A cultura esquimó

  • 46,636 views
Uploaded on

Cultura esquimó

Cultura esquimó

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
46,636
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
7

Actions

Shares
Downloads
288
Comments
0
Likes
2

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. A Cultura Esquimó
  • 2. Cultura
    Cultura é um conceito de várias acepções, sendo a mais corrente a definição segundo a qual cultura é “aquele todo complexo que inclui o conhecimento, as crenças, a arte, a moral, a lei, os costumes e todos os outros hábitos e aptidões adquiridos pelo homem como membro da sociedade”.
  • 3. Localização e Habitação
     Os esquimós localizam-se no Leste da Sibéria, no Norte do Alasca e do Canadá e da Gronelândia. Nessas regiões o Inverno é longo e bastante rigoroso. 
    No Verão, quase todos os esquimós vivem em tendas feitas de pele de caribu ou de foca. No Inverno, moram em casas feitas de turfa (agregado de restos de vegetais) 
    Quando viajam, constroem casas de gelo em forma de cúpulas que servem de abrigos temporários, os iglus. 
    Apenas os do centro do Canadá e os das ilhas do Norte desse país usam as casas de gelo, chamadas iglos, como abrigos permanentes de inverno. Estes são construídos com a neve endurecida em blocos, pelo efeito do vento e do frio.
  • 4. Mapa das regiões esquimó
  • 5. Os iglos
  • 6. Vila esquimó
  • 7. Comunidade esquimó
  • 8. Alimentação
    As terras do norte por serem muito frias não são favoráveis ao crescimento de plantas, portanto estas não têm grande relevância na alimentação dos esquimós. 
    Estes alimentam-se maioritariamente dos animais que caçam e pescam, como foca, a morsa e a baleia, e ainda de aves e do urso polar. Tudo é aproveitado nos animais. 
    O povo esquimó alimenta-se a base de carne crua. Aliás, o seu nome significa mesmo comedores de carne crua. 
    Comem peixe rico em ómega 3, pois este permite que o sangue circule mais fluidamente tornando mais fácil o equilíbrio da temperatura no corpo.
    Caça à baleia.
  • 9. Refeição de uma família esquimó
  • 10. Religião e crenças
    Os esquimós acreditam que a natureza é controlada por espíritos poderoso, porém, estes não consideram ser necessário fazer orações. 
    Os caçadores esquimós tiram tudo o que lhes é necessário para a sua sobrevivência dos animais, portanto eles consideram que o mundo é regido pelos animais 
    Com o intuito de afastar os maus espíritos para a ocorrência de catástrofes ambientais, ou situações desagradáveis e inesperadas, os esquimós partilham a sua mulher, com os visitantes 
    As crianças são muito importantes para os esquimós porque, de acordo com suas crenças, os pequenos são reencarnações dos seus antepassados.  
    Sepultura esquimó
  • 11. A forma de sepultamento dos esquimós é bastante original e interessante. Quando uma pessoa morre, o seu corpo é colocado no chão, para que a alma possa encontrar o seu caminho para o submundo. No entanto, se uma pessoa morre devido a alguma doença ou enfermidade, o corpo é desmembrado e, em seguida, as partes separadas são colocadas em locais diferentes. 
    Quando uma pessoa morre, todos os seus valores são levados para fora de casa e colocados a “arejar” para que se desinfectassem 
    Para enterrar uma pessoa, o que eles fazem é dobrar o corpo da pessoa morta ao meio e depois colocar o cadáver de lado numa caixa. Esta caixa é então levantada em torno de três a quatro metros acima do solo por meio de quatro apoios. A caixa é então pintada com aves, peixes e outros animais
  • 12. Meio de transporte
    Os esquimós usam os cães como meio de transporte:
    para arrastarem trenós e embarcações;
    na caça ao urso branco;
    para defenderem os seus acampamentos e as suas manadas de caribous (renas norte-americanas) dos predadores.
    O trenó mede de 3 a 10 metros de comprimento.
    Husky – raça de cão comum em climas frios.
  • 13. Trenó puxado por cães
  • 14. Vestuário
    Os esquimós vestem-se com as peles dos animais, porém, ao contrário dos outros povos, eles usam a pele voltada para dentro, de forma a mantê-la mais próxima ao corpo e promover um aquecimento mais adequado.
    Mulher com traje traicional.
  • 15. Vestuário esquimó
  • 16. Lendas e Histórias
    A origem do sol e da lua
    Há muitos e muitos anos, numa pequena aldeia da costa, viviam um homem e a sua mulher. Depois de um longo período, o casal teve dois filhos: um menino e uma menina. Os irmãos davam-se muito bem, para alegria dos pais. Um não se separava do outro.
