Didaticgeoaula12

1,270 views
1,166 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,270
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
62
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Didaticgeoaula12

  1. 1. VERSÃO DO PROFESSOR D I S C I P L I N A Didática e o Ensino de Geografia Temas em Geografia no ensino médio Autoras Sônia de Almeida Pimenta Ana Beatriz Gomes Carvalho aula 12 Material APROVADO (conteúdo e imagens) Data: ___/___/___ Nome:_______________________________________
  2. 2. Governo Federal Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva Ministro da Educação Fernando Haddad Secretário de Educação a Distância – SEED Carlos Eduardo Bielschowsky Universidade Federal do Rio Grande do Norte Universidade Estadual da Paraíba Reitor José Ivonildo do Rêgo Reitora Marlene Alves Sousa Luna Vice-Reitora Ângela Maria Paiva Cruz Vice-Reitor Aldo Bezerra Maciel Secretária de Educação a Distância Vera Lúcia do Amaral Coordenadora Institucional de Programas Especiais - CIPE Eliane de Moura Silva Coordenador de Edição Ary Sergio Braga Olinisky Diagramadores Ivana Lima (UFRN) Johann Jean Evangelista de Melo (UFRN) Mariana Araújo (UFRN) Vitor Gomes Pimentel Projeto Gráfico Ivana Lima (UFRN) Revisora Tipográfica Nouraide Queiroz (UFRN) Revisora de Estrutura e Linguagem Rossana Delmar de Lima Arcoverde (UFCG) Ilustradora Carolina Costa (UFRN) Revisora de Língua Portuguesa Maria Divanira de Lima Arcoverde (UEPB) Editoração de Imagens Adauto Harley (UFRN) Carolina Costa (UFRN) Ficha catalográfica elaborada pela Biblioteca Central - UEPB 372.891 P644d    Pimenta, Sônia de Almeida.    Didática e o ensino de geografia / Sônia de Almeida Pimenta; Ana Beatriz Gomes Carvalho. – Campina Grande: EDUEP, 2008.    244 p. ISBN 978-85-7879-014-1 1. Geografia – Estudo e Ensino. I. Carvalho, Ana Beatriz Gomes. II. Título. 21. ed. CDD Copyright © 2008  Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste material pode ser utilizada ou reproduzida sem a autorização expressa da UFRN - Universidade Federal do Rio Grande do Norte e da UEPB - Universidade Estadual da Paraíba.
  3. 3. Apresentação N esta aula, vamos enfocar os temas tratados no Ensino Médio, apresentando as contribuições das Orientações Curriculares para o Ensino Médio, elaborando propostas a partir das especificidades do saber geográfico. Você conhecerá a proposta de trabalhar os conteúdos curriculares a partir das habilidades e competências, eixos temáticos e conceitos estruturantes e sua articulação na prática pedagógica do Ensino Médio. Objetivos Ao final desta aula, esperamos que você: 1 2 3 Conheça os temas mais importantes do saber geográfico para este segmento de ensino. Identifique as práticas pedagógicas e sua relação com os temas e conteúdos trabalhados na disciplina Geografia no Ensino Médio. Compreenda a complexidade dos temas no Ensino Médio e a necessidade de buscar novas formas didáticopedagógicas para o processo de ensino-aprendizagem neste segmento de ensino. Aula 12  Didática e o Ensino de Geografia
  4. 4. Tudo sobre todos os lugares do mundo A o analisarmos os conteúdos dos livros de Geografia para o Ensino Médio, temos exatamente está percepção: temos que estudar tudo sobre todos os lugares do mundo, ao mesmo tempo. E não é apenas a diversidade de assuntos e lugares, a abordagem também é bastante complexa. São abordados aspectos físicos e estatísticos do Brasil e do Mundo, bem como aspectos humanos, sociais e econômicos, articulados com um contexto geopolítico dinâmico. Se compararmos a proposta e os conteúdos do Ensino Fundamental com as exigências do Ensino Médio, verificamos que é realizado um verdadeiro salto quantitativo e qualitativo nas exigências dos conteúdos, deixando uma lacuna do 9° ano do Ensino Fundamental e do 1° ano do Ensino Médio. Depois de traçar um panorama do mundo contemporâneo contemplando o espaço mundial, seguimos no Ensino Médio com Geografia física liderando os temas tratados no 1° ano. Neste segmento de ensino, os fenômenos físicos e