Your SlideShare is downloading. ×

Pcm 5ªfase

471

Published on

Fase 5 do Trabalho: Roteiro Virtual aos Azulejos do CES da Universidade de Évora

Fase 5 do Trabalho: Roteiro Virtual aos Azulejos do CES da Universidade de Évora

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
471
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Universidade de Évora Departamento de Informática Produção e Conteúdos de MultimédiaRoteiro Virtual aos Azulejos do CESDocentes: 5ª Fase Discentes:Prof. José Duarte Ana Saldanha 26 286 Joana Carriço 26 235 Ano Lectivo 2011/2012
  • 2. Tabela de Conteúdo• Descrição do Projeto• Objetivos do Projeto• Ferramentas Escolhidas• Interfaces e Screenflowchart• Público-Alvo• Tarefas de cada elemento• Materiais necessários a utilizar 2
  • 3. Descrição do ProjetoTema: “Roteiro Virtual aos Azulejos do CES”Estado da Arte: Insere-se no âmbito dos Roteiros Virtuais, que são “visitas” a um determinado local/espaço temático que poderá ser visualizado numespaço online (web). 3
  • 4. Porquê um Roteiro Virtual?Porque:- Substitui as “visitas reais” quando não hápossibilidade de as realizar (por motivosmonetários, distância, tempo, etc.); - Como forma a preparar visitas de estudo, ou passeios turísticos antes de as realizar, permitindo um contacto prévio com aquilo que se vai ver; - Para relembrar e reforçar os conhecimentos adquiridos depois da visita ou o que foi esquecido; - Para acrescentar informação adicional importante. 4
  • 5. Objetivos do Projeto• Dar a conhecer ao público-alvo a história dos azulejos do CES, com imagens e vídeos• alusivos ao mesmo;• Realizar vídeos das salas a 180º a partir de um certo ponto, a cátedra.;• Fotografar as salas;• Depois de fazermos o 180º de todas as salas dos claustros do CES, vamos escolher duas• delas para fazer uma melhor abordagem de cada uma, com fotografias, narrativa da história• de cada sala, pormenores na pintura, etc.• Pesquisar a história dos azulejos, a partir de bibliografias sobre o tema e recursos da• Universidade;• O Roteiro poderá ficar disponível, por no site da Universidade de Évora (www.uevora.pt). 5
  • 6. Ferramentas Escolhidas FLASH GIMP 6
  • 7. Interfaces• Interface é um ecrã na forma de interação entre o utilizador do computador e um programa por meio de uma representação gráfica, visual, com desenhos, imagens, etc.• Criámos 4 Interfaces: Menu; apresentação da Sala; história da sala; galeria de imagens. 7
  • 8. 1º Interface• O 1º Interface diz respeito ao Menu Principal do nosso Roteiro Virtual. Neste Menu é-nos mostrada a planta dos Claustros do CES com a indicação de todas as salas, onde é possível clicar e aceder ao conteúdo de cada sala através de outro Interface;• Neste Interface aparece também o título do nosso trabalho, o símbolo da UÉ que redireciona para o site da Universidade e o nome do docente e das discentes. 8
  • 9. 2º Interface• No 2º Interface surgem as salas que “clicamos para ver”. O que pretendemos mostrar aqui é o nome da sala, apresentar um vídeo de 180º, um mini Menu de opções com a história da sala de aula e uma galeria com fotografias;• Neste Interface é também disponibilizado um botão Menu que ao clicar volta para o Interface 1 e que liga a mais 2 Interfaces ligados a cada sala, um que apresenta a história e outro a galeria de imagens. 9
  • 10. 3º Interface• O 3º Interface diz respeito à História da Sala. Aqui será apresentada uma pequena imagem sobre uma representação à nossa escolha sobre o tema da sala que é também acompanhada pela sua história;• Neste interface também irão estar disponíveis os botões de voltar ao Menu e de retroceder, onde no retroceder só poderemos ir para o Interface 2 e no Menu vai diretamente para o Interface 1. 10
  • 11. 4º Interface• O 4º Interface é a Galeria de Imagens da sala. Aqui poderão ser visualizadas algumas fotografias que iremos tirar à sala. Nestas imagens iremos destacar uns pormenores da pintura ou das gravuras que ao clicarmos surge por baixo o destaque dessa imagem, onde tudo o resto se desvanece e só fica o pormenor. É nesta imagem ao pormenor que pretendemos inserir o áudio explicativo do pormenor;• Este interface contém também os menus de navegação entre os Interfaces. 11
  • 12. Screenflowchart• Para o nosso projeto só é necessário utilizarmos o Storybord para o vídeo 180º e para a imagem de entrada na sala de aula (que ainda iremos ver em pormenor pois pode não ser necessário).• O Screenflowchart é essencial no nosso projeto pois é através dele que fazemos a ligação entre os Interfaces e o modo de navegação através dos botões que iremos criar. 12
  • 13. Público-Alvo• O público em geral, mais em detalhe poderão ser os interessados em azulejaria, turistas, corpo da Universidade de Évora e futuros alunos. 13
  • 14. Tarefas de cada elemento• Ana Saldanha: • Joana Carriço:- Sala 106 (Meses do - Sala 119 (Filosofia) Calendário) - Fotografar e Filmar;- Fotografar e Filmar; - Pesquisar- Pesquisar informação informação sobre a sobre a história da história da sala; sala;- Escrever - Escrever semanalmente no semanalmente no Blog. Blog. 14
  • 15. Tarefas em grupo• Compilação de toda a informação, fotos vídeos das salas;• Gravação do áudio;• Criação dos Interfaces no Flash;• Melhoramento de fotografias no Gimp; 15
  • 16. Para acompanhar o nosso trabalho• http://pcm2012_26286_anasaldanha.blogs.sa po.pt/• http://pcm2012cidl26235.blogs.sapo.pt/ 16

×