Your SlideShare is downloading. ×
O relatório psicológico deve conter, modelo de laudo
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Saving this for later?

Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime - even offline.

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

O relatório psicológico deve conter, modelo de laudo

12,075
views

Published on

Psicopedagogia

Psicopedagogia

Published in: Education

0 Comments
5 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
12,075
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
5
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. O relatório psicológico deve conter, no mínimo, 5 (cinco) itens:1. Identificação2. Descrição da demanda3. Procedimento4. Análise5. ConclusãoMODELOS DE LAUDO/RELATÓRIO PSICOLÓGICOModelo 11. IdentificaçãoAutor: Fulano de Tal – CRP/SP 00.XXX.Interessado: Colégio Maria das Dores Agudas.Assunto: Apoio para Medida Disciplinar.2. Descrição da DemandaEm decorrência de dificuldade de adaptação às regras e normas escolares de déficit deatenção, falta de estímulo, reprovações subsequentes, falta de socialização, atitudessuicidas impulsivas, excessiva agressividade, acusações de furtos e danos materiais apatrimônio da escola e de professores, bem como experiência de expulsão em váriasescolas, o adolescente (Nome do adolescente) foi submetido à avaliação psicológicacomo condição necessária à sua permanência na atual escola onde estuda. A família temtotal conhecimento do comportamento do adolescente, afirmando que desde pequeno o
  • 2. mesmo apresentava dificuldade no seu desenvolvimento social. Gostava de ficarisolado, de quebrar seus brinquedos e atear fogo em objetos. Não conseguia se envolveremocionalmente com os membros da família, parecendo distante de todos. Ainda emrelação à família, particularmente em relação aos genitores, detectou-se na figurapaterna dificuldades de se impor, tendo o mesmo história de dependência alcóolica. Nafigura materna, observou-se uma excessiva autoridade, bem como comportamentoambivalentes nos métodos disciplinares utilizados com o filho, ora se mostrandoindiferente, negligenciando nas condições essenciais de desenvolvimento, ora abusandodo seu poder, com castigos físicos exagerados, ficando evidenciado o caráterconflituoso na interação familiar.3. ProcedimentoForem realizados entrevistas e aplicação de testes psicológicos em 4 encontros de 1(uma) hora de duração em dias alternados.4. AnáliseNas primeiras sessões de avaliação, o examinado demonstrou excessiva tensão,irritabilidade, agitação, ansiedade, auto estima negativa, pensamento auto destrutivo erevolta em relação à sua mãe. Passado o período de comprometimento emocional,procedeu-se à aplicação dos testes buscando a investigação dos campos de percepçãofamiliar, personalidade, inteligência e memória. No teste de percepção familiar,demonstrou desarmonia familiar, insegurança, introversão e sentimento deinferioridade. Foi observado distanciamento entre os familiares, rejeição oudesvalorização dos membros. No interrogatório, os conteúdos apresentadosdemonstraram bastante desinteresse pela vida. A avaliação de personalidade foirealizada através da observação e da aplicação dos Testes (A – percepção Temática (TA T), Rorschach e Casa, Árvore, Pessoa (HTP). Observou-se total conhecimento darealidade vivida por ele. Os principais traços encontrados foram: introversão,imaturidade, auto-estima negativa, egocentrismo, ambivalência de comportamento,oscilação de humor, insegurança, agressividade, falta de objetivos e interesse, excessivafantasia, fixação por objetos, insatisfação com as normas e regras sociais, imprudência,satisfação com as situações de perigo, gosto pela velocidade, forte tendênciapiromaníaca e bastante capacidade para planejar ações. Quanto à avaliação dainteligência, os resultados obtidos através do R-1 e do Raven demonstraram boacapacidade intelectual, colocando-se acima da média para sua escolaridade e idade.Porém, em relação à memorização, verificou-se dificuldades no campo da memóriaauditiva e visual, classificando-se em categoria inferior ao esperado.5. ConclusãoAtravés dos dados analisados no psicodiagnóstico não foram verificados indícios deDeficiência Mental, porém, dificuldades de ordem social e afetiva, piromania, fixaçãopor objetos, obsessão, pensamento auto-destrutivo e oscilação de humor. Diagnóstico: Opaciente apresenta transtorno de personalidade anti-social, CID-10: F60.2 + F91.3.Encaminhamentos: Encaminhado para tratamento psicoterápico e acompanhamentopsiquiátrico.