    O tempo foi passando e as crianças crescendo. Quando os dois irmãos se tornaram adultos, aconteceu algo surpreendente: eles não paravam de discutir. Os pais dos jovens ficaram tristes e espantados. Não conseguiam entender como os filhos, de uma hora para outra, se tornaram inimigos.Na verdade, quem se transformou foi o filho, que tinha inveja da beleza da irmã e, por isso, vivia a persegui-la. A menina, por sua vez, já estava cansada das implicâncias do irmão e não sabia mais o que fazer para escapar de suas maldades. Mas um dia ela teve uma ideia:- Vou fugir para o céu. Só assim escaparei do meu irmão.A menina, então, transformou-se na Lua.Quando o rapaz descobriu que a irmã tinha fugido, ficou muito triste e arrependido.- Se ela foi para o céu, eu irei também. Não posso ficar sem a minha irmã.E foi isso que aconteceu. O rapaz conseguiu ir para o céu, só que em forma de Sol, e não parou de correr atrás da menina. Às vezes, ele a alcança e consegue abraçá-la, causando então um eclipse lunar.
  • 17. A origem do Sol e da Lua
  • 18. Língua esquimó
    As línguas esquimó-aleútes constituem um conjunto de idiomas falados na Groenlândia, no Árctico canadiense, no Alasca e em partes da Sibéria.
    Geralmente, são divididas em três principais dialectos:
    • O inuíte, falado no norte do Alasca, Canadá e Groenlândia
    • 19. O yupik, falado no oeste e sudoeste do Alasca, e na Sibéria.
    • 20. O aleúte, falado nas ilhas Aleutas e nas ilhas Pribilof.
  • A língua esquimó mais conhecida, o inuíte, consiste num conjunto de dialectos que se relacionam. Contudo, nem todos são inteligíveis entre si.
    Estes dialectos são difíceis de diferenciar, pois há um continuum de variações. Vizinhos têm mais facilidade em compreender o dialecto de povoações vizinhas e, à medida que se afastam, a dificuldade de compreensão aumenta.
    Mulher inuíte.
  • 21. No que diz respeito aos nomes próprios utilizados no dialecto inuíte, estes podem ter várias origens:
    Palavras do dia-a-dia:
    "Ujarak" (pedra)
    "Nuvuk" (terra principal)
    Tupiq" ou "Tupeq" (tenda)
    "Qajaq" (caiaque).
    Nomes de animais, pois acreditam que, ao usar esses nomes, podem adquirir as qualidades e poderes do respectivo animal:
    "Nanuq" ou "Nanoq" (urso polar)
    "Uqalik" ou "Ukaleq" (raposa do ártico)
    "Tiriaq" ou "Teriaq" (arminho).
    Os nomes de pessoas já falecidas são comuns, bem como de personagens de lendas locais:
    "Itigaituk" (sem pés)
    Tulimak" (costela).
  • 22. Costumes/curiosidades
    Os esquimós não pertencem a nenhuma nação.
    Os esquimós casam cedo – aos 14 ou 15 anos é comum já se encontrarem casados.
    Oriundos do nordeste da Ásia através do Estreito de Bering, os esquimós chegaram ao Alasca, no Ártico, uma das regiões mais frias do planeta, há 15 000 anos.
    Têm uma sociedade patriarcal e poligâmica – um homem tem mais mulheres à medida que possuiu mais riquezas.
    O incesto é socialmente aceite em algumas regiões, assim como os filhos ilegítimos - Não há conceitos de fidelidade conjugal.
    São conhecidos por serem um povo solidário, acolhedor e pacífico.
    O esquimó que quiser mostrar-se grato a um amigo ou estrangeiro, oferece a esposa para ter relações sexuais com ele.
    São um povo nómada.
  • 23. As principais actividades das mulheres em contexto doméstico são costurar e cozinhar. Por sua vez, os homens dedicam-se a preparar os seus utensílios para caçar e pescar focas e baleias
    Para se cumprimentar, os esquimós tocam-se uns nos outros com a pontinha do nariz. Eles recorrem ao nariz, pois é uma das únicas partes do corpo que não fica coberta de roupas.
    A estatura dos esquimós é pequena, os homens medem, em média, 1,60 m e as mulheres 10 cm menos. Os corpos são fortes e os membros curtos. Têm traços físicos mongóis.
    Consta que as doenças venéreas foram introduzidas por um grupo de caçadores russos, que se “aproveitaram” dos costumes locais.
  • 24. Também é comum os filhos darem uma manta aos pais quando estes se tornam um estorvo para a família, para que os mais velhos saiam de casa e se entreguem à sua sorte.
    A propósito da velhice, outros costumes são apontados aos esquimós: quando numa viagem uma pessoa idosa demorava mais a realizar o percurso, esta afastava-se voluntariamente para morrer – esta prática ficou conhecida como eutanásia altruísta.
    Consta que nos séculos XVII e XVIII os velhos e incapacitados eram deixados em pontos de convergência de ursos polares para serem por eles devorados.
  • 25. Trabalho realizado para a disciplina de Sociologia por:
    Maria Fernandes
    Mariana Matos
    Sofia Guimarães
    12º O
    Professora Ana Pereira
    2011|2012