianças Pequenas em Emergências. Disponível em: http://www.ennonline.net/pool/files/ife/ops-g-portuguese-2-1-210307.pdf
  • 20. Mas tornar as idéias concretas para a promoção do Aleitamento Materno é um desafio
    • Há idéias erradas e mitos que afetam a amamentação
    • A alimentação artificial também contém riscos
    • As doações de leite em pó, mamadeiras e chupetas trazem mais danos do que benefícios
  • 21. Ações a desempenhar
    • Em primeiro lugar reconheça seu papel, pense sobre como você pode atuar, prepare-se para isso e atue
    • Faça todos os esforços para promover, proteger e apoiar a amamentação no dia a dia. Estar preparado previamente para enfrentar uma situação de emergência é a chave para uma resposta rápida e adequada.
    • Convença os elaboradores de políticas e os dirigentes dos serviços de saúde sobre a importância de efetivar uma política adequada de alimentação saudável na infância.
  • 22.
    • Divulgue a Norma Brasileira de Comercialização de alimentos para Lactentes e Crianças de Primeira Infância, Bicos, Chupetas e Mamadeiras e capacite o pessoal da saúde e de ajuda humanitária para que monitorem as práticas de marketing no dia a dia, assim como nas situações de emergência.
    • Elabore um plano para evitar as doações de produtos que substituam o aleitamento materno, mamadeiras e chupetas que possam vir a prejudicar a saúde das crianças pequenas nas situações de emergência.
    • Procure identificar os principais atores das situações de emergência em seu Estado e ou município e discuta um plano de enfrentamento das emergências em sua região.
  • 23. Por fim... Proteger, promover e apoiar o aleitamento materno no dia a dia é a melhor forma de se preparar para o enfrentamento das situações de emergência
  • 24. O que significa...
    • Proteger, promover e apoiar o início precoce
    • Amamentação exclusiva durante os primeiros 6 meses
    • Continuidade da amamentação com complemento até os 2 anos ou mais
  • 25. Bibliografia
    • REA, M. HIV e Alimentação Infantil. Encontro Amamentando às segundas. Instituto da Saúde – SES/SP- IBFAN, 23 mai 2009. 20 slides, color. Disponível em: >http://www.isaude.sp.gov.br/smartsitephp/media/isaude/file/LidarcomHIVAids.pdf>. Acesso em: 05 ago.2009
    • SOCIEDADE DE PEDIATRIA DE SÃO PAULO. Semana Mundial do Aleitamento Materno . Disponível em: >http://www.spsp.org.br/spsp_2008/materias.asp?id_pagina=539&Sub_Secao=103>
    • TOMA, T. Semana Mundial do Aleitamento Materno . Amamentação. A segurança alimentar em emergências.SENAC . SP. Disponível em: >http://www3.sp.senac.br/hotsites/gd4/amamentacao/> Acesso em: 05.08.2009
    • WBW – Word Breastfeeeding Week 2009. Semana Mundial do Aleitamento Materno 2009 . Folheto. Disponível em: > http://worldbreastfeedingweek.org/images/portuguese_2009actionfolder.pdf > Acesso em : 05 ago 2009