naturais do planeta Terra são tratados com uma profundidade muito maior, e todos os elementos classificatórios (rochas, clima, vegetação etc.) são apresentados aos alunos de uma só vez. Se as estruturas não forem bem construídas ao longo de todo o Ensino Fundamental, os alunos encontrarão muita dificuldade em lidar com essa nova forma de apresentar a disciplina, principalmente quando está voltado para o exame vestibular ao final dos três anos de Ensino Médio. A regionalização é, de certa forma, amenizada nos conteúdos do Ensino Médio, onde o foco está centrado nas articulações entre os conteúdos tratados, buscando estabelecer verdadeiras “pontes” entre os diferentes assuntos. Se no Ensino Fundamental, a regionalização transforma os conteúdos em janelas estanques, cabendo ao professor um esforço para estabelecer as relações entre eles, no Ensino Médio eles já aparecem com o foco nas análises e reflexões sobre os temas tratados. Antes de apresentarmos os temas orientações curriculares. Atividade 1 Pesquise em uma escola da rede pública estadual quais os conteúdos de Geografia no Ensino Médio. Elabore uma lista com os principais assuntos divididos por ano e analise o seu dimensionamento considerando o tempo, a quantidade e a profundidade. Aula 12  Didática e o Ensino de Geografia
  5. 5. A contribuição das orientações curriculares para o ensino médio A s Orientações Curriculares para o Ensino Médio foram elaboradas com a intenção de apresentar um conjunto de reflexões que alimente a prática docente, contribuindo para o diálogo entre o professor e a escola sobre as possibilidades de ação docente. O documento final foi elaborado após uma ampla discussão com as equipes técnicas dos Sistemas Estaduais de Educação, professores e alunos da rede pública e representantes da comunidade acadêmica. É particularmente interessante o trecho do documento que enfoca os marcos legais do Ensino Médio no que diz respeito à sua flexibilidade na oferta, como mostra o texto a seguir: Os atuais marcos legais para oferta do ensino médio, consubstanciados na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (nº. 9394/96), representam um divisor na construção da identidade da terceira etapa da educação básica brasileira. Dois aspectos merecem destaque. O primeiro diz respeito às finalidades atribuídas ao ensino médio: o aprimoramento do educando como ser humano, sua formação ética, desenvolvimento de sua autonomia intelectual e de seu pensamento crítico, sua preparação para o mundo do trabalho e o desenvolvimento de competências para continuar seu aprendizado. (Art. 35) O segundo propõe a organização curricular com os seguintes componentes: n  base nacional comum, a ser complementada, em cada sistema de ensino e estabelecimento escolar, por uma parte diversificada que atenda a especificidades regionais e locais da sociedade, da cultura, da economia e do próprio aluno (Art. 26); n  planejamento e desenvolvimento orgânico do currículo superando a organização por disciplinas estanques; n  integração e articulação dos conhecimentos em processo permanente de interdisciplinaridade e contextualização; n  proposta pedagógica elaborada e executada pelos estabelecimentos de ensino, respeitadas as normas comuns e as de seu sistema de ensino; n  participação dos docentes na elaboração da proposta pedagógica do estabelecimento de ensino. Fonte: Orientações curriculares para o ensino médio ; volume 3 -Ciências humanas e suas tecnologias / Secretaria de Educação Básica. – Brasília : Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2006. p. 7 Aula 12  Didática e o Ensino de Geografia
