• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Revolução Industrial
 

Revolução Industrial

on

  • 1,662 views

A partir de 1750, desenvolveu-se na Europa um processo de grandes transformações socioeconômicas conhecido como Revolução Industrial. Esse conjunto de transformações influenciou profundamente a ...

A partir de 1750, desenvolveu-se na Europa um processo de grandes transformações socioeconômicas conhecido como Revolução Industrial. Esse conjunto de transformações influenciou profundamente a vida de milhões de pessoas em quase todas as regiões do planeta.

Statistics

Views

Total Views
1,662
Views on SlideShare
1,468
Embed Views
194

Actions

Likes
0
Downloads
43
Comments
0

5 Embeds 194

http://loroteiradahistoria.blogspot.com.br 174
http://loroteiradahistoria.blogspot.com 13
http://loroteiradahistoria.blogspot.in 5
https://www.google.com.br 1
http://loroteiradahistoria.blogspot.pt 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Revolução Industrial Revolução Industrial Document Transcript

    • HISTÓRIA A REVOLUÇÃO INDUSTRIAL1. SÍNTESE DA FORMAÇÃO E EVOLUÇÃO DO CAPITALISMO – SÉCULO XV/XXI Capitalismo Mercantilismo Capitalismo Capitalismo Colonização (transição) industrial (capital li- monopolista e finan- e neoliberarismo beral) ceiroPeríodo aproximado Século XV - XVII Séculos XVIII – XX Século XX (até a Séculos XX (a partir (até a década de primeira metade) da 2°metade) e XXI 1920)Região do mundo Europa Ocidental Inglaterra Europa Ocidental Estados Unidos, Eu- (Inglaterra, França, ropa, Sudeste Asiáti- Alemanha, Itália, Es- co tados Unidos e JapãoAspectos fundamen- *Início da acumula- *Originou-se com a *Divisão internacio- *Internacionalizaçãotais ção (primitiva) de Revolução Industrial nal do trabalho das economias capital – ocorrendo (1750) *Surgimento dos *Revolução Tecno- na circulação de mer- *Domínio político e grandes conglomera- lógica – informática/ cadorias (comércio) econômico da bur- dos (oligopólios, robótica/ telemática *Expansão marítima guesia industrial trusts, cartéis, hol- *Redivisão da área *Desenvolvimento da *Surgimento da clas- dings) do globo burguesia comercial se operária *2ª Revolução Indus- *Abertura de merca- *Não há relação assa- *Relação assalariada trial do lariada de produção de produção é domi- *Corrida Armamen- *Estado mínimo como forma de ex- nante tista *Privatizações ploração do trabalho *Investimento e de- *Neocolonialismo e *Concentrações da dominante senvolvimento do se- o imperialismo produção nos oligo- (trabalho artesanal) tor técnico e *Partilha afro- pólios *Etapa de transição científico asiática *Abandono das prá- do feudalismo ao ca- *Desenvolvimento da *Domínio do sistema ticas do Estado do pitalismo indústria bélica financeiro bem-estar social *Livre concorrência *Etapa posterior do (Welfare State) *Acumulação ocorre desenvolvimento ca- *Formação dos Blo- na produção (indús- pitalista cos Econômicos tria) *Substituição do ca- *Abertura ao capital pital liberal pelo Mo- *Formação dos Me- nopolista gablocos Econômicos *1ª e 2ª Guerra Mun- *Predomínio do Sis- diais tema Financeiro In- *Guerra Fria ternacional Mas, com o tempo, o capitalismo e a burguesia2. CARACTERÍSTICAS “perceberam” que o absolutismo e o mercantilismo Durante os séculos XV, XVI e XVII, a burgue- iam, pouco a pouco, representando um obstáculo àsia associou-se à monarquia como forma de desen- sua expansão. Isso porque a política mercantilista eravolver suas atividades comerciais e artesanais. O rigidamente protecionista e as taxações acabavam a-capitalismo, sistema criado com a expansão das rela- trapalhando a liberdade de negociar e de fabricar. Porções econômicas mais dinâmicas, nasceu no momen- essas razões havia uma tendência para eclodir umato em que as monarquias nacionais começavam a se crise entre a burguesia e o absolutismo.impor. Era o sistema econômico da burguesia, basea- A economia mudara muito entre o final do sé-do principalmente na propriedade privada das ferra- culo XVII e o começo do XVIII, a ponto de provocarmentas, das fábricas e das matérias-primas (meios de a concentração de riquezas nas mãos de um númeroprodução), e havia se desenvolvido com a ajuda da menor de capitalistas empreendedores. Isso facilitoumonarquia absoluta e da política mercantilista. o aumento da produção, impulsionado também peloEditora Exato 3
