Novas Tecnologias da Comunicação na Educação

  • 769 views
Uploaded on

 

More in: Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
769
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
0
Likes
1

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. AS NOVASTECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO ERGONOMIA DOS SISTEMAS
  • 2. INTRODUÇÃO Os processos de ensino e aprendizagem estão emfase de mudança, originando novos estilos, novastendência e novas formas de vida. As tecnologias da informação trouxeram novasestratégias de difusão da informação e novosmodelos de comunicação, alterando as atitudes e ocomportamento humano face à Educação e àFormação.
  • 3. O QUE É A EDUCAÇÃO À DISTANCIA?• Várias formas de estudo a qualquer nível que não estão sobre a contínua e imediata supervisão de tutor presente em sala de aula;• Alunos beneficiam de suporte, aconselhamento e tutoria por parte da instituição formadora;• Promove a independência do aluno e a liberdade de escolha e de iniciativa. (Holmberg)
  • 4. SEGUNDO DESMONG KEEGAN:• A quase permanente separação entre aluno/formando ao longo do processo de aprendizagem;• A influência de uma organização na planificação e preparação dos materiais para aprendizagem, e na preparação de serviços de apoio a essa aprendizagem;• O uso de tecnologias para estabelecer a ligação e promover a comunicação entre professor e aluno;
  • 5. SEGUNDO DESMONG KEEGAN:• O estabelecimento de canais de comunicação bidirecionais através dos quais o professor e o aluno podem dialogar;• A quase permanente ausência de trabalho de grupo ao longo do processo, exceptuando eventuais sessões presenciais que possam viabilizar a socialização ou do uso de meios de comunicação síncrona.
  • 6. DIFERENTES FORMATOS:• Correspondência (séc. XIX): Cursos por correspondência, baseado nos meios de comunicação da época - materiais impressos, manuais, exercícios... Pouca interação;• Multimédia: Utilizavam-se cassetes de áudio, vídeo, slides ou até mesmo o telefone. As aulas podiam ser transmitidas ao vivo, através de uma comunicação professor-aluno;
  • 7. DIFERENTES FORMATOS:• Tele-aprendizagem: É utilizado o correio electrónico, CD-ROM e Chat, fornecendo interação não apenas entre professores e alunos mas também o contrário, entre alunos e professores (muitos para muitos);• Flexível e Flexível Inteligente: A partir da internet banda larga utilizam-se novos recursos, como: • video-conferências e interações ao vivo no ensino a distância; • páginas web, ficheiros para download, trabalho colaborativo em blogues, wikies, fóruns, aplicações e conteúdos para dispositivos móveis e outras tecnologias.
  • 8. VANTAGENS• O trabalho colaborativo e participativo dos estudantes nas diversas disciplinas;• A partilha de informação e conhecimento por parte dos docentes;• A formulação e evolução da resposta das instituições - ensino superior – aos desafios que vão sendo colocados pelo panorama social em que se inserem;• A formação com uma forte componente não presencial;• A adoção de novas estratégias de ensino.
  • 9. DESVANTAGENS• A questão qualitativa no processo de ensino- aprendizagem;• A qualificação dos docentes no uso das novas tecnologias;• A contabilização do trabalho dos docentes e dos alunos.
  • 10. EXEMPLOS: E-LEARNING• Ensino on-line assíncrono – A interação professor-aluno implica momentos de interação assíncronos, por exemplo, através da utilização de fóruns e mensagens de correio electrónico.• Ensino on-line com momentos síncronos – A interação professor-aluno implica momentos de interação síncronos, como por exemplo, sessões de chat e vídeo conferências.• Ensino on-line misto (on-line e presencial) - A interação professor-aluno implica, além do ensino on-line, sessões em sala. Também conhecido como blended learning.
  • 11. EXEMPLOS: E-LEARNING• Ensino on-line (puro) – Os conteúdos estão na Internet, disponíveis ao aluno “24 horas por dia, 7 dias por semana”, sem professor e não dependente de tempo ou espaço.• Ensino baseado em computador – Os conteúdos estão disponíveis em CD, sem apoio do professor e independentes de questões de tempo ou espaço.
  • 12. EXEMPLOS: B-LEARNINGO Blended Learning é um termo da Educação aDistância que pode ser compreendido como ensinopresencial ou ensino misto (presencial + e-Learning).Esta forma de ensino combina estudo presencial comestudo a distância. Este método permite a personalização daaprendizagem, não restringindo a hora e o lugar em quese pretende consultar a informação, a informação estádistribuída online e pode ser consultada a partir de váriosdispositivos.
  • 13. E-LEARNING NA UAAno de ’99: forma de suportar algumas atividadescomuns a disciplinas nos cursos de TI da UA.Facilitar o acesso a materiais de estudo bem como auma melhor forma de comunicação aluno-docente nasUC onde se registavam um maior número de insucesso.Esta tecnologia não permitiu melhoras notáveis noprimeiro ano de implementação, com exceção aosalunos trabalhadores-estudantes.Os fracos resultados foram causados pela falta deconhecimentos da utilização da plataforma por partedos docentes.
  • 14. E-LEARNING NA UAAo longo dos anos seguintes foi incentivado a utilizaçãodestas novas estratégias de ensino-aprendizagembaseadas na internet das quais se destacam:• Dinamização de grupos de discussão temáticos;• Utilização de fontes de informação e outros recursos de conhecimento disponíveis na WEB;• Realização de trabalhos em grupo de forma colaborativa.
  • 15. E-LEARNING NA UAAtualmente o e-Learning é utilizado em mais de 400disciplinas (cerca de 2/3 do total). Estima-se que, do total de inscritos 32000 inscritosmais de 7000 (60%) dos alunos UA utiliza aplataforma Online frequentemente (dados de 2003).