  6. 6. A nossa proposta de trabalho com os temas no Ensino Médio é respaldada por dois elementos presentes nas orientações curriculares: a possibilidade de complementação do currículo por uma parte diversificada que atenda a especificidades regionais e locais da sociedade e a proposta de superação da organização das disciplinas estanques. O documento não detalha como estas ações podem ser implementadas, mas deixa aberta a possibilidade e o incentivo para realizá-las. De forma introdutória, as Orientações Curriculares apresentam como objetivo da Geografia no Ensino Médio, o ensino da Geografia deve fundamentar-se em um corpo teórico-metodológico baseado nos conceitos de natureza, paisagem, espaço, território, região, rede, lugar e ambiente, incorporando também dimensões de análise que contemplam tempo, cultura, sociedade, poder e relações econômicas e sociais e tendo como referência os pressupostos da Geografia como ciência que estuda as formas, os processos, as dinâmicas dos fenômenos que se desenvolvem por meio das relações entre a sociedade e a natureza, constituindo o espaço geográfico (Brasília : Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2006. p. 43). Os conceitos e as dimensões de análise são semelhantes ao objetivo da disciplina no Ensino Fundamental, observando é claro o aprofundamento de todos os elementos. Estabelecemos aqui o contrapondo em relação aos dois segmentos de Ensino porque nos parece importante a compreensão de que no Ensino Médio não é apresentado nenhum conceito novo aos alunos, todas as dimensões já foram trabalhadas no Ensino Fundamental e reaparecem no Ensino Médio a partir de uma proposta de análise aprofundada das dinâmicas e fenômenos, estabelecendo relações entre a natureza e a sociedade no espaço geográfico. Os objetivos específicos apontam com clareza esta estrutura, pois propõem que o aluno deverá: n   Compreender e interpretar os fenômenos considerando as dimensões local, regional, nacional e mundial; n   Dominar as linguagens gráfica, cartográfica, corporal e iconográfica; n   Reconhecer as referências e os conjuntos espaciais, ter uma compreensão do mundo articulada ao lugar de vivência do aluno e ao seu cotidiano. Uma contribuição interessante das Orientações Curriculares que pode servir como fundamentação para a prática pedagógica do professor, é o quadro de competências e habilidades da Geografia no Ensino Médio. Aula 12  Didática e o Ensino de Geografia
  7. 7. Quadro 1: Competências e habilidades para a Geografia no Ensino Médio Competências n Capacidade de operar com os conceitos básicos da Geografia para análise e representação do espaço em suas múltiplas escalas. n Habilidades Capacidade de articulação dos conceitos. n Capacidade de compreender os fenômenos locais, regionais e mundiais expressos por suas territorialidades, considerando as dimensões de espaço e tempo. Estimular o desenvolvimento do espírito crítico n Observar a possibilidade de predomínio de um ou outro tipo de origem do evento. n Verificar a inter-relação dos processos sociais e naturais na produção e organização do espaço geográfico em suas diversas escalas. Identificar os fenômenos geográficos expressos em diferentes linguagens. n Utilizar mapas e gráficos resultantes de diferentes tecnologias. Reconhecer variadas formas de representação do espaço: cartográfica e tratamentos gráficos, matemáticos, estatísticos e iconográficos. Compreender o papel das sociedades no processo de produção do espaço, do território, da paisagem e do lugar. n Compreender a importância do elemento cultural, respeitar a diversidade étnica e desenvolver a solidadriedade. n n Analisar os espaços considerando a influência dos eventos da natureza e da sociedade. n Domínio de linguagens próprias à análise geográfica. Reconhecer as dimensões de tempo e espaço na análise geográfica. n n n n Capacidade de compreender o espaço geográfico a partir das múltiplas interações entre sociedade e natureza. Articular os conceitos da Geografia com a observação, descrição, organização de dados e informações do espaço geográfico considerando as escalas de análise n n n Capacidade de diagnosticar e interpretar os problemas sociais e ambientais da sociedade contemporânea. n Capacidade de identificar as contradições que se manifestam espacialmente, decorrentes dos processos produtivos e de consumo. Fonte: Orientações curriculares para o ensino médio ; volume 3 -Ciências humanas e suas tecnologias / Secretaria de Educação Básica. – Brasília : Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2006. p. 45. Estou no caminho certo? Considerando o objetivo geral da disciplina e os específicos, podemos considerar que as habilidades e competências podem servir como parâmetros para a elaboração das provas? Aula 12  Didática e o Ensino de Geografia   5