    • fato de as corporações de ofícios não conseguirem 1760, apareceu a máquina de fiar. No ano de 1779,mais controlar a produção artesanal independente. implantou-se o uso de um invento que se tornou a Foi neste período que a Inglaterra conheceu marca registrada da Revolução Industrial: a máquinauma pré revolução industrial: os empresários se utili- a vapor, de James Watt. Foi a máquina a vapor que,zavam do trabalho dos camponeses que ficavam em alguns anos depois, adaptada à máquina de fiar e te-suas casas “fabricando” fios e tecidos em suas “má- cer, acabou revolucionando todo o antigo processo dequinas” primitivas. Os empresários compravam sob fabricação de tecidos e, a seguir, de qualquer outroencomenda e vendiam a preços bem mais altos para o produto.mercado, nas cidades. Isso proporcionou as primeiras A partir daí, surgiu a fábrica moderna. Pertocondições para a futura industrialização. dela, tudo o que tinha acontecido antes, no que se re- feria à fabricação de produtos, parecia brincadeira.3. A INGLATERRA E A REVOLUÇÃO IN- Numa fábrica, o produto passava por múltiplas e su- DUSTRIAL cessivas operações, diminuindo muito o tempo de e- A Inglaterra foi a potência mercantilista que xecução de cada peça e multiplicando rapidamente amelhor reaplicou os lucros auferidos durante a ex- quantidade de peças produzidas. O trabalho do ho-pansão comercial. Grande parte desse lucro provinha mem mudou radicalmente.da exploração do comércio de escravos para as colô- A fábrica só podia funcionar com trabalho co-nias da América, como o Brasil e o Sul dos Estados letivo, e o operário foi se transformando em um au-Unidos. Outra atividade bem lucrativa para os cofres tômato, uma extensão da máquina. Não havia maisingleses foi a cobertura dada à pirataria, como já vi- lugar para o pequeno artesão isolado. Os tecelões,mos anteriormente. com suas oficinas arruinadas, foram à falência, sendo Simultaneamente a esse processo de enrique- obrigados a trabalhar nas grandes fábricas de tecidos.cimento, o país passara por profundas transforma- Do algodão, as transformações se estenderam eções, que impulsionaram a Revolução Industrial. se adaptaram a outros produtos. A fundição de ferro A primeira dessas transformações foi a revolu- começou a ser inovada.ção na agricultura inglesa: as terras tomadas dos pe- Por sua vez, a produção de máquinas para in-quenos proprietários e camponeses, na época dos crementar a fabricação de diversos produtos incenti-cercamentos, transformaram-se em grandes latifún- vava o aparecimento de novas indústrias, sempredios. Esses latifúndios empregavam mão-de-obra as- reduzindo os tempos de produção e aumentando osalariada e produziam grande quantidade de volume.alimentos e matérias-primas (lã) para serem vendidas A Revolução Industrial trouxe consigo umaa um mercado cada vez maior. outra importante revolução no modo de vida do ho- A segunda transformação foi a ampliação do mem europeu: a explosão dos centros urbanos. Pelamercado consumidor interno, em conseqüência do primeira vez na história da humanidade, as cidadescrescimento demográfico e do mercado consumidor começaram a ter mais habitantes do que o campo.externo, gerado pelos países nos quais a industriali- Surgia um novo tipo de trabalhador: o operário urba-zação não se desenvolvia, como Portugal, Espanha e no.suas respectivas colônias. Além de atender às colô- As cidades passaram a ser grandes centrosnias de outros países, a Inglaterra aumentava também concentradores de indústrias e de operários. A vidaseu próprio mundo colonial, para garantir a colocação dos habitantes das cidades era, de modo geral, bemde sua produção e o fornecimento de matéria-prima. difícil, pois as condições de moradia e alimentaçãoEntre as novas matérias-primas incorporadas pela eram precárias. Os salários dos operários eram bai-nascente