ReflexãO Individual Ana Ortet

1,569
-1

Published on

Published in: Education, Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,569
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
7
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

ReflexãO Individual Ana Ortet

  1. 1. Instituto Politécnico de Setúbal Escola Superior de Educação de Setúbal Licenciatura em Educação Básica Discente: Ana Sofia Ortet 3ºAno - Turma A Língua Portuguesa e Tecnologias da Informação e Comunicação Docentes: Helena Camacho Rosário Rodrigues “Reflexão Individual ” Setúbal 2009/2010
  2. 2. Reflexão Individual Ao longo deste 1º semestre do 3º ano do Curso de Educação Básica, existiu uma Unidade Curricular, intitulada Língua Portuguesa e Tecnologias da Informação e Comunicação, que tinha como objectivo abordar temas como literacia e cidadania, competência de leitura e escrita e tecnologias da informação e comunicação. Em cada uma das aulas, uma nova janela se abria e um maior centro de informação e conhecimento foi-nos proporcionado enquanto estudantes, pois esta disciplina agiu como um espaço instrumental onde se aprofundavam saberes sobre as potencialidades comunicativas das TIC, assim como um espaço de reflexão sobre materiais que facilitam a aprendizagem no Ensino Básico tendo por base a Língua Portuguesa. No inicio desta Unidade Curricular, as minhas expectativas eram imensas, pois tal como nome Indica “Lingua Portuguesa - Tecnologias da Informação e Comunicação”, entendi que aqui se iriam aprender e explorar ferramentas nos computadores, que me iriam ser uteis no meu futuro enquanto profissional. Todavia, esta disciplina foi bastante mais do que isso, pois existiu uma vertente mais teórica, que colocou ao nosso dispor inumeros textos sobre a temática da disciplina, assim como focou aspectos especificos da pluralidade textual contemporânea, que serviram como base para a realização de todas as vertentes mais práticas. Como a disciplina se centrava na construção de um projecto em página Web, o mesmo deveria ser realizado em pares, deste modo, todos os trabalhos desenvolvidos para a disciplina foram feitos com a minha colega de turma Ana Santos, cuja relação foi excepcional pois fizemos tudo sempre de acordo uma com a outra, partilhando opiniões de modo a retirar maior partido nas aprendizagens, pois a partilha de ideias é fulcral. Uma das ferramentas utilizadas, e na minha opinião deveras interessante, e que desconhecia por completo, é o Diigo, que se trata de uma ferramenta on-line de partilha de informação sobre a Unidade Curricular, assim como documentos interessantes para o nosso futuro profissional.
  3. 3. No Diigo cada pessoa tem a sua conta e grupo de amigos onde pode sugerir sites e documentos on-line de interessante leitura, assim como estar atento ás publicações de todos os membros desta página e comentar os mesmos. Trata-se de uma ferramenta bastante interessante pois partilhar ideias, opiniões e sugerir áreas de interesse educativo é sempre uma mais valia. A juntar a tudo isto, ainda foi possivel trabalhar com duas ferramentas bastante úteis para o meu futuro profissional. Na área da educação existem sempre formas interactivas e com recurso ás tecnologias de modo a ilustrar ou complementar uma actividade. Assim sendo, o Jclic possui um conjunto de aplicações informáticas que servem para realizar diversas actividades educacionais, como palavras cruzadas, puzzels, quebra-cabeças ou associações. No caso do meu grupo optamos pela temática “O Mundo Animal” que incide mais propriamente no 4º ano de escolaridade do Ensino Básico, tendo como objectivo mostrar aspectos importantes como a sua forma de locumoção, o seu meio habitat, os sons que imitem ou os cuidados a ter com os mesmos. Tambem realizámos uma actividade com recurso ao Photostory, onde recriámos através de imagens a história “A Revolta das Letras”, começando por elaborar um guião da história, posteriormente a pesquisa das imagens e a realização de um pequeno video. Ao realizar todas estas actividades, consegui compreender aspectos bastante importantes, por forma a conseguir um melhor produto final, tais como a forma como se dispõem as imagens, o tipo de animações a que se recorre para que as crianças nao se abstraiam das actividades que têm de desenvolver, o som que é bastante pertinente em algumas situações e a cor utilizada tambem deve merecer especial atenção. A juntar a tudo isto, as leituras realizadas foram deveras importantes, tais como, “Educação para a televisão e aprendizagem do Português – Um estudo prospectivo”, e a recensão critica de autores como, Fernanda Botelho, Dias de Figueiredo, João Paz e Barbara Wong, que me permitiu ver que diferentes autores ao abordarem temas tao diversificados existia sempre uma linha conditora de ideias.
  4. 4. Em suma, ao longo do semestre realizámos diversas actividades e leituras fulcrais que me permitiram evoluir enquanto estudante e ganhar novos conhecimentos sobre as potêncialidades das tecnologias. A juntar a todas as aprendizagens que ja citei anteriormente, existiu dois factores que me ficaram mais em mente, um deles é que as tecnologias sao fundamentais numa sala de aula, pois se estivermos a desenvolver uma tematica as pesquisas na internet, os jogos interactivos ou algo ligado ás TIC é sempre uma mais valia nas aprendizagens. Contudo, preparar uma aula com as TIC é um trabalho bastante arduo, e talvez por isso os professores nao recorram tanto a este metodo limitando-se aos tradicionais, pois por vezes pode-se ter algo pensado com as TIC e os recursos materiais não o permitem realizar. Neste caso o professor tem de pensar numa solução alternativa para conseguir realizar as actividades que tinha em mente. No final e de modo a espelhar todo o trabalho desenvolvido por mim, pela minha colega de grupo e pela turma, criou-se um Blogue onde publicámos todos os trabalhos realizados com comentários inerentes aos mesmos. Apesar das aprendizagens serem inúmeras, acho que no Diigo não consegui colocar toda a informação que gostaria, nem fazer os comentários sobre os post das outras minhas colegas. Tudo isto por falta de tempo para atender a todas as actividades, apesar de ter visto quase todos os links que as minhas colegas colocaram no Diigo. Outro aspecto que gostava de ter explorado um pouco melhor, seriam as ferramentas Stripgenerator, Make a comic, Make beliefs e Pixton, que foram apresentadas para que num futuro proximo possam ser usadas. Indubitavelmente, esta disciplina e as experiências que nos proporcionou fez crescer em mim um sentimento de ambição e vontade de aprender o máximo enquanto estudante, para poder contribuir – aquando educadora – para a mudança necessária na educação e recorrer a métodos inovadores.

×