  8. 8. As habilidades e competências necessárias são essenciais para a elaboração dos objetivos e a avaliação da aprendizagem no Ensino Médio. Ao determinar os conteúdos e preparar o material para as aulas, o professor precisar ter como foco o desenvolvimento das habilidades e competências para escolher as melhores alternativas didáticas e alcançar seus objetivos com sucesso. Atividade 2 sua resposta Embora seja bastante interessante estabelecer uma relação direta entre os conteúdos apresentados e o desenvolvimento de habilidades e competências na avaliação exige um exercício de reflexão contínuo. Escolha um assunto do Ensino Médio, elabore uma proposta de aula que terá como meta de avaliação algumas das habilidades e competências relacionadas com o assunto escolhido. Aula 12  Didática e o Ensino de Geografia
  9. 9. Outra contribuição importante das Orientações Curriculares, é a apresentação de conceitos básicos estruturantes como base teórico- metodológica do professor levar o aluno a ter uma visão da complexidade social do mundo. Quadro 2: Conceitos estruturantes e articulações Conceitos Articulações n  rincipais dimensões materiais da vida humana. n  Expressões concretizadas da sociedade. Espaço e tempo n  Condicionam as formas e os processos de apropriação dos territórios. n  Expressam-se no cotidiano caracterizando os lugares e definindo e redefenindo as localidades e regiões. n  Consideradas as relações permeadas pelo poder, apropria-se dos territórios (ou de Sociedade espaços específicos) e define a organização do espaço geográfico em suas diferentes manifestações: território, região, lugar, etc. n  processos sociais redimensionam os fenômenos naturais, o espaço e o tempo. Os n  Manifestação das identidades dos grupos sociais e das pessoas. Lugar n  Noção e sentimento de pertencimento a certos territórios. n  Concretização das relações sociais vertical e horizontalmente, n  Expressão da concretização dos lugares, das diferentes dimensões constituintes do Paisagem espaço geográfico. Pelas mesmas razões já apontadas, não limitaria a paisagem apenas ao lugar. n  Permite a caracterização de espaços regionais e territórios considerando a horizontalidade dos fenômenos. n  Região se articula com território, natureza e sociedade quando essas dimensões são Região consideradas em diferentes escalas de análise. n  Permite a apreensão das diferenças e particularidades no espaço geográfico. n  território é o espaço apropriado. O n  Base da região. Território n  Determinação. das localizações dos recursos naturais e das relações de poder. n  constituição cotidiana de territórios tem como base, as relações de poder e de identidade A de diferentes grupos sociais que os integram, por isso eles estão inter-relacionados com conceitos de lugar e região. Fonte: Orientações curriculares para o ensino médio ; volume 3 -Ciências humanas e suas tecnologias / Secretaria de Educação Básica. – Brasília : Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2006, p. 53 e 54. Estes conceitos estruturantes podem servir como referência também para o Ensino Fundamental, embora as suas articulações sejam mais superficiais neste segmento de ensino. O importante aqui, é que o professor poderá identificar em cada conteúdo apresentado o seu conceito correspondente, desenvolvendo as articulações necessárias para integrar os conceitos, as informações, as competências e habilidades necessárias e os objetivos propostos. Veja o exemplo a seguir: Aula 12  Didática e o Ensino de Geografia
