Slider Cobesc

1,000 views
946 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,000
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
24
Actions
Shares
0
Downloads
6
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Slider Cobesc

  1. 1. ENSINO PRESENCIAL AUXILIADO POR E-LEARNING <ul><li>Rodrigo Lins Rodrigues - UEPB </li></ul><ul><li>Filomena Moita - UEPB </li></ul><ul><li>Jairo Rodrigues da Silva - UEPB </li></ul>
  2. 2. Introdução <ul><ul><li>O termo e-Learning é fruto de uma combinação ocorrida entre: o ensino com auxílio da tecnologia e educação; </li></ul></ul><ul><ul><li>Ambas as modalidades convergiram para a educação online e para o treinamento baseado em web, que no final resultou no e-Learning; </li></ul></ul><ul><ul><li>Para Hall (2002, p.1) “ e-learning é o aprendizado entregue eletronicamente, em parte ou completamente via web browser , através da internet ou intranet, ou através de plataformas multimídia. </li></ul></ul>
  3. 3. Caracterização do Segmento <ul><li>Pilares do e-learning: </li></ul><ul><ul><li>Tecnologia </li></ul></ul><ul><ul><li>Conteúdo </li></ul></ul><ul><ul><li>Gestão </li></ul></ul><ul><ul><li>Instituição </li></ul></ul>
  4. 4. Tipos de ...-Learning <ul><li>“ ABC...-Leaning”, termos envolvidos com educação e difusão do conhecimento. </li></ul><ul><li>Blended learning, ou b-Learning, é a combinação de múltiplas aproximações ao ensino, o b-Learning pode ser compreendido como o uso “mesclado” de recursos virtuais (e-Learning) e físicos (tradicional); </li></ul><ul><li>Distance learning, ou d-Learning, é o termo utilizando para definir o ensino a distância através da TV, Jornais, Revistas etc. </li></ul><ul><li>Eletronic learning, ou e-Learning , é um termo normalmente utilizado para referenciar a forma de aprendizado onde o professor e o estudante estão separados pelo espaço físico e a interação entre eles é feita através de tecnologias online; </li></ul><ul><li>Mobile learning, m-Learning , é a forma de aprendizado utilizando tecnologias portáteis. Aprender independente da localização, tomando vantagens das oportunidades de aprendizado oferecidas por tecnologias portaveis; </li></ul><ul><li>T-Learning , usa TV digital como plataforma de ensino. </li></ul>
  5. 5. Características de e-Learning <ul><li>SINCRONO: </li></ul><ul><li>É quando o professor e alunos estão em comunicação ao mesmo tempo; </li></ul><ul><li>Exemplos de recursos síncronos: telefone, chat, vídeo e tele conferência; </li></ul><ul><li>Através da Web conferência o professor ministra a aula e os alunos, via Web, acompanham em tempo real, podendo realizar perguntas e discussões ao mesmo tempo. </li></ul>
  6. 6. Características de e-Learning <ul><li>ASSÍNCRONO: </li></ul><ul><li>Professor e alunos não estão em comunicação ao mesmo tempo; </li></ul><ul><li>Debate virtual entre todos os participantes do curso, sem hora marcada; </li></ul><ul><li>Proporciona um feedback mais profundo sobre a compreensão do conhecimento, das informações ou das experiências, pois o aluno tem um tempo pra refletir sobre o questionamento; </li></ul>
  7. 7. Objetivos da pesquisa <ul><li>Compreender as diferentes possibilidades de trabalhar com um sistema de gerenciamento de cursos para ensino de matemática presencial; </li></ul><ul><li>Utilizar a ferramenta Moodle, como ferramenta de e-learning; </li></ul><ul><li>Combinar aprendizagem presencial com virtual; </li></ul><ul><li>Trabalhar o lado colaborativo do aluno através do ambiente virtual; </li></ul><ul><li>Capacitar professores para o uso da ferramenta; </li></ul>
  8. 8. Metodologia <ul><li>Para a pesquisa utilizamos a Escola Carlos Rios da cidade de Arcoverde-PE; </li></ul><ul><li>Em primeiro plano foi observado e verificado os conhecimentos prévios dos alunos e professores em relação a informática básica; </li></ul><ul><li>Utilizamos uma turma de 1ºano do ensino médio; </li></ul><ul><li>Disciplina de Matemática; </li></ul><ul><li>A turma foi composta por 35 alunos; </li></ul><ul><li>A disciplina foi construída utilizando os seguintes recursos: wiki, fórum, chat, atividades, questionários, links, enquete e vídeos; </li></ul><ul><li>A interação se deu durante um período de 3 meses. </li></ul>
  9. 9. Ferramenta utilizada <ul><li>Mooodle: </li></ul><ul><li>Moodle - Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment. (Ambiente de aprendizagem dinâmico modular orientado ao objeto.) </li></ul><ul><li>É um software para produzir e gerenciar atividades educacionais baseadas na internet e/ou em redes locais. </li></ul><ul><li>Pode-se considerar que é um sistema que gera um ambiente educacional de aprendizagem também conhecido como: sistema de e-learning, sistema de administração de aprendizagem (LMS), ou ambiente virtual de aprendizagem (AVA). </li></ul>