industrialização sobressaía o algodão, que xos, o que com o passar do tempo fez com que osfoi pouco a pouco substituindo a lã nos teares ingle- trabalhadores adquirissem consciência de que seusses. interesses eram antagônicos aos da classe burguesa. O tecido de algodão fazia parte das “especia- Dessa consciência nasceram diferentes mecanismosrias” que vinham do oriente, principalmente da Índia, de reivindicação e defesa dos interesses dos trabalha-para a Europa. Os ingleses estavam entre os maiores dores: os sindicatos e depois os partidos operários.consumidores desse produto. Tornou-se possível re-duzir a importação à medida que os tecelões inglesescomeçaram a produzir tecidos com fios de algodão,em lugar da lã. O algodão vinha em forma bruta daAmérica e devia ser processado pelos fabricantes in-gleses. Aos poucos, as pequenas fábricas não conse-guiam mais atender à procura. A necessidade de aumentar a produção incen-tivou a pesquisa de novas técnicas. Foi assim que, emEditora Exato 4
    • ESTUDO DIRIGIDO de ampliar os mercados consumidores mundi- ais.1 Que fatores contribuíram para o pioneirismo in- Assinale agora uma ÚNICA alternativa CORRE- glês na Revolução Industrial? TA: a) Somente I e II estão corretas; b) Somente II e III estão corretas;2 Quais foram as principais inovações técnicas da c) Somente I e III estão corretas; Revolução Industrial inglesa? d) Todas estão corretas.3 Cite duas conseqüências da Revolução Industrial. 4 Sobre as transformações provocadas pela Revo- lução Industrial, analise os itens abaixo e marque a seqüência CORRETA: EXERCÍCIOS I – A substituição do trabalho artesanal pelo tra-1 Entre o século XVIII e meados do século XIX, balho assalariado nas linhas de montagem. na Inglaterra, ocorreram profundas mudanças no II – O crescimento da produtividade, tendo em sistema de produção que podem ser caracteriza- vista não apenas o aperfeiçoamento da organi- das: zação produtiva, mas, sobretudo, o avanço tec- a) pela adoção do sistema de fábricas de alta tec- nológico. nologia financiados pelo capital monopolista III – A crescente exigência, por parte dos empre- financeiro. sários industriais, da intervenção do Estado no b) pela abolição total da divisão do trabalho na controle do processo produtivo. fábrica em benefício da intensificação da jor- IV – A progressiva substituição da ferramenta pe- nada de trabalho. la máquina, isto é, por aparelhos acionados por c) pela substituição da produção artesanal domés- qualquer força motora, menos a força humana tica e manufatureira por máquinas e trabalha- ou a animal. dores concentrados em fábricas. a) Estão corretas I, III e IV. d) pela total participação do Estado, na regula- b) Estão corretas II, III e IV. mentação das questões trabalhistas: jornada de c) Estão corretas I, II e III. trabalho, salário etc. d) Estão corretas I, II e IV.2 A respeito da Revolução Industrial, assinale a al- GABARITO ternativa INCORRETA: a) Ocorreu em primeiro lugar na Inglaterra, nos Estudo Dirigido meados do século XVII. 1 Acumulação de capital; cercamentos; matéria- b) Caracterizava-se pela separação entre força de prima e mão de obra. trabalho e propriedade dos meios de produção. c) Favoreceu a ascensão da Inglaterra à posição 2 A máquina a vapor e a máquina de tecer e fiar. de maior potência da Europa. 3 Urbanização; divisão do trabalho; surgimento do d) No campo político, estimulou a concretização operariado. das teorias de Hobbes. Exercícios 1 C3 No início do século XVIII e meados do século XIX, ocorreram profundas mudanças no sistema 2 D de produção, levando o mundo a um processo de 3 D desenvolvimento conhecido como Revolução In- dustrial. Sobre a Revolução Industrial, julgue. 4 D I – Ocorreu principalmente na Inglaterra (Primei- ra Revolução Industrial) e mais tarde em al- guns países da Europa Ocidental e nos Estados Unidos (Segunda Revolução Industrial). II – Ocorreu principalmente por causa do acúmu- lo de enormes capitais provenientes das ativi- dades mercantilistas. III – Trouxe como conseqüência a abolição da escravidão em alguns países, com o objetivoEditora Exato 5