  10. 10. Tema: As Populações Indígenas no Rio Grande do Norte e na Paraíba Conteúdos A existência de reservas indígenas nestes Estados e o processo histórico de ocupação e aculturação histórica destes povos. Objetivos Conhecer aspectos culturais dos povos indígenas remanescentes na PB e RN; discutir a dinâmica de sua organização territorial; compreender as contradições existentes neste espaço geográfico. Competências Conceito Estruturante Lugar Articulações Capacidade de compreender os fenômenos locais, regionais e mundiais expressos por suas territorialidades, considerando as dimensões de espaço e tempo. • Manifestação das identidades dos grupos sociais e das pessoas. Noção e sentimento de pertencimento a certos territórios. Habilidades • Compreender o papel das sociedades no processo de produção do espaço, do território, da paisagem e do lugar. • Compreender a importância do elemento cultural, respeitar a diversidade étnica e desenvolver a solidariedade. Estou no caminho certo? Usando o esquema apresentado anteriormente, posso organizar todas as minhas aulas considerando os conceitos, as habilidades e competências? Este processo me ajudará a potencializar a aprendizagem dos meus alunos e orientará a avaliação? O esquema na estrutura de mapas conceituais é um excelente exercício para que você possa clarificar suas estratégias didáticas e metodológicas ao desenvolver diversos assuntos em sala de aula. Saber com clareza quais conceitos vamos trabalhar, e o que queremos desenvolver durante o percurso da aprendizagem, facilitará nossa compreensão sobre as melhores táticas e recursos para alcançar nossos objetivos. O professor consegue definir os objetivos e conteúdos, mas ainda falha ao decidir qual é a melhor forma de concluir o trabalho proposto. Por esta razão, encontramos muitas vezes propostas metodológicas que não estão consoantes com a forma de avaliação. Experimente usar este esquema com freqüência, ele facilitará seu trabalho e apontará aos alunos onde você realmente quer chegar, com transparência e coerência. 8 Aula 12  Didática e o Ensino de Geografia  
  11. 11. Atividade 3 sua resposta Escolha um tema, seus conteúdos e objetivos e elabore um mapa conceitual como o que apresentamos aqui, organizando os conceitos estruturantes e sua articulação, as competências e habilidades relacionadas com o assunto escolhido. Fique atento porque você estará você estará relacionando seis elementos diferentes! Aula 12  Didática e o Ensino de Geografia
  12. 12. O mundo sem limites T rabalhar com os alunos do Ensino Médio significa abrir os caminhos de todas as possibilidades possíveis para as informações apresentadas. Não existe um caminho único para qualquer percurso escolhido, as opções são infinitas e caberá ao aluno realizar suas próprias escolhas. Estas escolhas deverão, entretanto, partir de orientações do professor, sujeito fundamental na busca do conhecimento e no desenvolvimento da aprendizagem. Os temas no Ensino Médio estão relacionados com os conceitos estruturantes e todos os elementos que constituem o saber geográfico. Apesar do enfoque geopolítico nas análises territoriais, existe uma grande diversidade de temas que podem ser explorados utilizando diferentes recursos didáticos. O papel mais importante do professor no Ensino Médio é desenvolver em seus alunos a prática de pesquisa, instigando a curiosidade, a dúvida e o desejo de saber mais. Um professor que apenas reproduz conceitos estanques e exige a repetição de suas próprias palavras (ou os textos dos livros), produz um movimento em direção oposta. O aluno não se interessa por este conhecimento “enciclopédico” porque nos dias de hoje ele pode obter estas informações em vários lugares. Cabe ao professor propiciar aos alunos o manejo de todas os elementos que constituem o saber geográfico, promovendo a abertura para uma leitura de mundo. Comparando com o processo de letramento nas séries iniciais, seria como ensinar o mecanismo de leitura (através das letras, sílabas, etc) para que cada aluno possa ler seu próprio texto, e não ler todos os textos para o aluno. Na Geografia, podemos construir os conceitos e procedimentos necessários para a leitura de mundo, através da compreensão do espaço geográfico, com suas dinâmicas e fenômenos. Ou podemos impor ao aluno a nossa leitura de mundo, para que ele a reproduza, mesmo que não a compreenda. É a diferença básica entre ensinar a fazer e fazer pelo outro. Embora possa parecer um exemplo exagerado, muitos professores ao insistir na memorização ou no foco unidirecional em suas aulas, estão fazendo exatamente isso, exigindo não que o aluno pense, mas que ele apenas reproduza pensamentos de outrem. 10 Aula 12  Didática e o Ensino de Geografia