  10. 10. Características do Moodle <ul><li>Mooodle: </li></ul><ul><li>É baseado em uma forte filosofia educacional. </li></ul><ul><li>O criador do Moodle, Martin Dougiamas, tem formação em educação (graduação em informática e Mestrado e Doutorado em Educação) </li></ul><ul><li>Adotou o Construcionismo Social como a estrutura pedagógica em que está baseado o ambiente; </li></ul><ul><li>Construcionismo Social Moodle: grupo social construindo coisas umas para as outras, criando, de forma colaborativa, uma pequena cultura de objetos compartilhados, com significados compartilhados. </li></ul>
  11. 11. Características do Moodle <ul><li>Enquanto SGCs centrados em ferramentas oferecem uma lista de ferramentas como sendo a interface, o ambiente Moodle coloca as ferramentas em uma interface que faz da aprendizagem a tarefa central; </li></ul><ul><li>Enquanto outros SGCs se estruturam em um modelo de carregamento de conteúdos estáticos, o Moodle enfoca o trabalho em ferraentas para discussão e compartilhamento de experiências; </li></ul><ul><li>Assim, a ênfase estão não em distribuir informação mas em compartilhar idéias e engajar os alunos na construção de conhecimento </li></ul>
  12. 12. Interface do Moodle
  13. 13. Vantagens de se usar o Moodle <ul><li>Abrir novas possibilidades de aprendizagem; </li></ul><ul><li>Combinar a aprendizagem presencial com a aprendizagem à distância; </li></ul><ul><li>Permite comunicação síncrona ou assincrona; </li></ul><ul><li>Flexibilidade de horários; </li></ul><ul><li>As atividades podem ser executadas em casa, no trabalho, universidade, ou em qualquer lugar de maior conveniência; </li></ul><ul><li>A interação pode ser efetuada sem a necessidade de encontros pontuais e localizados. </li></ul>
  14. 14. Software Livre na educação - Moodle <ul><ul><li>A liberdade de executar o programa, para qualquer propósito; </li></ul></ul><ul><ul><li>A liberdade de estudar o funcionamento do software, e adapta-lo às suas necessidades; </li></ul></ul><ul><ul><li>A liberdade de redistribuir cópias de modo que você possa ajudar ao seu próximo; </li></ul></ul><ul><ul><li>A liberdade de aperfeiçoar o programa, e liberar os seus aperfeiçoamentos, de modo que toda a comunidade se beneficie; </li></ul></ul><ul><ul><li>Custo mínimo para as escolas. </li></ul></ul>
  15. 15. Quais as vantagens para o professor <ul><li>Evita o uso excessivo de xerox e permite uma melhor organização dos recursos disponibilizados, simplificando as tarefas; </li></ul><ul><li>Promove a utilização das tecnologias ao serviço do ensino; </li></ul><ul><li>Permite momentos de avaliação diversificados; </li></ul><ul><li>Permite interação entre professores e alunos também fora das salas de aulas; </li></ul><ul><li>Rentabiliza estratégias, uma vez que o esclarecimento de dúvidas e os comentários a trabalhos resultam em benefício coletivo para toda a turma; </li></ul><ul><li>permite economizar tempo face à construção de páginas web com os mesmos objetivos. </li></ul>
  16. 16. Quais as vantagens para o aluno <ul><li>Possibilita aos alunos acederem aos materiais disponibilizados a partir de qualquer local com acesso à internet; </li></ul><ul><li>Possibilita aos alunos explorarem os recursos ao seu ritmo e no local que considerem mais aprazível, podendo esclarecer as suas dúvidas quando elas surgem, não tendo de esperar pela próxima aula; </li></ul><ul><li>Possibilita partilhar mais facilmente vitórias e angústias com os colegas e com os professores; </li></ul><ul><li>Permite um ensino mais dinâmico e motivador. </li></ul>
  17. 17. Estatísticas de interação Ferramenta questionário
  18. 18. Estatísticas de interação
  19. 19. Estatísticas de interação
  20. 20. Estatísticas de interação
  21. 21. BORBA, M.C.; PENTEADO, M.G. Informática e Educação Matemática. Coleção Tendências em Educação Matemática. Belo Horizonte: Autêntica, 2001, 98 p. M.CERTEU, Cotidiano e invenção Certeau. Editora Escrituras , 2005 MOITA, Filomena. Jogos Eletrônicos Construindo Novas Trilhas.Campina Grande, PB: p.151.Eduep, 2007. CYSNEIROS, P.G. A Assimilação da Informática pela Escola. In: III Congresso da RIBIE – Rede Iberoamericana de Informática Educativa. Anais... Barranquilla, 1996. PAPERT, S. A Máquina das Crianças: Repensando a Escola na Era da Informática. Tradução: Sandra Costa. Porto Alegre: Artmed, 2ª reimpressão, 2002. VALENTE, J.A. Diferentes Usos do Computador na Educação. Em Aberto. n0 57. Ano 12. pp.3-16, 1993.   Referências

×