  13. 13. Assim, a pesquisa, seminários, painéis, relatos etnográficos, história oral, levantamento de dados, construção de mapas, observação da realidade, entre outros recursos, devem ser explorados ao máximo, na perspectiva de incentivar o caráter científico do pensamento e organização e sistematização das idéias. Os eixos temáticos, assim como no Ensino Fundamental, podem ser explorados relacionando-os com o conteúdo. Veja a seguir a sugestão dos eixos temáticos nas Orientações Curriculares: 1. Formação territorial brasileira. 2. Estrutura e dinâmica de diferentes espaços urbanos e o modo de vida na cidade, o desenvolvimento da Geografia Urbana mundial. 3. O futuro dos espaços agrários, a globalização a modernização da agricultura no período técnico-científico informacional e a manutenção das estruturas agrárias tradicionais como forma de resistência. 4. Organização e distribuição mundial da população, os grandes movimentos migratórios atuais e os movimentos socioculturais e étnicos, as novas identidades territoriais. 5. As diferentes fronteiras e a organização da Geografia política do mundo atual, estado e organização do território. 6. As questões ambientais, sociais e econômicas resultantes dos processos de apropriação dos recursos naturais em diferentes escalas, grandes quadros ambientais do mundo e sua conotação geopolítica. 7. Produção e organização do espaço geográfico e mudanças nas relações de trabalho, inovações técnicas e tecnológicas e as novas Geografias, a dinâmica econômica mundial e as redes de comunicação e informações. Estes temas são pontos de partida, podem ser geradores para uma série de outras propostas, mas o objetivo é articular todos os conteúdos dentro de eixos temáticos, de forma que a complexidade na análise dos fenômenos esteja sempre garantida. Atividade 4 Resgate a produção que você realizou para a Atividade 3 e relacione o seu material com um dos eixos temáticos propostos neste texto. Registre se você conseguiu encontrar elementos para realizar a articulação com facilidade ou não. Em caso de dificuldades, compartilhe suas dúvidas com seus colegas e professores. Aula 12  Didática e o Ensino de Geografia 11
  14. 14. Concluindo o percurso O Ensino Médio aborda todos os conteúdos do Ensino Fundamental em um nível de aprofundamento e diversidade muito maior, exigindo do professor o desenvolvimento de estratégias inovadoras para facilitar a aprendizagem do aluno diante do grande leque de informações. O trabalho com eixos temáticos pode servir como um ponte de partida para o desenvolvimento de diferentes estratégias didáticas, estimulando o pensamento científico e a formação da cidadania. Leituras complementares CASTELLAR, S. Educação Geográfica: teorias e práticas docentes. São Paulo: Contexto, 2007. A importância de ensinar e aprender Geografia, é tema central deste livro que reúne textos estimulantes e inovadores sobre o lugar dessa disciplina na formação dos alunos na escola, destacando as investigações ocorridas no contexto da sala de aula e em cursos de formação continuada de professores. A proposta é realizar um amplo debate nas áreas de Pedagogia e Metodologia do Ensino de Geografia. Os autores analisam a relação entre teoria e prática, o papel do educador e a importância da Geografia na formação dos estudantes. PASSINI, E.(ORG). Prática de ensino em Geografia e Estágio Supervisionado. São Paulo, Contexto, 2008. Este livro tem como objetivo funcionar como um guia claro e essencial para o dia-a-dia das aulas de Prática de Ensino de Geografia e contribuir para um maior aprofundamento do conhecimento geográfico no cotidiano escolar. Com texto estimulante e linguagem objetiva, esta obra se destaca das demais por fazer uma leitura realista e inovadora das relações presentes, ausentes e necessárias no espaço escolar. Mostra ainda como a articulação teoria-práticateoria e as discussões sobre aulas planejadas e dadas nos estágios geram diferentes níveis de emoção e responsabilidade, e que estas, somadas a uma boa qualidade técnica e estética, podem sim desenvolver no profissional a inquietude pela busca do rigor científico do conteúdo. 12 Aula 12  Didática e o Ensino de Geografia
  15. 15. Resumo Nesta aula, apresentamos a diversidade e complexidade dos conteúdos utilizados no Ensino Médio, buscando uma reflexão sobre os aspectos teóricos e metodológicos na sua apropriação educativa. Você conheceu as contribuições das Orientações Curriculares para o Ensino Médio, com suas propostas para o desenvolvimento de habilidades e competências em Geografia. Introduzimos os conceitos estruturantes e seus elementos articuladores, finalizando com os eixos temáticos para o desenvolvimento de práticas pedagógicas em Geografia. Auto-avaliação 1 2 Elabore um pequeno texto crítico sobre a diversidade, quantidade e complexidade dos conteúdos programático do ensino Médio e o seu tempo de realização. Destaque os principais elementos do texto sobre a contribuição das Orientações Curriculares. Referências CAVALCANTI, L. S. Geografia e práticas de ensino. Goiânia: Editora Alternativa, 2002. Orientações curriculares para o ensino médio ; volume 3 -Ciências humanas e suas tecnologias / Secretaria de Educação Básica. – Brasília:Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2006. PONTUSCHKA, N. N.; OLIVEIRA, A. U. (Orgs.) Geografia em perspectiva. São Paulo: Contexto, 2002. RESENDE, M. S. A geografia do aluno trabalhador. Caminhos para uma prática de ensino. São Paulo: Loyola, 1986. RUA, J. et al. Para ensinar geografia. Rio de Janeiro: Acces, 1993. Aula 12  Didática e o Ensino de Geografia 13
  16. 16. SPOSITO, E. S. Geografia e Filosofia. Contribuição para a metodologia de ensino do pensamento geográfico. São Paulo: UNESP, 2004. SUETERGARAY, D. et al. Geografia e educação. Geração de ambiências. Porto Alegre: Ed. da UFRGS, 2000. VESENTINI, J. W. O novo papel da escola e do ensino da geografia na época da Terceira Revolução Industrial. In: Terra Livre, São Paulo, AGB, n. 11-12, 1996, p. 209-224. KAERCHER, N. A. Desafios e utopias no ensino da Geografia. 3.ed. Santa Cruz do Sul: Edunisc, 2001. Anotações 14 Aula 12  Didática e o Ensino de Geografia
  17. 17. Anotações Aula 12  Didática e o Ensino de Geografia 15
  18. 18. Anotações 16 Aula 12  Didática e o Ensino de Geografia
  19. 19. Didática e o Ensino de Geografia – GEOGRAFIA EMENTA Análise dos documentos necessários à organização do ensino; fundamentação teórico-metodológica para a organização do trabalho docente; tendências atuais do ensino de geografia; a geografia e a interdisciplinaridade; a utilização de diferentes fontes de informações e linguagens e a prática docente em geografia; situações problemas e a prática de ensino em geografia. AUTORAS n  Sônia de Almeida Pimenta n  Ana Beatriz Gomes Carvalho AULAS Didática e a prática educativa 02 Elementos da didática: os diferentes métodos de ensino 03 Tendências no ensino de Geografia 04 A contribuição dos parâmetros curriculares para o ensino de Geografia 05 O ensino de Geografia, a multiculturalidade e as tecnologias de informação 06 A interdisciplinaridade no ensino de Geografia e a pedagogia de projetos 07 Elementos para o ensino de Geografia (orientação e representação cartográfica) 08 O planejamento na organização da prática pedagógica 09 Teorias e práticas sobre a avaliação 10 A construção de conceitos nos primeiros anos do ensino fundamental 11 Temas em geografia no ensino fundamental 12 Temas em geografia no ensino médio 15 2º Semestre de 2008 01

×